Cemitério dos Prazeres

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Entrada do cemitério

O Cemitério dos Prazeres é um cemitério situado na parte ocidental de Lisboa. Fica localizado na freguesia dos Prazeres, perto do bairro de Campo de Ourique, e é o maior cemitério da capital portuguesa. Após a cidade de Lisboa ter sido atingida por um surto de cólera morbus, em 1833, foi urgente a criação de um grande cemitério, tendo sido criado assim o Cemitério dos Prazeres.

O Pórtico de entrada do cemitério é da autoria do arquitecto Domingos Parente da Silva[1] .

O nome dos Prazeres deriva do antigo nome da quinta que ocupava a mesma área que o actual cemitério.

O cemitério encontra-se aberto todos os dias da semana e tem horário de funcionamento das 9:00 às 17:00.

Talhão dos Artistas[editar | editar código-fonte]

Entre as personalidades ilustres que se encontram sepultadas no Talhão dos Artistas do Cemitério dos Prazeres, encontramos sobretudo actores, cantores, escritores, pintores e apresentadores de televisão. Denota-se a ausência da fadista Amália Rodrigues, mas acontece que a famosa intérprete foi trasladada para o Panteão Nacional, em Lisboa (após uma enorme pressão dos seus admiradores e uma modificação da lei que exigia um mínimo de quatro anos antes da trasladação). Foi também transladado para o Panteão Nacional, o escritor Aquilino Ribeiro. Fernando Pessoa foi aqui enterrado a 2 de Dezembro de 1935, tendo sido transladado em 1985 para o Mosteiro dos Jerónimos.

Actualmente nele encontram-se sepultadas personalidades célebres como:

Mausoléu de D. Pedro de Sousa Holstein[editar | editar código-fonte]

Mausoléu de D. Pedro de Sousa Holstein, Duque de Palmela, no Cemitério dos Prazeres em Lisboa.

O Mausoléu de D. Pedro de Sousa Holstein, Duque de Palmela, é o maior mausoléu particular da Europa, com cerca de 200 corpos e restos mortais pertencentes à mesma família, à excepção de dois padres. O seu espaço exterior recria a simbólica de um Templo Maçon e na capela, no interior da construção, várias estátuas de escultores de renome, como Canova, Teixeira Lopes e Calmels, embelezam os túmulos.

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Grande Enciclopédia Universal. Domingos Parente da Silva (em português). [S.l.]: DURCLUB, S:A:, 2004. p. 12151. vol. 18. ISBN 84-96330-18-4 Página visitada em 12 de Novembro de 2011.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]