O Trapalhão na Arca de Noé

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde junho de 2017). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
O Trapalhão na Arca de Noé
O Trapalhão na Arca de Noé.jpg
 Brasil
1983 •  cor •  91 min 
Direção Del Rangel
Roteiro Aguinaldo Silva
Doc Comparato
Renato Aragão
Elenco Renato Aragão
Sérgio Mallandro
Fábio Villa Verde
Xuxa
Género comédia
aventura
Música Remo Usaí
Distribuição Embrafilme
Som Livre (DVD)
Lançamento 15 de dezembro de 1983 (1983-12-15)
Idioma português
Cronologia
Atrapalhando a Suate (1983)
Os Trapalhões e o Mágico de Oróz (1984)
Página no IMDb (em inglês)

O Trapalhão na Arca de Noé é um filme brasileiro de 1983, do gênero comédia, dirigido por Del Rangel e estrelado por Renato Aragão. O filme teve um público aproximado de 2.850.000 pessoas.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Sempre preocupados com a proteção dos animais, o faxineiro de zoológico Duda e seus amigos Kiko e Zeca, são convidados pelo místico Noé para defender a fauna do Pantanal de perigosos contrabandistas de pele, liderados por Morel e seu capataz Juarez. A turma acaba conhecendo o arqueólogo Marcos e a fotógrafa Carla que estão em busca de uma mini-pirâmide deixada no local pela civilização fenícia. Duda e seus amigos também acabam encontrando o Papangu, uma dócil e rara espécie de dinossauro, que está sendo ameaçado de extinção.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia tem o


Produção[editar | editar código-fonte]

Renato Aragão disse que O Trapalhão na Arca de Noé foi inspirado em os Caçadores da Arca Perdida, de Steven Spielberg. Foi feito durante a separação dos Trapalhões, que durou apenas seis meses. Dedé Santana, Mussum e Zacarias fizeram o filme Atrapalhando a Suate, e houve competição entre os dois filmes nos cinemas. A música escolhida para a abertura do filme se chama "Mars: Bringer of War" de The Planets composta por Gustav Holst. Pela primeira vez, Xuxa Meneghel participa do filme dos Trapalhões.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «FILMOGRAFIA - O TRAPALHÃO NA ARCA DE NOÉ». cinemateca.gov.br. Consultado em 15 de outubro de 2016 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.