Cerimoniário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Cerimoniário é o ministro responsável pela organização das celebrações litúrgicas, entre elas a missa, na Igreja Católica. Para tal pode haver um, dois ou mesmo uma equipe de cerimoniários, não devendo ser contudo em número que atrapalhe a celebração. Não existe nenhuma necessidade de o cerimoniário ser ordenado ou seminarista, podendo a função ser exercida por um acólito instituído ou não, desde que tenha conhecimento litúrgico suficiente.

Funções[editar | editar código-fonte]

São funções do cerimoniário organizar as procissões sejam elas de entrada de saída, ou ainda procissões externas à Igreja. Também por e depor as insígnias episcopais(báculo e mitra), bem como o solidéu. Também segurar a casula e acompanhar o sacerdote celebrante nas incensações do altar, das oblatas, da cruz, círio pascal e imagens, caso não haja diáconos na celebração. É também dever do cerimoniário organizar coroinhas e acólitos e distribuir tarefas. É ainda função do cerimoniário saber marcar o Missal Romano.

Veste[editar | editar código-fonte]

O cerimonial dos bispos recomenda que o cerimoniário vista-se com batina e sobrepeliz, podendo contudo vestir alva e cíngulo em alternativa. Para os cerimoniários que são ministros ordenados, usa-se a veste coral (Batina e Sobrepeliz). Por exemplo, para os cerimoniários que possuam o título de Prelado de Honra de Sua Santidade, batina episcopal violácea, para os demais batina preta e faixa.

Cerimoniário Pontifício[editar | editar código-fonte]

O Ofício das Celebrações Litúrgicas do Sumo Pontífice é responsável pelas celebrações pontifícias, tendo um conjunto de cerimoniários. O Mestre de Celebrações Litúrgicas Pontifícias do papa João Paulo II era Dom Piero Marini, atualmente o cargo é ocupado por Mons. Guido Marini.