Transportes Aéreos da Bacia Amazônica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A Transportes Aéreos da Bacia Amazônica, mais conhecida pela abreviatura TABA, foi uma companhia aérea brasileira, fundada em 1976 e encerrada em 1999.

História[editar | editar código-fonte]

Em 1976 o coronel Marcílio Gibson Jacques vendeu para a VASP o Lóide Aéreo Nacional. Com o dinheiro comprou uma pequena empresa de táxi aéreo, chamada NOTA.

Com a vigência do SITAR (Sistema de Transporte Aéreo Regional), o coronel fundou então a TABA (Transportes Aereas Bacia Amazonica) e encomendou 15 EMB-110 Bandeirante junto à Embraer, além de modelos Fairchild FH-227 e Curtiss C-46 Commando, que operavam em outra companhia da região.

Em 1983 trouxe 2 British Aerospace BAe 146, que por falta de manutenção e pagamento, foram retomados pelos arrendatários.

Numa tentativa de desenvolver a companhia, novas aeronaves, como o holandês Fokker F-100 e o De-Havilland Dash-8 foram incorporadas à frota, mas a TABA encerrou suas atividades em 1999 após ter se desfeito de toda sua frota.

Aeronaves[editar | editar código-fonte]