Poderosa (DC Comics)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2013). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Poderosa
Poderosa.jpg

Dados da publicação
Publicado por DC Comics
Primeira aparição All Star Comics # 58 (Jan/Fev de 1976)
Criado por Gerry Conway
Características do personagem
Alter ego Karen Starr/Kara Zor-L
Terra natal Krypton 2
Afiliações Sociedade da Justiça
Liga da Justiça
Corporação Infinito
Esquadrão Suicida
Aves de Rapina
Situação presente Ativa
Codinomes conhecidos Kara de Atlantis
Habilidades Super força, velocidade, resistência, invulnerabilidade, sopro congelante, super audição, poderes extra-sensoriais e visuais, longevidade, vôo, inteligência e regeneração.
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

A Poderosa (ou Powergirl em inglês) é uma personagem da DC Comics. Na realidade Pré-Crise ela era a versão da Terra 2 para Supergirl e prima de Superman. Sua primeira aparição foi em All Star Comics #58, criada por Gerry Conway. Seu nome kryptoniano era Kara Zor-L, sua identidade terrestre era Karen Starr e era programadora de computadores. Superman já era idoso quando ela chegou, mas Kara ainda era jovem, pois sua nave tomou uma rota diferente e ela se manteve num estado de suspensão do qual só envelheceu 20 anos. Ela ganhou seu conhecimento sobre computadores devido a exposição ao Raio Púrpura da Mulher Maravilha. Ela era membro da Sociedade da Justiça e da Corporação Infinito. Na realidade Pós-Crise, foi dito que ela erar neta do mago atlante Arion, de milênios atrás. Quando integrando a Liga da Justiça Europa, ela foi gravemente ferida pelo Homem-Cinza, e teve seus poderes reduzidos.

Recentemente, seus poderes visuais voltaram: tudo começou quando Karen participou de uma aventura com a Sociedades da Justiça da America, dentro do fluxo do tempo varias versões da Poderosa se interligaram, a consequência desta aventura veio se manifestar com o confronto com Adão Negro, sua visão de calor voltou com intensidade, ficando cega apenas momentaneamente, depois sendo resgatada por Kendra (Mulher-Gavião).

Descobriu-se após estes fatos, durante os eventos mostrados na série Crise Infinita, que Kara é uma sobrevivente da Terra Paralela, uma Kriptoniana de outro universo, cuja realidade deixou de existir antes desta se fundir a outras terras e dar lugar a uma nova.Ela se encontrou com o Superman da terra paralela, que acabou sendo morto pelo Superboy da Terra Primordial.

Atualmente ela lidera a Sociedade da Justiça All-Stars.

Origem[editar | editar código-fonte]

Kara Zor-L era prima de Kal-L, o Superman da Terra-2. Fez parte da Corporação Infinito e, durante a Crise nas Infinitas Terras, devido ao caos causado pelo ataque do Antimonitor, ela acabou sobrevivendo à fusão entre a Terra-1 e a Terra-2, porem, perdeu a memória de seu passado. A princípio, achou que era prima do Superman daquele Universo, o que, mais tarde, provou-se como falso. Em seguida, foi levada a acreditar que era neta do feiticeiro Atlante Arion, o que também descobriu ser mentira muito tempo depois. Finalmente, durante a Crise Infinita, conheceu Kal-L e descobriu a verdade sobre seu passado. Nesse meio tempo, ela adotou a identidade de Karen Starr e fundou uma companhia de Softwares, além de participar da Liga da Justiça Internacional e da Sociedade da Justiça da América, onde se tornou a primeira líder mulher da equipe. Recentemente, ela acolheu uma jovem mutante chamada Terra, que tornou-se sua grande amiga, e fundou o SJA All-Stars, uma equipe com um foco mais pró-ativo, ao lado de Magog.

Poderes[editar | editar código-fonte]

Basicamente, ela possuía os mesmos poderes de Superman, bem como suas fraquezas. Após Crise, foi descoberto que ela não era kryptoniana, então kryptonita não era capaz de feri-la. Após ferida por Homem-Cinza, ela teve seus poderes visuais estirpados e sua força e agilidade diminuiram, apesar de ainda serem super-humanos. Recentemente, seus poderes visuais voltaram (ver acima). Nada foi dito quando seu status de Kriptoniana foi restaurado sobre a vulnerabilidade a Kriptonita, mas uma vez que a kriptonita do nosso universo não afeta Superboy Prime, pode-se supor que pode não afetá-la por ser ela também de outro universo.

O design da Poderosa[editar | editar código-fonte]

Seu uniforme, ao contrário de Supergirl, não se assemelha ao da versão da Terra 2 de Superman, devido a Poderosa ser uma pessoa bastante independente; era de seu próprio intento para que ela não crescesse à sombra de seu primo, num esforço de manter uma identidade independente para si. Seu uniforme original era um colante branco, com um grande decote, mantendo as pernas descobertas. Uma capa e cintos vermelhos completavam a vestimenta; ela não usava o "S". Wally Wood, um dos primeiros artistas de Poderosa a trabalhar com ela ainda em All-Star Comics, admitiu que estava desenhando os seios da heroína maiores a cada número da revista, até que os editores descobriram e pediram para ele parar. De qualquer modo, até hoje, Poderosa é desenhada com grandes "atributos".

Outras Mídias[editar | editar código-fonte]

Liga da Justiça Sem Limites[editar | editar código-fonte]

A Poderosa serviu de base para os produtores do desenho da Liga da Justiça Sem Limites criarem a vilã Galatea, clone da Supermoça. Porém, a Poderosa aparece no número 16 de Justice League Unlimited, quadrinização oficial do desenho. Na nova saga da Sociedade da Justiça,"Um Mundo Sob Gog",Poderosa retornou à Terra 2 após Gog (um deus do chamado Terceiro Mundo),realizar o desejo dela de voltar para seu mundo. Lá chegando, foi encontrada pela Caçadora/Helena Wayne,sendo recepcionada mais tarde pela Sociedade da Justiça,aonde conta onde estava:Na Nova-Terra que surgiu após a Crise recente,onde presenciou a morte de seu primo. Afirmou que não se lembrava de nada do que houve antes de ter ido parar lá.Ela ajuda a Caçadora a enfrentar o Coringa. Nesse confronto o Palhaço do Crime acaba falecendo.A Sociedade se volta contra ela após o aparecimento de uma outra Poderosa que afirma ser a legítima e que está procurando seu primo Kal-L/Superman da Terra-2. Ela alega ainda que a morte do primo pode ser uma mentira contada para enganar a Sociedade da Justiça.

Uma menina chamada Kara (interpretada por Adrianne Palicki) aparece no episódio da série de televisão Smallville "Pacto", afirmando ser de Krypton. Mas ela não diz ser parente de Kal-El, porém, quando Lana Lang perguntou quem era ela, Clark diz que Kara é sua prima. No final do episódio, ela se revela Lindsey Harrison, uma garota humana com poderes e que sofreu lavagem cerebral por tecnologia de Jor-El.

Poderosa aparece no filme animado Superman/Batman: Inimigos Públicos, dublada por Allison Mack. Isto marca a sua primeira aparição animada, ao contrário da versão da Liga da Justiça Sem Limites que é apenas baseada nela[1] . No filme, ela trabalha sob o comando do Capitão Átomo, que está sob as ordens do presidente Lex Luthor. Mas, quando o CEO da Lexcorp acusa Superman pela morte de Metallo, ela então deixa o grupo para ajudar Batman a inocentar o Homem de Aço e impedir que um asteróide de Kriptonita colida com a Terra.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre Banda desenhada da DC Comics é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.