Adolph Menzel

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Adolph Menzel
Nome nativo Adolph von Menzel
Nascimento 8 de dezembro de 1815
Wrocław
Morte 9 de fevereiro de 1905 (89 anos)
Berlim
Sepultamento Friedhöfe vor dem Halleschen Tor
Cidadania Alemanha
Ocupação pintor, ilustrador
Prêmios Ordem da Águia Negra, Cidadão honorário de Berlim, Ordem do Mérito para as Artes e Ciência, Ordem Maximiliana da Baviera para Ciência e Arte
Movimento estético expressionismo
Página oficial
http://www.adolph-von-menzel.com
Adolph von Menzel

Adolph Friedrich Erdmann von Menzel (Breslau[1][2], 8 de dezembro de 1815[1][2]Berlim[1][2], 9 de fevereiro de 1905[1][2]) foi um pintor, desenhista e ilustrador alemão, mestre do realismo e o maior expoente desta escola no seu país no século XIX.[3]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido na cidade de Breslau[1] em 1815[1][2] Menzel recebeu seus primeiros ensinamentos artísticos no estúdio litográfico[1] de seu pai[1]. No ano de 1833, estudou por um breve período de seis meses na Real Academia de Berlim[1], à época conhecida pela sua ênfase na arte retratista e perspectiva.

Em 1834, von Menzel se juntou a Associação "Jovens Artistas"[1]. Até então ele estava a trabalhar mais em óleos[1]. Em 1838 foi admitido na Associação de 'Artistas Elder "[1].

Conquistou sua fama artística aos 25 anos de idade,em 1839[2], quando ilustrou a obra "A vida de Frederico, o Grande"[1][2] do historiador Franz Kugler; para este projeto Menzel preparou centenas de esboços a fim de reproduzir cuidadosamente a arquitetura, os trajes e a mobília da época. [3] Desde então sua preparação exaustiva e precisa garantiu-lhe reconhecimento por parte da elite política e social de Berlim - retratada em muitas de suas pinturas.

Em 1853 ingressa na Real Academia de Arte[2][1].

Em 1855 viaja a Paris[2][1] para visitar a Exposição Universal e ver "Pavilão do realismo " de Courbet[1].

Em 1867 recebe a Cruz da Legião de Honra Francesa[2][1] pela pintura histórica de "Frederico e as suas tropas na batalha de Hochkirch[1].

Em 1875 é nomeado professor e membro do Senado[2].

Em 1884 tem a sua primeira exposição individual[2][1].

Menzel obtem em 1885 um doutorado da Universidade de Berlim[2][1].

De 1880 até a data de sua morte em 1905 em Berlim[2], Menzel abandou a pintura de relevância pública ou de valor histórico e passou a retratar ruas, jardins e fragmentos de paisagens. [3] Deixou para a posteridade uma vasta contribuição artística, composta por mais de dez mil desenhos[2] e outras milhares de litografias, xilogravuras, aquarelas etc.[4]

Homenagens[editar | editar código-fonte]

Recebeu a cruz da Legião de Honra[2] e foi o primeiro pintor a ganhar a Ordem da Águia Negra[1]. Também foi doutor honoris causa da Universidade de Berlim[1], membro honorário da Academia de São Petersburgo[1] e membro das academias de Londres[1] e Paris[1].

Galeria[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y [1]
  2. a b c d e f g h i j k l m n o p La Historia del Arte, Blume,ISBN 978-84-8076-765-1
  3. a b c Sievers, 2001, p. 184
  4. Adelson & Rotta, 2005, p. 158

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Sievers, Ann H. et al. Master drawings from the Smith College Museum of Art. Hudson Hills, 2001.
  • Adelson, Betty M.; Rotta, Julie. The Lives of Dwarfs: Their Journey from Public Curiosity Toward Social Liberation. Rutgers University Press, 2005.
  • Menzel, Adolf von. Encyclopædia Britannica. Ultimate Reference Suite. Chicago: Encyclopædia Britannica, 2009.
  • Este artigo incorpora texto da Encyclopædia Britannica (11ª edição), publicação em domínio público.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Adolph Menzel

Literatura de e sobre Adolph Menzel no catálogo da Biblioteca Nacional da Alemanha

Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.