Supergirl

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção necessita de referências de fontes secundárias fiáveis publicadas por terceiros (desde maio de 2013).
Por favor, melhore-o, incluindo referências mais apropriadas vindas de fontes fiáveis e independentes.
Fontes primárias, ou que possuem conflito de interesse geralmente não são suficientes para se escrever um artigo em uma enciclopédia.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.


Supergirl
Supergirl
Supergirl por Adam Hughes e Jeremy Roberts.jpg
Publicado por DC Comics
Primeira Aparição Como Super-Girl:
Superman #123 (Agosto de 1958)
Como Supergirl:
Action Comics #252 (Maio de 1959)
Criado por Otto Binder
Curt Swan
Personagens
Kara Zor-El
Matriz
Linda Danvers
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Kara Zor-El, mais conhecida como Supergirl, ou Super-moça é uma personagem de histórias em quadrinhos da DC Comics. Supergirl também é o nome de um filme de ação de 1984, com Helen Slater no papel principal, baseado na mesma personagem.

Origens[editar | editar código-fonte]

Na História da DC Comics, houve várias personagens e histórias que utilizaram o conceito de uma versão feminina do Superman.

Argo City[editar | editar código-fonte]

Argo City é uma cidade fictícia criada pela DC Comics, local de nascimento da Supergirl.

Supergirl (protótipo)[editar | editar código-fonte]

A primeira vez que uma personagem chamada Supergirl apareceu foi em Superman #123 (Agosto 1958) numa história em que Jimmy Olsen, de posse de um totem místico, desejou a existência de uma Supergirl para ajudar Superman. Após mais atrapalhar do que ajudar, Supergirl morreu protegendo o Superman de um meteoro de kryptonita.

Supergirl original (Pré-Crise)[editar | editar código-fonte]

Em Action Comics #252 (Maio 1959), iniciou-se a publicação da série regular de estórias de uma prima adolescente do Superman, vinda diretamente do planeta Krypton.

Assim, na versão original a Supermoça é Kara-El, prima de Kal-El, o Superman. Ela havia sobrevivido a explosão de Krypton pois Argo City, a cidade em que morava, conseguiu permanecer intacta em sua redoma protetora. Quando, ao passar por uma chuva de meteoros, a aboboda e o solo de Argo City foi perfurado, radiação de kryptonita começou a vazar pelo solo. Isto foi matando os kryptonianos ali; como último recurso, Zor-El enviou Kara ao planeta Terra para se salvar na única nave existente. (quadrinhos da época não eram muito condizentes com a realidade, uma aboboda que suportasse a destruição dum planeta poderia ter facilmente repelido os meteoros… além do que, para começo de conversa, a abóboda não teria impedido os kryptonianos de morrerem pelo baque da explosão de Krypton, dado que eles não tinham poderes sob um sol vermelho). Vem para a Terra usando um uniforme parecido com o de seu primo. Ao encontrar Superman, este lhe pede que continue em segredo, até que ele resolva apresentá-la a Humanidade. Kara passa a viver então em um Orfanato (Midvale) com o nome de Linda Lee. Usa uma peruca morena de tranças, para esconder seu cabelo loiro. Depois foi adotada pelo casal Danvers, passando a se chamar Linda Lee Danvers. Apesar de permanecer em segredo, continua a agir como uma versão feminina do Superman. Em uma dessas saídas secretas, conhece Atlantis (a cidade de Aquaman) e namora um tritão adolescente (Jerro). Depois Superman finalmente a revela para o mundo. A Supermoça também entrou para a Legião dos Super-Heróis, onde conheceu Brainiac 5, outro de seus namorados.

Depois de várias mudanças de uniforme e relançamentos da personagem, a Supermoça original foi morta pelo Anti-Monitor na saga Crise das Infinitas Terras, publicada em 1985. Ademais, a própria saga eliminou quaisquer memórias a respeito desta Supermoça, dado que quando os heróis enfrentaram o Anti-Monitor na aurora do Tempo, a história foi mudada, e esta Supergirl nunca existiu para os efeitos do Pós-crise, sendo Superman o último kriptoniano vivo.

Poderosa[editar | editar código-fonte]

Poderosa era a versão feminina e prima do Superman da Terra 2, na dimensão da Terra 2. Sua primeira aparição foi em All Star Comics #58 (January/February 1976).

Supergirl (matriz)[editar | editar código-fonte]

John Byrne lançaria uma versão não humana da Supermoça que ficou conhecida como Matriz. Superman achou-a na dimensão chamada Mundo Compacto. Matriz foi uma criatura artificial criada pelo Lex Luthor daquele mundo, que era bondoso. Este Luthor usou DNA de Lana Lang do Mundo Compacto junto a uma substância chamada protomatéria.

Esta Lana havia morrido devido a destruição provocada por 3 criminosos kryptonianos que Luthor ingenuamente libertou da Zona Fantasma. Matriz tinha Super-força e velocidade mas diferente da Supermoça original ela era uma transmorfa e não era kryptoniana, ela também podia lançar poderosas rajadas mentais e tinha uma habilidade telecinética. Ela também podia assumir a forma de outras pessoas e ficar invisível.

Essa Supermoça chegou a se apaixonar por Lex Luthor do nosso mundo, acreditando que o mesmo fosse bondoso assim como o Luthor do Mundo Compacto e a ter um relacionamento com ele, e por muitos anos foi sua aliada. Mas após ela descobrir que ele tentou cloná-la várias vezes, ela tentou matá-lo e foi impedida por Superman. Após isso ela ficou vagando pela terra sem lembranças de seu planeta natal sem identidade e com poucos laços afetivos.

Para salvar a vida de uma jovem chamada Linda Lee Danvers, ela fundiu-se com ela, tendo agora o poder de assumir uma identidade secreta real.

A nova Supergirl, rumo a Crise Final[editar | editar código-fonte]

Recentemente, em Superman/Batman #8, uma nova Supergirl, também prima de Superman, surgiu. Isto aparentemente elimina por completo quaisquer memórias a respeito da original.

Quando Krypton estava para explodir, o pai de Kara , Zor-El, ajustou a espaçonave da filha para seguir a espaçonave do seu primo Kal-EL. Kara era uma criança crescida , enquanto Kal-El era apenas um bebê rescém nascido. Durante a viagem pelo espaço , Kara ficou em animação suspensa dentro de um enorme pedaço do planeta, ao chegar a terra o asteróide se quebrou e a nave caiu no porto de Gotham City , perseguida por policiais e logo depois encontrada por Batman. Com a queda do asteróide no planeta, a Kryptonita passou a ser abundante e tendo também novas variações, como a Kryptonita vermelha, azul e preta. Ao ser encontrada por Batman, sozinha e assustada ela fugiu e tempo depois descobriu que seu primo é o heroi conhecido como Superman descoberto que ele é mais velho que ela foi levada á Fortaleza da Solidão onde aprendeu a falar a lingua da terra. Em uma de suas aventuras teve de enfrentar Lex Luthor, e quando estava prestes a morrer, Luthor lançou um raio de kryptonita negra nela fazendo com que seu lado sombrio saísse dela, e forçando-a a enfrentar seu demônio interior.

Kara residiu na Ilha paraíso junto com a Mulher-Maravilha e lutou no espaço (durante a saga Crise Infinita) para proteger o mundo.

Na saga da "Nova Krypton", supergirl teve sua verdadeira origem revelada após ser abduzida por Brainiac, descartando sua história anterior. ela foi a sobrevivente que escapou da destruição de Argo City, cidade que escapou milagrosamente da explosão de Krypton num grande bloco de asteroíde que se converteu em anti-kryptonita, devido a alta concentração de chumbo no solo da cidade. fugindo nos dominios de Brainiac, salva pelo seu pai Zor-EL numa espaço-nave partindo para a Terra. com a explosão de Argo City causada por Brainiac, a sua espaço-nave foi engolida pelos grandes fragmentos da cidade em rota de direção para a terra.

Após uma grande explosão, todos os super-heróis que lutavam no espaço foram mandados para lugares diferentes (como visto na minissérie 52).

Ao fim da Crise Infinita, Supergirl foi para o século 31 e está lutando ao lado da Legião dos Super-Heróis. Ela também aparece nas revistas do Superman. Nestas histórias, lutou junto com Poderosa para proteger a cidade de Kandor. Logo após estas lutas, ela vive hora como uma adolecente, hora protegendo o mundo como Supergirl, nas últimas temporadas enfrentou anjo negro por essa considera-lá uma anomalia (seres que deveriam morrer na crise mas sobreviveram), ela é interrompida por um monitor de prosseguir no teste contra supergirl, logo em seguida chega Pariah um ser encapuzado que diz que ela tem que "quebrar" a sequência de eventos do "grande desastre" daí ela ter passado nos testes da agente Anjo Negro, enfrentou um dilema com as amazonas numa "brecha" da saga O ataque das amazonas, logo após se reencontra com dois legionários: Val Armorr (o karate kid) e Una (a antiga dama-tripla).

Agora ela esta ajudando a "quebrar" a sequência de eventos para evitar a crise final.

Smallville[editar | editar código-fonte]

Laura Vandervoort, a segunda atriz a interpretar a Supergirl em Smallville.

Clark descobre que Jor-El e Zor-El tinham sérios problemas de relacionamento.

Os primos saem em busca da nave de Kara, que aparentemente está nas mãos do serviço secreto americano. Clark ensina Kara a usar a super-audição, o que lhe permite identificar o sinal sonoro da Casa de El,emitido pela nave em uma frequência que os humanos não podem rastrear.No final do episódio, a nave de Kara é destruída, embora a moça afirme que isso não destruiu um cristal de Zor-El que se encontrava em seu interior.

Clark leva Kara ao rancho. Apesar de a jovem ainda estar chocada com a notícia do fim de seu mundo, compartilha algumas lembranças de Krypton com Clark a respeito de Lara, a mãe biológica do protagonista da série, por quem a moça nutria um forte afeto.

Clark vai à Fortaleza da Solidão e interpela a memória de Jor-El para entender porque ele nunca havia mencionado Kara (a não ser por uma implícita referência no último episódio da terceira temporada).Jor-El se mostra surpreso diante da notícia da chegada de Kara e ordena a Clark que a vigie, pois não seria digna de confiança, assim como Zor-El.

Em uma das ultimas temporadas, a personagem se despede do primo dizendo que irá procurar noticias sobre Kandor. Na temporada 9, Kandor e os seus habitantes são muito citados, mas ainda não se tem noticia de Kara. Na temporada final Kara retorna e se mostra ao mundo como nova super-heroina, ela avisa Clark da vinda de Darkside. No episódio 20 da décima temporada, kara é chamada por Jor-El na Fortaleza da Solidão e diz que ela não pode interferir no destino de Clark, e que ele deve segui-lo sozinho, e pede então para que ela vá embora, usando o anel da Legião e ir para o futuro, assim é o desfecho da personagem na série.

No seriado Kara foi interpretada por Adrianne Palicki e Laura Vandervoort

Poderes e habilidades[editar | editar código-fonte]

Com exceção de Matriz, todas as personagens chamadas Supergirl tinham poderes semelhantes a Superman (veja Lista de poderes e habilidades do Superman), incluindo super força física, altíssima invulnerabilidade, capacidade de voo em velocidade super-sônica, sopro congelante, visão de raio X, visão de calor e etc.