Resident Evil 5

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Resident Evil 5
Capa norte-americana retratando os principais protagonistas Chris Redfield e Sheva Alomar
Desenvolvedora Capcom Co. Ltd.
Publicadora(s) Capcom Co. Ltd.
Designer Diretor
Kenichi Ueda
Yasuhiro Anpo
Produtor
Jun Takeuchi
Masachika Kawata
Escritor(es) Haruo Murata
Compositor(es) Kota Suzuki (líder de composição)
Wataru Hokoyama (orquestra)
Motor MT Framework (realçado) com Havok Physics[1] [2]
Plataforma(s) PlayStation 3, Xbox 360, Microsoft Windows
Série Resident Evil
Data(s) de lançamento PlayStation 3:

Xbox 360:

Microsoft Windows

Collector's Edition:
PlayStation 3:

Xbox 360:
Gênero(s) Ação
Tiro em terceira pessoa
Modos de jogo Single Player, Cooperação online e offline
Número de jogadores 1 a 2 jogadores
Classificação BBFC (Reino Unido)
Inadequado para menores de 17 anos i CERO (Japão)
Inadequado para menores de 18 anos i DEJUS (Brasil)
Inadequado para menores de 17 anos i ESRB (América do Norte)
Permitido para maiores de 18 anos GRB (Coreia do Sul)
Inadequado para menores de 15 anos i OFLCA (Austrália)
Inadequado para menores de 18 anos i PEGI (Europa)
Inadequado para menores de 18 anos i USK (Alemanha)
Média PlayStation 3:Blu-ray disc
Xbox 360: DVD-DL
PC: Steam (EUA e RU somente)
Requisitos mínimos PlayStation 3':
4900MB de espaço no HD (requirido)
1099KB Por arquivo de salvamento

Xbox 360:
6.8GB de espaço no HD (opcional)
76KB Por arquivo de salvamento

PC:
Sistema mínimo de requerimentos
Sistema operacional: Windows XP
Processador: AMD Athlon64 X2/Intel Pentium série D
Memória: 1 GB
Disco rígido: 8 GB livres
Placa de vídeo: 256 MB (ATI Radeon HD 2400/NVIDIA GeForce 6800)
Placa de som: compatível com DirectX
DirectX: 9.0c
Drive de DVD
Requerimentos recomendados do sistema
Sistema Operacional: Windows Vista
Processador: AMD Phenom X4/Intel Core 2 série Quad
Memória: 2 GB
Disco rígido: 8 GB livre
Placa de vídeo: 512 MB (ATI Radeon HD 4800/NVIDIA GeForce 9800)
Placa de som: DirectX Compatible
DirectX: 10
Drive de DVD
Controles Consoles:Gamepad
PC:
Mouse e teclado

Resident Evil 5 (バイオハザード 5,, Baiohazādo Faibu?, Biohazard 5) foi lançado em março de 2009 para Xbox 360, Playstation 3 e PC e estabeleceu parâmetros para a série. Com gráficos em alta definição 3D e jogabilidade aprimorada, o game traz uma trama que fecha diversos arcos na história dos jogos anteriores, ao mesmo tempo em que apresenta uma nova jogabilidade, planejada para dois jogadores, que podem se unir tanto via internet, quanto offline, com tela dividida. O enredo traz de volta o personagem Chris Redfield, agora um ativista da empresa B.S.A.A. que deve investigar uma pequena cidade africana que está sob contágio de uma forma avançada do Las Plagas. Enquanto isso, o vilão principal da saga, Albert Wesker, age nas sombras colocando em prática um novo plano que pode causar a extinção da humanidade na terra.

O título ganhou uma expansão em 2010, um ano depois de seu lançamento. Intitulada Resident Evil 5 Gold Edition, o game traz diversos extras adicionais, como dois cenários inéditos, novas roupas alternativas e o modo The Mercenaries Reunion.

Em Outubro de 2013, Resident Evil 5 já tinha vendido mais de 6.5 milhões de unidades, tornando-se o jogo mais vendido de sempre da Capcom, ultrapassando a versão SNES de Street Fighter II (6.3 milhões).[7] [8]

História[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

Chris Redfield, sobrevivente do incidente na mansão, segue sua luta contra o legado negro da antiga Umbrella Corporation. Vive agora com um grande sentimento de culpa pela morte de sua velha amiga, Jill Valentine, em uma missão. Após um longo período lutando incansavelmente contra a venda e produção de bio-armas, a serviço da atual organização na qual trabalha, conhecida como Bioterrorism Security Assesment Alliance (BSAA), que age contra o bioterrorismo, Chris aparenta estar cansado de confrontos, e sempre se pergunta se vale mesmo à pena lutar contra tudo isso.

Em 2009, Chris é enviado a Kijuju, uma cidadezinha situada na África, com a missão de capturar um contrabandista de bio-armas, Ricardo Irving. Aparentemente, parte do local foi infestada por um novo tipo de parasita. Ao chegar em Kijuju, Chris conhece sua nova parceira: Sheva Alomar, membro da BSAA africana. Os dois logo se tornam amigos, a ponto de Chris se lembrar do que houve com Jill, e passar a temer que aconteça algo parecido com Sheva. Mesmo assim, ele segue sua caçada, e adentra os portões que cercam a área de quarentena de Kijuju, logo sendo notado pelos moradores. Lá, eles encontram Reynard Fisher, o contato da BSAA infiltrado na cidade. Os agentes recebem suas armas, que Reynard guardava. Reynard os informa da perigosa situação do local e os deixa, mas não antes de pedir para tomarem cuidado.

Na rua, notam um morador sendo arrastado por dois homens. Ao verem os heróis, os agressores fogem, deixando a vítima para trás. Chris, então, tenta socorrer o pobre homem, mas a vítima, estranhamente, o ataca. A dupla é obrigada a executá-lo. Seguindo em frente, uma macabra cena acontece: Reynard é pego pelos moradores e levado para um palanque numa praça, sendo decapitado no local. Quando são avistados, Chris e Sheva agora têm de lutar contra todos os habitantes enfurecidos, que avançaram contra eles. Com a chegada do apoio aéreo, os moradores desaparecem. Logo depois, Chris e Sheva descobrem que a equipe da B.S.A.A., que chegou à Kijuju antes deles, acabara de ser dizimada por uma estranha criatura, nunca vista antes.

Chris então se lembra do relatório de Leon S. Kennedy, conhecido como Relatório Kennedy, comentando um acontecimento semelhante: durante uma missão na Europa (de resgatar a filha do presidente dos EUA), os moradores também o atacaram sem motivo, sendo obra de um parasita conhecido como Las Plagas - que deixa o hospedeiro completamente hostil. Mais tarde, durante um outro ataque de moradores, Chris e Sheva recebem o apoio da equipe Delta da BSAA, liderada por Josh Stone. Chris obtém informações sobre Irving, além de uma imagem consistida em uma mulher muito parecida com Jill. Nas áreas minadas de Kijuju, os dois agentes acabam emboscando Irving, que logo depois foi resgatado por uma figura encapuzada, frustrando a investida. Como retaliação, Irving liberta uma criatura voadora gigante que mais parece uma mistura de morcego com aranha. Depois de uma longa luta, o monstro Popokarimu é abatido, e a dupla continua a missão em uma grande perseguição - sendo apenas um veículo da BSAA (com Chris, Sheva e um soldado) contra caminhões e motos guiados pelos habitantes enfurecidos. A perseguição termina ao anoitecer, mas seria o início de outro embate: agora, a dupla teria que enfrentar uma criatura gigante humanóide (também similar ao enfrentado por Leon), o gigante Ndesu.

Quando a aberração é morta, Chris decide deixar a missão de lado e ir procurar Jill, além de optar por seguir sozinho para não arriscar Sheva. Sheva, porém, decide permanecer ao lado de seu parceiro, dizendo que irá acompanhá-lo até o fim. Sendo assim, os agentes seguem até uma refinaria de óleo (local indicado por um arquivo que Irving largou durante a fuga). Lá, são auxiliados por Josh Stone, o único agente da BSAA vivo além deles. Ocorre uma implacável perseguição à Irving, até que ele finalmente é confrontado em sua embarcação. Porém, o vilão decide parar de fugir e enfrentá-los, injetando em si mesmo um vírus estranho, que lhe transformou em um monstro deformado. Mesmo assim, não foi páreo para a dupla, que derrotou Irving e o interrogaram sobre a garota da foto. Ele fala sobre Excella Gionne, presidente da Tricell, uma base militar e uma mina subterrânea. Ambos então partem para o destino, mas não encontram Jill, apenas Excella, em uma grande sala, acompanhada de Albert Wesker.

A misteriosa figura encapuzada reaparece, agora lutando contra Chris e Sheva. Quando um intervalo ocorre, Wesker retira o capuz da figura, que se revela a própria Jill Valentine, agora sob o domínio de Wesker. Chris e Sheva consegue retirar o P4 do tórax de Jill e fazê-la retornar à consciência. Jill manda Chris ir atrás de Wesker antes de ele liberar um vírus na atmosfera, contaminando todo o mundo. Quando Excella é localizada, é traída e infectada pelo Uroboros (o organismo que Wesker quer soltar na atmosfera). A moça se transforma em um monstro, sendo inevitavelmente morta. Ao alcançarem Wesker, uma luta acontece. Agora, Wesker tem um ponto fraco indicado por Jill: o mesmo vírus que ele usava em seu corpo, se fosse usado em excesso, faria mal ao usuário. A dupla consegue injetar em Wesker diversas doses do experimento e o vilão foge para um jato, tentando libertar o Uroboros. A dupla o alcança, e derrubam o avião em um vulcão ativo.

Na luta final, Wesker se enfurece e se infecta propositalmente com o Uroboros. Chris e Sheva são separados durante a luta, e ao ver Sheva em perigo, Chris chega a empurrar uma grande rocha para chegar até ela. Wesker é dado como morto na luta, pois foi atingido por dois disparos de RPGs de Chris e Sheva, que foram resgatados por um helicóptero, com Jill e Josh dentro. Ao ver a missão completada, e ainda saber que Jill e Sheva estão a salvo, Chris finalmente obtém sua resposta: por um mundo seguro, vale à pena lutar. Resident Evil 5 se passa em um meio período no qual incidentes biológicos se tornaram mais frequentes por bioterroristas, guerrilhas e nações violentas.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.

Personagens[editar | editar código-fonte]

Chris Redfield[editar | editar código-fonte]

O protagonista da trama, que esteve presente também nos jogos antigos de Resident Evil. Chris é o ex-membro do esquadrão S.T.A.R.S. que graças à sua experiência em combater ameaças virais tornou-se um dos fundadores da B.S.A.A., organização que luta contra esse tipo de terror. O rapaz é também bastante conhecido e respeitado na empresa. Ainda atormentado pela recente morte de sua parceira Jill Valentine, ele é enviado a Kijuju para capturar Ricardo Irving, um homem de negócios que está envolvido em contrabando de armas biológicas. Na África, porém, ele irá descobrir verdades sobre eventos passados e, mais uma vez, confrontar seu arquinimigo Albert Wesker, com quem tem assuntos pessoais a tratar, e também com a organização Tricell, comandada por Excella Gionne. (Protagonista)

Sheva Alomar[editar | editar código-fonte]

Sheva perdeu os pais num acidente com armas biológicas. Revoltada, ela se juntou à milícias até que encontrou seu lugar na B.S.A.A. onde foi treinada por Josh Stone. Por conhecer bem Kijuju, foi designada como guia para Chris Redfield, e conta com suas habilidades para auxiliá-lo em sua missão de capturar Ricardo Irving. Sheva é a mais nova garota da série RE, inteligente, atraente e habilidosa. Uma grande aliada em combate, sendo muito mais atlética que seu parceiro Chris Redfield, podendo realizar golpes acrobádicos. (Protagonista)

Jill Valentine[editar | editar código-fonte]

Jill é uma sobrevivente e membro dos S.T.A.R.S."Serviço de Táticas, Armamento e Especialidades em Resgate Seguros" personagem de grande importância nos acontecimentos de Raccoon City e era parceira de Chris Redfield.Jill Valentine é uma das protagonistas da série de jogos Resident Evil. Protagonizou três jogos da série principal (Resident Evil 1, Resident Evil 3 e Resident Evil: Revelations. Jill também foi a protagonista de Resident Evil: Umbrella Chronicles e Resident Evil: Remake, e co-protagonizou Resident Evil 5 tendo 2 capítulos do jogo só dela. Jill fez aparição em outros jogos como Resident Evil Operation Raccoon City e Resident Evil: The Mercenaries 3D. Jill foi dada como morta depois que ela se jogou em um penhasco,agarrada a Wesker para impedir que Chris morresse nas mãos do vilão. Jill é jogável nos capítulos "Lost In Nightmare" e "Desesperate Escape" como protagonista, além também de ser jogável nos mini games "The Mercenaries" e "Versus". (Co-protagonista)

Albert Wesker[editar | editar código-fonte]

O ex-capitão do Time Alpha dos S.T.A.R.S. está envolvido nos principais incidentes envolvendo B.O.W.s atualmente. O inimigo mortal de Chris Redfield se alia a Excella Gionne e utiliza os recursos da empresa Tricell para levar a cabo seu plano: impor uma nova ordem mundial. Frio, calculista e cada vez mais perigoso, Wesker se considera um deus e acredita que salvar o planeta é sua responsabilidade, mesmo que isso signifique erradicar a raça humana. Está bem mais ágil e poderoso do que nos jogos anteriores, possuindo novas habilidades devido às doses periódicas de vírus injetado em seu organismo com a ajuda de sua nova parceira, Excella Gionne. (Antagonista)

Excella Gionne[editar | editar código-fonte]

Tem 25 anos,Oriunda de uma nobre família européia, a atraente Excella é especialista em engenharia genética. Ela utilizou as informações cedidas por Wesker para chegar ao posto de presidente da filial africana da Tricell Inc., continuando assim suas pesquisas interrompidas com a falência da Corporação Umbrella. É uma das responsáveis pelo incidente na zona autônoma de Kijuju. (Oponente/Antagonista)

Ozwell E. Spencer[editar | editar código-fonte]

Único fundador da Umbrella ainda vivo, Spencer se tornou recluso em seu castelo após a falência da Umbrella. Porém, é localizado pela B.S.A.A. e por Albert Wesker, que possui negócios pendentes com ele. Por outro lado, o velho também conhece antigos segredos sobre a origem e identidade do vilão, e a captura do idoso se torna decisiva tanto para Wesker quanto para a B.S.A.A.. É assassinado por Albert Wesker na mesma mansão onde Jill Valentine e Chris Redfield o enfrentam minutos após o fato. (Coadjuvante)

Ricardo Irving[editar | editar código-fonte]

Suspeito de bio-terrorismo e contrabandista de armas, Ricardo Irving é uma das peças principais do incidente em Kijuju. Gerente de uma refinaria de petróleo da Tricell, Irving é um homem sarcástico, mentalmente instável e ressente não ser respeitado da maneira que gostaria. Ele se transforma em um monstro marinho, após se infectar com a Control Plaga. (Oponente)

Josh Stone[editar | editar código-fonte]

Tem 37 anos,Líder do Time Delta da B.S.A.A., foi o mentor de Sheva Alomar e a enxerga como uma irmã caçula. Pertencente ao "braço" Oeste Africano da organização, Josh oferece suporte aos protagonistas em diversos momentos do jogo. (Coadjuvante)

Alysson[editar | editar código-fonte]

Tem 16 anos,Estava em Kijuju quando os moradores se tornaram assassinos frios e irracionais. É contaminada pelo Las Plagas e conseqüentemente morta por Chris e Sheva. (Oponente)

Elenco dos dubladores[editar | editar código-fonte]

Informações retiradas da entrada para o jogo no Internet Movie Database.[9]

Personagem Dublador
Chris Redfield
Roger Craig Smith
Sheva Alomar
Karen Dyer
Albert Wesker
D.C. Douglas
Jill Valentine
Patricia Ja Lee
Josh Stone
T.J. Storm
Excella Gionne
Nina Fehren
Ricardo Irving
Allan Groves
Ozwell E. Spencer
Adam D. Clark
Dan DeChant
Jim Sonzero/Douglas Rye
Kirk Mathison
Chris Mala
Dave Johnson
Reuben Langdon
Reynard Fisher
Liam O'Brien
HQ
Dave Mallow
Woman in Trouble
G.K. Bowes

Lista de Armas[editar | editar código-fonte]

Handguns[editar | editar código-fonte]

  • M92F: A pistola inicial do jogo. Fraca, porém, carrega bastante munição.
  • H&K P8: Pistola mediana. Não possui muita munição, mas possui a habilidade de atravessar inimigos que possuem armadura muito resistente.
  • SIG P226: Pistola mais poderosa, mas não possui nenhum atributo auxiliar.
  • M93R (Beretta com partes especiais, encontrada também no Resident Evil Code: Veronica): Pode disparar até 3 tiros de uma vez.
  • Beretta Px4 (arma usada somente pela Jill, no modo The Mercenaries): Possui alto poder de fogo, matando os inimigos normais com 2 ou 3 tiros e explode cabeças com 1.
  • Samurai Edge (arma usada somente pelo Wesker, no modo The Mercenaries e Barry no modo The Mercenaries Reunion)

Shotguns[editar | editar código-fonte]

  • Ithaca M37: A shotgun mais fraca, entretanto, seus tiros podem explodir a cabeças dos inimigos facilmente, além de joga-los para longe.
  • M3 (Riot Gun): Possui poder mediano, não possui atributos.
  • Jail Breaker (Striker): A vantagem dessa arma é que seus tiros tem efeito á longa distância e seus tiros se espalham para os lados.
  • Hydra (arma ficcional, criada pelo jogo, com 3 canos): Melhor arma para combates corpo-a-corpo. Além de espalhar seus tiros, explode a cabeça dos inimigos facilmente, mas seu recarregamento é muito lento.

Machine Guns[editar | editar código-fonte]

  • VZ61: Essa arma tem um baixo poder de fogo, mesmo assim, carrega mais munição. Serve como uma "handgun" de apoio.
  • Ak-74: Possui melhor poder, mas não muita munição.
  • H&K MP5: Possui poder de fogo mediano. Use-a até achar uma machine gun mais poderosa.
  • SIG 556: A Machine Gun mais balançeada do jogo. Possui bom poder de fogo e quantidade de munições razoavelmente boa.

Rifles[editar | editar código-fonte]

  • S75: Rifle de poder menor, sem mira auto, mas possui uma boa precisão de mira, possui um poder de fogo impressionante,

porém sua desvantagem é que é muito lento.

  • Dragunov SVD: Melhor que o rifle anterior, sua ÚNICA desvantagem é a mira que balança muito para os lados.
  • H&K PSG-1: Melhor rifle. Boa precisão e alcance, além de um grande poder de fogo, mas perca na quantidade de munição.

Magnuns[editar | editar código-fonte]

  • S&W M29 (Broken Butterfly): Possui um bom poder de fogo, mas ela é muito lenta para atirar.
  • L.Hawk (Killer7): É a Magnum mais rápida de todos, sendo em tiros ou recarregamento, além de ter um otimo poder de destruição.
  • S&W M500 (HandCannon): A melhor de todas as Magnuns, ficando atrás do Rocket Launcher em poder. Use com cautela essa arma pois, seus tiros são lentos, recarregamento demorado e pouquissima munição.

Especiais[editar | editar código-fonte]

  • RPG-7 (Rocket Laucher): A melhor arma do jogo. Destroi qualquer inimigo com um único tiro (exceto Wesker em algumas situações). Cuide para não atirá-la em inimigos muito proximos ou o personagem também sofrerá dano.
  • Grenade Laucher: A única arma do jogo que não possui munição infinita. Agora ela possui vários tipos de munição comportando apenas 12 tiros. Seus cartuchos são: Explosive(Explosivo), Flame(Fogo), Acid(Ácido), Flash(Luz), Eletric(Descarga elétrica) e Nitrogen(Congelante).
  • Gatling Gun: Arma exclusiva para Chris. Possui munição infinita e mata a maioria dos inimigos, incluindo alguns chefes, mas seu grande problema é a dificuldade de ver os movimentos de Chris, já que, a caixa cobre uma boa parte de seu corpo tornando dificil a sua visualização.
  • Long Bow: Arma exclusiva para Sheva. Leve e prática, possui munição infinita e mata vários inimigos com apenas um tiro. Seu ponto fraco é que não possui mira laser.

Personagens mortos em RE5[editar | editar código-fonte]

  • Ozweel E. Spencer - Assassinado por Wesker
  • Reynard Fisher - Decapitado
  • Alysson -Infectada
  • Dan Dechant - Mutilado
  • Kirk Mathison - Carbonizado
  • Dave Johnson - Esmagado
  • Ricardo Irving - Após se transformar em um monstro, é morto por Chris e Sheva
  • Excella Gionne - Infectada

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Resident Evil 5 herdou muitos elementos de Resident Evil 4, seu antecessor. O mais notável, provavelmente, é a câmera posicionada atrás do personagem na altura dos ombros, mais pro lado direito. O sistema de combate também continua o mesmo. A mira laser não foi abandonada, já que proporciona maior precisão ao jogador. Porém, a Capcom decidiu manter o esquema de "parar para atirar", e ainda não se pode atirar andando. A faca não ocupa mais espaços no inventário, e é usada como arma secundária, da mesma forma vista em Resident Evil 4. As famosas sequências de Quick Time Events também estão de volta.

Uma das inovações do jogo é a da alta interação com o cenário. É possível usar certas ações com o personagem aliado para checar melhor a área, e algumas vezes é necessário para prosseguir. Em um desses momentos, Chris irá arremessar Sheva para um outro prédio, onde o agente não pode alcançar. Sheva então consegue um meio de fazer seu parceiro continuar a missão. Os galões de gasolina podem ser utilizados para causar explosões, e o jogador também pode atirar contra transformadores elétricos, derrubando-o contra um grupo de Majinis. Alguns comandos básicos podem ser executados, como mandar o outro personagem coletar munições, seguir sozinho ou com você. É possível também conceder ou pegar intens do inventário de Sheva.

Chris e Sheva lutando contra um grupo de inimigos.

Mesmo com o fato de que seu personagem companheiro possuir uma I.A. mais avançada e ser bastante ativo contra os inimigo(do contrário de Ashley de Resident Evil 4), não quer dizer que ele esteja imune a ataques. Sendo assim, há momentos que você terá de salvá-lo, e há momentos em que ocorre o oposto.

Os personagens principais(além dos presentes no The Mercenaries), ganharam uma bateria de golpes físicos que podem ser utilizados contra os inimigos quando os mesmos estão atordoados. Agora, o número de golpes é bem maior do que os vistos em Resident Evil 4. Dois personagens podem unir seus golpes contra um inimigo. Por exemplo, Chris soca o oponente, o mesmo recebe uma voadora de Sheva e no final Chris pode eliminá-lo com um golpe de misericórdia.

Inimigos presentes no game se tornaram mais rápidos e estratégicos do que os zumbis e ganados em suas investidas contra o jogador, podendo escalar muros, segurar o personagem enquanto um outro inimigo o espanca, e utilizar armas de fogo. Eles também reagem de forma mais realista quando são feridos em certa parte do corpo.

O clima escuro e sombrio dos outros jogos foi deixado um pouco para trás, já que Resident Evil 5 se passa na África e o ambiente é extremamente ensolarado. Segundo Takeuchi, o clima claro poderia proporcionar uma experiência nova e poderia expor mais a qualidade gráfica, com inúmeros efeitos de luz e sombra.

Um modo coperativo foi incluído, agora, um jogador toma o comando de Chris, enquanto o outro controla Sheva. O modo foi muito bem recebido em sua estréia na série Resident Evil, que passou de uma experiência solitária a uma aventura em dupla. Muitos outros elementos conhecidos, mas que não estavam presentes em qualquer game de Resident Evil marcam presença no quinto episódio, como uma longa perseguição de veículos, envolvendo tiros e explosões.

O inventário retorna ao conceito antigo, possuindo 9 slots limitados para cada item coletado, e assim como visto em Resident Evil Outbreak, os itens presentes nele devem ser administrados em tempo real, ou seja, não é mais possível pausar enquanto o inventário é organizado. A forma de salvar o progresso do jogo não é via a clássica máquina de escrever, e sim por Checkpoints, que aparecem a cada vez que se avança uma parte do game.

As armas podem ser encontradas durante o jogo ou compradas. O Merchant de Resident Evil 4 não esta de volta para vender armas e equipamentos, e sim, a cada capítulo que você passa, o próprio sistema do jogo permite que você compre e faça upgrade nas armas usando dinheiro coletado na jogatina, assim, o jogador já pode iniciar a próxima rodada com a nova arma em mãos.

Uma lista de Trophies(Ps3) e Archievements(X-box 360) foram inseridas no jogo, consiste em ações específicas opcionais(como coletar todas as armas do jogo ou comprar todas as roupas alternativas). Um troféu virtual é dado para o jogador a cada ação realizada com sucesso.

As dificuldades selecionáveis são: Amateur(Fácil), Normal, Veteran(Difícil) e Professional(Muito Difícil,pois requer uma habilidade incrível.

Visão Geral[editar | editar código-fonte]

Diferentemente de Resident Evil 4, que não apresentou muitas revelações em relação aos jogos antigos fora a queda da Umbrella, a história de Resident Evil 5, além de dar continuidade ao enredo do quarto capítulo, centra-se bastante nos fatídicos eventos de Raccoon City.

O jogador toma o controle do veterano Chris Redfield sendo acompanhado por Sheva, e é colocado em frente a um dos portões que cercam Kijuju e deve seguir até o local onde está o informante e receber as armas padrões. Ao coletar as primeiras pistolas, o jogador recebe a missão de capturar um contrabandista de vírus chamado Ricardo Irving. Chegando na praça pública, surgem os primeiros inimigos, também criados a partir do Las Plagas, porém, é uma variação mais poderosa. O trabalho sonoro é um dos melhores apresentados na franquia, tanto para as vozes dos personagens quanto para o ambiente, aumentando ainda mais o clima de tensão do jogo.

Conforme se avança no jogo, podem ser encontrado os tradicionais Files, arquivos de textos que são marcas registrada de Resident Evil, e que agora possuem um tamanho relativamente maior. Eles são ricos em detalhes tanto para exclarecer história de Resident Evil 5 quanto para tapar os buracos deixados nos jogos antigos. Um dos destaques que podem ser conferidos no jogo são as origens do vírus Progenitor, o primeiro descoberto pela Corporação Umbrella, que viria a criar o T-Vírus a partir deste. Chris ocasionalmente sofre alguns Flashbacks do dia em que sua parceira Jill Valentine foi morta em uma missão.

Mais para o meio do jogo, ele acaba por descobrir que Jill está viva, então, a trama é rapidamente revertida de uma missão de captura a uma missão de salvamento, já que Jill está nas mãos Albert Wesker, e o vilão pretende usar os atributos de um novo vírus e os conhecimentos de Ozwell E. Spencer para gerar uma catástrofe mundial, iniciando uma nova seleção natural de humanos superiores. Falando no fundador da Umbrella, Spencer é finalmente visto em um jogo de Resident Evil, suas ambições envolvendo a empresa são reveladas nas cenas de Flashback, e boa parte do passado do vilão Wesker é revelada.

Entretanto, alguns elementos incomodaram bastante os fãs de Resident Evil, principalmente a parte final do jogo, onde os inimigos portam armas de fogo, aumentando a ação desenfreada e se distanciando mais e mais do medo e terror. Os níveis "Amateur" e "Normal" são bastante fáceis e não apresentam muitos desafios. A redução dos quebra cabeças é outro ponto negativo para os fãs.

Modos e Conteúdos Extras[editar | editar código-fonte]

  • The Mercenaries - Modo de sobrevivência presente em Resident Evil 4 e que teve sua origem em Resident Evil 3 Nemesis. Aqui, o jogador deve acumular o maior número de inimigos mortos enquanto uma contagem regressiva de 2 minutos iniciais corre. O jogador pode escolher entre Chris e Sheva no começo, mas conforme se avança no modo, é habilitado novos personagens como Jill e Wesker, novas roupas para os personagens, além de cenários novos. Também é possível jogar 2 jogadores neste modo, online ou offline.
  • Play As Sheva - Quando o jogador termina pela primeira vez o jogo com o protagonista Chris, Sheva é habilitada para o modo principal.
  • Roupas Adicionais - Há 6 roupas extras. Sendo 3 para Chris (S.T.A.R.S.,Safari e Guerreiro) e para Sheva (Festa,Tribal e Negócios).
  • Armas Secretas - Novas armas podem ser habilitadas. M93R, uma handgun especial vinda do Resident Evil Code: Veronica que dipara 3 tiros por segundo. Hydra, uma poderosa Shotgun de 3 canos. HandCannoon, a Magnum mais poderosa do game vinda de Resident Evil 4. Gatling Gun, metralhadora giratória exclusiva para Chris. Long Bow, arco e flechas de uso exclusivo para Sheva, mas a arma não possui mira laser e a tradicional Rocket Laucher infinita.
  • Dificuldade Profissional - O jogo torna-se muito mais difícil, sendo necessário apenas um ou dois golpes dos inimigos para o jogador entrar em Dying Status, onde se ele não for salvo pelo parceiro em alguns segundos, e o jogo finaliza.
  • Library Files - Arquivos especiais que resumem um pouco a história dos personagem e a história de Resident Evil.
  • Figures - São figuras virtuais dos personagens presentes em Resident Evil 5. Elas possuem um arquivo de voz com uma frase para cada personagem, assim como existia em Resident Evil 4.
  • Filters - São filtros de tela, mudando o aspecto ou a coloração do ambiente.
  • Decorações para Playstation Home - Itens decorativos que podem ser obtidos durante o jogo. Exclusivo para os donos de Playstation 3.

Versões Diferentes[editar | editar código-fonte]

PC[editar | editar código-fonte]

A versão para computadores recebeu alguns extras que não estavam presentes na versão dos consoles. A diferença mais surpreendente talvez seja o modo "No Mercy"(Sem piedade) para o The Mercenaries. O modo não altera os objetivos do The Mercenaries, mas agora o jogador terá que se preocupar com o número de inimigos, que é triplicado. O resultado é uma multidão de Majinis no seu encalço. Chris e Sheva ganharam, cada um deles, uma roupa adicional, exclusiva para a versão de PC.

Gold Edition[editar | editar código-fonte]

Uma versão "Director's Cut" foi anunciada para 2010. O game poderá ser obtido via download ou com a compra do disco em sua forma física. A edição se chamara "Resident Evil 5: Gold Edition" e terá como principais extras:

  • Lost in Nightmares - No cenário, o jogador terá de sobreviver a missão onde Chris Redfield e Jill Valentine invadiram a mansão de Ozwell E. Spencer, um dos fundadores da Umbrella. Além de lidarem com inúmeros quebra-cabeças e armadilhas espalhadas pelo cenário, terão de enfrentar também um assassino monstruoso que vigia a casa e, no final, Albert Wesker. O cenário durará em média duas horas e meia.
  • Desperate Escape - Ao ser libertada por Chris do controle de Wesker, Jill Valentine corre contra o tempo para tentar encontrar um meio de fuga e auxiliar Chris e Sheva na batalha. No caminho, Jill se encontra com o líder da força Delta da B.S.A.A., Josh Stone, e ambos unem forças para ajudar a dupla companheira na missão.
  • The Mercenaries Reunion - Possui os mesmos atributos do Mercenaries normal, porém, agora o extra contará com novos personagens como Barry Burton, Rebecca Chambers, Josh Stone, Excella Gionne, e 4 roupas alternativas para Chris e Sheva.
  • Roupas Inéditas - As 4 novas roupas de Chris e Sheva também podem ser utilizadas no game normal, sendo duas delas retiradas da versão de computadores, e as outras duas inéditas.
  • Figuras Extras - Consiste nas figuras adicionais de personagens, os 8 presentes em Mercenaries Reunion.
  • Modo Mercenaries No Mercy - O modo, até então exclusivo para Computadores(modo que seu objetivo é, matar zumbis também, porém nesse modo, os zumbis estão em um número realmente maior, onde é quase impossível achar um lugar seguro sem ser achado), estará disponível. *(Não foi disponibilizado)

A expansão já está disponível para download na X-Box Live e na PSN (Playstation Network). A edição em disco físico está prevista para ser lançada, para ambas as plataformas, em março de 2010.

Campanhas Virais[editar | editar código-fonte]

Em Dezembro de 2008, a Capcom deu início uma campanha de marketing para promover o jogo, criando o site oficial. Este era repleto de enigmas e mensagens codificadas. Ocasionalmente, conteúdos eram liberados sobre o jogo. O blog fictício "Experience Kijuju" também foi criado. Este consistia em um personagem fictício chamado Adam que postava o seu dia-a-dia no vilarejo de Kijuju. Cinco episódios (Viral Campaign, sendo eles "Ceremony", "Date", "Claire", "Bridge" e "Back") com atores reais foi ao ar mostrando Chris sofrendo de transtorno após os eventos de RE5. A cada episódio também era revelado um pouco sobre os inimigos do jogo (como os Lickers, Ndesu e o curioso monstro marinho). A campanha terminou em março de 2009, pouco tempo depois do lançamento oficial do jogo.

 Recepção
Pontuação geral
Agregador Pontuação
GameRankings PS3: 87.11% (Orig.)[10]
PS3: 88.8% (Gold)[11]
360: 86.19% (Orig.)[12]
360: 87% (Gold)[13]
Metacritic 85/100 (Xbox 360)[14]
86/100 (PS3)[15]
GameStats 9.0 / 10[16] [17]
Resultados das análises
Publicado por Resultado
1UP B
Edge 7/10
Eurogamer 7/10
Game Informer 9.5/10
GamePro 4.5/5[18]
GameSpot 8.5/10[19] [20]
GameZone 8.5/10
IGN 9.0/10
Official Xbox Magazine 9/10
X-Play 3/5

Recepção[editar | editar código-fonte]

Em geral, Resident Evil 5 recebeu análises positivas. Os sites brasileiros Baixaki Jogos, avaliou o jogo como espetacular, nota 9,2,GameStart o avaliou como Recomendado,Nota 9,1 e O Uol Jogos o Avaliou como Imperdivel,Nota 5 Estrelas. O site GameSpot deu a nota de 8.5, dizendo que é uma brilhante evolução de Resident Evil 4.

O site IGN deu ao jogo a nota de 9.0, dizendo que o suspense dos jogos anteriores foi deixado totalmente de lado e substituído por um pacote de muita ação, o que pode agradar certos jogadores e desapontar a outros. Mas como jogo de ação Resident Evil 5 é um sucesso com muitos extras para serem destravados, sendo uma evolução dos jogos anteriores.[21]

Alegações de Racismo[editar | editar código-fonte]

O editor da Newsweek , Gai Croal começaram as críticas, afirmando: "Havia um monte de imagens, em que o trailer se encaixava com o imaginário racismo clássico." Ele reconheceu que só o trailer foi liberado.

O segundo trailer do jogo, lançado em 31 de maio de 2008, revelou um grupo mais racialmente diverso de inimigos, bem como Sheva, um agente da BSAA, que auxilia o protagonista. No entanto, o designer e produtor Jun Takeuchi negou que as queixas sobre o racismo tivessem qualquer efeito na alteração do projeto de Resident Evil 5. Takeuchi comentou que os produtores do jogo foram surpreendidos pela controvérsia. Em entrevista à MTV, ele explicou que o pessoal da Capcom é racialmente diverso, e reconheceu que culturas diferentes podem ter tido opiniões diferentes sobre o jogo. Em uma entrevista sobre computador e jogos de vídeo, o produtor Masachika Kawata também comentou sobre a questão, afirmando: "Nós não podemos agradar a todos. Estamos na empresas de entretenimento - não estamos aqui para afirmar a nossa opinião política ou qualquer coisa assim. É lamentável que algumas pessoas se sentiram ofendidas dessa forma."

Uma cena do filme de apresentação do jogo na E3, mostrando Chris a disparar contra um grupo de aldeões.

Em fevereiro de 2009, a Eurogamer mostrou um outro trailer de Resident Evil 5; Dan Whitehead expressou preocupações sobre o que a polêmica do jogo pode gerar, afirmando que: "Se você joga tão descaradamente, pode até se lembrar dos velhos clichés de "'perigoso continente negro'", e do desejo primitivo dos habitantes de matar você. Eu posso jurar que o jogo foi escrito na década de 1920 , e há ainda mais ultrajantes imagens desatualizadas que podem ser encontradas mais tarde no jogo, coisas que eu estava honestamente surpreso ao ver em 2009 ". O artigo também afirma que a colocação da personagem Sheva, de pele morena, agrava o problema ao invés de facilita-lo.

Glenn Bowman, Senior Lecturer em Antropologia Social da Universidade de Kent, Canterbury, afirmou que não acredita que Resident Evil 5 é racista. Bowman acrescentou que o jogo apresenta um tema anti-colonial: "Para quem não conhece a História do jogo, à primeira vista ele pode parecer racista. Mas quando você começa a jogar e a prestar atenção ao decorrer da história do jogo, você terá uma opinião totalmente diferente."

Uma cena em particular do jogo, mostrar homens negros arrastando para fora de uma casa, uma mulher branca gritando; ela foi submetida à apreciação do British Board of Film Classification (BBFC), que não considera que o jogo seja racista. Sue Clark, chefe de Comunicações da BBFC, declarou: "Nós fazemos exame de racismos muito a sério, mas neste caso não há problema em torno de racismo em Resident Evil 5."

Referências

  1. Resident Evil 5 (Preview) (em inglês) eMagi. Página visitada em 15 de novembro de 2008.
  2. Resident Evil 5 not possible on Wii (em inglês) Gamesareevil.com. Página visitada em 15 de novembro de 2008.
  3. a b c d e Resident Evil 5 Release Information for PlayStation 3 (em inglês) GameFaqs. Página visitada em 17 de novembro de 2008.
  4. a b c d e Resident Evil 5 Release Information for Xbox 360 (em inglês) GameFaqs. Página visitada em 17 de novembro de 2008.
  5. Chris Faylor (16 de julho de 2009). Resident Evil 5 PC Gets Official Release Date, Downloadable Benchmark Demo Shacknews. Página visitada em 16 de julho de 2009.
  6. バイオハザード5 (Biohazard 5) PC Official Release Date (em inglês) Capcom. Página visitada em 18 de julho de 2009.
  7. CAPCOM — Platinum Titles (em inglês).
  8. Jorge Loureiro (31-10-2013). Resident Evil 5 é agora o jogo mais vendido da Capcom Eurogamer. Página visitada em 31-10-2013.
  9. Biohazard 5 (2009) (VG). Internet Movie Database. Retirado em 06 de outubro de 2009.
  10. http://www.gamerankings.com/ps3/929198-resident-evil-5/index.html
  11. http://www.gamerankings.com/ps3/980166-resident-evil-5-gold-edition/index.html
  12. GameRankings: Resident Evil 5 Game Rankings. Página visitada em 2010-12-22.
  13. http://www.gamerankings.com/xbox360/980167-resident-evil-5-gold-edition/index.html
  14. MetaCritic: Resident Evil 5 Xbox 360 Metacritic. Página visitada em 2009-03-13.
  15. MetaCritic: Resident Evil 5 PS3 Metacritic. Página visitada em 2009-03-13.
  16. http://www.gamestats.com/objects/734/734381/
  17. http://www.gamestats.com/objects/760/760880/
  18. Another Resident Evil 5 review CVG (2009-02-27). Página visitada em 2009-03-02. [ligação inativa]
  19. Anderson, Lark (2009-03-13). Resident Evil 5 Review GameSpot. Página visitada em 2009-03-14.
  20. Anderson, Lark (2009-03-13). Resident Evil 5 video review GameSpot. Página visitada em 2009-03-16.
  21. Ferreira, Carlos E. Liesemberg Dias (17 de março de 2009). Resident Evil 5 Baixaki Jogos Review. Página visitada em 19 de março de 2009.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]