Manuel Cardoso (compositor)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Manuel Cardoso
Nascimento 11 de dezembro de 1566
Fronteira, Portugal
Morte 24 de novembro de 1650 (83 anos)
Lisboa, Portugal
Ocupação Organista, compositor

Manuel Cardoso (Fronteira, 11 de dezembro de 1566Lisboa, 24 de novembro de 1650) foi um organista e compositor português.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Manuel Cardoso nasceu em Fronteira do Alentejo, perto de Portalegre, provavelmente em 1566. Participou no Colégio dos Moços do Coro, associado à catedral de Évora, estudando com Manuel Mendes e Cosme Delgado. Em 1588 ingressou na ordem carmelita, e fez os seus votos em 1589, no Convento do Carmo, em Lisboa. No início dos anos 1620, residiu no Paço Ducal de Vila Viçosa, onde se tornou amigo do Duque de Barcelos (mais tarde rei D. João IV). Terminou a sua carreira como organista e compositor residente no Convento do Carmo em Lisboa.

Muitas das suas obras, provavelmente as mais progressistas, foram destruídas no terramoto, seguido de incêndio, de 1755.

Junto com Duarte Lobo e João IV de Portugal, os maiores representantes da "era dourada" do polifonia portuguesa.

Gravações[editar | editar código-fonte]

  • Frei Manuel Cardoso, Requiem. The Tallis Scholars, Peter Phillips. Gimell CDGIM 021
  • Manuel Cardoso, Missa pro defunctis. Schola Cantorum Oxford, Jeremy Summerly. Naxus CD 8.550682, 1992

Fontes e Leitura[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um compositor é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.