Pandemia de gripe A de 2009 no Brasil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Pandemia de gripe A (H1N1)
na República Federativa do Brasil
Flag of Brazil.svg
Doença: Gripe suína
Pandemia de: Gripe A (H1N1)
Primeiro caso: São Paulo
Confirmação do primeiro caso: 7 de maio de 2009
Casos confirmados: 58.178
Mortes: 2.101
Última atualização: 27 de abril de 2010

A Pandemia de gripe A (H1N1) iniciou em 2009. Em agosto o Ministro da Saúde declarou que 78% dos casos de gripe no país são decorrentes do H1N1 e 20% das mortes mundiais são brasileiras.[1] Em 26 de agosto o Ministério da Saúde confirmou que os casos fatais chegaram a 557, o que levou o país a liderar o número de mortes pela pandemia em todo o mundo.[2]

No dia 7 de maio, foram confirmados os primeiros quatro casos da Gripe A no Brasil pelo Ministério da Saúde.[3] No dia 8 de maio, a Secretaria da Saúde do Estado de Santa Catarina anunciou o quinto caso de gripe suína no país, uma menina de sete anos que esteve de férias na Flórida, nos Estados Unidos.[4] O sexto caso foi de um homem no Rio de Janeiro que teve contato com um paciente já confirmado como infectado pela gripe e contraiu a doença. Esse foi o primeiro caso de contágio da doença dentro do país.[4] No dia 10 de maio, o Ministério da Saúde confirma mais dois casos da nova gripe no Brasil, somando assim oito infectados confirmados, e permanece com 30 casos suspeitos da nova gripe. Os casos estão sendo investigados em dez estados e no Distrito Federal pelo Ministério da Saúde.

No dia 30 de maio o Brasil registrou mais 4 casos da gripe A (H1N1), subindo o total de infectados para 20. Os estados afetados são: Minas Gerais, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo e Tocantins.

Até o dia 14 de junho, o Brasil anunciou que o número de infectados era de 69 em todo o país.[5]"Os 11 últimos pacientes foram infectados pelo vírus (H1N1) no exterior. Todos os pacientes estão sob tratamento e agora passam bem", disse o ministério da saúde para confirmar que somente em 17 dos 69 casos houve "contágio interno".[6]

Em 28 de junho, o país confirma um total de 627 casos da gripe,[7] e a primeira suspeita de morte causada pela doença também é anunciada, no estado do Rio Grande do Sul. Segundo o divulgado, Michael Glenn Brannan de 58 anos, estadunidense, teria sido a vítima do vírus H1N1, mas o caso não foi confirmado.[8]

Casos fatais[editar | editar código-fonte]

A primeira morte pela gripe suína no país foi confirmada em 28 de junho, quando um caminhoneiro de Erechim que havia viajado para Buenos Aires, veio a falecer.[9]

No dia 10 de julho, a Secretaria de Saúde de São Paulo confirmou a primeira morte no estado em decorrência da gripe suína. Uma menina de 11 anos, moradora faleceu no dia 30 de junho, em Osasco.[10] Foi a segunda vítima a morrer no país por causa da doença.[11]

Em 13 de julho foi confirmada a terceira morte no país: um garoto de 9 anos, morador de Sapucaia do Sul (RS), que morreu no dia 5 de julho em Porto Alegre.[12][13]

Em 14 de julho foi registrada a quarta morte: Um vendedor de 28 anos da cidade de Botucatu, no interior paulista, morreu em 10 de julho.[14]

Em 16 de julho foram confirmadas 7 mortes causadas pela gripe suína no país. No Rio Grande do Sul foi confirmada a morte de um caminhoneiro de cerca de 35 anos que estava internado no hospital Santa Casa de Uruguaiana.[15][16] No mesmo dia, a Secretaria municipal de Saúde da cidade do Rio de Janeiro confirmou a primeira morte por gripe suína do estado do Rio de Janeiro. Segundo o secretário Hans Dohmann, a vitima foi uma mulher de 37 anos que adoeceu no dia 3 e morreu no dia 13 com diagnóstico de pneumonia.[17][18] Em Osasco, a prefeitura da cidade confirmou a morte de um homem de 21 anos.[19] Antes que a tarde terminasse, o secretário municipal de Saúde de Passo Fundo confirmou que mais duas pessoas morreram. No Hospital Universitário de Santa Maria (RS) também foi confirmada mais duas mortes: um homem de 36 anos no dia 11 e um de 24 anos no dia 15. Com estes, o número de mortos no Brasil chega a onze.[20]

No dia 19 de julho, são confirmadas mais 4 casos no Rio Grande do Sul: duas em Uruguaiana, uma em Santa Maria e outra em São Borja, subindo para quinze o número de mortes decorrentes da nova gripe.[21]

Em 21 de julho foram confirmados mais cinco casos de mortes no estado de São Paulo.[22] No mesmo dia a Secretaria da Saúde do Paraná informou que recebeu do Ministério da Saúde a confirmação da primeira morte no estado.[23] Em Osasco foi confirmada mais uma morte.[24]

Em 22 de julho foram confirmadas mais três mortes no estado de São Paulo e mais 4 na cidade do Rio de Janeiro.[25][26]

Em 24 de julho o estado de São Paulo confirma o total de 16 mortes, elevando o número no país para 33 casos fatais confirmados.[27] No mesmo dia foi anunciado que o começo das aulas no Distrito Federal seriam prorrogadas para que professores recebessem treinamento sobre a gripe.[28]

Em 26 de julho foram confirmadas mais 5 mortes no Rio Grande do Sul, elevando o número no país para 38 casos fatais confirmados.[29]

Em 27 de julho, são registradas mais duas mortes em Osasco, três em Curitiba uma em São Carlos, e uma em Mogi-Guaçu. O total no país chega a 45.[30][31][32][33]

Em 28 de julho, a primeira morte no Nordeste do país é registrada no estado da Paraíba.[34] O governo do Estado de São Paulo, e os governos de várias cidades do estado decidem suspender a volta as aulas até 17 de agosto; a medida atinge mais de 5 milhões de estudantes.[35] Ainda no mesmo dia os casos fatais da gripe suína subiram para 56 no país.[36]

Em 29 de julho, com mais duas mortes confirmadas em São Paulo e mais duas no Rio Grande do Sul, os casos fatais no Brasil chegam a 60 mortes.[37][38][39]

2010[editar | editar código-fonte]

Em 2010 o número de mortes confirmadas no Brasil foram de 104. Neste mesmo ano uma grande campanha nacional mobilizou o país a favor da vacinação em massa.

2011[editar | editar código-fonte]

A Secretaria de Saúde do Rio Grande do Sul anunciou que até o dia 1º de julho de 2011, o número total de mortes confirmadas pelo vírus já eram de 7 e dos 536 casos suspeitos, 37 foram confirmados.[40]

Cronologia[editar | editar código-fonte]

2009[editar | editar código-fonte]

  • 24 de abril: Primeiros 8 casos suspeitos.
  • 25 de abril: Início da Pandemia de gripe A no país.
  • 7 de maio: Primeiros quatro casos confirmados do país com dois de São Paulo, um do Rio de Janeiro e um de Minas Gerais. São 15 casos suspeitos e 93 descartados.
  • 8 de maio: Primeiro caso confirmado em Santa Catarina.
  • 9 de maio: Primeiro caso de transmissão de pessoa para pessoa no país.
  • 10 de maio: Primeiro caso confirmado no Rio Grande do Sul. País tem 8 casos confirmados e 30 sob suspeita.
  • 30 de maio: Primeiro caso confirmado no Tocantins. País tem 20 infectados em 6 estados.
  • 2 de junho: Primeiros três casos confirmados em Mato Grosso.
  • 9 de junho: Primeiro caso confirmado no Distrito Federal.
  • 11 de junho: Brasil tem 52 casos e 95 suspeitos.
  • 14 de junho: Brasil tem 69 casos confirmados.
  • 18 de junho: Primeiros dois casos confirmados no Espírito Santo.
  • 19 de junho: Primeiros dois casos confirmados em Goías, um outro no Rio Grande do Norte e um no Paraná.
  • 22 de junho: São Gabriel de 60 mil habitantes é a primeira cidade no Brasil a decretar estado de emergência por constatar 4 casos confirmados e mais 17 suspeitos. Primeiro caso confirmado no Maranhão.
  • 23 de junho: Primeiro caso confirmado em Sergipe.
  • 24 de junho: Primeiros dois casos confirmados na Paraíba, um outro em Pernambuco e um em Rondônia.
  • 25 de junho: Primeiro caso confirmado no Ceará.
  • 26 de junho: Primeiros dois casos confirmados no Piauí e um no Pará.
  • 27 de junho: Primeiro caso confirmado no Amazonas.
  • 28 de junho: Primeira morte confirmada no Rio Grande do Sul e no país. Primeiro caso confirmado na Bahia. País tem 627 casos.
  • 3 de julho: Primeiro caso confirmado em Mato Grosso do Sul.
  • 4 de julho: Primeiro caso confirmado no Amapá.
  • 8 de julho: Primeiro caso confirmado no Acre.
  • 10 de julho: Primeira morte confirmada em São Paulo.
  • 16 de julho: Primeira morte confirmada no Rio de Janeiro.
  • 18 de julho: Primeira morte em Diadema,município do Estado de São Paulo
  • 20 de julho: Brasil tem 1027 casos e 22 mortes.
  • 21 de julho: Primeira morte confirmada no Paraná.
  • 25 de julho: Segunda morte em Diadema no espaço de 7 dias.
  • 28 de julho: Brasil tem 59 mortes. Primeira morte confirmada na Paraíba.Ocorre a terceira morte no município de Diadema.
  • 31 de julho: País tem 1 175 casos e 67 mortes.
  • 3 de agosto: Brasil tem 86 mortes. Primeira morte confirmada na Bahia e em Pernambuco e três na Santa Catarina.
  • 5 de agosto: País tem 2 959 casos e 138 mortes.
  • 8 de agosto: Brasil tem 167 mortes.
  • 10 de agosto: Brasil tem 206 mortes. Primeira morte confirmada no Distrito Federal e três em Minas Gerais.
  • 12 de agosto: Primeiro caso da resistência do Tamiflu encontrado no país.
  • 13 de agosto: Primeira morte confirmada em Rondônia.
  • 17 de agosto: Primeira morte confirmada no Pará.
  • 18 de agosto: Primeira morte confirmada em Mato Grosso do Sul.
  • 20 de agosto: Brasil tem 488 mortes. Primeira morte confirmada no Amazonas.
  • 21 de agosto: País tem 26 820 casos e 504 mortes.
  • 22 de agosto: País tem 26 900 casos e 510 mortes.
  • 25 de agosto: Primeira morte confirmada no Acre e Rio Grande do Norte. País tem 516 mortes.
  • 26 de agosto: País tem 45 320 casos confirmados, 30 232 casos graves, 300 mil casos suspeitos e 557 mortes.[2] Segunda morte no Amazonas, Acre e Distrito Federal.
  • 28 de agosto: Primeira morte confirmada em Mato Grosso e no Espírito Santo.
  • 29 de agosto: Brasil tem 603 mortes. São Paulo, Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina confirmam mais 30 mortes.
  • 1 de setembro: Primeira morte confirmada em Goiás.
  • 3 de setembro: Primeira morte confirmada em Roraima.
  • 21 de setembro: Primeira morte confirmada no Piauí.

2010[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Mortes por gripe suína no Brasil dobram e chegam a 192
  2. a b http://noticias.uol.com.br/cotidiano/2009/08/26/ult7403u405.jhtm
  3. «Ministro confirma primeiros casos de gripe A (H1N1) no Brasil». 7 de maio de 2009 
  4. a b «Confirmado o primeiro caso da gripe em SC». 8 de maio de 2009 
  5. Brasil tem 11 novos casos de gripe
  6. Con 11 nuevos contaminados, casos de Gripe A ascienden a 69
  7. Gripe suína: Brasil já tem 627 casos confirmados
  8. RS pode ter registrado 1ª vítima fatal da gripe suína no País
  9. «Ministério da Saúde confirma primeira morte por gripe suína no país no Rio Grande do Sul» 
  10. Criança de 11 anos é 1ª vítima de gripe suína em São Paulo
  11. Menina de 11 anos é 2a vítima fatal de gripe H1N1 no Brasil
  12. Criança de Sapucaia do Sul (RS) é a 3ª vítima de gripe suína no Brasil
  13. Menino de Sapucaia do Sul é a segunda vítima gaúcha
  14. Homem de 28 anos morre de gripe suína em Botucatu, em SP
  15. Rio Grande do Sul confirma terceira morte por gripe suína no estado e quinta no país
  16. Hospital confirma morte por gripe suína no RS
  17. Gripe suína: Rio registra o primeiro caso de morte pelo vírus H1N1
  18. Rio registra 1ª morte por gripe suína; País tem 6 mortes
  19. Osasco confirma 2ª morte por gripe; total no País vai a 7
  20. RS tem mais 4 mortes por gripe suína; número no País vai a 11
  21. Sobe para 15 o número de mortes por gripe suína no País
  22. A Secretaria de Saúde de São Paulo confirmou nesta terça-feira mais cinco casos de mortes
  23. PR tem 1ª morte por gripe suína; total no País sobe para 21
  24. Osasco confirma 3ª morte por gripe suína; total no País vai a 22
  25. Gripe: bebê é 12ª vítima fatal em SP; total no País vai a 25
  26. Rio tem mais 4 mortes por gripe suína; total no País vai a 29
  27. SP confirma 16 mortes por gripe suína; total no País vai a 33
  28. DF prorroga férias para treinar professores sobre gripe
  29. RS confirma mais 4 mortes por gripe; total no País vai a 38
  30. Gripe suína: Osasco tem mais 2 mortes; total no País vai a 41
  31. PR tem mais 3 mortes por gripe suína; total no País vai a 44
  32. SP tem 20ª morte por gripe suína; total no País vai a 45
  33. Aposentado de Mogi Guaçu é a 17ª vítima de gripe suína em SP
  34. Paraíba registra sua primeira morte por gripe A
  35. BandNews TV - 28/07/2009, 15h00
  36. Brasil tem 56 mortes por gripe suína; veja o mapa da doença no país
  37. Campinas tem mais 1 morte por gripe; total no País é de 57
  38. SP tem nova morte por gripe suína; total no País é de 58
  39. RS tem mais 2 mortes por gripe; total no País vai a 60
  40. RS: sobe para 7 número de mortos pela gripe suína em 2011
  41. Primeira morte por gripe suína no Ceará é confirmada
  42. Moji-Mirim: Cidade confirma quatro casos de H1N1