Lista de palavras portuguesas de origem árabe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura nomes de cidades e lugares com origem no árabe, veja Topónimos árabes em Portugal.
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Dentre os vocábulos que os árabes legaram à língua portuguesa, uma grande maioria é facilmente identificável, pois começa pelo prefixo a(l-), correspondentes ao artigo definido árabe - o ou a.

Talvez a sua presença seja mais notada na toponímia, mas em todas as áreas do saber existem, em português, termos derivados do árabe, testemunho da passagem árabe pelo território português durante quase cinco séculos.


Índice: 0-9 A B C D E F G H I J K L M N O P Q R S T U V W X Y Z

A[editar | editar código-fonte]

D[editar | editar código-fonte]

E[editar | editar código-fonte]

F[editar | editar código-fonte]

  • Falua (faluka)
  • Fatímida antr. Fátima (filha única de Maomé, morta em Meca em 633) + –ida
  • Fulano (Flan)

G[editar | editar código-fonte]

  • Garrafa (karafâ, frasco bojudo)
  • Girafa (zarafat)

H[editar | editar código-fonte]

I[editar | editar código-fonte]

  • Imã (imam, guia)
  • Islão (Islã, Islame)

J[editar | editar código-fonte]

  • Jaca
  • Jacu

L[editar | editar código-fonte]

M[editar | editar código-fonte]

  • Madraçal (madrasa, escola)
  • Magazine (al-gacini)
  • Marabuto: Murâbit santo que se dedica ao ribât i.é à guerra santa ou à vida religiosa dentro de um ribât (local de meditação religiosa ou de fronteira para proteger as terras do Islão)
  • Masmorra (matmura, celeiro subterrâneo)
  • Matraca (mitraka)
  • Mesquita (masdjid)
  • Moçárabe (must'rib, arabizado)
  • Mudéjar (mudajjan, o que fica morando)
  • Muezim Muazzin responsável pelos chamamentos às orações canônicas.
  • Maomé (original: Muhammad. Também Maomet. Outrora: Maomede, Mafoma, Mafamede)
  • Muladi: muallad: cristão da Península ibérica convertido ao Islão (malado)

N[editar | editar código-fonte]

  • Nadir (natir, oposto, projeção na esfera celeste inferior)
  • Nora (na'ûra)

O[editar | editar código-fonte]

  • Omíada
  • Oxalá (in sha allah ou inshallah, se Deus quiser)

P[editar | editar código-fonte]

R[editar | editar código-fonte]

  • Resma (rizma, pilha de papel)[5]

S[editar | editar código-fonte]

  • Sáfaro (sahra', deserto)
  • Safra (safaria, estação da colheita)
  • Salamaleque (as-salam-alaik, a paz seja contigo)
  • Saloio (çahroi, do campo)
  • Sultanato (sultan, domínio, dominador)
  • Sultão (sultan, domínio, dominador)
  • Sura
  • Salada(salata)

T[editar | editar código-fonte]

  • Talco (deriva do Árabe talq, “gesso, amianto”)
  • Tambor (tanbur deriva do Persa dänbära, cítara)
  • Tapete
  • Tâmara (Tamr, fruto)

X[editar | editar código-fonte]

Z[editar | editar código-fonte]

  • Zarabatana (zarba tãnâ)
  • Zênite (samt, direção da cabeça, caminho, projeção na esfera celeste)

Referências

  1. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa: agi: (substantivo masculino) peregrino que se dirige a Meca
  2. «Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa». voc.cplp.org. Consultado em 2016-11-06. 
  3. «Vocabulário Ortográfico Comum da Língua Portuguesa». voc.cplp.org. Consultado em 2016-11-06. 
  4. wimk psudse
  5. Oliveira Marques. História de Portugal, Vol. I, página 98, Palas Editores [S.l.: s.n.] 
  6. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa: xador: traje feminino usado em alguns países muçulmanos, especialmente no Irã, que cobre todo o corpo, à exceção dos olhos
  7. Dicionário Houaiss da Língua Portuguesa: xaria: lei canônica do Islã, baseada no Alcorão e em vigência em quase todos os países muçulmanos, que contém um conjunto de regras e preceitos religiosos, políticos e sociais a serem observados pelo indivíduo

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Cunha, Antônio Geraldo da, Dicionário Etimológico, 2.ª edição, Rio de Janeiro, Nova Fronteira, 1986, ISBN 85-209-0846-2

Ver também[editar | editar código-fonte]

Artigos relacionados[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]