Danilo Fernandes Batista

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Danilo Fernandes
Danilo Fernandes
Informações pessoais
Nome completo Danilo Fernandes Batista
Data de nasc. 3 de abril de 1988 (29 anos)
Local de nasc. Guarulhos (SP), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,88 m
Destro
Informações profissionais
Clube atual Internacional
Número 1
Posição Goleiro
Clubes de juventude
2007–2010 Corinthians
Clubes profissionais2
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
2011–2014
2015–2016
2016–
Corinthians
Sport
Internacional
0027 000(0)
0067 000(0)
0051 000(0)
Seleção nacional
2017 Brasil 0001 000(0)


2 Partidas e gols totais pelo
clube, atualizados até 8 de fevereiro de 2017.

Danilo Fernandes Batista, mais conhecido como Danilo Fernandes (Guarulhos, 3 de abril de 1988), é um futebolista brasileiro que atua como goleiro. Atualmente joga pelo Internacional.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Em janeiro de 2008, Danilo compôs o grupo corintiano na Copa São Paulo de Futebol Júnior, naquela que foi a sua única participação no torneio. Completamente livre das lesões que havia sofrendo, e voltando a se destacar nos jogos das categorias de base, o garoto viveu um momento especial no dia 27 de dezembro de 2008. Após um pedido do preparador de goleiros Mauri Lima, o então diretor técnico Antônio Carlos Zago anunciou que, a partir daquela data, Danilo faria parte do elenco profissional do Corinthians, na época comandado por Mano Menezes.

Enquanto ainda não fazia sua estréia oficial com a camisa alvinegra, o goleiro disputava algumas partidas pela equipe Sub-23. A mais memorável ocorreu em 24 de outubro de 2010. Naquela data, Corinthians e Palmeiras se enfrentaram no Pacaembu, pelo Campeonato Brasileiro Sub-23, mas antes, houve um confronto preliminar entre o Timão Sub-23 e o Verdão Sub-23. Após o empate em 0 a 0 no tempo normal, a partida foi para os pênaltis. Danilo defendeu duas cobranças e foi decisivo na vitória por 4 a 1 do Corinthians Sub-23.

Corinthians[editar | editar código-fonte]

No dia 7 de agosto de 2011, Danilo disputou sua primeira partida pelo time profissional do Corinthians, contra o Atlético Paranaense na Arena da Baixada, em Curitiba. O jogo terminou empatado em 1 a 1, e o goleiro teve uma atuação muito elogiada. Três dias depois, Danilo foi mantido entre os titulares pelo técnico Tite e brilhou no empate em 0 a 0 com o Santos, na Vila Belmiro. A partir de então, o goleiro deixou de ser promessa e tornou-se uma realidade.

Ciente da qualidade do jogador, a diretoria corintiana renovou o contrato com Danilo em setembro de 2011. O atual vínculo do goleiro com o clube é válido até dezembro de 2014. Pela equipe alvinegra, o goleiro conquistou como reserva de Cássio e Júlio César, o Campeonato Brasileiro (2011), a Copa Libertadores da América (2012), a Copa do Mundo de Clubes da FIFA (2012), o Campeonato Paulista (2013) e a Recopa Sul-Americana (2013).

Jogos no Corinthians[editar | editar código-fonte]

Sport[editar | editar código-fonte]

No dia 5 de janeiro de 2015, o Sport através de seu site oficial, anunciou a contratação do goleiro. Danilo foi um dos destaques do Campeonato Brasileiro de 2015 na sua posição, tido por muitos como o melhor goleiro da temporada. Diante da boa campanha do Leão da Ilha em 2015, teve várias sondagens, entre elas a do Internacional. Entretanto, o Sport com o brilhante trabalho desempenhado renovou com o goleiro.[2]

Internacional[editar | editar código-fonte]

No dia 10 de maio de 2016, o Internacional anunciou a contratação do goleiro para substituir Alisson da Seleção Brasileira, que havia deixado o clube e se transferido para a Roma da Itália. Após sua ótima temporada no Sport em 2015, a direção do Inter contratou o atleta, para manter o alto nível do setor. Danilo assinou por 4 anos com o Gigante da Beira-Rio.

Danilo, apesar de ter sido um dos melhores goleiros do Campeonato Brasileiro de 2016, e o principal jogador do Internacional na temporada, não conseguiu evitar o rebaixamento da equipe, para o Campeonato Brasileiro Série B.[3]

Seleção Brasileira[editar | editar código-fonte]

Foi chamado pelo técnico Tite, com quem havia trabalhado no Corinthians, para o amistoso contra a Seleção Colombiana. Como o amistoso foi agendado fora da Data FIFA, apenas atletas que atuam no futebol brasileiro foram convocados.[4]

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Atualizado até 8 de fevereiro de 2017.

Clubes[editar | editar código-fonte]

Clube Temporada Campeonato
nacional
Copa
nacional
Competições
continentais¹
Outros
torneios²
Total
Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols Jogos Gols
Brasil Corinthians
2011 2 0 0 0 1 0 3 0
2012 2 0 0 0 6 0 8 0
2013 3 0 0 0 0 0 12 0 15 0
2014 0 0 0 0 1 0 1 0
Total 7 0 0 0 0 0 20 0 27 0
Brasil Sport 2015 36 0 3 0 2 0 4 0 45 0
2016 0 0 0 0 0 0 22 0 22 0
Total 36 0 3 0 2 0 26 0 67 0
Brasil Internacional 2016 28 0 5 0 0 0 33 0
2017 0 0 0 0 0 0 4 0 4 0
Total 28 0 5 0 0 0 4 0 37 0
Total 71 0 8 0 2 0 50 0 131 0

¹Estão incluídos jogos e gols pela Copa Libertadores, Copa Sul-Americana e Recopa Sul-Americana
²Estão incluídos jogos e gols pelo Campeonato Paulista, Copa do Mundo de Clubes da FIFA, Torneios Amistosos e Amistosos

Títulos[editar | editar código-fonte]

Corinthians
Internacional

Referências

  1. «Danilo Fernandes chega ao RS para assinar com o Inter e diz viver "sonho"». Globoesporte.com. 9 de maio de 2016. Consultado em 9 de maio de 2016 
  2. «Sport confirma duas contratações e duas renovações para ano de 2015». Globoesporte.com. 5 de janeiro de 2015. Consultado em 5 de janeiro de 2015 
  3. «Inter empata com o Fluminense e sofre primeiro rebaixamento de sua história». Globoesporte.com. 11 de dezembro de 2016. Consultado em 11 de dezembro de 2016 
  4. «Com Robinho e Diego, Tite convoca Seleção para jogo contra a Colômbia». Globoesporte.com. 19 de janeiro de 2017. Consultado em 19 de janeiro de 2017 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]