Xuxa (álbum)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Xuxa Em Espanhol
Capa do CD, lançado no Brasil.
Álbum de estúdio de Xuxa
Lançamento 1989 (1989)  Argentina
1990 (1990)  Brasil
Gravação 1988–89
Estúdio Som Livre[1]
Estúdio(s) Xuxa Produções
Gênero(s)
Duração 36:56
Idioma(s) espanhol
Formato(s)
Gravadora(s)
Produção
Cronologia de Xuxa
4.º Xou da Xuxa
(1989)
Xuxa 5
(1990)

Xuxa (conhecido como Xuxa Em Espanhol ou Xuxa 1) é o sexto álbum de estúdio e o primeiro em língua espanhola da cantora e apresentadora brasileira Xuxa Meneghel. Foi lançado primeiramente na Argentina no fim de 1989, e posteriormente em países como Estados Unidos, Equador, Chile, Espanha e Portugal. No Brasil, foi lançado em 1990 pela Som Livre.

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Xuxa se tornou muito popular no Brasil e em outros países da América Latina. Sua música tornou-se parte do Xou da Xuxa e com o sucesso da música "Ilariê" além do Brasil, uma compilação de músicas de seus três primeiros álbuns em português foi re-gravada em espanhol.

Xuxa não falava espanhol e tomou um curso intensivo na língua, com foco especial na pronúncia, para realizar as músicas para o álbum em espanhol. As letras da música (como os nomes dos personagens da música "Bombom") foram alteradas para manter a estrutura da rima nas músicas. A composição da música não foi reescrita, mas experimentou muitas mudanças durante a mixagem.

O álbum espanhol reúne as músicas mais populares de Xuxa, incluindo "Ilariê" (''Ilarié''), "Doce Mel" ("Dulce Miel"), "Arco-Íris" ("Arco Iris"), "Dança da Xuxa" Danza de Xuxa "), e "Brincar de Índio" ("Juguemos a Los Indios").

Produção[editar | editar código-fonte]

O álbum foi produzido por Michael Sullivan, Paulo Massadas e Guto Graça Melo, com coordenação artística de Max Pierre e Guto Graça Mello. Foi gravado nos estúdios da Som Livre no Rio de Janeiro.[2]

Lançamento[editar | editar código-fonte]

O álbum foi lançado pela primeira vez na Argentina no final de 1989, e depois nos Estados Unidos, Equador, Chile, Espanha e Portugal e outros países. No Brasil, o álbum foi lançado em 1990 pela Som Livre.[3] Em cada país, o design da capa do álbum, a capa posterior e o encarte do álbum foram alterados para refletir diferenças nas letras ou dados da música. Em algumas versões, um texto na capa do álbum indicou a pronúncia correta do nome da artista: "Shu-sha".

Para divulgar o álbum, Xuxa fez aparições em Los Angeles, Miami, Cidade do México e no Festival de Viña del Mar no Chile. Isso ajudou a aumentar as vendas de seu primeiro álbum internacional.[4][5]

Faixas[editar | editar código-fonte]

N.º TítuloCompositor(es) Duração
1. "Ilarié"  
5:28
2. "Arco Iris"  
4:37
3. "Bombón"  
  • Sullivan
  • Massadas
  • Carballo
4:11
4. "Quiero Pan"  
  • Tuza
  • J. Correia
  • Carballo
1:54
5. "Campeón"  
  • L. Robles
  • C. Rossini
  • Conceição Azevedo
  • Carballo
3:45
6. "Dulce Miel"  
3:28
7. "Danza de Xuxa"   3:26
8. "Juguemos a los Indios"  
  • Sullivan
  • Massadas
  • Larraura
4:33
9. "Receta de Xuxa"  
3:34
10. "El Circo"  
  • Prêntice
  • Paulo C. Barros
  • Monteiro de Souza
  • Larraura
3:23
Duração total:
36:56

Desempenho nas paradas musicais[editar | editar código-fonte]

Posições[editar | editar código-fonte]

Ano Chart Posição
1990  Estados Unidos (Billboard Latin Pop Albums) 4[6]
 Estados Unidos (Hot Latin Songs) (Ilarié) 11[7]

Vendas e certificações[editar | editar código-fonte]

Região Certificação Vendas/distribuição
Argentina (CAPIF)[8] Platina 60.000*
Brasil (ABPD) 130.437[9]
Chile (IFPI)[10] 2x Platina 40.000*
Espanha (Promusicae)[11] 2x Platina 200.000*
Resumos

*vendas baseadas apenas na certificação
^distribuições baseadas apenas na certificação
xdistribuições não-especificadas baseadas apenas na certificação

Histórico de lançamentos[editar | editar código-fonte]

País Data Formato(s) Gravadora Ref.
Argentina 1989
  • LP
  • cassete
RCA Records
[12]
Brasil 1990
  • LP
  • cassete
  • CD
Som Livre
Espanha Cassete
  • RCA Records
  • BMG
EUA
  • LP
  • CD
Globo Records
México
  • Cassete
  • CD
  • RCA Records
  • Globo Records
  • BMG
Peru Cassete RCA Records
Portugal CD
Venezuela Cassete RCA Records

Referências

  1. Xuxa.com: Xuxa em Espanhol Arquivado em 26 de fevereiro de 2015, no Wayback Machine.. Globo.com. Página visitada em 16 de Março de 2013.
  2. «Xuxa.com - Discos». Consultado em 27 de maio de 2015 
  3. JAMES BROOKE (27 de maio de 2015). «Rio Journal; Brazil's Idol Is a Blonde, and Some Ask 'Why?'». The New York Times. Consultado em 27 de maio de 2015 
  4. Rio Journal; Brazil's Idol Is a Blonde, and Some Ask 'Why?' (31/07/1990). The New York Times. Página visitada em 22 de Dezembro de 2013.
  5. Lívia de Almeida (16 de março de 1991). «Diversão com sotaque em esanhol». O Globo. Consultado em 27 de maio de 2015 
  6. «Xuxa 1 - Awards». Allmusic. Consultado em 27 de maio de 2015 
  7. «Xuxa - Chart History». Billboard. Consultado em 27 de maio de 2015 
  8. «ABC's of Latin America (Argentina)» (em inglês). Revista Billboard. 10 de Novembro de 1994. Consultado em 26 de Julho de 2014 
  9. Ana Paula Araripe (26 de setembro de 1993). «A partir dos Eua, um X no planeta». O Dia. Consultado em 27 de maio de 2015 
  10. «Xuxa: Disco de platina duplo no Chile - 1990». Youtube. 2014. Consultado em 27 de Julho de 2014. Arquivado do original em 14 de setembro de 2014 
  11. «Solo Exitos 1959–2002 Ano A Ano: Certificados 1991–1995». Solo Exitos 1959–2002 Ano A Ano 
  12. Xuxa - Xuxa. Discogs. Página visitada em 28 de Fevereiro de 2015.