Waldemar Niclevicz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde fevereiro de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.

Waldemar Niclevicz (Foz do Iguaçu, 1966) é um alpinista brasileiro. Foi o primeiro brasileiro a escalar o Monte Everest (junto com o carioca Mozart Catão) o K2 e os Sete Cumes. Também já escalou 7 das 14 montanhas com mais de 8 mil metros, o Everest duas vezes, e mais de 100 montanhas de grande altitude espalhadas pelo mundo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Waldemar Niclevicz nasceu em Foz do Iguaçu, em 1966. É formado em Turismo pela UFPR, e atua, ainda, como escritor, fotógrafo e palestrante, tendo já realizado mais de 700 palestras para grandes empresas. Niclevicz enfoca em suas palestras temas como superação de desafios, liderança, planejamento estratégico, gerenciamento de riscos e espírito de equipe.

Escreveu quatro livros, "Everest, o diário de uma vitória", "Um sonho chamado K2", "Tudo pelo everest" e "Everest, Sagarmatha, Chomolungma". Waldemar ainda está com mais um livro sendo editado. Este quinto livro livro será uma autobiografia fotográfica[1] .

Entre as homenagens e honrarias recebidas, destacam-se "Cidadão Honorário de Curitiba", "Cidadão Benemérito do Estado do Paraná" e "Cidadão Benemérito de Foz do Iguaçu".

Montanhas escaladas[editar | editar código-fonte]

Montanha Altitude País Data
Illimani 6.490m Bolívia 19 de agosto de 1988
Huayna Potosí 6.094m Bolívia 23 de agosto de 1988
Osorno 2.669m Chile 9 de janeiro de 1989
Mulas Muertas 5.880m Chile 27 de janeiro de 1989
El Muerto 6.470m Chile 3 de fevereiro de 1989
Pisco 5.800m Peru 4 de Agosto de 1989
Chimborazo 6.310m Equador 25 de agosto de 1989
El Plata 6.310m Argentina 30 de janeiro de 1990
Mont Blanc 4.807m França-Itália 19 de agosto de 1991
Mt Blanc Tacul 4.248m França 19 de agosto de 1991
Catedral 5.350m Argentina 21 de fevereiro de 1993
Llaiama 3.180m Chile 5 de janeiro de 1994
Chukung Ri 5.845m Nepal 30 de março de 1995
Everest 8.848m Tibet 14 de maio de 1995
Vinson 4.897m Antártida 11 de agosto de 1996
Kilimanjaro 5.895m Tanzânia 26 de agosto de 1996
McKinley 6.194m Estados Unidos 3 de maio de 1997
Chopicalqui 6.354m Peru 26 de julho de 1997
Carstensz 4.884m Indonésia 21 de setembro de 1997
Cho Oyo 8.201m Tibet 21 de maio de 1998
Condoriri 5.696m Bolívia 14 de maio de 1999
Pastillitos 5.090m Chile 2 de janeiro de 2000
Humboldt 4.922m Venezuela 11 de fevereiro de 2000
La Concha 4.920m Venezuela 12 de fevereiro de 2000
Leon 4.700m Venezuela 14 de fevereiro de 2000
Pico da neblina 3.014m Brasil 9 de abril de 2000
El Capitan 2.307m Estados Unidos 7 de maio de 2001
Grand Paradiso 4.061m Itália 10 de janeiro de 2002
Illampu 6.368m Bolívia 24 de julho de 2002
San Valentin 4.058m Chile 5 de fevereiro de 2004
Misti 5.823m Peru 3 de abril de 2004
Ampato 6.318m Peru 9 de abril de 2004
Solimana 6.093m Peru 16 de abril de 2004
Chaupi Orco 6.044m Bolívia 21 de julho de 2004
Janko Laya 5.545m Bolívia 16 de agosto de 2004
Lincancabur 5.916m Bolívia 1 de outubro de 2004
Parinacota 6.330m Bolívia 8 de outubro de 2004
Guallatire 6.063m Chile 13 de outubro de 2004
Mera Peak 6.476m Nepal 4 de abril de 2005
La Paloma 4.960m Chile 1 de novembro de 2005
Aspiring 3.027m Nova Zelândia 10 de janeiro de 2006
Tasman 3.497m Nova Zelândia 19 de janeiro de 2006
Totem Pole 65m Tasmânia 31 de janeiro de 2006
Dome 3.682m Groenlândia 26 de abril de 2006

Referências

  1. Redação (22/05/2014). Niclevicz está com novo livro quase pronto AltaMontanha.com. Visitado em 08/06/2014.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]