Ford Fiesta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde dezembro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Ford Fiesta
2014 Ford Fiesta 1.5L Sport in Cyberjaya, Malaysia (01).jpg
Visão Geral
Produção 1976-atualmente
Fabricante Ford
Modelo
Classe supermini
Ficha técnica
Layout Tração dianteira, motor dianteiro
Último
Último
Próximo
Próximo

O Ford Fiesta é um carro supermini produzido pela Ford Motor Company desde 1976 (no Brasil foi lançado na década de 1990) e que atualmente está em sua sexta geração. O Fiesta já foi fabricado em vários lugares do mundo, como na Europa, nos Estados Unidos, Brasil, Argentina, México, Venezuela, China, índia, Taiwan, Tailândia e África do Sul.

Mais de 16 milhões de unidades já foram vendidas desde o lançamento, o que torna o Fiesta o terceiro veículo mais vendido da Ford atrás apenas do Escort e F-series.[1] [2] [3]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

O Fiesta foi originalmente desenvolvido com o nome de "Bobcat", tendo o projeto aprovado por Henry Ford II em 1972. A meta era que o novo carro tivesse um custo de desenvolvimento US$100 menor do que o do Escort da época. O carro teria uma distância entre eixos maior do que o Fiat 127, no entanto o comprimento seria menor do que o Ford Escort. O projeto final foi desenvolvido pelo designer Tom Tjaarda e o projeto foi aprovado para produção no outono de 1973, com colaboração dos centros de engenharia da Ford na Itália e Inglaterra. Com a meta de produzir 500 mil unidades por ano, a Ford construiu uma fábrica em Valência na Espanha e ampliou suas fábricas na França e Reino Unido. A montagem final era feita na Espanha.[4]

O nome Fiesta pertencia a General Motors quando o veículo foi projetado, no entanto, foi cedido pacificamente para a Ford. Depois de anos de especulação da mídia automotiva a respeito do novo modelo de carro da Ford, perto do final de 1975 uma sucessão de vazamentos de informação cuidadosamente planejados começou a acontecer. Em junho de 1976, o Fiesta foi exposto no evento 24 Horas de Le Mans e foi colocado à venda na França e Alemanha em setembro do mesmo ano. No Reino Unido, as versões com volante à direita só começaram a aparecer em janeiro de 1977.[5]

Primeira geração (1976–1983)[editar | editar código-fonte]

Ford Fiesta 1ªG
Visão Geral
Produção 1976-1983
Fabricante Ford
Matriz Valência, Espanha
Londres, Reino Unido
Colônia, Alemanha
Saarlouis, Alemanha
Montagem Valência, Espanha
Modelo
Carroceria Hatchback, 3 portas
Perua, 3 portas
Ficha técnica
Motor 957 cc Kent/Valencia S4

1,117 cc Kent/Valencia S4 1,298 cc Kent/Crossflow S4 1,597 cc Kent/Crossflow S4

Transmissão 4-velocidades, BC4 manual
Dimensões
Comprimento 3,565 mm
Entre-eixos 2,286 mm
Largura 1,567 mm
Altura 1,360 mm
Último
Último
Próximo
Próximo

Mecanicamente, o Fiesta seguia a tradição Ford de transmissão manual de quatro velocidades. O motor era o OHV Ford Kent, apelidado de "Valencia" e desenvolvido especialmente para o novo carro. Para cortar custos e acelerar o processo de desenvolvimento, a cadeia cinemática do Fiesta foi testada em modelos Fiat 127. Apesar de não ser o primeiro veículo da Ford a ter tração dianteira (o Ford Taunus produzido na Alemanha em 1960 foi o primeiro), o Fiesta é creditado como sendo o primeiro veículo da marca com essa característica que alcançou sucesso mundial. As vendas no Reino Unido começaram em 1977 e a versão mais básica do veículo podia ser encontrada a partir de £1.856.[6] O milionésimo Fiesta foi produzido em 9 de janeiro de 1979, época em que o veículo já estava alcançado destaque.

Especificações[editar | editar código-fonte]

Motorização 4 cilindros em linha: Gasolina, OHV Ford Kent/Valencia
Capacidade 957–1,597 cc
Potência 40–84 bhp (potência de frenagem)
Velocidade máxima 137–171 km/h
Aceleração 0-100: 10.1–17.6 seg

Segunda geração (1983–1989)[editar | editar código-fonte]

Ford Fiesta 2ªG
Visão Geral
Produção 1983-1989
Fabricante Ford
Matriz Valência, Espanha
Londres, Reino Unido
Colônia, Alemanha
Saarlouis, Alemanha
Montagem Valência, Espanha
Modelo
Carroceria Hatchback, 3 portas
Perua, 3 portas
Ficha técnica
Motor 957 cc Kent/Valencia S4

1,117 cc Kent/Valencia S4
1,298 cc Kent/Valencia S4
1,298 cc CVH S4
1,368 cc CVH S4
1,597 cc CVH S4
1,608 cc Diesel S4

Transmissão 4-velocidades, BC4 manual
5-velocidades, BC5 manual
CVT automática
Dimensões
Comprimento 3,565 mm
Entre-eixos 2,286 mm
Largura 1,567 mm
Altura 1,360 mm
Último
Último
Próximo
Próximo

O Fiesta MK2 foi lançado no verão de 1983, com interior e traseira totalmente revisados e novas linhas na lateral. O motor OHV 1.3 L foi substituído em 1984 pelo Ford CVH de capacidade semelhante, passando para 1.4 dois anos depois. Já o antigo motor Ford Kent/Valencia de 957 e 1117 cc continuou com ligeiras alterações. Uma versão diesel com 1600 cc adaptado do Escort também foi produzida.

O modelo XR2 continha um atrativo bodykit e apresentava potência de 96 cv com motor 1.6 CVH, além de caixa de cinco velocidades. Apesar dessa versão sugerir esportividade na aparência, um Fiesta verdadeiramente "quente" não foi produzido pela Ford para não atrapalhar as vendas do Ford Escort XR3.

A nova transmissão CTX CVT, que também era encontrada no Fiat Uno, apareceu no início de 1987 apenas nos modelos 1.1.

Especificações[editar | editar código-fonte]

Motorizações 4 cilindros em linha: Gasolina, OHV Ford Kent/Valencia; Ford CVH; Diesel
Capacidade 957–1,608 cc
Potência 45–96 bhp (potência de frenagem)
Velocidade máxima 142–163 km/h
Aceleração 0-100: 8.7–19.0 seg

Terceira Geração (1989–1997)[editar | editar código-fonte]

Ford Fiesta 3ªG
Visão Geral
Produção 1989-1997
Fabricante Ford
Matriz Valência, Espanha
Londres, Reino Unido
Colônia, Alemanha
Saarlouis, Alemanha
Modelo
Carroceria Hatchback, 3 portas
Hatchback, 5 portas
Perua, 3 portas
Ficha técnica
Motor 999 cc Kent/HCS OHV S4

1,118 cc Kent/HCS OHV S4 1,297 cc Kent/HCS OHV S4 1,392 cc CVH S4 1,596 cc CVH S4 1,596 cc CVH Turbo S4 1,598 cc Zetec S4 1,796 cc Zetec S4 1,753 cc LT/Lynx Diesel S4

Plataforma Plataforma B
Transmissão 4-velocidades, BC4 manual
5-velocidades, BC5 manual
CVT automática
Modelos relacionados Ford Courier
Ford Ka
Último
Último
Próximo
Próximo

A introdução do Ford Fiesta Mark 3, codenome BE-13, aumentou a popularidade dos Fiestas, auxiliado em grande parte pela adoção da versão 5 portas. Esse modelo teve a maior tempo de produção do que qualquer outro Fiesta até hoje, e também alcançou as maiores vendas anuais do que qualquer Fiesta no começo dos anos 1990. A longevidade do carro significou que foi o Fiesta que passou por mais mudanças em sua vida. Por exemplo, o carro teve quatro diferentes versões padrão de direções diferentes (a direção do lançamento, que foi atualizada em 1992, 1994 e 1995). Teve também as mais variadas versões (Popular, Popular Plus, L, LX, Guia, 1.6S, XR2i, RS Turbo, RS1800, Fiesta, LA, DL, SX, Azura, Si, Classic, Classic Quartz, Classic Cabaret, C, CL, CLX). Uma picape derivada do Fiesta, a Ford Courier, foi lançada em 1991. Os motores injetados se tornaram disponíveis em 1991. Mudanças importantes foram introduzidas em 1994: airbags no volante que se tornaram item de série, item esse que a Vauxhall introduziu no Corsa apenas em Novembro de 2000. Melhorias da parte estrutural do carro visando maior segurança, assim como um novo imobilizador para as versões a gasolina. A gama de versões no Reino Unido foi simplificada para apenas: Fiesta, LX, Si (que ganhou novos pára-choques e bancos)e Guia, com novos retrovisores e novas rodas.

A partir de 1995, quando o MK4 foi lançado, o modelo coexistiu na linha de produção com o seu sucessor, sendo comercializado com o nome de "Fiesta Classic" até 1997.

Brasil[editar | editar código-fonte]

No Brasil o Ford Fiesta estreou em 1995 (5 anos depois de ter sido lançado na Europa), como modelo importado da Espanha, nas versões 3 e 5 portas, com motor Endura-E 1.3L, injeção eletrônica monoponto, com módulo eletrônico EEC-IV, e um acabamento bom comparado aos concorrentes da época, como Chevrolet Corsa GL 1.4 E. F. I, Fiat Uno CS 1.5 i. e., e Volkswagen Gol CLi 1.6.

Especificações[editar | editar código-fonte]

Motorização
 (4 cilindros em linha)
Gasolina Diesel
Ford Kent/HCS Ford CVH Ford Zetec LT/Lynx
OHV OHC Turbo OHC DOHC OHC
Capacidade
(cc)
999 cc 1,118 cc 1,297 cc [7] 1,392 cc 1,596 cc 1,598 cc 1,796 cc 1,753 cc
Potência 45 cv 50-55 cv 60 cv 71-75 cv 104 cv 133 cv 90 cv 105-130 cv 60 cv
Velocidade máxima 138 km/h 143 km/h 149–153 km/h 162–167 km/h 208 km/h 177 km/h 182–200 km/h 152 km/h
Aceleração 0-100: 7.9–19.0 segundos

Quarta geração (1995–2002)[editar | editar código-fonte]

Ford Fiesta 4ªG
Visão Geral
Produção 1995-2002 (Europa e África do Sul)
1996-2006 (Brasil)
Fabricante Ford
Matriz Valência, Espanha
Londres, Reino Unido
Colônia, Alemanha
Saarlouis, Alemanha
São Bernardo do Campo, Brasil
Port Elizabeth, África do Sul
Modelo
Carroceria Hatchback, 3 portas
Hatchback, 5 portas
Perua, 3 portas
Picape, 2 portas
Ficha técnica
Motor 1,299 cc Kent/Endura-E S4

1,242 cc Zetec-SE S4
1,388 cc Zetec-SE S4
1,753 cc Endura-D S4
1,753 cc Endura-D S4

Transmissão 5-velocidades, BC5 manual
CVT automática
Modelos relacionados Ford Ikon
Ford Puma
Ford Ka
Dimensões
Comprimento 3,828 mm
Entre-eixos 2,446 mm
Largura 1,634 mm
Altura 1,320 mm
Último
Último
Próximo
Próximo

A quarta geração (codenome BE-91) foi lançada em 1995 e já em 1996 tornou-se o carro mais vendido do Reino Unido por três anos consecutivos.[8] O Fiesta MK4 não foi vendido na América do Norte.

O modelo continha os novos motores Zetec-SE, disponíveis em 1.25 L e 1.4 L. O motor 1.8 a diesel foi ligeiramente modificado na quarta geração, recebendo o nome de "Endura DE".

Após passar por um facelift em 2002, o modelo da África do Sul passou a utilizar motores Rocam 1.3 e 1.6 projetados em Port Elizabeth ao invés dos Sigma europeus. O modelo sul-africano serviu de base para a construção do Ford Ikon (codenome C195), que era um modelo sedan de 4 portas projetado para a Índia. Posteriormente, o Ikon também foi introduzido em outros países em desenvolvimento, como o Brasil (nomeado de Fiesta Sedan), África do Sul, México e China, onde os sedans são mais cobiçados.

Fiesta da quarta geração (facelift).

Brasil[editar | editar código-fonte]

Em 1996, foi lançado no mercado brasileiro já sendo fabricado no país. Veio substituir o Escort Hobby. Não primava pela estética exterior, mas apresentava um excelente conjunto mecânico, com as opções de motores Endura-E 1.0L EFI, 1.3L EFI e Zetec-SE 1.4 16V EFI, todos com injeção de combustível multiponto com módulo EEC-V. Destacava-se também pelo acabamento interno, com materiais de qualidade superior comparado à concorrência do seu segmento, entre os modelos nacionais. Era oferecido nas versões básica L 1.0 8v EFI(Popular) e CLX 1.3 8v EFI (Intermediário) e CLX 1.4 16v Zetec-SE (topo de linha), com variações de acabamento interior em cores cinza azulado ou bege. Em 1998 surge a série especial Class, derivada da versão Popular, oferecido no começo apenas com 3 portas e direção hidráulica de série, e, em todas as versões, o air bag passa a ser opcional, e o acabamento interno passa a ser diferenciado, com estilo mais jovial. Já em 1999 a produção do modelo 1.3L termina, dando lugar à versão 1.0 Class, que deixa de ser série especial e contando a versão 3 e 5 portas.

No final de 1999 (já como modelo 2000), sofre alteração leve no design, apresentando um conjunto frontal mais agressivo e novos motores. Saem de linha os Endura-E e Zetec-SE para dar lugar aos novos Zetec RoCam 1.0L e 1.6L, mais potentes.[9] As versões oferecidas passam a ser a GL (básica), GL Class (intermediária), ambas com motor 1.0L, e a GLX (mais luxuosa), com motor 1.6L. Ainda em 2000, é oferecida a série especial Sport, nas opções 1.0L e 1.6L, com acabamento interno e externo esportivo, em uma única cor: vermelho sólida. Entre os diferenciais, destacavam-se o para-choques dianteiro idêntico à versão esportiva ST européia, aerofólio traseiro, e saias laterias e traseira, além de rodas de liga-leve aro 14" e interior com apliques na cor prata metálico no painel, e pedais e manopla de câmbio esportiva. Em 2001 chega a série básica Street, que passa mais tarde a ser produzida em larga escala, até 2006 (como modelo 2007), e os indicadores de direção frontais (acoplados ao farol) e os repetidores laterais ovais, nos para-lamas, passam a ser transparentes, quando antes eram na cor âmbar, além dos tecidos internos serem revistos.

Quinta geração (2002–presente)[editar | editar código-fonte]

Ford Fiesta 5ªG
Visão Geral
Produção 2002-2009
2002-2010 (México)
2002-presente (Brasil)
Fabricante Ford
Matriz Valência, Espanha
Colônia, Alemanha
Saarlouis, Alemanha
Camaçari, Brasil
Valencia, Venezuela
Chennai, Índia
Chongqing, China
General Pacheco, Argentina
Modelo
Carroceria Hatchback, 3/5 portas
Perua, 3 portas
Sedan, 4 portas
Ficha técnica
Motor Gasolina:

1,299 cc Duratec S4
1,242 cc Zetec-SE S4
1,398 cc Zetec-SE S4
1,596 cc Zetec-SE S4
1,998 cc Duratec 20 S4
Diesel:
1,398 cc Duratorq DLD-414 TDCi S4
1,560 cc Duratorq DLD-416 TDCi S4

Transmissão 5-velocidades, BC5 manual
CVT automática
Modelos relacionados Ford Ikon
Ford Puma
Ford Ka
Dimensões
Comprimento 3,930 mm
Entre-eixos 2,488 mm
Largura 1,685 mm
Altura 1,451 mm
Último
Último
Próximo
Próximo

Em abril de 2002, o Fiesta da nova geração foi revelado. É a geração mais bem-sucedida em termos de vendas até o presente momento.

Brasil[editar | editar código-fonte]

Em 2003 chega ao Brasil, seguindo o conceito new-edge da Ford, com arestas ressaltadas e harmonia entre linhas retas e arcos (codenome do projeto BV256, "V" de Value, diferenciando-o da versão européia). Era oferecido nas versões Personnalité 1.0L (a versão de entrada), Supercharger 1.0L (intermediária - o primeiro carro de série no Brasil a usar um compressor mecânico), e o Class 1.6L.

Em 2007 o modelo passou por uma reestilização leve exclusiva para o mercado sul-americano, ganhando um interior menos simplório, com novas linhas, texturas, tecidos e cores, e modificações externas, como nova frente, mais robusta, e nova traseira, com lanternas de lentes transparentes. E a antiga série Trail deixa de ser um conjunto de acessórios instalados nas concessionárias para ser uma versão de série. Em 2010, novo facelift, dessa vez deixando o modelo semelhante esteticamente ao Fiesta VI comercializado na Europa. O nome do Fiesta V onde ele ainda é comercializado varia de país para país, sendo chamado de "Fiesta One" na Argentina, "Fiesta Move" na Venezuela e "Fiesta Rocam" no Brasil.[10] [11] [12]

Atualmente, o Fiesta desta geração é comercializado no Brasil com motorização 1.0 ou 1.6 8v Flex Rocam.[13]

Ford Fiesta 2009, modelo brasileiro.

Sexta geração (2008–presente)[editar | editar código-fonte]

Ford Fiesta 6ªG
Visão Geral
Produção 2008-presente
Fabricante Ford
Matriz Valência, Espanha
Colônia, Alemanha
Nanquim, China
Cuautitlán Izcalli, México
Rayong, Tailândia
Hải Dương, Vietnã
São Bernardo do Campo, Brasil
Valencia, Venezuela
Chennai, Índia

Taoyuan, Taiwan
Modelo
Carroceria Hatchback, 3/5 portas
Sedan, 4 portas
Ficha técnica
Motor 1.4 L I4

1.5 L I4 (disponível no Brasil)
1.6 L I4 (disponível no Brasil)
1.25 L I4
1.0 L Ecoboost I3
1.4 L Diesel I4
1.6 L Diesel I4

Transmissão 4-velocidades, automático
5-velocidades, manual
6-velocidades, powershift
Modelos relacionados Ford Fusion
Mazda Demio
Ford Ecosport
Dimensões
Comprimento 4,067 mm
Entre-eixos 2,489 mm
Largura 1,722 mm
Altura 1,473 mm
Último
Último
Próximo
Próximo

A sexta geração (ou Fiesta Mark 6) foi apresentado em setembro de 2007 como carro conceito sob o nome de Ford Verve no Salão do Automóvel de Frankfurt para ser comercializado inicialmente nos principais mercados europeus: Austrália e Estados Unidos. A produção começou inicialmente na fábrica de Colônia na Alemanha em agosto de 2008. A fábrica de Valência começou a produção em 2009, seguido da China, Tailândia e México entre 2008 e 2010. Em 2013, a fábrica em São Bernardo do Campo também começou a produzir o modelo, já com o novo facelift.

Brasil[editar | editar código-fonte]

Em março de 2010 foi lançado no Brasil, como modelo 2011, o Ford New Fiesta Sedan importado do México, no padrão Estados Unidos, com indicadores de direção laterais (âmbar na frente e vermelhos atrás). Já em outubro de 2011 foi lançado no mercado brasileiro o Ford New Fiesta Hatch, como modelo 2012.

Em 2013, uma nova reestilização do Fiesta passou a ser produzida em São Bernardo em sua versão hatch. A versão sedan, no entanto, será importada do México.[14]

Versões[editar | editar código-fonte]

No Brasil, o Fiesta está posicionado uma categoria acima de seu antecessor, o Fiesta Rocam. Os preços oficiais (desconsiderando o ágio) iniciam-se em R$40 mil.[15]

  • S 1.5
  • SE 1.5
  • SE 1.6
  • SE 1.6 Powershift
  • Titanium 1.6
  • Titanium Powershift 1.6
Ford Fiesta da sexta geração (facelift).

Referências

  1. http://www.autoblog.com/2011/07/30/ford-fiesta-turns-35-hits-15-million-units-celebrates/, Autoblog, julho de 2011 (em inglês)
  2. http://bestsellingcarsblog.com/2012/03/24/world-2011-now-with-the-top-100-best-selling-models/, Best Selling Cars, março de 2012 (em inglês)
  3. http://bestsellingcarsblog.com/2013/03/21/world-full-year-2012-discover-the-top-50-best-selling-small-cars/, Best Selling Cars, março de 2013 (em inglês)
  4. Retrospective: Ford Fiesta: 30th Anniversary (em inglês) Channel 4 (10-02-2006). Cópia arquivada em 17-12-2009.
  5. Peter Garnier (Ed) (26 de junho de 1976) "World wide comment: Fiesta in France" (em inglês). Autocar 144 (nbr 4155): 4–5.
  6. Hammond's trip down memory lane – Norfolk Motoring News, Road Tests and more (em inglês) EDP24. Página visitada em 10-09-2010.
  7. Automobil Revue 1994 (em German/French). Berne, Switzerland: Hallwag AG, March 10,-1994. p. 268. vol. 89. ISBN 3-444-00584-9
  8. Still going strong, Ford's youthful spirited Fiesta is celebrating its 30th birthday Media.Ford.com (25 de agosto de 2006).
  9. http://quatrorodas.abril.com.br/carros/usado/conteudo_140028.shtml#galeria
  10. Ford Fiesta One Ford Argentina. Página visitada em 04-12-2013.
  11. Introducción Fiesta .move Ford.com.ve. Página visitada em 05-12-2013.
  12. Viva o Novo Ford. Página visitada em 04-12-2013.
  13. http://www.ford.com.br/compre-o-seu/monte-o-seu#1249028088338/package
  14. http://economia.terra.com.br/carros-motos/new-fiesta-sedan-chega-importado-a-partir-de-r-49990,7b782d6780aaf310VgnVCM4000009bcceb0aRCRD.html
  15. http://www.ford.com.br/compre-o-seu/monte-o-seu?sitetype=web&site=FBR#1249028019251/package

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ford Fiesta