Sonic X-treme

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes. (desde maio de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2013).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Sonic X-treme
Desenvolvedora Sega Technical Institute
Publicadora(s) Sega
Diretor Chris Senn
Chris Coffin
Produtor Mike Wallis
Designer Hirokazu Yasuhara (designer chefe)
Programador Ofer Alon
Compositor(es) Howard Drossin
Artista Ross Harris
Fei Chang
Richard Wheeler
Stieg Hedlund
Alan Ackerman
Plataforma(s) Sega Saturn
Série Sonic the Hedgehog
Data(s) de lançamento Cancelado
Gênero(s) Plataforma
Modos de jogo Single-player
Mídia CD-ROM

Sonic X-treme seria um jogo de plataforma da série Sonic the Hedgehog projetado pela Sega. As versões iniciais foram consideradas para o Mega Drive, passando para o Sega 32X até acabar sendo desenvolvido para o Sega Saturn, com o lançamento previsto para o Natal de 1996. No entanto, após vários problemas durante o desenvolvimento, foi cancelado. Se fosse finalizado, teria sido o primeiro jogo de Sonic totalmente 3D e o primeiro jogo do ouriço lançado para Sega Saturn.

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Para expandir a tradicional “fórmula de Sonic”, cada nível foi projetado em forma cilíndrica; Sonic seria capaz de andar em paredes, mudando assim a direção da gravidade e da rotação do próprio nível, de forma semelhante aos estágios especiais de Knuckles' Chaotix. Além disso, foi incorporada uma câmera incomum baseada em lente olho de peixe, de modo que o jogador tivesse uma visão mais ampla dos arredores.

Em um ponto no processo de desenvolvimento, havia uma possibilidade de quatro personagens jogáveis: Sonic, Tails, Knuckles e Tiara Boobowski, cada um com jogabilidade própria.[1] Knuckles e Tiara teriam, respectivamente, níveis tradicionais em perspectiva aérea e side-scroling. Sonic teria níveis com visão olho de peixe e Tails um modo de voo em primeira pessoa.

Sonic foi equipado com novos movimentos, entre eles o “spin slash” (ataque giratório), o lançamento de anéis e um impacto para baixo, semelhante a um dos escudos elementares de Sonic 3 & Knuckles. Tiara usaria uma espada de gelo para o ataque.

Outros personagens planejados para o jogo foram Nack the Weasel e Metal Sonic, que seriam chefes de fim de nível.[2]

Enredo[editar | editar código-fonte]

Com o jogo em constante mudança em plataformas, títulos, motores e equipes de desenvolvimento, haviam muitas histórias em consideração.[2] A mais considerada envolveu um personagem chamado Professor Gazebo Boobowsku e sua filha, Tiara, que são os guardiões dos seis Anéis mágicos da Ordem. Ambos temem que o Dr. Robotnik esteja com os seis anéis e chamam Sonic para recuperá-los antes que o vilão tenha a posse. Dr. Robotnik acaba sequestrando Gazebo após este pedir a ajuda de Sonic. Cabe então ao ouriço recuperar os anéis e salvar Gazebo.[2]

Cancelamento[editar | editar código-fonte]

O jogo estava previsto para ser lançado no natal de 1996 para concorrer com Super Mario 64 e Crash Bandicoot. A equipe da Sega of America começou a projetar o jogo em Setembro, tendo em vista utilizar a engine de Nights. No entanto, Yuji Naka se recusou a deixar a equipe utilizar a engine de Nights no jogo, e a Sega of Japan não dava nenhum tipo de apoio a esse projeto. Em troca, utilizaram um sistema chamado Fish Eye, que faz a câmera do jogo ser vista como se o jogador estivesse vendo através de um olho-mágico.

Em Agosto, o programador principal Chris Senn ficou muito doente e disse que não tinha mais condições de trabalhar no projeto. Então a equipe desistiu, deixou o jogo de lado e ao invés de Sonic X-treme, foi lançado um port de Sonic 3D Blast para o Saturn, uma grande decepção para os fãs. Desde então, nunca mais mencionaram o nome do jogo em nenhuma entrevista e o projeto foi apenas esquecido com o passar dos anos.


Legado[editar | editar código-fonte]

houve especulações dos sites Distructoid e GamesRadar dizendo que o Sonic X-treme serviu de inspiração para jogos recentes como Super Mario Galaxy.

Pós-Cancelamento[editar | editar código-fonte]

Por muitos anos, o jogo que nunca foi lançado apresentou muita falta de conteúdo, eram pouquíssimas imagens que haviam sido liberadas para os meios de comunicação para promover o jogo antes de ser cancelado. No entanto, em 2006, uma cópia de mecanismo de teste foi vendida em um leilão no eBay para um colecionador anônimo que o comprou por 2.5000 dólares. Uma animação em GIF do jogo foi lançada com a imagem do CD em si que apareceu em público no dia 17 de julho de 2007. Depois um projeto de captação de recursos da comunidade do site ASSEMbler comprou o disco do colecionador. Em 2006, Chris Senn abriu um site chamado Sonic X-treme Compendium que revelou grandes quantidades de história do desenvolvimento do jogo para o público, incluindo vídeos de imagens antecipadas, novos personagens jogaveis e uma grande quantidade de conceitos inéditos de músicas relacionadas com o jogo. Chris Senn também recebeu permissão de Hirokazu Yasuhara (o designer de alguns níveis de títulos dos jogos originais do sonic para o Sega Genesis), para enviar projetos de níveis que estávam indo para sêrem colocados no jogo. Chris Senn, juntamente com a comunidade anunciaram a intenção de recriar o jogo, porém seus esforços se deterioraram e o jogo foi cancelado recentemente em janeiro de 2010.

Referências

  1. History of Cancelled and Unreleased Video Games - Part II Vgzero.com. Visitado em 2012-07-23.
  2. a b c Sonic X-treme Retro Junk (1996-11-30). Visitado em 2012-07-23.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a Sega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.