Lição de Botânica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Books-aj.svg aj ashton 01.png A Wikipédia possui o
Portal de Literatura

Lição de botânica é uma peça teatral escrita por Machado de Assis escrita em 1905. Foi a última peça escrita pelo autor[1].

Personagens[editar | editar código-fonte]

  • D. Helena, viúva, sobrinha de D. Leonor e prima de D. Cecília;
  • D. Leonor, tia de D. Helena e de D. Cecília;
  • D. Cecília, jovem apaixonada por Heitor, que é apenas mencionado na peça;
  • Barão Sigismundo de Kernoberg, cientista sueco radicado no Brasil, obcecado pela botânica, tio de Heitor.

Enredo[editar | editar código-fonte]

O barão Sigismundo manda anunciar a D. Leonor, sua vizinha, que deseja uma entrevista. Animada, Cecília crê que o barão vem pedir sua mão pra o sobrinho Heitor, por quem está apaixonada. Para sua surpresa, o barão pede que D. Leonor não receba mais o jovem em casa. O cientista crê que o casamento é incompatível com a ciência, e é seu plano que Heitor se torne um grande botânico, como é tradição na família. Cecília entra em desespero com o comportamento inusitado do cientista. Mas Helena tem uma brilhante ideia. Ela finge ao velho um profundo interesse por botânica, e pede para ser sua discípula. O cientista se apaixona por ela, e reconsidera suas posições sobre o casamento e a ciência.

Referências

  1. Nota crítica a uma representação da peça.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Peças de teatro de Machado de Assis

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre teatro (genérico) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.