Pé na Cova

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
TV Future Icon.svg
Pé na Cova é uma série em exibição.
As informações podem mudar rapidamente. Editado pela última vez em 23 de abril de 2014.
Pé na Cova
Informação geral
Formato Sitcom
Gênero Comédia
Duração 50 minutos
Criador(es) Miguel Falabella
País de origem  Brasil
Idioma original português
Produção
Diretor(es) Cris D'Amato
Cininha de Paula
Roberto Talma
Elenco Miguel Falabella
Marília Pêra
Mart'nália
ver todos
Tema de abertura "Pé na Cova" - Mart'nália
Tema de
encerramento
"Pé na Cova" - Mart'nália
Exibição
Emissora de
televisão original
Rede Globo
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original 24 de janeiro de 2013 - presente
Nº de temporadas 3
Nº de episódios 36 (lista de episódios)

Pé na Cova é um seriado de televisão brasileiro produzido pela Rede Globo e exibido desde 24 de janeiro de 2013. Escrito por Alessandra Poggi, Antonia Pellegrino, Artur Xexéo, Flávio Marinho, Luiz Carlos Góes e Miguel Falabella, com redação final de Falabella; tem direção de Cris D'Amato, direção geral de Cininha de Paula e direção de núcleo de Roberto Talma. [1] A 1ª temporada estreou em 24 de janeiro de 2013, estendendo-se até 20 de junho do mesmo ano, em 22 episódios. A 2ª temporada estreou em 1 de outubro de 2013, se encerrando no dia 17 de dezembro de 2013, em 11 episódios. [nota 1] [2] Em novembro do mesmo ano, a série foi renovada para uma terceira temporada, que no momento se encontra em exibição.[3]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A trama se centra em Gedivan Pereira,[4] mais conhecido como Ruço (Miguel Falabella), que namora Abigail (Lorena Comparato), uma menina órfã que é trinta anos mais nova que ele, e em uma família, moradores de Irajá, no subúrbio carioca, que são donos da F.U.I. (Funerária Unidos do Irajá). Devido a má administração de seus antepassados, só a funerária não é o bastante para prover o sustento da família, então, sua filha, Odete (Luma Costa), que namora a mecânica Tamanco (Mart'nália), começa a trabalhar fazendo stripteases pela internet para complementar a renda familiar. Além de Odete, Ruço e sua ex-mulher, Darlene (Marília Pêra), que é alcoólatra e trabalha como maquiadora de defuntos para a empresa, tem outro filho, Alessanderson (Daniel Torres), um jovem que deseja ingressar na carreira política.[5] Na terceira temporada da série, iniciada em 8 de abril de 2014, Marília Pêra sai do elenco por alguns problemas pessoais. [6]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Miguel Falabella interpreta Ruço.
Mart'nália interpreta Tamanco.
Diogo Vilela interpreta Dr.Zoltan.
Ator / Atriz Personagem Temporada
1 2 3
Miguel Falabella Gedivan Pereira (Ruço)
Marília Pêra Darlene Pereira Silva
Mart'nália Tamanco (Cristiane)
Luma Costa Odete Roitman Pereira
Daniel Torres Alessanderson Pereira
Lorena Comparato Abigail
Magno Bandarz Clécio
Niana Machado Babá (Isaura)
Sabrina Korgut Adenóide
Gabriel Lima Sermancino
Maurício Xavier Marcão/Markassa
Eliana Rocha Maria da Luz Divina Jardim de Souza e Silva
Alexandre Zacchia Juscelino Souza e Silva
Rubens de Araújo Floriano
Helady Araújo Dircéia
Karin Hils Soninja
Karina Marthin Giussandra
Marcelo Picchi Deputado Arlindo Sebonette
Diogo Vilela Dr. Zoltan

Participações Especiais[editar | editar código-fonte]

Ator Personagem
Eline Porto Princes
Giovanna Antonelli Ela mesma / Priscila
Márcia Cabrita Felícia
Ricardo Graça Mello Garnizé
Marcos Breda Mariozinho
Stella Miranda Jandira
Alessandra Maestrini Hérnia / Rénner
Zezeh Barbosa Paulina
Cassiano Carneiro Haroldinho
Viétia Zangrandi Maria de Lourdes (Lurdinha)
Laura Cardoso Mozica Pereira
Fafy Siqueira Madame Aracy
Débora Olivieri Elisinha/Jurema
Fátima Freire Zaíra
Ângela Dip Vera Lúcia Pereira
Preta Gil ela mesma
Bia Nunnes Maria Isabel Sebonette
Prazeres Barbosa Nivalda
Zezeh Barbosa Paulina
Júlio Rocha Marcinho Azeitona
Roberto Pirillo Jurandir
Roney Facchini Lorival
Jarbas Homem de Melo Samir Nabucha
Andrea Dantas Veridiana
Rodrigo Rangel Horácio Pimenteira
Alejandro Claveux Pablo
Fernando Benini Ladislau Souza
Larissa Cunha Conan
Bernardo Mendes Webson
Eliseu Carvalho Zanata

Temporadas[editar | editar código-fonte]

Temporada Episódios Exibição Original Média geral
Estreia da temporada Final da temporada
1 22 24 de janeiro de 2013 20 de junho de 2013 14
2 11 01 de outubro de 2013 17 de dezembro de 2013 16

Produção[editar | editar código-fonte]

Apesar do pano de fundo aparente da série ser a morte,[4] [5] [7] Miguel Falabella afirmou que, na verdade, o seu pano de fundo "é a grande tragédia da educação nacional".[5] Cininha Paula disse que "a morte circunda, porém não protagoniza o seriado" e Falabella concluiu que "no Brasil, a morte tem uma pegada muito mórbida e imaginei que seria banal fazer comédia com o tema" e por isso se tentaria buscar uma "leveza".[4]

O autor disse que, apesar de o enredo tratar de questões polêmicas, o texto "beira o 'nonsense'",[7] . Também comentou que "o seriado é cruel, ácido, crítico e apocalíptico." Cininha Paula, a diretora-geral, qualificou a série como uma comédia realista. O "realismo doido", como chama a diretora, tem inspirações diversas, que vão desde os irmãos Cohen até filmes cubanos e portugueses.[4] Falabella disse que "Pé na Cova" é um programa reflexivo e não só sobre a relação com a morte, mas, ao mesmo tempo, é muito light."[7]

Sobre a família central, o autor comentou que eles "não têm dinheiro, não têm instrução, são completamente loucos", além de terem "uma característica fora do comum": serem "um grupo de pessoas excêntricas ao limite, que beiram o absurdo e sobrevivem da morte",[4] mas que, segundo ele, existe. Segundo o autor, "o Brasil está cheio dessas pessoas".[7] Falabella ainda disse pensar neles como uma "Família Addams do Irajá".[8]

Como a série é ambientada no bairro do Irajá, Cininha de Paula foi até o mesmo para buscar as referências necessárias, onde adquiriu informações a respeito dos serviços funerários, cenários e figurinos. Para esses últimos, também usou "coisas de filmes portugueses, por conta da grande influência das colônias lusitanas."[9]

Escolha do elenco[editar | editar código-fonte]

A escolha de Mart'nália foi feita pelo próprio Falabella, que, inclusive, providenciou falas mais curtas para a ela, pois a cantora disse que sua dicção "é péssima". Isso, junto a fato de nunca ter atuado, fez com que ele ficasse não "muito confiante."[10]

Luma Costa, por sua vez, teve que fazer testes para poder figurar como Odete Roitman. Ao saber que a série precisava de uma atriz loura e com olhos claros, ela se inscreveu para a seleção, da qual saiu ganhadora. Luma ainda fez aulas de pole dance e disse ter controlado a alimentação para estar em forma nas lingeries que compõem boa parte de seu figurino.[11]

Originalmente o papel de Juscelino, o motorista da funerária, seria feito por Ney Latorraca, que, no entanto, estava com problemas de saúde e internado. Ele foi, então, substituído por Alexandre Zacchia, pois Falabella não quis atrasar as gravações.[12] No entanto, o autor disse que, quando o ator estiver totalmente recuperado, poderá interpretar outro personagem, doutor Zoltan, um médico sem confiança que trabalha como psiquiatra e cirurgião[13] . Em Junho de 2013, Ney Latorraca se comunicou com Falabella, e deixou a série, por não se sentir pronto para voltar a atuar. Miguel afirmou que não o substituirá, e que Doutor Zoltan não aparecerá. Mas ele mudou de ideia e Diogo Vilela assume esse papel na terceira temporada.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Audiência[editar | editar código-fonte]

A série estreou com 17 pontos de média em São Paulo.[14]

Avaliação da crítica[editar | editar código-fonte]

O colunista Nilson Xavier do site UOL criticou a atração, dizendo que ela traça o tema sobre o preconceito, que segundo ele é "o que o ser humano tem pior". Ele também comparou a família da funerária ao seriado A Grande Família ao contrário.[15]

Músicas[editar | editar código-fonte]

  1. "Pé na Cova" - Mart'nália (Abertura)
  2. "Canto Para a Minha Morte" - Raul Seixas (Geral)

Notas

  1. A temporada se encerrou com 11 episódios, pois no dia 19 de novembro, foi exibido um amistoso da Seleção Brasileira, no lugar do programa.

Referências

  1. Memória Globo. Pé na Cova - Trama Principal. Globo.com. Página visitada em 07 de abril de 2014.
  2. Pé na Cova - Teledramaturgia. Teledramaturgia. Página visitada em 07 de abril de 2014.
  3. João Gabriel Batista (02 de novembro de 2014). "Pé na Cova" ganhará terceira temporada em 2014. NaTelinha. Página visitada em 07 de abril de 2014.
  4. a b c d e "Pé na Cova" aposta em família excêntrica que vive da morte. Universo Online (24 de janeiro de 2013). Página visitada em 1º de fevereiro de 2013.
  5. a b c Para morrer de rir. [[O Povo (jornal de Fortaleza)|]] (23 de janeiro de 2013). Página visitada em 1º de fevereiro de 2013.
  6. Marília Pêra deixa "Pé na Cova" por problema de saúde.
  7. a b c d Miranda, Maria da Luz (7 de janeiro ed 2013). ‘Pé na cova’: novo seriado de Miguel Falabella traz morte, casal gay, bizarrice e gargalhada. O Globo. Página visitada em 1º de fevereiro de 2013.
  8. Arripia, Fernando (7 de janeiro de 2013). Miguel Falabella diz que Pé na Cova é sua obra mais autoral. O Fuxico. Página visitada em 1º de fevereiro de 2013.
  9. Maio, Márcio (19 de janeiro de 2013). Miguel Falabella: "Quero morrer atuando no teatro". O Fuxico. Página visitada em 1º de fevereiro de 2013.
  10. No ar em 'Pé na Cova', Mart'nália diz: "não estou confiante". Terra Networks (28 de janeiro de 2013). Página visitada em 1º de fevereiro de 2013.
  11. Melo, Márcio (13 de janeiro de 2013). Luma Costa abusa da sensualidade no papel de stripper bissexual. O Fuxico. Página visitada em 1º de fevereiro de 2013.
  12. Após mais de um mês internado, Ney Latorraca recebe alta nesta terça. O Fuxico (10 de dezembro de 2012). Página visitada em 1º de janeiro de 2013.
  13. Ney Latorraca recebe alta após um mês e meio internado. Veja (11 de dezembro de 2012). Página visitada em 1º de janeiro de 2013.
  14. ‘Pé na cova’ estreia com boa audiência. Na Telinha (2 de fevereiro de 2013). Página visitada em 2 de fevereiro de 2013.
  15. Xavier, Nilson (15 de fevereiro de 2013). Humor negro de “Pé na Cova” critica o preconceito e o politicamente correto. Blog Nilson Xavier. Universo Online. Página visitada em 18 de fevereiro de 2013.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre séries de televisão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.