Demografia da Espanha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Os movimentos migratórios, tanto internos quanto externos, foram determinantes na composição demográfica moderna da Espanha. Entre o final do século XIX e início do século XX, houve uma significativa corrente emigratória da Península Ibérica para países ibero-americanos. Entre os principais destinos estavam Cuba, Porto Rico, Argentina, Venezuela e Brasil.

A densidade populacional da Espanha é a menor que a da maioria dos países europeus. As populações rurais estão se movendo para as cidades.

Não há religião oficial na Espanha. A Constituição de 1978 aboliu a Igreja Católica Romana como a religião oficial, reconhecendo o seu papel na sociedade espanhola. Mais de 90% da população é católica.

População[editar | editar código-fonte]

Cidades mais populosas[editar | editar código-fonte]

Áreas metropolitanas[editar | editar código-fonte]

Áreas metropolitanas mais importantes da Espanha
Densidade populacional da Espanha (2005)

As mais importantes em 2005 são:

  1. Área metropolitana de Madrid 5.843.041
  2. Área Metropolitana de Barcelona 4.686.701
  3. Área Metropolitana de Valência 1.623.724
  4. Área Metropolitana de Sevilha 1.317.098
  5. Área Metropolitana de Málaga 1.074.074
  6. Área Metropolitana de Bilbau 947.581
  7. Área Metropolitana das Astúrias (Gijón-Oviedo) 855.199
  8. Área Metropolitana de Alicante-Elche 711.215
  9. Área Metropolitana de Saragoça 683.763
  10. Área Metropolitana de Las Palmas de Gran Canaria 616.903
  11. Área Metropolitana da Baía de Cádiz (Cádiz-Jerez de la Frontera) 615.494
  12. Área Metropolitana de Murcia 563.272
  13. Área Metropolitana de Palma de Mallorca 474.035
  14. Área Metropolitana de Granada 472.638
  15. Área Metropolitana de Vigo 423.821
  16. Área Metropolitana de Santa Cruz de Tenerife 420.198
  17. São Sebastião 399.125
  18. A Corunha 396.015
  19. Área Metropolitana de Valladolid 383.894
  20. Área Metropolitana de Tarragona 375.749
  21. Área Metropolitana de Córdoba 321.164
  22. Área Metropolitana de Pamplona 309.631

Sistema educacional[editar | editar código-fonte]

Mais ou menos 70% da população estudante vai à escolas e universidades públicas. Os outros vão à privadas, na maioria operadas pela Igreja Católica.

A educação começa com a escola primária para as idades de 6 até 14 anos. É grátis em todas as escolas públicas e até em algumas particulares que recebem subsídios do governo. Depois os estudantes atendem à escola secundária oferecendo um diploma geral do colegial ou uma escola de educação profissional oferecendo um programa de treinamento vocacional. A universidade espanhola oferece graduações e pós-graduações em todas as áreas e escolas superiores técnicas oferecem programas em engenharia, arquitetura e outras áreas de especialização técnica.

Indicadores estatísticos[editar | editar código-fonte]

Pirámide das edades da Espanha (2005)
Evolução demográfica da Espanha entre 1900 y 2005

População: 44.144.166 (1 de Janeiro de 2007 est.)

Estrutura etária (2000 est.):
0-14 anos: 15% (homem 3,046,379; mulheres 2,866,712)
15-64 anos: 68% (homem 13,702,947; mulheres 13,618,766)
65 anos e mais: 17% (homem 2,830,607; mulheres 3,931,260) (2000 est.)

Crescimento populacional: 2,1% (2003 est.)

Taxa de nascimento: 10.5 nascimentos/1,000 população (2003 est.)

Taxa de mortalidade: 9.16 morte/1,000 população (2000 est.)

Taxa de migração: 0.88 migrante(s)/1,000 população (2000 est.)

Proporção sexual:
no nascimento: 1.07 homem(ns)/mulher
abaixo de 15 anos: 1.06 homem(ns)/mulher
15-64 anos: 1.01 homem(ns)/mulher
65 anos e mais: 0.72 homem(ns)/mulher
total populacional: 0.96 homem(ns)/mulher (2000 est.)

Taxa de mortalidade infantil: 4.99 mortes/1,000 nascimentos vivos (2000 est.)

Expectativa de vida à data de nascimento:
total populacional: 78.79 anos
homem: 75.32 anos
mulher: 82.49 anos (2000 est.)

Taxa de fertilidade: 1.15 crianças nascidas/mulher (2000 est.)

Nacionalidade:
substantivo: Espanhol
adjetivo: Espanhol

Grupos étnicos:

  • Nativos: composto de tipos mediterrânicos e nórdicos;
  • Estrangeiros: composto heterogêneo de etnias não-brancas.

Religiões: Católica 99%, outros 1%

Línguas:

Alfabetização:
definição: acima de 15 anos podem ler e escrever
total populacional: 97%
homens: ND%
mulheres: ND%

Imigração[editar | editar código-fonte]

A população estrangeira em Espanha em 2007 cifrava-se em 4.144.166, um incremento de 11,1% em relação ao ano anterior. Este valor representa 9,3% dos 44.708.964 habitantes em Espanha.[1]

A comunidade marroquina, com 563 mil residentes, é a mais numerosa, seguindo-se os equatorianos (461 mil), romenos (407 mil) e britânicos (274 mil), colombianos (265 mil), alemães (150 mil), argentinos (150 mil), bolivianos (140 mil), italianos (115 mil), chineses (105 mil), búlgaros (101 mil), peruanos (96 mil), franceses (90 mil) e portugueses (80 mil). Os paquistaneses são 40 mil.

Referências

Bandeira da Espanha Espanha
Bandeira • Brasão • Hino • Cinema • Culinária • Cultura • Demografia • Desporto • Economia • Forças Armadas • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Turismo • Imagens