VII Governo Constitucional de Portugal

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O VII Governo Constitucional tomou posse a 9 de janeiro de 1981, tendo sido constituído pela coligação que englobava o Partido Social Democrata, o Centro Democrático e Social e o Partido Popular Monárquico. Terminou o seu mandato a 4 de setembro de 1981, na sequência da aceitação do pedido de demissão apresentado pelo Primeiro-Ministro.

Composição[editar | editar código-fonte]

A sua constituição era a seguinte:[1]

Cargo Detentor Período
Primeiro-ministro Francisco Pinto Balsemão 9 de janeiro de 1981[Nota 1] a 4 de setembro de 1981[Nota 2]
Ministro de Estado Adjunto do Primeiro-ministro Basílio Horta 9 de janeiro de 1981 a 4 de setembro de 1981
Ministro da Administração Interna Fernando Amaral 9 de janeiro de 1981 a 4 de setembro de 1981
Ministro da Defesa Nacional Luís de Azevedo Coutinho 9 de janeiro de 1981 a 4 de setembro de 1981
Ministro dos Negócios Estrangeiros André Gonçalves Pereira 9 de janeiro de 1981 a 4 de setembro de 1981
Ministro da Justiça José Menéres Pimentel 9 de janeiro de 1981 a 4 de setembro de 1981
Ministro das Finanças e do Plano João Morais Leitão 9 de janeiro de 1981 a 4 de setembro de 1981
Ministro da Educação e Ciência Vítor Crespo 9 de janeiro de 1981 a 4 de setembro de 1981
Ministro do Trabalho Henrique Nascimento Rodrigues 9 de janeiro de 1981 a 4 de setembro de 1981
Ministro dos Assuntos Sociais Carlos Macedo 9 de janeiro de 1981 a 3 de agosto de 1981
Francisco Pinto Balsemão 3 de agosto de 1981 a 4 de setembro de 1981
Ministro da Agricultura e Pescas António Cardoso e Cunha 9 de janeiro de 1981 a 4 de setembro de 1981
Ministro do Comércio e Turismo Alexandre Vaz Pinto 9 de janeiro de 1981 a 4 de setembro de 1981
Ministro da Indústria e Energia Ricardo Bayão Horta 9 de janeiro de 1981 a 4 de setembro de 1981
Ministro da Habitação e Obras Públicas Luís Barbosa 9 de janeiro de 1981 a 4 de setembro de 1981
Ministro dos Transportes e Comunicações José Viana Baptista 3 de janeiro de 1980 a 9 de janeiro de 1981
Ministro da Reforma Administrativa Eusébio Marques de Carvalho 9 de janeiro de 1981 a 4 de junho de 1981
Ministro da Qualidade de Vida Augusto Ferreira do Amaral 9 de janeiro de 1981 a 4 de junho de 1981
João Vaz Serra de Moura 4 de junho de 1981 a 4 de setembro de 1981
Ministro para a Integração Europeia Álvaro Barreto 9 de janeiro de 1981 a 4 de setembro de 1981
Ministro da República para a
Região Autónoma dos Açores
Henrique Afonso da Silva Horta 3 de janeiro de 1980 a 28 de abril de 1981
Tomás George Conceição Silva 28 de abril de 1981 a 9 de janeiro de 1981
Ministro da República para a
Região Autónoma da Madeira
Lino Miguel 3 de janeiro de 1980 a 9 de janeiro de 1981

Galeria[editar | editar código-fonte]

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. Freitas do Amaral e os restantes membros do VI Governo foram exonerados a 8 de janeiro de 1981. Pinto Balsemão e os ministros do VII Governo foram nomeados e tomaram posse no dia 9 de janeiro. Até 9 de janeiro, os membros do VI Governo permaneceram de facto em funções.
  2. Pinto Balsemão e os restantes membros do governo foram exonerados a 3 de setembro. Pinto Balsemão e os ministros do VIII Governo foram nomeados e tomaram posse no dia 4 de setembro. Até 4 de setembro, os membros do VII Governo permaneceram de facto em funções.

Referências

  1. Guimarãis, Alberto Laplaine; Ayala, Bernardo Diniz de; Machado, Manuel Pinto; António, Miguel Félix. Os Governos da República: 1910–2010. Lisboa: Edição dos autores. Capítulo VII Governo Constitucional. p. 447–451. ISBN 978-989-97322-0-9.
Ícone de esboço Este artigo sobre Portugal é um esboço relacionado ao Projeto Portugal. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.