Cidades Gêmeas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou secção:
  • Não tem fontes.
  • Texto necessita de revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa.

"Cidades gêmeas" correspondem a adensamentos populacionais cortados pela linha de fronteira (terrestre ou fluvial, articulada ou não por obra de infraestrutura). Essas cidades contam com grande potencial de integração econômica e cultural. Há intensa circulação de pessoas, mercadorias e capitais, mas também existem problemas ligados ao comercio ilegal de mercadoria entre dois países, contrabando ou tráfico de drogas.

Um exemplo famoso desse tipo de aglomeração é a cidade de Budapeste na Hungria, que começou como duas vilas (Buda and Peste) se enfrentando uma a outra através do Rio Danúbio . Mas há cidades gêmeas que vêm resistindo a unificação de seus territórios e por isso mantêm identidades próprias,econômicas e demográficas.

Budapeste, Hungria, exemplo da unificação de duas cidades, Buda e Pest

Cidades gêmeas dividem consigo aeroportos, caso de Dallas/Fort Worth e Minneapolis-St.Paul. Em alguns casos, como as cidades de Albury/Wodonga, elas são pemanentemente divididas entre 2 estados, sendo que uma adere estritamente a um ponte de referência geográfico (caso o rio Murray que divide os estados de Nova Gales do Sul e Victoria, e portanto, Albury e Wodonga.

Exemplos[editar | editar código-fonte]

Ásia
Europa
América do Norte
América do Sul
Santana do Livramento-Brasil e Rivera-Uruguai
Austrália
África
Visão de Kinshasa através de Brazaville, as 2 cidades são separadas pelo rio Congo

.

Tri-Cidades[editar | editar código-fonte]

Estados Unidos
Canadá
México
Ásia
América do Sul
Europa

Poli-Cidades (4 pra cima)[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]