Combinados de Sapopemba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Combinados de Sapopemba
Fundação 12 de dezembro de 1984 (33 anos)
Escola-madrinha União da Ilha[1]
Cores

Prata

Preto

Verde

Vermelho

Símbolo Sapo
Bairro Vila Tolstói
Distrito de Sapopemba
Presidente Zoraide Maria
Presidente de honra Bel Calado
Carnavalesco Magoo
Desfile de 2019
Enredo A Bença minha Mãe Baiana!
Posição de desfile 10ª - 03:30
4 de Março

O Grêmio Recreativo Cultural Escola de Samba Combinados de Sapopemba é uma escola de samba de São Paulo sediada no bairro de Vila Tolstói, localizado no distrito paulistano de Sapopemba.[2]

História[editar | editar código-fonte]

A escola é originária do clube de futebol São Lourenço e do já extinto bloco carnavalesco "Café com Leite", que desfilou apenas por 4 anos pelas ruas de Sapopemba.[2] Suas cores foram escolhidas a partir das cores do Paulistano da Glória, onde desfilava a maioria dos componentes do bloco, e que depois do desfile oficial, com a mesma fantasia faziam o carnaval de Sapopemba.[2]

Em 1984, Mestre Saraiva, o primeiro presidente, juntamente com sua diretoria, conseguiu a filiação na UESP. Assim passaram a desfilar oficialmente, seguindo uma linha de homenagens a celebridades paulistanas, tais como Inezita Barroso (1992) quando foi campeã, Maurício de Sousa (1993), Jair Rodrigues (1994) novamente sendo campeã, Tonico e Tinoco (1995). Todos os homenageados desfilaram na escola. Inezita Barroso tornou-se madrinha da Ala de Compositores da agremiação, onde desfilou novamente em 2015 quando a escola fez uma reedição da homenagem prestada a ela em 1992.

Em 2008 a escola foi campeã do Grupo 1 da UESP com um enredo em louvor a São Benedito, famoso santo negro. Assim, a Combinados chegou novamente à Liga.

Em 2009, teve o desafio de abrir a noite de desfiles do grupo de acesso do carnaval paulistano, depois de 13 anos sem desfilar entre as agremiações pertencentes à Liga das Escolas de Samba de São Paulo. Fez um desfile irregular num ano em que o grupo de acesso já se mostrava muito mais competitivo em comparação a carnavais anteriores e acabou sendo rebaixada, voltando ao grupo 1 da UESP.

Em 2010, a agremiação foi a última a desfilar, às 4:15 da manhã, obtendo o 3º lugar no grupo 1 da UESP e quase retornando ao grupo de acesso. A escola acelerou seu andamento nos minutos finais do desfile e acabou perdendo pontos no quesito evolução, que a tiraram da briga pelo título.

Em 2011, a escola fez um desfile mediano, mas pequenas falhas somadas culminaram numa somatória razoável de pontos perdidos e a agremiação sofreu um rebaixamento que a fez voltar a desfilar na rua depois de quase duas décadas desfilando no sambódromo do Anhembi.

Em 2012, a escola voltou a desfilar na rua depois de muitos anos desfilando no sambódromo do Anhembi. Fez um belo desfile e largou como favorita na briga pelo título do grupo 2 da UESP, mas obteve apenas a 5ª colocação na apuração, surpreendendo a todos.

No carnaval 2013, a escola apresentou o enredo "Viva o esplendor do verde da vida" e repetiu o mesmo 5º lugar obtido no carnaval anterior, permanecendo no grupo 2.

Em 2014, a história do gênio do carnaval Joãosinho Trinta foi o enredo da escola, conquistando o 3º lugar no grupo 2 da UESP num ano em que as 3 primeiras colocadas daquele grupo ascenderam ao grupo 1. Assim, a escola retornou ao sambódromo do Anhembi no ano seguinte.

No carnaval 2015 a Combinados homenageou novamente a cantora Inezita Barroso, fazendo uma reedição do carnaval do ano de 1992, quando a cantora foi o enredo da agremiação pela primeira vez. A escola contou com o trabalho de uma comissão de carnaval e obteve a décima colocação, se mantendo no grupo 1 da UESP depois de realizar um desfile complicado sob forte chuva.

Em 2016 a Combinados de Sapopemba levou ao sambódromo do Anhembi um enredo que contava a saga dos povos quilombolas e a união entre negros e brancos através da religião cristã, tendo a Pastoral Afro-Brasileira como destaque. A escola trouxe um dos mais belos sambas do carnaval e fez um bom desfile, voltando a figurar entre as escolas competitivas do grupo 1 da UESP.

Em 2017, a escola foi a 11ª a desfilar pelo grupo 1 da UESP e levou ao sambódromo o enredo "Lembranças de um maravilhoso jardim. Se as rosas não falam, a Combinados canta no alvorecer" e ficou com a 9ª colocação ao fim da apuração na terça-feira de carnaval.

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Zoraide Maria ?-atualidade [3]

Diretores[editar | editar código-fonte]

Período Diretor de Carnaval Diretor geral de harmonia Mestre de bateria Ref.
2014 Bel Calado Luiz Valentim Moro "Ratto" Juquinha - Samuel [3]
2015 Bel Calado Luiz Valentim Moro "Ratto" Mestre Renato Sudário [4]
2016 Bel Calado Diego "Zulão" Mestre Vitor [5]
2017 Bel Calado Comissão de Harmonia
2018 Bel Calado Luiz Valentim Moro "Ratto"

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Período Nome Ref.
2014-2015 Mauricio Garcia [3]
2016-2017 Igor Silva [carece de fontes?]

Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Período Nome Ref.
2014-2016 Ruhanan Pontes e Ana Paula Sgarbi [3][4]

Corte de bateria[editar | editar código-fonte]

Período Rainha Ref.
2014 Jeane Daniella [3]
2015-2016 Dayane Pontes [4]

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Combinados de Sapopemba
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Intérprete Ref.
1987 10º lugar Acesso-UESP Henricão - Rei da Folia
1988 Vice-campeã 3-UESP Mãe Menininha
1989 6º lugar 2-UESP Lenda Nuaruaque
1990 3º lugar 2-UESP Clara Nunes
1991 4º lugar 2-UESP Negras Preciosas
1992 Campeã 2-UESP Inezita Barroso
1993 5º lugar 1-UESP Maurício de Sousa nos quadrinhos da vida
1994 Campeã 1-UESP Só Alegria - Jair Rodrigues
1995 7º lugar Acesso Do Folclore à Cultura, do Sertão a Passarela: Tônico e Tinoco
1996 9º lugar Acesso Extra! Extra! O Rei das Bancas Chegou
1997 3º lugar 1-UESP Lá Vem o Sapo
1998 4º lugar 1-UESP Viva a Vida em São Caetano do Sul Magoo
1999 6º lugar 1-UESP Sou do Samba, Sou da Paz Magoo
2000 8º lugar 1-UESP Bexiga 2000: Vai Vai 70 Anos Magoo
2001 7º lugar 1-UESP Sérgio Reis do tamanho do Brasil Hilton Gomes
2002 4º lugar 1-UESP Coração e lutas, as armas do nosso povo Hilton Gomes
2003 7º lugar 1-UESP Aos vencedores, as batatas Hilton Gomes
2004 Vice-campeã 1-UESP Soy latino americano – Soy loco por ti São Paulo capital do Mercosul Magoo
2005 6º lugar Acesso Do caminho do mar à industrialização, salve São Bernardo do Campo, pedaço do meu Brasil! Magoo Ito Melodia
2006 8º lugar 1-UESP A fantástica viagem ao mundo do brinquedo Magoo Ito Melodia
2007 4º lugar 1-UESP Sou negro, sou paulistano, sou cultura Magoo Ito Melodia
2008 Campeã 1-UESP Devotos ou não, seus filhos aqui estão! Salve Tietê! Salve São Benedito! Léo Santos Ito Melodia
2009 7º lugar Acesso Da pré-história ao meu carnaval. O Sapopemba mostra suas caras Magoo Ito Melodia
2010 3º lugar 1-UESP Da prata ao ouro. Fazer o bem sem olhar a quem! Victor Lima e Hilton Gomes Jorge Buda
2011 11º lugar 1-UESP A carta da felicidade Jorge Buda
2012 5º lugar 2-UESP Cordel, a história que o povo canta Magoo Jorge Buda
2013 5º lugar 2-UESP Viva o esplendor do verde da Vida
Compositor: Rafael Pínah
Bel Calado Jorge Buda
2014 3º lugar 2-UESP A paulicéia coroa Joãosinho Trinta, canta sua história em uma só voz... Hoje nada é proibido, mas mesmo assim olhai por nós
Compositor: Rafael Pínah
Léo Santos Jorge Buda [6]
2015 10º lugar 1-UESP Brilha estrela da manhã - Inesita Barroso Comissão de Carnaval Vaguinho [4]
2016 8º lugar 1-UESP Sou quilombola resistência! Nos olhos do Brasil, a pastoral da pele escura surgiu
Compositor: Rafael Pínah
Léo Santos e Douglas Souza Jorge Buda [5]
2017 9° lugar 1-UESP Lembranças de um maravilhoso jardim. Se as rosas não falam, a Combinados canta no alvorecer
Compositor: Rafael Pínah
Léo Santos Jorge Buda
2018 8º lugar Acesso 2 Mamonas: Um show de felicidade Léo Santos Alex Soares [7]
2019 Acesso 2 A Bença minha Mãe Baiana!

Compositores: Wladimir Nascimento, Alex Oliveira e Rodrigo da Corte.

Magoo Alex Soares

Referências

  1. [1]
  2. a b c Sasp. «Combinados de Sapopemba - História». Consultado em 31 de maio de 2014. 
  3. a b c d e Sasp. «Combinados de Sapopemba - 2014». Consultado em 31 de maio de 2014. 
  4. a b c d [2]
  5. a b [3]
  6. [4]
  7. «Combinados de Sapopemba». Liga SP. Consultado em 25 de janeiro de 2018. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

|}|}