Heróis da TV

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Heróis da TV foi um título usado em 4 revistas publicadas pela Editora Abril, uma editora brasileira. Nos anos de 1960 havia uma publicação com o mesmo nome, da Editora O Cruzeiro, que reunia quadrinhos de personagens infantis adaptados de desenhos animados como Manda-Chuva e Gasparzinho.[1]

Série Hanna-Barbera (Editora Abril 1972-1975)[editar | editar código-fonte]

Heróis da TV
Imagem ilustrativa padrão; esse artigo não possui imagem.
Editora(s) Abril Jovem
Formato de publicação Formatinho
Encadernação Brochura
Edições 32
Personagens principais personagens da Hanna-Barbera[2]

Antes da série com os heróis da Marvel, a Abril já tinha uma revista com o mesmo nome e logotipo, mas reservada para a publicação das adaptações em quadrinhos dos desenhos animados da TV, principalmente os produzidos pela Hanna-Barbera.[2]

O título era inspirado na revista americana Hanna-Barbera Super TV Heroes publicada pela Gold Key Comics (selo da Western Publishing)[3][4]

Como curiosidade, nota-se nessa fase a alteração de nomes de alguns personagens famosos dos desenhos, feitos com frequência pelos editores: o Salsicha, da série do Scooby-Doo, por exemplo, aparecia na revista com o nome de Barbicha.[5] Como acontecia com os personagens Disney, os da Hanna-Barbera também tiveram aventuras criadas pelos artistas brasileiros dos Estúdios Abril que foram publicadas na revista.[6]

Série Marvel (Editora Abril 1979 - 1988)[editar | editar código-fonte]

Heróis da TV
Imagem ilustrativa padrão; esse artigo não possui imagem.
Editora(s) Abril Jovem
Formato de publicação Formatinho
Encadernação Brochura
Edições 112 [1]
Personagens principais personagens do Universo Marvel

A edição número 1 foi publicada, em julho de 1979 e a última edição, número 112, foi publicada em outubro de 1988. Foram 112 edições sobre o Universo Marvel. Não havia personagens fixos nas revistas, sendo publicado um mix de super-heróis: iniciou com os mais conhecidos, como o Homem de Ferro, Thor, Namor etc., ou seja, aqueles que realmente eram "da TV", graças a série com os super-heróis Marvel de 1966 (com exceção do Capitão América, lançado em título próprio, Terror de Drácula[7] e do Hulk, cujos direitos ficaram para a Editora Rio Gráfica). Aos poucos foram introduzidos outros heróis como o Surfista Prateado, Doutor Estranho, Vingadores, Punho de Ferro até que finalmente chegou-se aos inéditos no país, surgidos a partir dos anos 80.[8]

Série Heróis Japoneses (Editora Abril 1992 - 1993)[editar | editar código-fonte]

Heróis da TV
Imagem ilustrativa padrão; esse artigo não possui imagem.
Editora(s) Abril Jovem
Formato de publicação Formatinho
Encadernação folheto
Edições 21 [1]
Personagens principais Heróis Japoneses: Maskman, Spielvan, Black Kamen Rider, Changeman e Cybercop.
Ver artigo principal: Tokusatsu

Revista mix criada após o cancelamento da revista "O Fantástico Jaspion" (total de 12 edições), trazia adaptações das séries de TV Japonesa: Maskman e o próprio Jaspion (que também havia sido publicado pelas editoras EBAL e Bloch Editores), Spielvan, Black Kamen Rider, Changeman e Cybercop (única série que não pertencia à Toei Company, e sim à Toho Co.)[9] feitas por artistas brasileiros, dentre eles Marcelo Cassaro e Watson Portela,[10] Arthur Garcia[11] e Alexandre Nagado.[12]

Estas histórias eram levemente baseadas nas séries de TV e podia-se ver crossovers entre as séries da Toei Company (exceto Black Kamen Rider).[13][10]


As histórias seguiam o estilo dos super-heróis dos comics[12]

Revista Informativa[editar | editar código-fonte]

Em Outubro de 2001 o nome Heróis da TV também foi usado pela Editora Abril para uma revista informativa sobre quadrinhos, cinema, animes e cultura pop.[14][15]

17 edições da revista vinham com um brinde, fitas em VHS do anime Dragon Ball.[16]

Em 2003, foi publicado o filme "A Grande Aventura na China!!", primeiro filme do anime Ranma ½, a Editora chegou anunciar que publicaria o segundo filme,[17] o que não aconteceu.[18]

Referências[editar | editar código-fonte]

Notas
  1. a b c Eloyr Pacheco (1 de outubro de 2004). «Nada se cria, tudo se copia». Consultado em 10 de agosto de 2009 
  2. a b Gilberto M. M. Santos (6 de maio de 2005). «Heróis da TV #1 - 1ª série». Universo HQ 
  3. Shirrel Rhoades (2008). A complete history of American comic books. [S.l.]: Peter Lang. 73 páginas. 9781433101076 
  4. Gilberto M. M. Santos. «Almanaque Super-Heróis da TV». Universo HQ 
  5. Fransérgio Rodrigues (2009). Saudosos gibis da Hanna Barbera, Revista Mundo dos Super-Heróis #14. [S.l.]: Editora Europa. 93 páginas 
  6. «Primaggio». site oficial de Primaggio Mantovi 
  7. Toni Rodrigues. «Heróis da TV # 1 - 2ª série». Universo HQ 
  8. Heitor Pitombo (junho de 2007). «Marvel - 40 Anos de Brasil». Revista Crash (5). Editora Escala. pp. 15 a 21. ISSN 1980-8739 
  9. Renato Viliegas (2000). "Revista Henshin! #8 - Se não fosse por eles..." , Editora JBC. ISSN 1518-3785
  10. a b Magico (18 de março de 2004). «O Fantástico Jaspion». site RedeRPG. Consultado em 30 de novembro de 2009 
  11. «Curso Prático de Mangá Passo a Passo - Vol. 3». Anime Pró. 4 de julho de 2011 
  12. a b Carlos Costa (26 de março de 2009). «Entrevista: Aluir Amancio». HQManiacs 
  13. Gustavo Brauner (12 de julho de 2006). «Entrevista com Marcelo Cassaro». site Sobrecarga. Consultado em 30 de novembro de 2009 
  14. «Bate-Papo com Emerson Agune». UOL. 17 de maio de 2002 
  15. Jotapê Martins (25 de Setembro de 2001). «Abril traz de volta Heróis da TV». Omelete 
  16. «Filmes de Dragon Ball nas bancas». Anime Pró. 18 de novembro de 2002 
  17. «ABRIL LANÇA OS DOIS FILMES DA SÉRIE RANMA 1/2». Anime Pró. 13 de março de 2003 
  18. Danilo Saraiva (1 de junho de 2005). «Ranma 1/2 - Depois de anos de espera, um dos animes mais famosos do Japão chega ao Brasil». UOL 

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre editoras ou revistas de banda desenhada é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.