Atos 8

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Batismo do eunuco)
Ir para: navegação, pesquisa
O "batismo do eunuco", um dos episódios narrados em Atos 8.
1626. Por Rembrandt, atualmnente no Museu Catharijneconvent, em Utrecht, na Holanda.

Atos 8 é o oitavo capítulo dos Atos dos Apóstolos no Novo Testamento da Bíblia. Ele relata a disseminação do nascente cristianismo para as regiões da Samaria e da Etiópia. É neste capítulo também que Paulo de Tarso é citado pela primeira vez, ainda como perseguidor dos cristãos e chamado de "Saulo".[1][2]

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Cristianismo se espalha[editar | editar código-fonte]

O relato começa (Atos 8:1-3) contando como os cristãos perseguidos em Jerusalém depois do martírio de Estêvão fugiram para a Judeia e a Samaria. Entre os perseguidores está Saulo, que depois se converteria para tornar-se um dos mais importantes defensores da nova fé. Porém, o efeito foi o inverso do esperado, pois «Os que haviam sido dispersos iam por toda a parte pregando a palavra.» (Atos 8:4).

Simão Mago[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Simão Mago

Filipe (que não deve ser confundido com o apóstolo Filipe) pregou na Samaria e lá converteu Simão, que «praticara a mágica e fizera pasmar o povo» (Atos 8:9), e batizou muitos outros. Os apóstolos ainda estavam em Jerusalém e, quando souberam do que ocorria na Samaria, enviaram Pedro e João para que, pela imposição de suas mãos, recebessem o Espírito Santo. Quando Simão soube, ofereceu dinheiro para «que aquele sobre quem eu impuser as mãos, receba o Espírito Santo» (Atos 8:19).

A resposta de Pedro foi contundente:

«Pereça contigo o teu dinheiro, pois julgaste adquirir por meio dele o dom de Deus. Tu não tens parte, nem sorte neste ministério; porque o teu coração não é reto diante de Deus. Arrepende-te, portanto, desta tua maldade, e roga ao Senhor que, se é possível, te seja perdoado esse pensamento do teu coração; pois vejo que estás em um fel de amargura e nos laços de iniquidade.» (Atos 8:20-23)

Batismo do eunuco da Etiópia[editar | editar código-fonte]

O relato então muda completamente. O mesmo Filipe recebe um chamado de um "anjo do Senhor" e seguiu para o sul, onde encontrou um eunuco etíope que era "alto funcionário de Candace, rainha dos etíopes". Ele estava lendo um trecho de Isaías: "Como ovelha foi levado ao matadouro; E como um cordeiro está mudo diante do que o tosquia, Assim ele não abre a sua boca. Na sua humilhação foi tirado o seu julgamento; Quem contará a sua geração? Porque a sua vida é tirada da terra" (uma referência a Isaías 53:7-8). Quando eunuco perguntou sobre quem se falava, Filipe anunciou que era Jesus. Maravilhado, o eunuco pediu então professou sua fé e pediu para ser batizado ali mesmo.

Depois disto, segundo o autor, Filipe foi "arrebatado" e levado para "Azoto" (Asdode?) até chegar em Cesareia.

Versículo 37[editar | editar código-fonte]

O versículo 37 («E disse Filipe: É lícito, se crês de todo o coração. E, respondendo ele, disse: Creio que Jesus é o Filho de Deus» (Atos 8:37)) não aparece em todas as traduções da Bíblia por não aparecer em todos os manuscritos antigos dos Atos dos Apóstolos,[3] como o Codex Vaticanus.[4]

Uma notável exceção é o Codex Laudianus (séc. VI), que traz o versículo.

Manuscritos[editar | editar código-fonte]

Atos 8 foi originalmente escrito em grego koiné e dividido em 60 versículos. Alguns dos manuscritos a conter o texto são:

Ver também[editar | editar código-fonte]


Precedido por:
Atos 7
Capítulos da Bíblia
Atos dos Apóstolos
Sucedido por:
Atos 9

Referências

  1. Halley, Henry H. Halley's Bible Handbook: an abbreviated Bible commentary. 23rd edition. Zondervan Publishing House. 1962.
  2. Holman Illustrated Bible Handbook. Holman Bible Publishers, Nashville, Tennessee. 2012.
  3. «Why is Acts 8:37 omitted from many Bible translations?» (em inglês). Catholic.com 
  4. Metzger, Bruce M. (2001). A Textual Commentary on the Greek New Testament. Stuttgart: Deutsche Bibelgesellschaft. pp. 315, 388, 434, 444. ISBN 3-438-06010-8 
  5. Aland, Kurt; Barbara Aland; Erroll F. Rhodes (trans.) (1995). The Text of the New Testament: An Introduction to the Critical Editions and to the Theory and Practice of Modern Textual Criticism. Grand Rapids: William B. Eerdmans Publishing Company. p. 99. ISBN 978-0-8028-4098-1 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]