Top Gear (2002)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde fevereiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Top Gear
Top Gear (PT/BR)
Logotipo da série.
Informação geral
Formato Programa de auditório
Gênero Automobilismo
Duração 60 minutos
País de origem  Reino Unido
Idioma original Inglês
Produção
Diretor(es) Brian Klein
Produtor(es) Andy Wilman
Lloyd Washbrook
Apresentador(es) Jeremy Clarkson
Richard Hammond
James May
"The Stig"
Tema de abertura "Jessica", The Allman Brothers Band
Exibição
Emissora de
televisão original
Reino Unido BBC Two HD
Formato de exibição 1080i (HDTV)
Transmissão original 20 de outubro de 2002 - presente
N.º de temporadas 21
N.º de episódios 161
Cronologia
Último
Último
Top Gear
Próximo
Próximo

Top Gear é um programa de televisão britânico dedicado a automóveis, apresentado por Jeremy Clarkson, Richard Hammond e James May. O programa é também cómico pelas piadas que os apresentadores fazem acerca dos carros ou dos seus colegas. É produzido pela BBC e transmitido em mais de 170 países de todo o mundo, incluindo Portugal e Brasil e visto por mais de 350 milhões de telespectadores por semana[1] .

História[editar | editar código-fonte]

Jeremy Clarkson, o apresentador que conseguiu levar a série anterior ao topo nos anos 90, em conjunto com o produtor Andy Wilman, desenvolveu um novo formato para a BBC, deixando para trás a decisão de cancelar o programa em 2001. A nova série foi exibida em 2002 com novos apresentadores: Jeremy Clarkson, Richard Hammond e Jason Dawe. Este, substituído por James May no ano seguinte, formação que permanece até hoje. Os estúdios e a pista Top Gear localizam-se em Dunsfold Park, num aérodromo privado em Waverly, Surrey, Inglaterra.

Conteúdo[editar | editar código-fonte]

Top Gear Test Track

O programa apresenta conteúdo diverso, dentre os quais se destacam análises de veículos em condições tradicionais e/ou imprevisíveis; desafios propostos ao trio de apresentadores, em que, geralmente, cada um adquire um veículo usado com uma verba disponibilizada pela emissora para se enfrentarem em provas nada convencionais; comparativos entre veículos e outros meios de transporte, valorizando o desempenho do automóvel; grandes viagens internacionais dentro de veículos novos ou usados; notícias do mundo automotivo; o "Cool Wall", em que Jeremy e Richard distribuem imagens de veículos em uma parede de acordo com o nível de interesse do automóvel despertado nos dois; celebridades ou pilotos profissionais conduzindo "carros de preço razoável" na pista de testes do programa, em Dunsfold Aerodrome. Esta mesma pista é utilizada por Stig para conduzir veículos em sua condição máxima, a fim de encontrar o carro mais rápido do circuito; entre outras.

Característica marcante de todos os quadros é a presença de humor e ironia pelo trio de apresentadores, principalmente de Jeremy Clarkson, que torna o programa um dos mais populares do mundo, tendo versões do mesmo formato em outros países, como Estados Unidos[2] , Austrália e Rússia, sendo nestes dois últimos encerrados. Contudo, a popularidade nunca é equivalente ou superior à do programa original.

The Stig[editar | editar código-fonte]

"Stig", segundo explica Jeremy Clarkson, é uma alcunha que era dada aos novos alunos que entravam na Repton School, escola que Clarkson frequentou durante a sua juventude. Neste caso, um Stig é um nome que deram a um piloto anônimo. Um homem misterioso, ao qual o público tenta descobrir, mas os próprios apresentadores não querem revelar a identidade do mesmo. Ele não comunica, nem tira o capacete durante as filmagens para não mostrar a sua verdadeira identidade. Nesta série, já apareceram três "The Stig": o Black Stig (Preto), o White Stig (Branco) e outro White Stig.

Black Stig[editar | editar código-fonte]

O Black Stig foi o primeiro a aparecer na série. Clarkson descreveu-o que tinha um cérebro "do tamanho de uma noz" e que sofria de síndrome de Mansell. Só chegou a ser usado nas duas primeiras séries do programa e acabou por ser "morto" no início da terceira série ao fazer uma acrobacia com um Jaguar XJ-S no porta-aviões HMS Invincible, acabando por cair ao mar, perto da costa Portuguesa, segundo Jeremy Clarkson. Esse fato se deu por Stig revelar-se Perry McCarthy em sua biografia.

White Stig[editar | editar código-fonte]

O White Stig foi apresentado logo depois de terem mostrado as filmagens da "morte" do anterior The Stig. Chegou a participar em alguns desafios contra os apresentadores tais como: conduzir um Vauxhall Astra e os três apresentadores conseguirem passá-lo com os seus supercarros italianos, com motor central e de 12.000 euros para além de testar os carros e fazer o melhor tempo de cada um. Também foi o Stig que mais durou até agora.

No primeiro episódio da 13ª temporada, foi revelado que o The Stig é o piloto profissional Michael Schumacher. Mas no final do programa Jeremy Clarkson deixou novamente a duvida no ar ao dizer "acho que o Schumacher não é o Stig" após mostrarem as imagens da desastrosa exibição do Schumacher na rubrica 'celebridade num carro de preço razoável'.

Quando o White Stig revelou sua verdadeira identidade (não era mesmo o Schumacher) acabou também sendo demitido, ele revelou ser Ben Collins, e teve sua última aparição em 01 de agosto de 2010. Clarkson afirmou que irá ter um outro Stig em aparição em 26 de dezembro de 2010.

Second White Stig[editar | editar código-fonte]

Em 26 de dezembro de 2010 Clarkson introduziu The Second White Stig da mesma cor, (branca) como se antes fosse um bebê Stig, mas May afirma que "Stigs crescem rápido" e mostram fotos do Stig estudando.

Prêmios e Nomiações[editar | editar código-fonte]

Em Novembro de 2005,Top Gear ganhou um International Emmy na categoria de série sem script. O show também já foi nomeado em três anos consecutivos (2004-2005-2006) para o British Academy Television Awards na categoria melhor conteúdo. Clarkson foi nomeado na categoria melhor "performance entretenimento" em 2006. Em 2004 e 2005,Top Gear foi nomeado para um National Television Awards na categoria de Programa Fatual mais Popular; vencendo em 2006, 2007, 2008 e 2011.

O programa também recebeu prêmios menores como anunciado pelos apresentadores. Richard Hammond ganhou o prêmio "Melhor Corte de Cabelo da Tv" na 10ª temporada enquanto James May ganhou o prêmio de pior corte.

No final de 2009, Top Gear foi votado como sendo o melhor programa da década em uma pesquisa do Channel 4.

Críticas[editar | editar código-fonte]

Top Gear vem sendo criticado com certa frequência pelo público e pela Ofcom. A maioria das críticas são feitas em relação á comentários dos apresentadores porém outros aspectos do programa também são criticados. Incidentes e outros conteúdos considerados ofensivos por alguns espectadores que afirmam que tais incidentes promovem direção perigosa, ridicularização de outros países e povos, homofobia, geraram reclamações.

O programa também foi acusado de denegrir a imagem da fabricante de veículos Tesla em um episodio que foi ao ar em 2008. Top Gear foi processado por afirmar que um dos veículos testados ficou sem energia após ter percorrido apenas 55 milhas. O preocesso foi arquivado em Outubro de 2011.

Referências