Não metal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde junho de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

Os Não metais (ou Ametais) formam uma das três categorias de elementos químicos (as outras duas são os metais e os Metalóides). Este último quase obsoleto. Por isso alguns elementos que antes eram classificados como Metalóide, hoje são classificados alguns Ametais e outros por metais, segundo a classificação pelas propriedades de Ionização e de Ligação Química. Estas propriedades derivam do facto dos não-metais serem altamente Electronegativos, isto é, de ganharem eletrons de valência de outros átomos mais facilmente do que libertam os seus.

Os não-metais são, por ordem de número atómico:

Esses ametais citados abaixo pertenciam ao grupo Semimetal, porém, com a queda do uso desse termo, esses elementos foram classificados como Ametais:

A maior parte dos não-metais encontra-se na parte superior direita da tabela periódica. A exceção é o Hidrogênio, que é em geral colocado na extremidade superior esquerda com os metais alcalinos mas se comporta como um não-metal na maior parte das circunstâncias. Ao contrário dos metais, que são condutores de electricidade, um não-metal pode ser um Isolador ou um Semicondutor. Os Ametais podem formar ligações iónicas com os metais ao ganharem elétrons, ou ligações covalentes com outros não-metais. Os Oxidos dos não-metais são Ácidos. Em comparação com os Metais, Ametais são maus condutores de eletricidade e calor.

Só existem 12 não-metais conhecidos (16, contando o Boro, Silício, Arsênio e Telúrio, antes classificados como Semimetais), o que contrasta com mais de 80 metais, mas são os não-metais que constituem a maior parte da Terra, em especial das suas camadas exteriores. Os organismos vivos são compostos quase exclusivamente por não-metais. Muitos não-metais (Hidrogênio, Nitrogênio, Oxigênio, Flúor, Cloro, Bromo e Iodo) são diatómicos e a maior parte dos restantes são poliatómicos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]