Coroatá

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Coroatá
Catedral de Coroatá

Catedral de Coroatá
Bandeira de Coroatá
Brasão de Coroatá
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 8 de abril
Fundação 8 de abril de 1920
Gentílico coroataense
Lema Trabalho e Justiça
Prefeito(a) Teresa Murad (PMDB)
(2013–2016)
Localização
Localização de Coroatá
Localização de Coroatá no Maranhão
Coroatá está localizado em: Brasil
Coroatá
Localização de Coroatá no Brasil
04° 07' 48" S 44° 07' 26" O04° 07' 48" S 44° 07' 26" O
Unidade federativa  Maranhão
Mesorregião Leste Maranhense IBGE/2008 [1]
Microrregião Codó IBGE/2008 [1]
Municípios limítrofes Timbiras, Codó, Peritoró, Alto Alegre do Maranhão, São Mateus do Maranhão, Matões do Norte, Pirapemas e Vargem Grande
Distância até a capital 260 km
Características geográficas
Área 2 263,823 km² [2]
População 62 189 hab. IBGE/2010[3]
Densidade 27,47 hab./km²
Altitude 35 m
Clima Equatorial
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,656 médio PNUD/2000 [4]
PIB R$ 170 690,660 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 2 733,59 IBGE/2008[5]
Página oficial
Prefeitura www.coroata.ma.gov.br

Coroatá é um município brasileiro do estado do Maranhão. Situa-se no centro-leste do estado, no vale do Itapecuru, e dista cerca de 260 km de São Luís, capital estadual. Sua topografia é predominantemente plana. Sua população total é de 62 189 habitantes (2010), sendo que 47 296 vivem na zona urbana.

História[editar | editar código-fonte]

Os primeiros habitantes a penetrarem neste município foram os portugueses, e, a eles, juntaram-se mais tarde habitantes das zonas vizinhas. A cidade de Coroatá originou-se de “depósitos” ou “paiós” (espécie de posto) de fazendeiros e de visitantes de outras regiões, notadamente do Mearim. Com o progresso do povoado, chegaram novos imigrantes destacando-se os sírio-libaneses que, desenvolvendo o comércio, contribuíram na independência da localidade. Em 5 de novembro de 1843, através da lei n° 173, foi criada a Vila Coroatá, sendo este território desmembrado do município de Caxias e Itapecuru-Mirim. Após 77 anos Coroatá foi elevada a categoria de cidade, sendo assim seu aniversário comemorado no dia 8 de abril de 1920, favorecido pela lei n° 924, durante o governo do Dr. Urbano Santos de Araújo.

O primeiro nome desta cidade foi Coroatá Grande, quando era ainda um arraial. Este nome derivou-se de uma planta existente na região chamada pelos moradores de piteira ou agave; a planta era originaria do México e os indígenas conheciam-na como Croatá-Açú. Mais tarde os habitantes começaram a se transportar para um lugar mais próximo do rio Itapecuru onde foi edificada a cidade.

Praça José Sarney em Coroatá

Demografia[editar | editar código-fonte]

A população do município de Coroatá de acordo com o último censo realizado pelo IBGE - Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, divulgado em 1º de dezembro de 2010, apresenta os seguintes dados:

  • População masculina: 30.662 habitantes - 50,15%,
  • População feminina: 31.063 habitantes - 50,47%,
  • Total das populações por gênero: 61.725 habitantes - 100,00%.
  • Zona urbana: 47.293 habitantes - 84,75%,
  • Tona rural: 14.432 habitantes - 16,36%,
  • Total da população do município: 62.189 habitantes - 100,00%.

Bandeira[editar | editar código-fonte]

A bandeira foi idealizada pelo professor Iran Lima Costa. O concurso para escolha da bandeira foi convocado no segundo semestre de 1988 pelo então Presidente da Câmara Municipal, Sebastião Carneiro Magalhães, na gestão do então Prefeito Luiz Montenegro Tavares. Uma banca composta por médicos, advogados, engenheiros, estudantes e populares foi incumbida de escolher dentre os trinta e três trabalhos inscritos, os três finalistas. Todos os três finalistas foram de autoria do Professor Iran. Finalmente, no dia 7 de setembro de 1988, em solenidade no salão nobre do INSS (Instituto Nacional de Segurança Social) de Coroatá, a câmara de vereadores aprovou e referendou uma escolha da banca, escolhendo, portanto a bandeira. O verde representa as matas; o branco, a paz; o vermelho, o sangue vibrante de um povo trabalhador; o azul, o céu cintilante; e a estrela, sobre o azul do céu, é um símbolo de verdade e de esperança. Em destaque as palavras "Trabalho e Justiça", entendidas pelos idealizadores como os pilares edificadores e sustentadores da cidade.

Hino de Coroatá[editar | editar código-fonte]

O hino coroataense foi oficialmente apresentado no dia 09 de novembro de 2012, durante sessão da Câmara Municipal de Coroatá. A música é de autoria do compositor José Carlos da Silva, o Daffé.[do hino de Coroatá ]

Geografia[editar | editar código-fonte]

O município de Coroatá , situa-se na mesorregião leste maranhense e na microrregião de Codó, integrando-se a 5ª microrregião homônima como pólo de desenvolvimento regional. A sede do município se encontra em maior parte localizada a margem esquerda do rio Itapecuru, onde sua posição geográfica está na intersecção do paralelo 04° 07' 48" de latitude sul, com meridiano de 44° 07' 26" O longitude oeste de Greenwich.

Bairros[editar | editar código-fonte]

  • Americanos
  • Areal
  • Cajueiro
  • Centro
  • Conjunto Habitacional Cohab
  • Conjunto Habitacional Eletronorte
  • Conjunto Habitacional D. Reinaldo Pünder
  • Jordão
  • Maçaranduba
  • Maracangalha
  • Marajá
  • Mocó
  • Mariol do Norte
  • Mariol do Sul
  • Nova Coroatá
  • Novo Areal
  • Novo Marajá
  • Palmeira torta
  • Tresidela
  • União
  • Vila Maraenhese
  • Vila Mendes
  • Vila Ricardo Murad
  • Vila Silene
  • Vila Teresa Murad
  • Vila Vavá

Religião[editar | editar código-fonte]

O cristianismo é a religião da maioria da população. De acordo com o Censo Demográfico de 2010, 75,1% da população segue o catolicismo romano; 14,2% o protestantismo; 2,3 outras denominações cristãs; 0,3% religiões afro-brasileiras; 0,1% de outras religiões, não declarado ou indeterminado, enquanto 8,0% não têm religião.

Religiões Porcentagem
Catolicismo Romano 75.1%
Protestantismo 14.2%
Outras Cristãos 2.3%
Religiões Afro-brasileiras 0.3%
Outras religiões 0.1%
Sem religião 8.0%

Turismo[editar | editar código-fonte]

Uns dos mais conhecidos cartões postais de Coroatá é o Morro do Machado, onde no topo se tem uma vista panorâmica da cidade. Na zona rural de Coroata, tem a barragem do rio Pirapemas, todos os finais de semana milhares de pessoas se dirigem a barragem à procura de diversão.


Prefeitos[editar | editar código-fonte]

  • José Jansen Pereira - 1920
  • João Rios - 1926
  • Benedito Alves Cardoso - 1931
  • Luis Pereira da Silva - 1937
  • João Coelho Matos - 1939
  • Valdemiro de Almeida Cavalcante - 1939
  • Sebastião Anfiloquio Alves - 1940
  • Otacílio de Sousa Santos - 1943
  • Antonio Serra Pinto - 1945
  • Chico Pereira Lobo - 1945
  • Emilio Lobato de Azevedo - 1948
  • José Menezes Junior - 1951
  • Nagib Rabelo Lamar - 1952
  • João Saraiva Filho - 1955
  • Leodegário Jansen Pereira - 1956
  • Simão de Monaut Serra Pinto - 1960
  • Vitor Dias Trovão - 1968
  • João Mota de Queiroz - 1970
  • Orlando Jansen Silva - 1971
  • João Ferreira Pereira - 1972
  • Gentil Augusto Frazão Filho - 1973
  • José de Ribamar Trovão - 1977
  • Francisco Alberto Araújo - 1983
  • Luis Montenegro Tavares - 1983
  • José Ribamar Trovão - 1989
  • Coronel Ruy Salomão - 1991
  • Teresa Murad - 1993
  • Romulo Augusto Trovão Moreira Lima - 1997/2004
  • Luís Mendes Ferreira 2005/2012
  • Teresa Murad (atual prefeita)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 dez. 2010.
  3. [http//www.ibge.gov.br/home/estatistica/populacao/censo2010/populacao_por_municipio.shtm Censo Populacional 2010]. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Maranhão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.