Pamela Voorhees

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Pamela Sue Voorhees, (nascida em 1930 e assassinada em 1979), é um personagem fictício dos filmes Friday the 13th, famosa série de horror nomeada em português de Sexta-feira 13, dia do mau agouro. Ela é a mãe de Jason Voorhees, o personagem principal. Seu marido é Elias Voorhees.

Biografia[editar | editar código-fonte]

De acordo com o filme de 1980, Pamela era a cozinheira da colônia de férias de Crystal Lake. E em 1957, deixou seu filho Jason, de 11 anos, sendo vigiado por dois monitores da colônia de férias enquanto ela estava trabalhando. Mas esses se afastaram para fazer sexo e deixaram Jason sozinho, o que acabou fazendo com que companheiros de cabana empurrassem ele para o lago da colônia e o afogasse. No ano seguinte, Pamela matou os dois monitores responsáveis pela tragédia, provocando o fechamento da colônia. E praticou várias outras sabotagens para que o lugar não fosse reaberto, sempre que surgia a intenção de alguém reinaugurar a colônia de férias. E em sua última tentativa de fazer isso, em 1979, quando a colônia finalmente estava sendo reaberta, ela matou quase todos os monitores que trabalhavam lá, até que teve sua cabeça decapitada ao final do filme pela monitora Alice, a única sobrevivente. No segundo filme, a cabeça dela reaparece em estado de putrefação em cima de lençóis na cabana de Jason. Como o segundo filme termina mostrando a cabeça de Pamela ao mesmo tempo em que Jason revive, alguns fãs do filme supõem que é ela quem revive seu filho para que continue a sua sanha de vingança.

O filme não deixa claro se ela pensava realmente que Jason estava morto e fez tudo aquilo para se vingar ou se ela simplesmente saiu matando todos num surto de esquizofrenia (pois repentinamente ela enxerga imagens de Jason se afogando no lago e ouve voz dele pedindo que ela mate a todos, e é durante esses surtos que ela fica violenta), pois há indícios de que ela escondeu Jason numa cabana na floresta de Crystal Lake até 1979.

Nos primeiros filmes da série, a personagem é identificada apenas como Mrs. Voorhees. Seu primeiro nome não é revelado até Friday the 13th: The Final Chapter, quando seu túmulo aparece, revelando que seu nome todo é Pamela Sue Voorhees e que ela nasceu em 1930. Isso mostra que ela deu à luz aos dezesseis anos de idade. Como Pamela usava o sobrenome Voorhees, entende-se que ela já foi casada com Elias Voorhees, o pai de Jason. Mas nenhum dos filmes fala nada sobre isso. Alguns fãs do filme supõem que eles se divorciaram depois da tragédia ocorrida em 1957. Mais nas histórias oficiais foi revelado que Pâmela Voorhees era docel e sofria mais tratos de Elias Voorhees que ele a agredia e traía ela com alguma mulher que concerteza deu a luz para Diana Voorhees, e a agressão causado pelo Elias causou a deformidade do feto do Jason Voorhees, e Pâmela esquizofrênica, e logo ela comete o assassinato contra Elias Voorhees, e cria o Jason Voorhees no Crystal lake.

A personagem foi interpretada pela atriz Betsy Palmer nos dois primeiros filmes da série. Durante a breve aparição da personagem em Freddy vs. Jason, a interpretação coube à atriz Paula Shaw.

De acordo com Betsy, ela teria sido chamada para interpretar novamente o papel de mãe de Jason para o filme Freddy vs. Jason, mas acabou não aceitando, pois o salário oferecido teria sido muito baixo.

No remake de 2009, ela só aparece na cena do prólogo, sendo igualmente morta pela única sobrevivente do massacre que provocou. Nessa versão, a personagem foi interpretada pela atriz Nana Visitor.

No Brasil Pamela foi dublada por Selma Lopes.

A série[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]