Universo Marvel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Multiverso (Marvel Comics))
Ir para: navegação, pesquisa
Nota: Se procura pela revista mensal publicada pela Panini Comics, pesquise Universo Marvel (título mensal)
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde julho de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.

O Universo Marvel é um mundo fictício onde são narradas as histórias em quadrinhos publicadas pela editora Marvel Comics que atualmente pertence à The Walt Disney Company.

Trata-se de um mundo baseado no mundo real, utilizado como pano de fundo em comum para histórias de diferentes séries em quadrinhos, e de cenário para encontros entre os personagens.

História[editar | editar código-fonte]

Embora o conceito de um universo partilhado não fosse novo ou único na Banda Desenhada em 1961, Stan Lee, Jack Kirby e Steve Ditko, entre outros, criaram diversos títulos em que o que acontecia num deles tinha repercussões nos restantes. Por outro lado, as séries continuadas permitiam que os personagens crescessem e mudassem. Era frequente o herói principal de um título aparecer noutro, fosse com um pequeno ou grande papel na história que era narrada. A certa altura, alguns destes heróis também integraram títulos de equipas, às quais passavam a pertencer, como os Vingadores. Não se tratava da primeira vez que os personagens da Marvel interagiam - Namor e o Tocha Humana original tinham sido rivais durante a Era de Ouro da Marvel - mas era a primeira vez que os personagens da mesma editora de banda desenhada pareciam partilhar o mesmo mundo.

Ao longo dos tempos, alguns escritores da Marvel convenceram os seus editores a incorporar a idéia de um multiverso. Tal permitia criar vários universos fictícios que, de um modo geral, não se sobrepunham. O que acontecia na Terra do principal universo Marvel (Terra-616) não influenciava os acontecimentos numa outra Terra de outro universo. No entanto, alguns argumentistas escreveram histórias em que personagens de um universo visitavam outro universo e interagiam com os personagens desse, o que era encarado editorialmente como um crossover.

Alguns argumentistas da Marvel Comics desejavam um crossover com a Liga da Justiça da DC Comics, uma equipe composta por Batman, Super-Homem, Mulher-Maravilha, Aquaman e Lanterna Verde, entre outros. No entanto, naqueles tempos, os crossovers inter-editoriais não se realizavam. Como tal, foram escritas uma série de histórias sobre o Esquadrão Supremo, um grupo de super-heróis de uma terra alternativa - não pertencendo ao Universo Marvel principal - que muito se assemelhavam à Liga quanto aos seus poderes e passado, apesar de terem nomes e fatos diferentes dos originais, o que permitia à Marvel invocar uma negação plausível de plágio. O facto dos argumentistas destas histórias terem tratado este acontecimento, não como uma partida, mas com grande respeito, permitiu os desejados crossovers.

Em 1982, a Marvel publicou a mini-série Contest of Champions (no Brasil - Torneio dos Campeões), na qual a maioria dos principais heróis da editora na altura foi reunida para lidar com uma ameaça.

Os títulos principais do universo Marvel ocorriam em Nova Iorque, tentando retratar a cidade e o mundo realisticamente com a presença de super-humanos a afetar a vida dos cidadãos comuns das mais variadas formas.

Em 1986, por altura do 25º aniversário da Marvel Comics, o então director Jim Shooter lançou uma nova linha editorial, intitulada o Novo Universo, a qual pretendia ser ainda mais realista quanto à presença de indivíduos com super-poderes no nosso planeta. No entanto, não teve muito sucesso e nenhum dos seus títulos alcançou os 3 anos de existência.

Ao longo dos anos, à medida que o número de títulos publicados aumenta e o volume de histórias passadas se acumula, é cada vez mais difícil manter a consistência interna, sem que ocorram erros de continuidade. Ao contrário da sua principal rival DC Comics, a Marvel nunca recomeçou de um modo drástico toda a sua continuidade. Existiram algumas tentativas menores nos últimos anos, tendo como preocupação chegar aos leitores neófitos que desconhecem as décadas constantes do passado dos personagens. O exemplo mais visível foram os títulos Heróis Renascem, nos quais alguns dos maiores heróis da Marvel estiveram exilados durante cerca de um ano.

Uma tentativa maior foi feita com as revistas da linha Ultimate Marvel. Estas séries de títulos numa continuidade não relacionada com a principal, essencialmente recomeçaram o universo Marvel desde o seu início, com novas abordagens. Esta tentativa é considerada um sucesso e as suas revistas são das mais vendidas nos EUA.

Locais[editar | editar código-fonte]

Existem alguns locais que figuram permanentemente como cenário das aventuras do Universo Marvel. Alguns são locais reais e outros ficcionais.

Mapa da Europa do Universo Marvel, em destaque, a Symkaria e a Latvéria.
  • Nova Iorque - cidade onde se passa a maioria das histórias da Marvel Comics.
  • Asgard - um dos nove reinos, é a morada dos Deuses, onde vivem Thor, Odin e Loki.
  • Edifício Baxter - edifício ficcional, primeira sede e residência do Quarteto Fantástico, já destruído.
  • Universidade de Columbia - onde Matt Murdock (Demolidor) e Elektra Natchios frequentaram a faculdade.
  • Universidade do Empire State - universidade ficcional onde Peter Parker (Homem-Aranha) frequentou a faculdade.
  • Torre Stark - sede das Indústrias Stark. Lá está instalado o Reator Ark.
  • Sanctum Sanctorum - casa ficcional do Doutor Estranho, localizada em Greenwich Village.
  • A Gruta - prisão ficcional de alta-segurança para prisioneiros com super-poderes.
  • Instituto Xavier para Jovens Superdotados e, depois, Instituto Xavier para Estudos Avançados - Também chamada de Mansão X, era a antiga base dos X-Men. Localizada em Salem Center (Condado de Westchester, Estado de Nova Iorque)
  • Madripoor - cidade ficcional, baseada em Singapura, onde Wolverine tem os seus contactos.
  • Atlântida - Reino Submarino há muito tempo perdido, onde Namor é o governante.
  • Genosha - uma nação localizada numa ilha ficcional a norte de Madagascar, na costa leste de África; já foi um estado com um regime de apartheid,a onde os mutantes foram outrora escravos.
Mapa onde se localizaria a Latvéria (em verde) e sua capital, Doomstadt.
Bandeira da Latvéria

[3]

  • Wakanda - Uma nação ficcional africana governada por T'Challa (Pantera Negra). Notabiliza-se por ser uma nação de costumes ancestrais, mas repleta de tecnologia avançadíssima. Foi em Wakanda que o Alto Evolucionário fez uma de suas bases, durante a saga conhecida como "A Guerra do Alto Evolucionário". Também é onde se encontram as maiores jazidas de vibranium, o metal capaz de absorver energia e som.
  • Terra Selvagem - Uma região de temperatura alta na Antártica onde vivem animais dados como extintos, como dinossauros. É mais conhecida, porém, como o lar de Ka-Zar, o Senhor da Terra Selvagem (uma espécie de Tarzan da Marvel). Também lá se encontram jazidas de vibranium, de um tipo especial, que derrete todo metal. É o único lugar do mundo onde este tipo de vibranium existe.
  • Atillan Antigo lar dos Inumanos localizado no Himalaia.
  • Zona Azul da Lua, localizada na parte escura da Lua, é um lugar onde existe oxigênio e atual lar dos Inumanos.
  • Montanha Wundagore, na Trânsia (país fictício da Europa Central), lar do Alto Evolucionário e local de nascimento da Feiticeira Escarlate e irmão.
  • Subterrâneo, local abaixo da superfície terrestre, interligado por imensos túneis e cavidades. Lar do Homem-Toupeira, Tyrannus e dos seus inúmeros servos, Homens-Lava e outros.
  • Recanto do Anjo - Base da X-Force de Wolverine localizada na Montanhas Rochosas no Colorado.
  • Subterrâneo do Poço de Piche do Museu La Brea localizada em Los Angeles - Base dos Fugitivos
  • Mansão X - nome abreviado para Mansão Xavier, é a Base de Operações local de treinamento dos X-Men. Também usado como uma escola para adolescentes mutantes, o Instituto Xavier para Estudos Avançados, antigamente chamada de Escola Xavier para Jovens Superdotados (Xavier's School for Gifted Youngsters, no original). É também o quartel-general da Corporação X. Seu endereço é Avenida Graymalkin Lane, n° 1407, na cidade de Salem Center, no Condado de Westchester, Nova York. [4]
  • Knowhere - uma cabeça decepada de um Celestial flutuante que serve de estação espacial e base para os Guardiões da Galáxia [5] .
  • Ilha Muir é uma pequena ilha fictícia localizada no norte da Escócia, onde a Doutora Moira MacTaggert construiu seu Centro de Pesquisa Mutante. Sempre que necessário os X-Men vão até ela para solucionar algum impasse genético.
  • Las Vegas - local da Base Gamma, onde o Hulk busca refúgio.
  • Symkaria - país vizinho da Latvéria.[6]

Super-Grupos[editar | editar código-fonte]

O Universo Marvel é composto por vários grupos de Super-heróis dentre eles encontram-se:

Heróis Marvel[editar | editar código-fonte]

Essa é uma lista com os Heróis Marvel mais conhecidos e suas identidades:

Vilões marvel[editar | editar código-fonte]

Nesta lista estão presentes alguns dos vilões mais conhecidos da marvel.

Continuidade[editar | editar código-fonte]

Os acontecimentos da maioria das revistas da Marvel Comics passam-se numa continuidade conhecida como Terra-616. Este conceito de continuidade na Marvel Comics não é sinónimo de dimensão ou universo. Por exemplo, personagens como Mephisto e Dormammu são de dimensões alternativas e os Celestiais de um outro universo, mas todos pertencem à continuidade da Terra-616. Uma continuidade também não deve ser confundida com uma linha editorial. Por exemplo, se é verdade que as revistas da linha Marvel UK se passam numa continuidade diferente, a maioria dos títulos da linha MAX também se passam na continuidade da Terra-616. Outras continuidades além da Terra-616 incluem:

Relação com o Mundo Real[editar | editar código-fonte]

Como principais semelhanças entre este universo e a vida real, podemos apontar:

  • Possui as mesmas cidade, países e continentes no planeta Terra.
  • A história do homem e da civilização e a cultura são similares.
  • É habitado por celebridades do mundo real como atores, políticos e escritores.

Como principais diferenças podemos apontar:

  • Presença de super-seres, que são os personagens da editora.
  • Leis naturais não exatamente iguais às reais, podendo variar de acordo com as necessidades das história sendo escrita.
  • Múltiplos universos paralelos, com versões alternativas dos personagens e suas histórias.
  • Universo completamente povoado por alienígenas que visitam a Terra frequentemente.
  • Tecnologias avançadíssimas nas mãos dos terrestres do tempo presente, que, aparentemente, não provocam nenhuma mudança profunda na economia e relações mundiais.
  • Existência dos deuses de todas as religiões do mundo antigo ao mesmo tempo.
  • Presença de seres mitológicos de diversas culturas de todas as épocas, como ogros, valquírias, vampiros, lobisomens, duendes, dragões, e monstros de todo tipo.

Em maio de 1970 (revista Fantastic Four#98, publicada no Brasil na revista da RGE Os Quatro Fantásticos #14), Stan Lee escreveu uma história em que o Quarteto Fantástico assistia pela TV com entusiasmo o pouso na Lua da Apollo 11. Uma vez que todos sabiam que o Quarteto já havia estado no satélite, descobriu a Área Azul e encontrou o Vigia, não se entendia tal atitude. Afora o patriotismo, talvez a história tenha demonstrado que Lee pretendia até mesmo de forma ingênua, deixar o Universo Marvel sempre o mais parecido possível com o mundo real. Após Lee, todavia, haveria algumas mudanças.

Podemos citar como a mais dramática a mostrada na história do Capitão América contra o Império Secreto (revista Captain America # 175, 1974[8] ), quando o herói descobre a identidade do líder da organização criminosa, que logo em seguida se suicida. Embora não apareça o rosto do vilão, fica claro pelo que diz e por todo o contexto, tratar-se de Richard Nixon. Assim, no Universo Marvel Nixon se suicidou logo após Watergate, ao contrário do mundo real.

Se supusermos que essa mudança não teve implicações visíveis com os paralelos da vida real, pois Nixon saiu de cena (como se realmente tivesse "morrido"), o fato é que o princípio de Lee havia sido alterado. Não por acaso, nos anos 1980 seria criado o conceito da Terra 616. Quem a propôs foi Alan Moore, um conhecido adepto da Teoria do Caos. Para esse autor, não existe mudanças sem consequências (Efeito Borboleta, como é conhecido atualmente). Em sua mini-série Watchmen, por exemplo, o advento dos super-heróis americanos nos anos 1940 levaria a que os Estados Unidos vencessem a Guerra do Vietnã e lançassem o mundo às portas de uma Guerra Nuclear.

Utilidade Editorial[editar | editar código-fonte]

  • Reutilização de personagens, como por exemplo, inimigos populares de um personagem serem postos para enfrentar outro.
  • Crossovers, tanto simples, entre dois personagens em uma edição ou mini-série, quanto mega-crossovers, envolvendo quase todos os títulos e durando meses.
  • Referência para novas séries, como spin-offs, prequelas ou releituras de vários tipos.

Inconvenientes[editar | editar código-fonte]

Apesar da utilidade e das vantagens de um universo ficional comum a várias publicações, existem também desvantagens. Alguns dos que afectam o Universo Marvel são:

  • Redução de surpresas: Não teria sido possível, por exemplo, desenvolver uma história do Homem-Aranha em que ele investigasse uma suposta existência de extraterrestres, pois já existem vários alienígenas no Universo Marvel, tendo o próprio Aranha já defrontado alguns e viajado no espaço. Uma série como Arquivo X (Brasil) ou Ficheiros Secretos (Portugal) não seria possível neste universo.
  • Encaixe cronológico: Cada nova série que é lançada tem que ser encaixada na cada vez mais complexa cronologia. Como exemplo, ao referir-se que o vilão Apocalipse existia desde o Egito Antigo, foi necessário explicar sua ausência nas histórias mais antigas.
  • Problemas com a magnitude dos eventos: É comum em filmes e livros de ficção a ocorrência de algum evento em escala global ou mesmo cósmica, como o apagamento do Sol ou um vírus que afete todos os países. Ao criar uma situação assim num universo com muitos títulos mensais, o escritor precisa garantir perante a equipa editorial que os demais personagens da editora irão passar por aquilo de alguma forma. É muito fácil cometer erros de continuidade e vários têm acontecido.
  • O mundo superprotegido: Como há vários heróis e criaturas cósmicas que protegem a Terra ou o Universo, fica difícil criar determinados efeitos dramáticos. Num filme como Superman II: A Aventura Continua, por exemplo, a derrota do protagonista significa a derrota da Terra, por se tratar do único super ser a defendê-la. No Universo Marvel, um único vilão ou grupo pequeno não é capaz de ameaçar a todos com essa magnitude.
    Ainda assim, é interessante notar como muitos escritores ignoram esse detalhe, talvez deliberadamente. Numa história do Doutor Estranho escrita por Steve Englehart nos anos 1970, um de seus inimigos declara que assim que o derrotar irá controlar a Terra. Ao leitor, no entanto, pode-lhe ocorrer que, caso o vilão o derrote, terá ainda de se defrontar com outros heróis, como o Capitão América ou os X-Men.
    Num exemplo mais recente, a morte do Professor Xavier permitiu a Apocalipse dominar o mundo, e a editora chegou a lançar uma história em duas partes, tentando explicar o que aconteceu com os demais heróis, como os Vingadores, o Homem-Aranha ou o Demolidor.

Universos Paralelos[editar | editar código-fonte]

Terra-616[editar | editar código-fonte]

Também chamada Terra 616 é a denominação utilizada para identificar a continuidade principal onde ocorre a maioria das revistas da Marvel Comics.

O termo foi inventado por Alan Moore, quando escrevia o Capitão Britânia para a Marvel Comics UK nos anos 80. A principal linha temporal é denominada de 616 por Merlin, o protetor do multiverso.

No entanto, havia quem argumentasse que, uma vez que as histórias produzidas na Marvel UK não influenciavam oficialmente o que acontecia na linha editorial principal publicada nos Estados Unidos, este facto não era de ter em conta. No entanto, esta designação foi posteriormente confirmada no universo principal na revista Excalibur, a qual referenciava frequentemente as aventuras do Capitão Britânia publicadas anteriormente pela Marvel UK.

A razão que levou Alan Moore a escolher 616 como nome para a principal Terra da Marvel é desconhecida.

Alguns autores sugerem que se trata de uma referência ao Sector 2814, a divisão juridicional da Tropa dos Lanternas Verdes da DC Comics, a qual incluía a Terra. O que sustenta tal teoria 2814, pegue os últimos 3 dígitos 814, o digito que sobro some ao último e subtraia do primeiro e terá 616

A teoria mais generalizada é a de que Moore simplesmente escolheu um número ao acaso para demonstrar que a Terra principal não era mais importante do que qualquer outra (ao contrário da DC Comics, cuja Terra era conhecida na altura por Terra-1).

É possível que a escolha de Moore tenha sido inspirada por 1961, a data do primeiro número do Quarteto Fantástico, considerada por muitos a data do lançamento do Universo Marvel moderno.

É também possível que 616 seja uma referência ao número da besta citado na Bíblia em Apocalipse 13, 15-18. Enquanto que a maioria dos antigos manuscritos refere-o como 666, o fragmento de texto grego mais antigo apresenta-o como 616. Ireneu de Lião (c. 130-202) argumentou contra o número 616 na sua interminável batalha contra as heresias. É possível que Moore, um estudante da misticismo e esoterismo, conhecesse esta leitura alternativa.

Principais acontecimentos[editar | editar código-fonte]

Concorrentes[editar | editar código-fonte]

Outras editoras de quadrinhos possuem universos semelhantes. O que mais se aproxima do Universo Marvel é o Universo DC, da DC Comics. Este pode se enquadrar perfeitamente na descrição acima, com exceção de que, graças a uma decisão editorial relativamente recente, não está mais preocupado em manter uma similaridade muito grande com o mundo real. Como exemplo dessa despreocupação pode-se mencionar a chegada de Lex Luthor à presidência dos Estados Unidos.

Crossovers e principais eventos[editar | editar código-fonte]

Era de Ouro
  • Namor vs Original Tocha Humana (1940)
  • All-Winners Squad (1946)
Década de 1960
  • Emergence of the Avengers (1963)
  • Casamento de Reed Richards e Susan Storm (1965)
Década de 1970
  • Emergence of The Defenders (1971)
  • A Saga de Korvac (1978)
Década de 1980
  • Torneio dos Campeões (1982)
  • Guerra Secreta (1984-1985)
  • Guerra Secreta II(1985-1986)
  • Guerra do Alto Evolucionário (1988)
  • Inferno (1989)
  • Ataques Atlantes (1989)
  • Atos de vingança (1989-1990)
Década de 1990
  • Desafio Infinito (1991)
  • Operação: Tempestade Galáctica (1992)
  • Guerra Infinita (1992)
  • Cruzada Infinita (1993)
  • Saga do Clone (1994-1996)
  • Era do Apocalipse(1995)
  • Massacre (1996-1997)
  • Heróis Renascem (1997)
Década de 2000
  • Segurança Máxima (2000)
  • Abismo Infinito (2002)
  • Vingadores: A Queda (2004)
  • Guerra Secreta (2004-2005)
  • Dinastia M (2005)
  • Dizimação M (2006)
  • Gênese Mortal (2006)
  • Aniquilação (2006-2007)
  • Guerra Civil (2006-2007)
  • Planeta Hulk (2006-2007)
  • Morte do Capitão América (2007)
  • Espécie em Extinção (2007)
  • Hulk Contra o Mundo (2007)
  • Aniquilação: Conquista (2007-2008)
  • X-Men: Imperador Vulcano (2007)
  • Complexo de Messias (2007-2008)
  • Um dia a mais (2007-2008)
  • Divididos Venceremos (2008)
  • Invasão Secreta (2008)
  • X-Men: Destronador (2008-2009)
  • Destino Manifesto (2008-2009)
  • Guerra Messiânica (2009)
  • Reinado Sombrio (2009)
  • Utopia (2009)
  • Nação X (2009)
  • Guerra de Reis (2009)
  • Necrosha (2009-2010)
  • Domínio de Reis (2009-2010)
  • Cerco (2009-2010)
  • Queda dos Hulks (2009-2010)
Década de 2010
  • Segundo Advento (2010)
  • Era Heróica (2010)
  • Guerra Contra Destino (2010)
  • O Imperativo Thanos (2010)
  • A Guerra dos Hulks (2010)
  • Maldição dos Mutantes (2010)
  • Terra das Sombras (2010)
  • Vingadores: A Cruzada da Inocência (2010-2011)
  • Wolverine vai pro inferno (2010-2011)
  • Guerra do Caos (2011)
  • Morte de Johnny Storm (2011)
  • Era do X (2011)
  • Massacre Renasce (2011)
  • A Essência do Medo (2011)
  • Ilha Aranha (2011)
  • Cisma (2011)
  • X-Men: Regênese (2011)
  • Vingadores VS X-Men (2012)
  • Exilado (2012)
  • Confins da Terra (2012)

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Banda desenhada da Marvel Comics é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.