Dois na Lona

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde fevereiro de 2013). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Dois na Lona
Dois na Lona.jpg
 Brasil
1968 •  p&b •  87 min 
Direção Carlos Alberto de Souza Barros
Roteiro Carlos Alberto de Souza Barros
Renato Aragão
Elenco Ted Boy Marino
Renato Aragão
Suely Franco
Leila Santos
Milton Vilar
Roberto Guilherme
Género comédia
Companhia(s) produtora(s) Herbert Richers S.A.
Idioma português
Cronologia
Adorável Trapalhão (1967)
A Ilha dos Paqueras (1968)

Dois na Lona é um filme brasileiro de 1968 dirigido por Carlos Alberto de Souza Barros e estrelado pelos Trapalhões da primeira formação, com Renato Aragão e Ted Boy Marino.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

Os amigos Ted e Renato são dois mecânicos humildes, que namoram duas primas ricas. Durante um passeio com elas no parque, Ted se envolve numa briga com lutadores de catch, chamando a atenção do treinador, que convida o mecânico para treinar com eles. Com a ajuda de Renato, do garoto Zuzu e das namoradas, Ted Boy inicia sua carreira no vale-tudo, vencendo vários torneios e garantindo um lugar na luta final. As vitórias consecutivas do estreante incomodam seu oponente, o feroz campeão Lobo, que não está disposto a perder o título e o dinheiro de apostas ilegais da quadrilha que ele comanda.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.