Dólar de Hong Kong

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Dólar de Hong Kong
Hong Kong dollar (em inglês)
港幣
HongKong10dolar.jpg
Dados
Código ISO 4217 HKD
Usado Oficialmente:
 Hong Kong
Não oficialmente:
 China
Macau
Inflação 2,2% (apenas Hong Kong)
The World Factbook, 2006 est.
Sub-Unidade
1/10
1/100

Ho (dez cêntimos)
Cent, Sin (cêntimo; já não emitido)
Símbolo $, HK$
Plural Dólares
Moedas 10, 20, 50 cents; 1 dólar
Notas 10, 20, 50, 100, 500 e 1000 dólares
Banco Autoridade Monetária de Hong Kong
www.info.gov.hk/hkma
Fabricante Hong Kong Note Printing Limited
www.hknpl.com.hk

O dólar de Hong Kong (aportuguesado como dólar de Honguecongue) (ISO 4217: HKD) é a moeda oficial de Hong Kong, também utilizada na China continental e em Macau. É a nona moeda mais transaccionada do mundo.[1] Em inglês, é normalmente abreviada com o cifrão ($) ou alternativamente HK$, para a distinguir das outras moedas denominadas dólar.

O dólar de Hong Kong está indexado ao dólar dos Estados Unidos, à taxa variável de 7,75–7,85 HKD por USD e a moeda indexada ao dólar de Hong Kong é a pataca, à taxa de 1,03 MOP por 1 HKD.

Etimologia[editar | editar código-fonte]

Em cantonês formal, o caracter 圓 é utilizado, enquanto que no cantonês falado 蚊 é utilizado, sendo este último talvez uma transliteração da primeira sílaba de money ("dinheiro"), embora alguns sugiram que seja uma corruptela de . 元 é também informalmente utilizado. O dólar é dividido em 100 cêntimos, com o caracter 仙 (uma transliteração de cent, cêntimo em português) utilizado em moedas e no cantonês falado. 分 é utilizado em mandarim.

Crise asiática[editar | editar código-fonte]

Durante a crise asiática de 1997, a Bolsa de Valores de Hong Kong sofreu a maior quebra de sempre, perdendo o índice Hang Seng cerca 1/4 de seu valor em quatro dias (20–23 de outubro de 1997).[2] Hong Kong manteve-se como única região a não desvalorizar sua moeda desde o início da crise asiática. Não se sabia, contudo, por quanto tempo poderia durar a guarda da moeda local. A perda na Bolsa de Valores em Hong Kong já estava se prenunciando. Antes do tombo das Bolsas no mundo inteiro, o dólar de Taiwan e o won da Coreia do Sul tinham registrado as maiores quedas da década. Ataques de investidores contra o dólar de Hong Kong levaram o governo local a jogar os juros para o espaço de modo a preservar o modelo de câmbio fixo adotado desde 1983. Para cada dólar americano ou iene japonês vendido em Hong Kong, o governo se comprometia a depositar a mesma quantia em moeda local. Foi o que aconteceu. Para defender a moeda de maneira a não afugentar os investidores estrangeiros, o governo local puxou os juros para cima. As taxas de um dia para o outro subiram de 6% para mais de 300%. As aplicações de 90 dias quadruplicaram.[3]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre numismática é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.