Pronome de tratamento

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto.
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa. Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.

Pronome de tratamento, axiónimo (português europeu) ou axiônimo (português brasileiro) é a palavra que auxilia em uma linguagem mais formal empregada da mesma maneira que os pronomes pessoais. Segundo os gramáticos, estes pronomes pertencem à terceira pessoa, mas substituindo o "tu" (informal) da segunda pessoa. No português brasileiro, o pronome de tratamento você (contracção de Vossa Mercê) é em várias regiões usado em substituição ao pronome pessoal "tu", sendo em prática (geralmente) tido como pronome pessoal.

Autoridades de Estado[editar | editar código-fonte]

  • Vossa Excelência (V. Ex.ª): Para o/a presidente da República, senadores/as da República, ministros/as de Estado, governadores/as, deputados/as federais e estaduais, prefeitos/as, embaixadores/embaixadoras, cônsules, chefes/as das Casas Civis e Militares. Somente o presidente da república usa o pronome de tratamento por extenso, nunca abreviado.
  • Vossa Magnificência (V. Mag.ª): Para reitores/as de Universidade, pró-reitores/as e vice-reitores/as.
  • Vossa Senhoria (V. S.ª): Vereadores/as; Para diretores/as de autarquias federais, estaduais e municipais, Escrivães e Agentes de Polícia (Civil ou Federal).

Judiciárias[editar | editar código-fonte]

  • Vossa Excelência (V. Ex.ª): para Magistrados (Juízes de Direito, do Trabalho, Federais, Militar e Eleitoral), Membros de Tribunais (de Justiça, Regionais Federais, Regionais do Trabalho, Regionais Eleitorais), Ministros de Tribunais Superiores (do Trabalho, Eleitoral, Militar, Superior Tribunal de Justiça e Supremo Tribunal Federal), Presidente do CNJ, o Procurador-Geral da República e demais membros do Ministério Público[1] , Delegados de Polícia (artigo 3º da Lei nº 12.830, de 20/06/2013) e também Advogados.
  • Meritíssimo Juízo (M. Juízo): para referência ao Juízo, dentro de processo judicial. O cargo de delegado de polícia é privativo de bacharel em Direito, devendo-lhe ser dispensado o mesmo tratamento protocolar que recebem os magistrados, os membros da Defensoria Pública e do Ministério Público e os advogados.

Executivo e Legislativo[editar | editar código-fonte]

  • Vossa Excelência (V. Ex.ª): para chefes do Executivo (Presidente da República, Governadores e Prefeitos), Ministros de Estado e Secretários Estaduais, para Integrantes do Poder Legislativo (Senadores, Deputados Federais, Deputados Estaduais, Presidente de Câmara de Vereadores), Ministros do Tribunal de Contas da União e para Conselheiros dos Tribunais de Contas Estaduais.

Militares[editar | editar código-fonte]

  • Vossa Excelência (V. Ex.ª): para oficias generais - (Almirantes de Esquadra, Generais de Exército e Tenentes Brigadeiros; Vice-Almirantes, Generais de Divisão e Majores Brigadeiros; Contra-Almirantes, Generais de Brigada e Brigadeiros; Coronéis Chefes da Casa Militar do Governador e Comandantes das Forças Auxiliares dos Estados e DF (Polícias Militares e Bombeiros Militares).

Autoridades eclesiásticas[editar | editar código-fonte]

  • Vossa Eminência Reverendíssima (V. Em.ª Revma): para cardeais
  • Vossa Beatitude: para os patriarcas das igrejas sui juris orientais e patriarcas da ortodoxia.
  • Vossa Excelência Reverendíssima (V. Ex.ª Revma): para bispos em geral.
  • Vossa Paternidade: para superiores de ordens religiosas.
  • Vossa Reverendíssima (V. Revma): para sacerdotes em geral.
  • Vossa Santidade: para o papa.
  • Dom: para bispos em geral (De forma peculiar, será também concedido aos Monges Beneditinos).
  • Pastor (Pr.): para pastores (Em endereçamento pode ser usado Rvmo. Pr.).
  • Padre (Pe.): para padres (Em endereçamento pode ser usado Rvmo. Pe.).
  • Evangelistas (Ev.): Para Evangelistas (Em endereçamento pode ser usado Rvmo. Ev.)
  • Presbítero (Pb.): para Presbíteros
  • Diácono (Diác.): para diáconos.
  • Acólito (Ac.): Para acólitos (instituídos).

Autoridades monárquicas ou imperiais[editar | editar código-fonte]

  • Vossa Majestade Imperial (V. M. I.): para imperadores e imperatrizes
  • Vossa Majestade (V. M.) ou Vossa Majestade Real (V. M. R.) : para reis e rainhas.
  • Vossa Alteza Real & Imperial (V. A. R. & I.): para príncipes de casas reais e imperiais.
  • Vossa Alteza Imperial (V. A. I.): para príncipes de casas imperiais.
  • Vossa Alteza Real (V. A. R.): para príncipes e infantes de casas reais.
  • Vossa Alteza Sereníssima (V. A. S.): para príncipes monarcas e Arquiduques.
  • Vossa Alteza (V. A.): para duques.
  • Vossa Excelência (V. Ex.ª): para duques com Grandeza, na Espanha.
  • Vossa Graça (V. G.): para duques e condes.
  • Vossa Alteza Ilustríssima (V. A. Ilmª.): para nobres mediatizados, como condes, na Alemanha.
  • O Mui Honorável (M. Hon.): para marqueses, na Grã-Bretanha.
  • O Honorável (Hon.): para condes (The Right Hon.), viscondes, barões e filhos de duques, marqueses e condes na Grã-Bretanha.
  • Ilustríssimo (Il.mo): para membros da nobreza brasileira.
  • Dom: para alguns membros de nobreza ibérica, italiana e brasileira (em espanhol e em italiano grafa-se Don).

Tratamentos formais[editar | editar código-fonte]

  • Senhor (Sr.): para homens em geral, quando não existe intimidade
  • Senhora (Sr.ª): para mulheres casadas ou mais velhas (no Brasil) ou mulheres em geral (em Portugal).
  • Senhorita (Srt.ª): para moças solteiras, quando não existe intimidade (no Brasil).
  • Vossa Senhoria (V. S.ª): para autoridades em geral, como secretários da prefeitura, comissários de polícia ou diretores de empresas
  • Doutor (Dr.): É importante ressaltar que doutor via de regra não configura forma de tratamento, mas título acadêmico. Seu uso deve-se limitar apenas a comunicações dirigidas a pessoas que alcançaram o grau acadêmico de doutoramento(português europeu) ou doutorado(português brasileiro). Por razões culturais, tal título é usado para médicos ,engenheiros e advogados. Deve-se usar o tratamento "Senhor" que confere a desejada formalidade às comunicações. [2] . No Brasil, os advogados freqüentemente esperam ser chamados com tal título, pois se baseiam em uma interpretação errônea do artigo 9º, da Lei do Império de 11/08/1827.[3] Entretanto não existe nenhuma força legal que garanta a esta categoria tal título a não ser por conclusão de doutoramento.[4] [5]
  • Arquitecto (Arq.º(ª)): para arquitetos (em Portugal).
  • Arquiteto (Arq.º(ª)): para arquitetos (no Brasil).
  • Bibliotecário (Bib.º(ª)): para bibliotecários.
  • Engenheiro (Eng.º(ª)): para engenheiros.
  • Comendador (Com.(ª)): para comendadores
  • Professor (Prof.(ª)): para professores.
  • Desembargador (Des.dor): para desembargadores
  • Pastor (Pr.(ª)): para pastores de igrejas protestantes.
  • Vossa Magnificência(V. Mag.ª): para reitores de universidades e outras instituições de ensino superior.

Formas de Tratamento

  • acadêmico = Acad., Acadêm.
  • administrador = Adm.
  • advogado = Adv.º, Advo.
  • almirante = Alte.
  • aluno = Al.
  • apostólico = Ap. (em algumas denominações Aps.)
  • apóstolo = Ap.
  • arcebispo = Arc.º, Arco.
  • bacharel, bacharela, bacharéis, bacharelas = B.el, Bel., B.ela, Bela., B.éis, Béis., B.elas, Belas.
  • bispo = B.po, Bpo., Bp.
  • cadete = Cad.
  • capitão = Cap.
  • cardeal = Card.
  • comandante = Com., Com.te, Comte., CMT (FAB)
  • cirurgião-dentista = CD.
  • comendador = Com., Comend., Com.or, Comor.
  • cônego = Côn.º, Côno.
  • conselheiro = Cons., Consel., Conselh., Cons.º, Conso.
  • contador = Cont.dor, Contdor., Cont.or, Contor.
  • contra-almirante = CAlte.
  • coronel = C.el, Cel.
  • deputado = Dep.
  • desembargador, desembargadora = Des., Des.ª, Desa.
  • diácono = Diác., Dc.
  • Digníssimo = DD.
  • Digno, Dom, Dona = D.
  • Dona = D.ª, Da.
  • doutor, doutores = D.r, Dr., D.rs, Drs.
  • doutora, doutoras = D.ra, Dra. D.ras, Dras.
  • editor, editores = E., EE.
  • embaixador extraordinário e plenipotenciário = E.E.P.
  • Eminência = Em.ª, Ema.
  • Eminentíssimo = Em.mo, Emmo.
  • enfermeiro, enfermeira = Enf., Enf.ª, Enfa.
  • engenheiro, engenheira = Eng., Eng.º, Engo.
  • enviado extraordinário e ministro plenipotenciário = E.E.M.P.
  • Estado-Maior = E.M., E.-M.
  • Excelência = Ex.ª, Exa.
  • Excelentíssimo, Excelentíssima = Ex.mo, Exmo. Ex.ma, Exma.
  • general = Gen., G.al, Gal.
  • ilustríssimo, Ilustríssima = Il.mo, Ilmo., Il.ma, Ilma.
  • madame (francês = senhora) = M.me, Mme.
  • mademoiselle (francês = senhorita) = M.lle, Mlle.
  • major = maj.
  • major-brigadeiro = Maj.-Brig.
  • marechal = Mar., M.al,Mal.
  • médico = Méd.
  • Meritíssimo = MM.
  • mestre, mestra = Me, Me., Mª, Ma.
  • mister (inglês = senhor) = Mr.
  • monsenhor = Mons.
  • monsieur, messieurs (francês = senhor, senhores) = M., MM.
  • Mui(to) Digno = M.D.
  • Nossa Senhora = N.Sª, N.Sa.
  • Nosso Senhor = N.S.
  • padre = P., P.e, Pe.
  • pároco = Pár.º, paro.
  • pastor = Pr.
  • pastora = Pra., Prª.
  • Philosophiae Doctor (latim = doutor de/em filosofia) =Ph.D.
  • prefeito = Pref.
  • presbítero = Presb.º, Presbo., Pb.
  • presidente = Pres., Presid.
  • procurador = Proc.
  • professor, professores = Prof., Profs.
  • professora, professoras = Prof.ª, Profa., Prof.as, Profas.
  • promotor = Prom.
  • provedor = Prov.
  • rei = R.
  • Reverendíssimo, Revendíssima = Rev.mo, Revmo., Rev.ma, Revma.
  • Reverendo = Rev., Rev.do, Revdo., Rev.º, Revo.
  • Reverendo Padre = R.P.
  • sacerdote = Sac.
  • Santa = S., S.ta, Sta.
  • Santíssimo = SS.
  • Santo = S., S.to, Sto.
  • Santo Padre = S.P.
  • São, Santo, Santa = S.
  • sargento = Sarg., Sgtº
  • sargento-ajudante = Sarg.-aj.te,Sarg.-ajte.
  • secretário, secretária = Sec., Secr.
  • senador = Sen.
  • senhor, senhores = S.r, Sr., S.rs, Srs.
  • senhora, senhoras = S.ra, Sra., S.ras, Sras.
  • senhorita, senhoritas = Sr.ta, Srta., Sr.tas, Srtas.
  • Sênior = S.or, Sor.
  • sóror = Sór., S.or, Sor.
  • Sua Alteza Real = S.A.R.
  • Sua Alteza Senhoril = S.A.S.
  • Sua Alteza = S.A.
  • Sua Eminência = S.Em.ª, S.Ema.
  • Sua Excelência = S..Ex.ª, S.Exa.
  • Sua Excelência Reverendíssima = S.Ex.ª Rev.ma, S. Exa. Revma.
  • Sua Majestade = S.M.
  • Sua Reverência = S. Rev.ª, S.Reva.
  • Sua Reverendíssima = S.Rev.ma, S. Revma.
  • Sua Santidade = S.S.
  • Sua Senhoria = S.Sª, S.Sa.
  • tenente = Ten., T.te, Tte.
  • tenente-coronel = Ten. -c.el, Ten.-cel., t.te - c.el, Tte. - cel.
  • tesoureiro = Tes.
  • testemunha = Test.
  • vereador = Ver.
  • veterinário = Vet.
  • vice-almirante = V. -alm.
  • vigário = Vig., Vig.º, Vigo.
  • visconde = V.de, Vde.
  • viscondessa = V.dessa, Vdessa.
  • você = V.
  • Vossa Alteza = V. A.
  • Vossa Eminência, Vossas Eminências = V.Em.ª, V.Ema., V.Em.as, V.Emas.
  • Vossa Excelência Reverendíssima, Vossas Excelências Reverendíssimas = V.Ex.ª Rev.ma, V. Exa. Revma., V.Ex.as Rev.mas, V. Exas. Revmas.
  • Vossa Excelência, Vossas Excelências = V.Ex.ª, V.Exa., V.Ex.as, V.Exas.
  • Vossa Magnificência, Vossas Magnificências = V. Mag.ª, V.Maga., V.Mag.as, V.Magas.
  • Vossa Majestade = V.M.
  • Vossa Revendíssima, Vossas Reverendíssimas = V. Ver.ma, V. Revma., V.Rev.mas, V. Revmas.
  • Vossa Reverência, Vossas Reverências = V.Rev.ª, V.Reva., V. Rev.as, V.Revas.
  • Vossa Senhoria, Vossas Senhorias = V.S.ª, V.Sa., V.S.as, V.Sas.

Referências

  1. art 19 da lei complementar Nº 75, de 20 de maio de 1993
  2. Brasil. Presidência da República. (2002). Manual de redação da Presidência da República 2002. Página visitada em 20/9/2012.
  3. [1].
  4. [2].
  5. [3].

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • InfoEscola (em português). Página visitada em 19/01/2014.