Núcleo Picinguaba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Núcleo Picinguaba
Categoria II da IUCN (Parque Nacional)
Praia da Fazenda - Núcleo de Picinguaba do Parque Estadual da Serra do Mar.
Localização
País  Brasil
Estado  São Paulo
Mesorregião Mesorregião do Vale do Paraíba Paulista
Microrregião Microrregião de Caraguatatuba
Localidade mais próxima Ubatuba
Dados
Área 47 000 hectares[1]
Gestão Fundação para Conservação e Produção Florestal do Estado de São Paulo

O Núcleo Picinguaba é uma área de conservação situada em Ubatuba, no estado de São Paulo, no Brasil. É um dos oito núcleos do Parque Estadual da Serra do Mar. Criado após a década de 1970, possui uma área de 8 mil hectares. É o único dos núcleos do Parque Estadual da Serra do Mar que atinge a orla marinha.[2]

Abrange 5 praias. No sentido Rio de Janeiro-São Paulo, são elas: Praia do Cambury, Praia Brava do Cambury, Praia de Picinguaba, Praia da Fazenda e Brava da Almada. O núcleo abrange oitenta por cento da área do município de Ubatuba. Sua sede e seu centro de visitantes se localizam na praia da Fazenda.[3]

Etimologia[editar | editar código-fonte]

O tupinólogo Eduardo Navarro sugere que "Picinguaba" pode provir do termo tupi antigo petymbûaba, que tanto significa "lugar de fumar" como "cachimbo".[4]

Acesso[editar | editar código-fonte]

O acesso é feito pela rodovia BR-101 até o quilômetro 8, ainda em Ubatuba.

Território[editar | editar código-fonte]

A sede do Núcleo encontra-se a 40 quilômetros do centro da cidade de Ubatuba, protegendo uma parte da Mata Atlântica ainda intacta, um manguezal, mata de restinga e ambiente costeiro. Abrange 5 praias, 3 vilas caiçaras e algumas ilhas protegidas.

Foz do Rio da Fazenda - Núcleo Picinguaba

A noroeste, dentro do limite do município de Cunha (São Paulo), limita-se com o Núcleo Cunha-Indaiá e a leste com o Parque Nacional da Serra da Bocaina, na divisa com o Paraty.

Praias[editar | editar código-fonte]

Dentro da área de preservação, encontram-se as seguintes praias:

  • Brava da Almada
  • Camburi
  • Fazenda
  • Picinguaba

Ilhas[editar | editar código-fonte]

O Núcleo Picinguaba, junto com o Parque Estadual da Ilha Anchieta, também protege e conserva as seguintes ilhas:

Geografia[editar | editar código-fonte]

  • Área: 47,5 quilômetros quadrados
  • Altitude: 150 metros (base média inferior)
  • Amplitude Altitudinal: de 0 a 1 670
  • Relevo (Topografia): escarpos festonados e escarpos com espigões digitados.
  • Solo: latossolo vermelho amarelo e fase rasa.
  • Clima: tropical úmido das costas expostas à massa tropical atlântica.
  • Temperatura Média: 25,9°C no verão e 19,5°C no inverno.

Relevo[editar | editar código-fonte]

Praia de Picinguaba

Ecossistemas[editar | editar código-fonte]

Fauna[editar | editar código-fonte]

O Núcleo apresenta uma fauna bem diversificada da mata atlântica, de manguezais e até de espécies marinhas. Grande parte dela está ameaçada de extinção, como por exemplo a onça-pintada, suçuarana (onça-parda), jaguatirica, lontra, mono-carvoeiro, gambá, morcegos, preguiça, macaco-prego, paca, capivara, tatu, tamanduá, cateto, cutia, sabiá, tucano, atobá, saíra, ariranha, jacu, anambezinho, sabiá-cica, gaivota e caranguejos, entre outros exemplares da fauna baixo-serrana e litorânea.

Flora[editar | editar código-fonte]

Sobre uma região de relevo acidentado e vegetação primária e secundária de Mata Atlântica, o Núcleo preserva árvores de grande porte, com grande diversidade de famílias: Lauraceae, Sapotaceae e Myrtaceae, Arecaceae, entre diversos tipos de orquídeas e bromélias.

Comunidades humanas[editar | editar código-fonte]

A principal comunidade de habitação humana inserida no Núcleo Picinguaba é o Distrito de Picinguaba (Ubatuba), onde existem 3 vilas caiçaras. Uma das vilas caiçaras é a Vila de Pescadores de Picinguaba.

Produtos

Artesanato e pesca de subsistência.

Principais ameaças[editar | editar código-fonte]

Extração ilegal de palmito, caça, queimadas, extração da vegetação nativa e pesca excessiva e clandestina em áreas de preservação ambiental.

Educação ambiental[editar | editar código-fonte]

Com a ajuda do turismo, o Núcleo, por meio de seus monitores e palestras, difunde a preservação ambiental, a importância dos ecossistemas para o mundo e a valorização da natureza.

Casa da farinha[editar | editar código-fonte]

Uma das atrações turísticas do núcleo é a Casa da Farinha, estrutura com roda de água criada por imigrantes italianos no final do século XIX para produzir açúcar, álcool e fubá. Atualmente, ela é usada pela comunidade local para produzir farinha de mandioca.[5]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Núcleo Picinguaba

Referências

  1. Naturam. Disponível em https://naturam.com.br/ubatuba/nucleo-picinguaba/. Acesso em 22 de abril de 2017.
  2. Viagem. Disponível em http://viagemeturismo.abril.com.br/atracao/parque-estadual-da-serra-do-mar-nucleo-picinguaba/. Acesso em 22 de abril de 2017.
  3. Naturam. Disponível em https://naturam.com.br/ubatuba/nucleo-picinguaba/. Acesso em 22 de abril de 2017.
  4. NAVARRO, E. A. Dicionário de tupi antigo: a língua indígena clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013. p. 592.
  5. Naturam. Disponível em https://naturam.com.br/ubatuba/casa-da-farinha/. Acesso em 22 de abril de 2017.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]