Cerimoniário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Cerimoniário é o ministro responsável pela organização das celebrações litúrgicas, entre elas a missa, na Igreja Católica. Para tal pode haver um, dois ou mesmo uma equipe de cerimoniários, não devendo ser contudo em número que atrapalhe, em vez de ajudar. Não existe nenhuma necessidade de o cerimoniário ser ordenado ou seminarista, podendo a função ser exercida por um acólito instituído ou não, desde que tenha conhecimento litúrgico suficiente.

Funções[editar | editar código-fonte]

São funções do cerimoniário organizar as procissões sejam elas de entrada de saída, ou ainda procissões externas à Igreja. Também por e depor as insígnias episcopais(báculo e mitra), bem como o solidéu. Também segurar a casula e acompanhar o sacerdote celebrante nas incensações do altar, das oblatas, da cruz, círio pascal e imagens, caso não haja diáconos na celebração. É também dever do cerimoniário organizar coroinhas e acólitos e distribuir tarefas. É ainda função do cerimoniário saber marcar o Missal Romano

Veste[editar | editar código-fonte]

O cerimonial dos bispos recomenda que o cerimoniário vista-se com batina e sobrepeliz, podendo contudo vestir alva e cíngulo em alternativa. Para os cerimoniários que são ministros ordenados, usa-se a veste coral (Batina e Sobrepeliz). Por exemplo, para os cerimoniários que possuam o título de Prelado de Honra de Sua Santidade, batina episcopal violácea, para os demais batina preta e faixa.

Cerimoniário Pontifício[editar | editar código-fonte]

O Ofício das Celebrações Litúrgicas do Sumo Pontífice é responsável pelas celebrações pontifícias, tendo um conjunto de cerimoniários. O cerimoniário pontifício do papa João Paulo II era Dom Piero Marini, atualmente o cargo é ocupado por Mons. Guido Marini.