Higurashi no Naku Koro ni

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Higurashi no Naku Koro ni
ひぐらしのく頃に
Higurashi no Naku Koro ni logo.png
Informações gerais
Gêneros Terror, Suspense psicológico
Jogo
Desenvolvimento 07th Expansion
Distribuição/
Licenciamento
07th Expansion
Plataformas PC, PS2, Nintendo DS
Data de lançamento Onikakushi-hen (10/08/02)
Watanagashi-hen (29/12/02)
Tatarigoroshi-hen (15/08/03)
Himatsubushi-hen (13/08/04)
Meakashi-hen (30/12/04)
Tsumihoroboshi-hen (14/08/05)
Minagoroshi-hen (30/12/05)
Matsuribayashi-hen (13/08/06)
Higurashi no Naku Koro ni Rei (31/12/06)
Mangá
Escrito por Ryukishi07
Ilustrado por Karin Suzuragi (Onikakushi-hen, Tsumihoroboshi-hen & "Matsuribayashi-hen")
Yutori Hōjō (Watanagashi-hen & Meakashi-hen)
Jirō Suzuki (Tatarigoroshi-hen)
Yoshiki Tonogai (Himatsubushi-hen)
En Kitō (Onisarashi-hen & Utsutsukowashi-hen)
Mimori (Yoigoshi-hen)
Editoração Japão Square Enix (Série principal e Yoigoshi-hen)
JapãoKadokawa Shoten (Onisarashi-hen & Utsutsukowashi-hen)
Revistas JapãoGangan Powered (Onikakushi-hen & Tsumihoroboshi-hen)
JapãoGangan WING (Watanagashi-hen & Meakashi-hen)
GFantasy (Tatarigoroshi-hen & Yoigoshi-hen)
JapãoGangan (Himatsubushi-hen)
Comp Ace (Onisarashi-hen & Utsutsukowashi-hen)
Período de publicação 24 de março de 2005 – 22 de novembro de 2011
Volumes 38
Light novel
Escrita por Ryukishi07
Ilustrada por Yutori Hōjō, Mimori, Jirō Suzuki, Karin Suzuki, Tonogai Yoshiki
Período de publicação 2006 – 2007
Volumes 4
Anime
When They Cry
Direção Chiaki Kon
Estúdio de animação Studio Deen
Distribuição/
Licenciamento
Estados UnidosBrasil Netflix
Emissoras de televisão originais Japão Chiba TV, Kansai TV, Tokai TV
Período de exibição 4 de abril de 2006 26 de setembro de 2006
Episódios 26
Anime
Higurashi no Naku Koro ni Kai
Direção Chiaki Kon
Estúdio de animação Studio Deen
Emissoras de televisão originais Japão Chiba TV, Kansai TV, Tokai TV
Período de exibição 6 de julho de 2007 17 de dezembro de 2007
Episódios 24
Light novel
Escrita por Ryukishi07
Período de publicação Agosto de 2007 – Março de 2009
Volumes 17
Filme
Higurashi no Naku Koro ni
Direção Ataru Oikawa
Data de lançamento 10 de maio de 2008
OVA
Higurashi no Naku Koro ni Rei
Direção Toshifumi Kawase
Estúdio de animação Studio Deen
Período de exibição 25 de fevereiro de 2009 21 de agosto de 2009
Episódios 5
Filme
Higurashi no Naku Koro ni Chikai
Direção Ataru Oikawa
Data de lançamento 18 de abril de 2009
OVA
Higurashi no Naku Koro ni Kira
Direção Hideki Tachibana
Estúdio de animação Studio Deen
Período de exibição 21 de julho de 2011 25 de janeiro de 2012
Episódios 4
OVA
Higurashi no Naku Koro ni Kaku -Outbreak-
Direção Toshifumi Kawase
Estúdio de animação Studio Deen
Lançamento 15 de dezembro de 2012
Episódios 1
Anime
Higurashi no Naku Koro ni Gou
Direção Keiichirou Kawagachi
Estúdio de animação Passione
Distribuição/
Licenciamento
BrasilEstados UnidosMéxicoFunimation
Emissoras de televisão originais Japão Tokyo MX, AT-X, BS11
Período de exibição 1 de outubro de 2020 19 de março de 2021
Episódios 24
Anime
Higurashi no Naku Koro ni Sotsu
Direção Keiichirou Kawagachi
Estúdio de animação Passione
Distribuição/
Licenciamento
BrasilEstados UnidosMéxicoFunimation
Emissoras de televisão originais Japão Tokyo MX, AT-X, BS11
Período de exibição 1 de julho de 2021 em exibição
Episódios 15
Wikipe-tan face.svg Portal Animangá

Higurashi no Naku Koro ni (ひぐらしのなく頃に? lit. "Quando as Cigarras Cantam/choram") é uma série de jogos eletrônicos japoneses no estilo visual novel produzidos pelo 07th Expansion e baseados na engine NScripter.[1] A série se foca em um grupo de amigos e os estranhos acontecimentos que ocorrem na vila na qual vivem. O primeiro jogo de PC da série, Onikakushi-hen, foi lançada em 10 de agosto de 2002,[2] e o oitavo e último jogo, Matsuribayashi-hen, foi lançado em 13 de agosto de 2006.[3]

Com a popularidade da série, foram feitos CDs de Drama; o primeiro, baseado no Onikakushi-hen, foi lançado em 27 de maio de 2005. Mais tarde, foi feita uma adaptação em mangá do jogo, lançada em Março de 2006 na revista japonesa de mangás Gangan Powered, com ilustrações da artista japonesa Karin Suzuragi. Em Abril de 2006, também foi ao ar a adaptação para anime com 26 episódios, feita pelo Studio Deen, exibindo somente seis dos oito capítulos originais. Meses após o lançamento dessa série, foi anunciado também a sequência do anime, Higurashi no Naku Koro ni Kai produzida pelo mesmo estúdio, que foi ao ar entre 6 de julho de 2007 e 17 de dezembro de 2007.[3] Uma série de OVAs em cinco episódios também foi produzida, sendo o primeiro capítulo lançado em 25 de fevereiro de 2009.[4][5] No dia 6 de janeiro de 2020, foi anunciada uma nova produção animada pelo estúdio Passione, que começou a ser exibida em outubro de 2020, com último episódio previsto para 19 de março de 2021.[6] Nos Estados Unidos a série foi licenciada sob o nome de When They Cry - Higurashi. No Brasil, a primeira temporada entrou no catálogo da Netflix em julho de 2019[7] tendo a última temporada atualmente exibida pela Funimation.[6]

Em 10 de maio de 2008 estreou nos cinemas japoneses a adaptação cinematográfica da série, retratando o primeiro arco da série, Onikakushi-hen. O filme foi estrelado por Gōki Maeda como Keiichi, Airi Matsuyama como Rena, Rin Asuka como Mion, Aika como Rika, and Erena Ono como Satoko. O filme contou com uma sequência, que estreou em maio de 2009 intitulado Higurashi no Naku Koro ni Chikai (ひぐらしのなく頃に誓).[8]

O "naku" (なく?) do título possui duplo sentido. Primeiro, naku pode significar "Fazer sons" (鳴く?), referindo-se aos sons feitos por organismos não-humanos. Segundo, naku pode significar "chorar" (泣く?).[nota 1] De acordo com o criador original, Ryukishi07, o Na() vermelho do logotipo, é parte oficial do título.[10]

Jogo[editar | editar código-fonte]

Higurashi é um jogo de mistério-assassinato descrito como um "sound novel" de 07th Expansion.[10] Um "sound novel" é semelhante a um visual novel, sendo que o jogo exige interação do jogador relativamente pequena como a maioria do jogo é composto de diálogos de texto.[11] A versão original não continha qualquer dublagem para os personagens. Enquanto um visual novel da base seria o aspecto visual, como o nome sugere, um sound novel base toma mais cuidado na produção de uma atmosfera através da música, efeitos sonoros, a história em si.[10]

O jogo utiliza intervalos onde o jogador pode obter muitas dicas.[12] Estas pontas permitem que o jogador de ler várias informações complementares que podem ou não ser útil para resolver o mistério.[10][12] Por exemplo, uma das pontas pode ser tão simples como "esta é uma pequena aldeia, as crianças que vão para a escola são combinados em uma sala de aula, independentemente do que grau ou ano que estão dentro"[12] Por outro lado, podem fornecer pistas valiosas, tais como ser capaz de ler os trechos dos artigos de jornal sobre os assassinatos que ocorreram em Hinamizawa.[13] No início de cada um dos arcos de história, um poema enigmático por alguém conhecido como Frederika Bernkastel é lido,[5] estes revelam um pouco do que vai acontecer no arco seguinte.[14]

O jogo para PlayStation 2 "Higurashi no Naku Koro ni Matsuri" difere da série de jogos original, pois inclui dublagem completa, CGs redesenhadas, e integração de novos arcos questão estrelados por Keiichi em uma história única. Matsuri inclui os sete primeiros arcos de PC (Matsuribayashi-hen é excluído) e três arcos novos: Taraimawashi-hen, Tsukiotoshi-hen e Miotsukushi-hen.[15] Após finalizar os sete arcos originais, os dois primeiros novos arcos estarão disponíveis. Além disso, quando esses dois arcos são finalizados, o epílogo, Miotsukushi-hen, é desbloqueado.[15]

Desenvolvimento[editar | editar código-fonte]

Antes de Higurashi[editar | editar código-fonte]

O criador de Higurashi no Naku Koro ni, Ryukishi07, desde a infância queria se realizar na indústria de jogos de computador ou mangá.[11] Em um esforço para realizar seu sonho, no ensino médio ele se transferiu para uma escola de arte especializada, mas durante seus estudos adquiriu apenas as habilidades de usar os primeiros editores gráficos e percebeu que seu nível e potencial claramente não eram suficientes para encontrar o trabalho que queria após a graduação.[11] Naquela época, Ryukisi07 decidiu deixar esse empreendimento e, após a graduação, tornou-se funcionário público.[10]

Em meados da década de 1990, um de seus amigos convidou Ryukishi07 para se tornar membro de um círculo doujin: a ideia dele era um mangá de conteúdo erótico que também seria uma visual novel a partir de seu trabalho, mas ele nem sequer possuía habilidades básicas de desenho de computador.[11] Ryukishi07 concordou com a proposta e dedicou dois anos de trabalho neste projeto, processando ilustrações do autor principal no Photoshop.[11] Entre os amigos do círculo, havia muitos estudantes de uma trupe de teatro a quem foi confiado parte da escrita e revisão do material para o jogo.[11] Ao se aproximar deles, Ryukishi07 ficou seriamente interessado no tema do teatro e, a pedido de um dos atores, escreveu uma curta peça: O Ponto de Ônibus "Hinamizawa" (見 沢 所 Hinamizawa Teiryuujo?), que, no entanto, nunca foi entregue.[10] O projeto do jogo terminou em fracasso completo na maior feira de produtos doujin, a Comiket - das 200 cópias do jogo, apenas 5 cópias foram vendidas e logo o círculo deixou de existir.[11]

Apesar do fracasso e da dívida de 80.000 ienes devido a isso, Ryukishi07 ficou satisfeito com a experiência adquirida e decidiu arriscar a criação de seu próprio círculo: 07th Expansion.[11] Tendo formado sua composição, Ryukishi07 foi forçado a assumir os deveres de ilustrador.[11] O grupo escolheu como primeiro projeto um jogo de cartas que era considerado popular na época e deu o nome de Leaf Fight.[11] No entanto, em 2000, o desejo da maior parte dos membros do círculo mudou - eles começaram a insistir na criação de uma visual novel.[11]

Esboços Iniciais[editar | editar código-fonte]

Ryukishi07 decidiu atender aos pedidos de outros membros do círculo e começou a estudar o gênero de visual novels.[11] Em dezembro de 2000, na Comiket de Inverno (冬コミ Fuyukomi?), ele adquiriu o jogo Tsukihime, desenvolvido por outro círculo doujin, a Type-Moon, que consistia, na época, no roteirista Kinoko Nasu e o ilustrador Takashi Takeuchi.[10] Este trabalho causou forte impressão em Ryukishi07, e ele percebeu que era capaz de realizar suas ideias anteriores em um formato semelhante, combinando som, imagens e texto como um meio expressivo.[10] Tsukihime mais tarde se tornou um dos projetos de maior sucesso na história dos jogos doujin, superando muitos trabalhos profissionais[16] e, de acordo com Ryukishi, ele decidiu “seguir o caminho que Nasu e Takeuchi pavimentavam com seu sucesso no mundo dos jogos amadores[10] Seguindo o exemplo de Tsukihime, a engine de jogo escolhida para o novo projeto da 07th Expansion foi a NScripter, e a história seria baseada na peça Hinamizawa Teiryuujo.[11]

Foi planejado, inicialmente, que seguindo o exemplo de Tsukihime, eles criariam um eroge com um sistema de escolhas, como resultado do qual o jogador poderia acessar um dos dois arcos da história (de acordo com o número de personagens principais).[11] Naquela momento da história, havia apenas dois personagens: Rena e Mion.[17] Ambos foram apresentados nos trabalhos de Leaf Fight, na forma de imagens em mapas: Rena era a heroína da lança e Mion era a lutadora.[18] Os esboços dessas heroínas foram uma tentativa de imitar o estilo do mangá Kiyohiko Azuma,[18] mas já no processo de criação de um romance visual, Ryukishi07 desenvolveu seu próprio estilo com base nos modelos de jogos SkyGunner,[19] caracterizado por um aumento no tamanho relativo dos membros e uma posição baixa da cabeça dos heróis.[19] A armadura que Rena usava foi posteriormente revisada e reutilizada na forma do uniforme das garçonetes do restaurante Angel Mort, apresentada no jogo,[18] e Rena se tornou a mascote do círculo, recebendo o nome de Ryugu (?), que continha o primeiro kanji do pseudônimo Ryukishi07.[20]

Logo após iniciar o trabalho no texto, o autor sentiu que estava insatisfeito com a própria mecânica da escolha, que de fato oferecia uma resposta “certa” e “errada”.[10] De acordo com ele, essa situação em si não era natural, pois no mundo real, em uma situação estressante, uma pessoa tomava uma decisão em uma fração de segundo, baseada apenas na experiência anterior e em seus próprios sentimentos, e nunca teria a oportunidade de descobrir o que aconteceria caso fizesse algo contrário.[10] Além disso, o desenvolvedor acreditava que as escolhas desaceleram a jogabilidade e reduzem muito a possibilidade de revelar a identidade do protagonista.[10] Como resultado, o formato do jogo foi revisado - agora a opinião do jogador sobre a "correção" da decisão do protagonista foi decidida de acordo com as informações que ele recebe apenas do texto,[10] e a mecânica da escolha e dos arcos da história, como nos eroges, foi excluída.[11]

Cena da visual novel demonstrando a jogabilidade original de Higurashi. Cena do arco Onikakushi-hen, publicado em 2005.

Criação do Roteiro[editar | editar código-fonte]

O novo conceito na criação do roteiro foi a divisão em “capítulos” separados - histórias independentes que contavam os eventos de maneira repetitiva.[13] Em cada um dos capítulos, Ryukishi07 mudou a atitude dos personagens em alguns aspectos do cenário e, dependendo disso, transformou o enredo, mantendo intactos alguns eventos importantes.[10] Nas ideias do cenário dos arcos de Rena e Mion, uma nova heroína foi adicionada - Satoko, que era considerada uma garotinha infeliz.[11] Mais tarde, foi decidido que a razão para que essa personagem tivesse tal personalidade teria sido o desaparecimento de seu irmão.[11] Essas histórias formaram três opções fundamentais para o desenvolvimento do enredo, que foram planejadas para serem usadas no jogo. De acordo com o pensamento de Ryukishi07, a ideia de aprovar uma visual novel foi construída por analogia com os RPGs japoneses - inicialmente o protagonista se familiariza com o cenário da história e os NPCs principais que lhe dão missões, concluindo com o jogador podendo obter um trunfo completo no jogo.[10] Ryukishi07 viu como seu objetivo fazer o jogador refletir sobre o jogo “não de uma posição tridimensional, mas de uma posição quadridimensional”,[10] isto é, sobrepondo fatos de capítulos diferentes entre si, para tirar uma conclusão sobre o verdadeiro culpado dos incidentes na vila de Hinamizawa.[13] Cada capítulo foi precedido por um poema separado, que, de acordo com a ideia do autor, só poderia ser entendido pela leitura de todo o texto desta parte do jogo.[14]

A estrutura da apresentação da trama em cada um dos capítulos foi realizada no estilo do trabalho de Jun Maeda, autor de Kanon e Air e principal roteirista da Key Studio, nos quais a primeira metade da história é trabalhada em arcos, com cenas calmas da vida cotidiana, e o dramático desenvolvimento de eventos ocorrendo na segunda metade, depois que o jogador se acalma após os problemas da primeira parte. Ryukishi07, assim, também decidiu tocar nesse contraste, adicionando elementos de horror às cenas cotidianas.[10] O autor propôs que nessa história existem apenas dois tipos de heróis escolares do sexo masculino, que ele chamou de “irmão mais velho” e “jovem”, e finalmente decidiu fazer Keiichi Maebara, o primeiro protagonista, correspondendo ao jovem.[21] O papel de “irmão mais velho” " foi atribuído ao irmão de Satoko, Satoshi.[22] Ryukishi07 enfatizou que durante a criação do roteiro, ele se identificou com Keiichi.[10] Para diversificar a estrutura da família Sonozaki, decidiu-se adicionar a irmã gêmea de Mion, Shion,[23] a principal forma de manifestação de sua individualidade era o amor e o ódio.[21] A ideia do policial idoso Kuraudo Oishi[24] foi criada a partir dos colegas mais velhos do Ryukishi07, e uma heroína do jogo Tsukihime, Ciel, juntamente com sua aparência e seu amor pelo curry, tornou-se a base da professora Chie.[14] De resto, os arredores da escola dos jogos bishojo, com um ambiente escolar amigável, foram preservados e elementos moe foram adicionados ao comportamento de algumas heroínas.[10]

Inspiração e Temas[editar | editar código-fonte]

O roteiro em si foi desenvolvido por Ryukishi07 sob a influência do trabalho de detetive de Seishi Yokomizo,[13] bem como dos filmes "A Bruxa de Blair", de Daniel Myrick, e "Encurralado", de Steven Spielberg.[10] O roteirista prestou atenção especial à criação de uma atmosfera de horror causada pela incapacidade dos heróis de entender o que estava acontecendo e de numerosos preconceitos, aos quais se acrescentou o medo da sociedade ao redor, com regras claramente estabelecidas.[10] Ryukishi07 decidiu demonstrar aos seus leitores a estrutura social tradicional japonesa, típica das regiões rurais, sendo as peculiaridades das relações dentro das quais, segundo o autor, muitos moradores que vivem nos centros urbanos começaram a esquecer.[10] Portanto, ele escolheu uma vila remota como cenário de ação, cujo protótipo era a vila de Shirakawa, que é um Patrimônio Mundial da UNESCO.[13][25] Também em seu trabalho, Ryukishi07 queria demonstrar a diferença de pontos de vista entre a geração da Segunda Guerra Mundial e a "geração mangá", sobre os problemas de assassinato e suicídio, para refletir a americanização da sociedade japonesa moderna e recordar a raiva e o ódio que espreita dentro de cada pessoa.[10] Ryukishi07 enfatizou que, em sua opinião, para que o trabalho seja atraente, o roteirista deve constantemente "manter os olhos abertos" e "transmitir realisticamente suas próprias observações do mundo ao seu redor".[26] A história em si foi colocada na era Showa, pois Ryukishi07 era nostálgico por essa época, onde não havia o uso maciço de telefones celulares, e uma mistura de dialetos Kanto era usada para transmitir o dialeto da população local da aldeia.[14]

Enredo[editar | editar código-fonte]

A vila de Shirakawa, Gifu, serviu de inspiração para Hinamizawa

A história se passa durante Junho de 1983,[12] numa vila rural fictícia chamada Hinamizawa (雛見沢?),[2][12] baseada na vila de Shirakawa, Gifu[25] que possui a população de aproximadamente 2000 habitantes.[2] O personagem principal da série, Maebara Keiichi,[21] se muda para Hinamizawa e se torna amigo de suas colegas de classe: Ryuugu Rena, Sonozaki Mion, Furude Rika, Houjou Satoko e posteriormente Sonozaki Shion.[2][27] Keiichi se junta as atividades do clube após a escola, que consistem, na maioria das vezes, em jogos de cartas ou tabuleiro.

A vida na vila de Hinamizawa é, aparentemente, normal e pacífica. Entretanto a tranquilidade termina quando é iniciado o festival anual Watanagashi, que comemora e agradece ao deus local, Oyashiro-sama.[12] Keiichi aprende que no dia dos festival, nos últimos quatro anos, uma pessoa é assassinada e outra desaparece e nunca mais é vista. Keiichi então começa a investigar os estranhos eventos envolvendo o festival Watanagashi e o deus Oyashiro-sama. Em cada um dos primeiros arcos da história, um dos amigos se torna paranoico e comete os crimes.[28] Geralmente os crimes envolvem o assassinato de seus próprios amigos.[13] A verdade dos fatos só é revelada nos arcos seguintes.[13]

Personagens[editar | editar código-fonte]

Protagonistas[editar | editar código-fonte]

  • Keiichi Maebara (前原圭一 Maebara Keiichi?)

Dublador: Soichiro Hoshi

O protagonista dos capítulos-questão de Higurashi, Keiichi se muda para Hinamizawa em 1983. Filho de um artista famoso, antes de se mudar morava na cidade grande, e tinha o costume de atirar água com arminhas de brinquedo em crianças menores, o que levou sua família a decidir se mudar para a pequena vila. De personalidade carismática e vibrante, ele torna-se amigo de Rena, Mion, Rika e Satoko após entrar para o clube de jogos da escola, onde os integrantes participam de jogos (geralmente de cartas). Por ser o único homem do grupo, costuma ser bastante competitivo, afim de ver as garotas em situações constrangedoras, mas quase sempre acaba perdendo e acaba tendo que sofrer punições humilhantes e engraçadas. É um excelente locutor, suas falas contagiam as pessoas com esperança e expectativa, o que lhe rendeu o título de "mago das palavras" pelos seus amigos. Sua arma característica é o bastão de beisebol de Houjou Satoshi.

  • Rika Furude (古手梨花 Furude Rika?)

Dublador: Yukari Tamura

É a protagonista nos dois últimos capítulos-resposta. Nos capítulos-questão é mostrada inicialmente com um papel secundário em ambos os três primeiros arcos: Onikakushi-hen, Watanagashi-hen e Tatarigoroshi-hen. Descobrimos somente que ela é filha de uma das três grandes famílias, assim como Mion, a família Furude. Esta família é a dona do templo da cidade, sendo que os pais de Rika morreram durante o segundo ano do Watanagashi, obrigando-a a assumir o papel de sacerdotisa do templo de Oyashiro-sama.[29] Ela é melhor amiga de Satoko e as duas moram juntas desde que seus pais morreram, pois os de Satoko haviam morrido no primeiro ano do Watanagashi. Rika se destaca nos arcos Himatsubushi-hen e na segunda temporada, no momento que seu papel central é realmente revelado, sendo a protagonista dos dois últimos arcos, Minagoroshi-hen e Matsuribayashi-hen. Sua personalidade alterna entre muito infantil para uma obscura e séria, o que fazem seus amigos acreditar que exista uma "outra Rika". Seu conhecimento dos fatos de maneira adiantada, com a suposta capacidade de prever o futuro eram creditadas a mesma ser a reencarnação de Oyashiro-sama,porém sua verdadeira conexão com a deidade de Hinamizawa é muito mais profunda do que os moradores da vila e seus amigos acreditam. Sua arma característica é uma grande enxada ritual, uma ferramenta sagrada do templo Furude.[30]

  • Rena Ryuugu (竜宮レナ Ryuguu Rena?)

Dublador: Mai Nakahara

Uma jovem garota ruiva, com um nome e uma personalidade singulares,[20] Rena é uma apaixonada por coisas "fofas", mesmo que nem todas se pareçam realmente assim, sendo uma "caçadora de tesouros" nas pilhas de lixo de Hinamizawa,[28] procurando objetos que ela possa "levar pra casa", termo que costuma ser seu bordão na obra.[28] Pode ser considerada a amiga mais próxima de Keiichi, principalmente no primeiro arco. Ela é mostrada como uma garota dócil e muito meiga, apesar que por vezes, suas personalidade altera para sombria e assustadora, prinicipalmente quando se fala de Oyashiro-sama. É revelado que havia nascido em Hinamizawa, mas tinha saído da cidade e se mudado para Ibaraki,[28] então um ano antes da história começar ela volta para Hinamizawa, Keiichi descobre que ela havia voltado a cidade e havia quebrado todas as janelas da sua antiga escola com um taco de beisebol, e ainda feriu três alunos que eram seus antigos amigos.[28] Tais nuances ajudam a mostrar Rena como uma personagem bem mais forte do que sua aparência indica, principalmente no arco que ela protagoniza, Tsumihoroboshi-hen.[28] Sua arma característica é um tenebroso cutelo, normalmente usado para facilitar suas buscas nas pilhas de lixo, mas que sempre acaba sendo uma arma eficiente nos arcos mais sérios da obra.[28]

  • Mion Sonozaki (園崎魅音 Sonozaki Mion?)

Dublador: Satsuki Yukino

Personagens de Higurashi no Naku Koro ni. Da esquerda para direita: Mion Sonozaki, Satoko Houjou, Shion Sonozaki, Hanyuu Furude, Keiichi Maebara, Rika Furude e Rena Ryuugu.

Mion pertence a uma das três grandes famílias da cidade, sendo que dentre as três famílias o poder da Sonozaki é absoluto. Sendo assim, ela foi criada para ser a futura líder da família, assim que a atual líder, Sonozaki Oryou, avó de Mion, morrer. Apesar das responsabilidades pesadas que pairam sobre ela, Mion é extremamente despreocupada, além de ser engraçada e brincalhona, sendo por vezes comparada a um velho pervertido pelo seu estilo de humor. Possuí um coração meigo e uma forte disposição para lutar pelos seus amigos e pelo que ela acha certo, fazendo-a achar que ela não é tão feminina quanto gostaria de parecer. Em quase todos os arcos, mostrar ter uma rivalidade com Keiichi nas atividades do clube de jogos, mas é deixado implícito que tem fortes sentimentos por ele. Se destaca nos arcos de Watanagashi-hen e Meakashi-hen junto com sua irmã gêmea, com quem ela vive trocando de lugar. Suas armas característica são pistolas de airsoft, ainda que ela nunca as use no anime, preferindo lutar com chutes poderosos, graças ao seu conhecimento em artes marciais.

  • Shion Sonozaki (園崎詩音 Sonozaki Shion?)

Dublador: Satsuki Yukino

Irmã gêmea de Mion. Na família Sonozaki diz-se que quando nascem gêmeos um deles deve ser estrangulado antes do primeiro banho, para que no futuro não haja brigas em relação ao próximo líder da família. Porém não foi o que aconteceu com Shion, e então ela foi jogada em um colégio interno e tratada como um estorvo na família. Shion tem uma personalidade bem diferente de sua irmã gêmea, não é competitiva e demonstra ser mais sincera com seus sentimentos, bem como uma manipuladora eficiente dos outros, lembrando bastante uma yandere. Quase sempre acompanhada de seu guarda-costas Kansai, ela não é muito importante, nos primeiros arcos, ainda que na primeira temporada só apareça em Watanagashi-hen e Meakashi-hen, sendo protagonista do último. Se apaixona pelo irmão de Satoko, Satoshi, sendo seu desaparecimento o motivo de todo o drama do arco onde protagoniza. Sua arma característica é uma arma de choque, ainda que no jogo para PSP Higurashi Daybreak, apareça usando facas, e é também sabido que sabe manejar armas de fogo pesadas.

  • Satoko Houjou (北条沙都子 Houjou Satoko?)

Dublador: Mika Kanai

Irmã de Houjou Satoshi, é um garota energética, vivaz e muito astuta que adora pregar peças em Keiichi.[31] Seu irmão mais velho desapareceu há dois anos, e desde então, ela vivia muito triste.[31] Isto é, até Keiichi chegar e começar a parecer com seu irmão. Possui um passado traumático sendo talvez a personagem que mais sofre em toda a obra.[31] Sua mãe casou-se de novo e ela não gostava do padrasto, depois sua mãe e o padrasto morreram no primeiro ano do Watanagashi. Então no terceiro ano sua tia com quem foi morar, foi espancada até a morte e seu irmão desapareceu, enquanto seu tio a abandonou. A partir dai, ela foi morar sozinha com Rika no templo Furude. Embora comece com um papel secundário no começo da obra, ganha destaque nos arcos Tatarigoroshi-hen e em Higurashi Kai nos arcos de Yakuzamashi-hen[32] (exclusivo do anime) e Minagoroshi-hen, sendo que com a exceção de Yakuzamashi-hen, grande parte da trama que esta protagoniza fala sobre o retorno do seu tio violento e sua relação de dependência com seu irmão desaparecido e com Keiichi.[11][32][33] Satoko é uma mestre na criação de armadilhas,[31] usando-as tanto para pregar peças em Keiichi como para defender seus amigos nos arcos mais sérios da história, como Tsumihoroboshi-hen , Minagoroshi-hen e Matsuribayashi-hen, sendo o uso destas sua principal arma.[30]

Personagens secundários[editar | editar código-fonte]

  • Satoshi Houjou (北条 悟史 Houjou Satoshi?)

Dublador: Yuu Kobayashi

Cosplayers de Satoshi Houjou e Satoko Houjou na Comic Market

Satoshi é o irmão mais velho de Satoko (que o chamava carinhosamente de "Ni-ni") e interesse romântico de Shion. Praticante de beisebol no Hinamizawa Fighters do diretor Irie, Satoshi era um rapaz gentil e bastante protetor de sua irmã que após perder seus pais, suportou durante meses as agressões causadas por seus tios adotivos. Desapareceu misteriosamente após o Watanagashi, no terceiro ano do festival no mesmo dia da morte de sua tia, deixando sua irmã desamparada quando o tio destes a abandonou. O sumiço de Satoshi é citado diversas vezes nos capítulos-questão, desde o arco de Onikakushi-hen, mas seus desdobramentos são mais impactantes nos arcos de Watanagashi-hen, Tatarigoroshi-hen e Meakashi-hen. O seu bastão de beiseboll tornou-se a arma de Keiichi. Seu paradeiro só é revelado em Higurashi Kai, no arco Matsuribayashi-hen e em Higurashi Matsuri no arco de Miotsukushi-hen, revelando que o mesmo sucumbiu ao estágio terminal da Síndrome de Hinamizawa, mas que segundo Irie, ainda existe esperança que se recupere.[34]

  • Kuraudo Ōishi (大石 蔵人 Ōishi Kuraudo?)

Dublador: Chafurin

Um velho detetive que trabalha na Delegacia de Polícia de Okinomiya. Nos últimos cinco anos, ele vem tentando provar que a família Sonozaki está por trás dos incidentes estranhos que ocorrem mais ou menos na mesma época que o festival Watanagashi, e se tornou cada vez mais persistente à medida que sua aposentadoria se aproxima. Quase sempre, seus diálogos, perguntas e teorias com os protagonistas dos arcos muitas vezes acabam alimentando a paranoia dos personagens.

  • Mamoru Akasaka (赤坂 衛 Akasaka Mamoru?)

Dublador: Daisuke Ono

Um policial e detetive vindo de Tóquio para investigar o rapto do filho do prefeito durante o tempo da guerra da represa em Hinamizawa e que acaba envolvido nos mistérios e intrigas da vila. Embora esteja listado como personagem secundário, Mamoru protagoniza um arco da obra, Himatsubushi-hen, além de desenvolver um papel fundamental em Matsuribayashi-hen e Miotsukushi-hen.[32][35] Aparece, também no anime, no primeiro episódio da segunda temporada, que é o epílogo de Tsumihoroboshi-hen.[36][37] Ele é casado, e posteriormente acabou ligando-se a Rika quando esta previu a morte de sua esposa e que ele devia voltar para Tóquio o quanto antes.[38] Como resultado, ele sente uma grande dívida por Rika, e o que o torna um dos personagens chave para o grupo de amigos vencerem o verão infinito de 1983.[39]

  • Kyousuke Irie (入江京介 Irie Kyōsuke?)

Dublador: Seki Toshihiko

O médico de Hinamizawa, trabalhando no Instituto Irie junto com Miyo, em seu tempo livre é o treinador de beisebol de um time chamado "Hinamizawa Fighters". Jovem e carismático, é respeitado por toda comunidade de Hinamizawa, apesar de ter um fetiche por empregadas e garotinhas, sendo responsável pelo cuidado da saúde de Satoko e Rika. Considerado o diretor titular do instituto que leva seu nome, ele na verdade é um cientista submisso a Miyo, que pesquisa a Síndrome de Hinamizawa para fins militares, embora Irie deseje unicamente encontrar uma cura para a doença.[40]

  • Miyo Takano (鷹野 三四 Takano Miyo?)

Dublador: Miki Itō

A enfermeira de Hinamizawa, trabalhando ao lado de Irie no Instituto que leva seu nome. Ela é muito amiga de Tomitake Jiro, um fotógrafo autônomo que geralmente vai a Hinamizawa, e com quem compartilha o passatempo de pesquisar a história da vila bem como de Oyashiro-sama. Em todos os arcos, exceto Himatsubushi-hen já que se passa 5 anos antes, ela é vítima da maldição de Oyashiro-sama na noite de Watanagashi, juntamente com Tomitake. Em Higurashi 'Kai', todavia, é revelado que suas mortes nos arcos anteriores eram farsas, sendo que ela é verdadeira diretora do instituto Irie (que na verdade se chamava instituto Takano, nome do seu avó adotivo) sendo ela que planeja tudo para provar a existência da Síndrome de Hinamizawa, parte da tese de seu avó adotivo, Takano Hifumi,[39] que morreu antes de conseguir comprovar seus estudos e estudava a população de Hinamizawa e o desenvolvimento da doença.[39][41]

  • Hanyuu Furude (古手羽入 Furude Hanyū?)

Dublador: Yui Horie

A Verdadeira Identidade de Oyashiro-sama.[42] Era uma antiga deusa venerada por toda Hinamizawa logo que a vila surgiu. Assim que morreu e se transformou em um espírito poderoso, acompanhou Furude Rika desde a infância e decidiu ajudá-a a vencer o destino do dia pós o festival Watanagashi apenas como um espírito dando força a Rika e a aconselhando. Compartilha os sentidos com Rika que constantemente a provoca comendo alimentos picantes e outras coisas fortes que deixam a pequena deusa enjoada e posteriormente abatida. Mesmo perdendo para o destino de ter a vila destruída por Takano e sua teoria sobre a Síndrome de Hinamizawa, Hanyuu passou 100 anos reencarnando Rika em seu mesmo corpo dias antes do festival para tentar vencer o destino do verão eterno de junho de 1983, vez após vez, o que a levou a uma desenvolver uma personalidade depressiva e desesperançosa. Todavia, após testemunhar o sacríficio de Rika e de seus amigos unidos no arco de Minagoroshi-hen, ela resolve aderir a um corpo humano também para ajudá-la a fazer a diferença. Em Matsuribayashi-hen, Hanyuu venceu Takano com a ajuda do "Clube" de jogos fazendo um milagre e tempos depois voltou a assumir a forma de um espírito. No final alternativo da série,Miotsukushi-hen, porém, ela se sacrifica para salvar Takano Miyo, perdoando seus pecados.[34]

Elos da história[editar | editar código-fonte]

Série principal de Higurashi no Naku Koro ni, lançados para PC. Possui oito capítulos, divididos em "capítulos-questão" e em "capítulos de resposta" correspondentes.

Capítulos-Questão[editar | editar código-fonte]

Capítulo - Levado pelo Demônio (鬼隠し編 Onikakushi-hen?)[2]
Esse capítulo introduz o jogador no mundo de Higurashi no Naku Koro ni[2]: A vida simples na vila de Hinamizawa, as atividades após a escola, as amizades, e os personagens principais.[38] Entretanto, os acontecimentos começam a ficar sinistros após o festival Watanagashi, quando Keiichi descobre que seus amigos estavam conspirando contra ele.[38] Esse capítulo implica Ryuugu Rena, e de certo modo também, Sonozaki Mion, como sendo as "vilãs" (embora o destaque da culpa se daria a Rena).[38] Do grupo de amigos, apenas Satoko e Rika sobrevivem neste capitulo.
Capitulo - Algodão à Deriva (綿流し編 Watanagashi-hen?)[27]
Mais uma vez, esse capítulo começa inocentemente, com o festival Watanagashi novamente, e os sinistros acontecimentos de Hinamizawa.[38] Ficamos a conhecer a irmã gêmea de Mion, Sonozaki Shion.[38] O capitulo termina implicando em Sonozaki Mion sendo a "vilã".[38] Do grupo de amigos, apenas Rena sobrevive neste capitulo.
Capítulo - Maldição Assassina (祟殺し編 Tatarigoroshi-hen?)[33]
É um capítulo mais longo que os anteriores, e é considerado o mais depressivo e confuso.[38] Keiichi tenta salvar a sua amiga Satoko, com medidas drásticas (mesma atitude do irmão de Satoko, Satoshi), porém mais pessoas morrem, e fica claro que ele não é o único envolvido nisso.[38] Dessa vez, Satoko é a "vítima", e Keiichi é implicado como "vilão".[43] Do grupo de amigos, aparentemente apenas Keiichi sobrevive neste capitulo.[33][43]
Capítulo - Tempo Desperdiçado (暇潰し編 Himatsubushi-hen?)[44]
Este capítulo é um prólogo e ao mesmo tempo sequência de Tatarigoroshi-hen.[43] Diferente dos três capítulos anteriores, esse capítulo é pequeno e é mostrado com os olhos de Akasaka Mamoru,[35][43] um jovem detetive de Tóquio, que vem para Hinamizawa investigando o rapto do neto de um político, e acaba conhecendo os mistérios de Hinamizawa. Esse capítulo foca em Furude Rika como sendo a principal parte do mistério.[31]

Capítulos de Resposta[editar | editar código-fonte]

Olhos Abertos (目明し編 Meakashi-hen?)[45]
É solução para Watanagashi-hen.[43] Este capitulo conta tudo o que aconteceu antes dos trágicos acontecimentos no seu capitulo-questão,[27][43][45] ao mesmo tempo que permite saber a realidade dos mesmos.[43] A história de Shion e a outra perspectiva sobre os eventos do Watanagashi, mostrando ela como a verdadeira culpada dos assassinatos do arco e sua razão que a levou a matar, o amor dela, conjugado com o ódio que nasceu depois de perder o resto do seu amor (Houjou Satoshi).[43]
Capítulo - Reparação (罪滅し編 Tsumihoroboshi-hen?)[36]
É a solução para Onikakushi-hen.[37] Diferente do Meakashi-hen, a história de Tsumihoroboshi-hen é muito diferente de seu capítulo-Questão.[36] Nesse capítulo, Rena passa por situações similares as do Keiichi no Onikakushi-hen e Tatarigoroshi-hen, no qual ela mata Rina (a namorada de seu pai que pretendia cometer um golpe contra o mesmo) e Houjou Teppei, o tio de Satoko, que na verdade era o cafetão de Rina.[37] Ela também acaba desconfiando de seus próprios amigos, até travar uma luta quase até a morte com Keiichi no teto da escola.[37] É o primeiro capítulo a ter um "final feliz", embora as dicas no começo da segunda temporada revelem uma reviravolta sinistra.[37]

Higurashi no Naku Koro ni Kai[editar | editar código-fonte]

Capítulo - Massacre (皆殺し編 Minagoroshi-hen?)[46]
É a solução para Tatarigoroshi-hen,[3] entretanto, tem as respostas da maioria dos outros mistérios dos capítulos anteriores.[47] É contado da perspectiva de Furude Rika.[47] A identidade do verdadeiro assassino é revelado nesse capítulo.[47] Após Minagoroshi-hen, mais um esforço é preciso para encerrar a história com um final feliz. Ninguém sobrevive a este capitulo.[3][47]

Capítulo - Música do Festival (祭囃し編 Matsuribayashi-hen?)

É o último capítulo da série de PC.[41][46] Em Minagoroshi, a maioria dos mistérios relativos aos assassinatos entre o grupo de amigos são resolvidos,[41][47] e todas as peças do quebra-cabeça começam a se encaixar. Em Matsuribayashi-hen, completa as explicações do arco antecessor, revelando a origem da Sindrome de Hinamizawa e parte da lenda da maldição de Oyashiro-sama.[41] O último passo dos personagens é colocar as peças juntas em ordem para derrotar o culpado, e milagrosamente quebrar a barreira de Junho de 1983.[41] É um capítulo com um "final feliz", sem muitas mortes.[3][41]

Higurashi no Naku Koro ni Rei[editar | editar código-fonte]

São três capítulos extras incluídos em Higurashi no Naku Koro ni Rei (ひぐらしのなく頃に礼 Quando as Cigarras Choram com gratidão?), lançados em 31 de Dezembro de 2006.[48]

Capítulo - Dado Assassino (賽殺し編 Saikoroshi-hen?)
Conta a história de dois meses após os acontecimentos de Matsuribayashi-hen.[49] Rika fica em coma após um acidente de carro, mas ela acorda em um mundo totalmente diferente, onde nenhum dos trágicos eventos da série principal acontecem: Keiichi não está em Hinamizawa, os pais de Rena não se divorciam, e os pais de Satoko e Rika não morrem.[49] Infelizmente, esse mundo perfeito enlouquece Rika, e ela se torna a "vilã". Este arco pode ser encarado como um epilogo da série.[49]
Capítulo - Lances de Amor (恋し編 Batsukoishi-hen?)
Conta a história de sonho no qual Keiichi luta contra as garotas e seus "jogos punição" do clube. O capítulo era originalmente chamado de Otsukaresama-kai e vinha com o Meakashi-hen, mas foi retirado da série principal por possuir uma história irrelevante. Foi adaptado para anime em Higurashi no Naku Koro ni Kira.[50] Na terceira temporada, que recebeu o mesmo nome da série de jogo, Higurashi no Naku Koro ni Rei, foi substituido por Hajisarashi-hen[4][50].
Capítulo - Amanhecer (昼壊し編 Hirukowashi-hen?)
Baseado em Higurashi Daybreak (um jogo de tiro em terceira pessoa da série).[51] Nele, Rena acidentalmente engole um magatama que lhe causa paixão instantânea pelo dono do magatama.[51]

Mangá[editar | editar código-fonte]

São capítulos originais serializados no mangá, para complementar os jogos e parcialmente continuar a história.

Capítulo - Exposição do Demônio (鬼曝し編 Onisarashi-hen?)
Em Onisarashi-hen, uma moradora de Hinamizawa chamada Natsumi é apresentada, e sua vida após o desastre da vila.
Capítulo - Através da Meia Noite (宵越し編 Yoigoshi-hen?)
Foca-se em Hinamizawa nos dias de hoje, 20 anos após o grande desastre de Hinamizawa como no epilógo de Tsumihoroboshi-hen. Durante uma reportagem investigativa, uma mulher dizendo ser Mion, uma das moradores originais da vila, aparece nas ruínas de Hinamizawa quando então, começa um temporal. Junto com algumas pessoas, ela se abriga da chuva entre as ruínas do Templo Furude, até que um assassinato acontece e as pessoas começam a desconfiar da mulher, visto que a verdadeira Sonozaki Mion teria morrido a 20 anos atrás.
Capítulo - Quebra da Realidade (現壊し編 Utsutsukowashi-hen?)
Prólogo do Meakashi-hen. Shion é enviada para o colégio interno de garotas St. Lucia Academy. Um dia, o corpo de um professor é encontrado na piscina da escola, e a primeira a descobrir, Kousaka Mizuho, é chamada para dar depoimento. Shion ouve rumores sobre como a avó de Mizuho influenciar em sua vida, e a garota estar se refugiando no colégio. O capítulo começou a ser serializado no volume 10 (dezembro de 2006) na revista Comp Ace.

Higurashi no Naku Koro ni Matsuri[editar | editar código-fonte]

Higurashi no Naku Koro ni Matsuri (ひぐらしのなく頃に祭?) é o jogo da série para Playstation 2. Possui todos os capítulos do jogo para PC, com exceção do Matsuribayashi-hen.[15] Ao invés dele, três capítulos originais criados pela Alchemist dão mais informações sobre real final da série.[15]

Capítulo - Cadeiras Musicais (盥回し篇 Taraimawashi-hen?)
É um "remix" do Onikakushi-hen, porém contém eventos do Watanagashi-hen. Após aprender os segredos de Hinamizawa, Keiichi decide ignorar tudo e aproveita sua vida feliz de estudante, o que o leva a um trágico final. Sonozaki Shion é a "vilã", enquanto Sonozaki Mion é a "vítima". Mion sobrevive e é mostrado a boina ensaguentada de Rena. Mion tenta falar com Oishi sobre o incidente, mas morre pouco tempo depois.[52] Esse cenário é, na verdade, uma "punição" dada quando o jogador decide ignorar todos os fatos a sua volta, sendo resultado do jogador deliberadamente tentar não ativar os eventos do arco Onikakushi-hen.[52]
Capítulo - Exorcismo (憑落し篇 Tsukiotoshi-hen?)
Contém eventos essenciais do Onikakushi-hen, Tatarigoroshi-hen e Meakashi-hen. Para salvar Satoko; Shion, Keiichi e Rena decidem matar Teppei. Mas antes disso, Rena começa a agir estranhamente, e Keiichi acha que Oyashiro-sama está falando com ele. Mion nota a mudança de comportamento em seus amigos e decide tomar o lugar de Shion. Mais tarde, Satoko adquiri Síndrome de Hinamizawa e mata "Shion" antes de cometer suicídio. O arco mostra o desenvolvimento da Síndrome de maneira mais clara, demonstrado o perigo dos personagens de se "unirem" sem todavia terem completa confiança uns nos outros para vencer o verão infinito de 1983 bem como os efeitos da Síndrome em cada um deles.[15]
Capítulo - Drenagem do Canal (澪尽し篇 Miotsukushi-hen?)
Antes de descobrir quem o assassino realmente é, Rika e Keiichi decidem botar um fim no mistério todo. Mas diferentemente de Matsuribayashi-hen, dessa vez eles estão numa situação extremamente desesperada. Antes que se possa fazer alguma coisa, eles precisam resolver seus problemas pessoais antes. Neste arco, é preciso resolver os problemas dos arcos Meakashi-hen, Tatarigoroshi-hen e Tsumihoroboshi-hen. Enquanto Matsuribayashi-hen é considerado um "final feliz" para série, Miotsukushi-hen é considerado, segundo o autor, o "final verdadeiro" de Higurashi no Naku Koro ni. É visto por alguns como um final triste mas não ruim, visto que em termos gerais se difere de Matsuribayashi-hen apenas por Furude Hanyuu não sobreviver.[34]

Higurashi no Naku Koro ni Kizuna[editar | editar código-fonte]

Higurashi no Naku Koro ni Kizuna (ひぐらしのなく頃に絆?) foi um jogo lançado em 26 de junho de 2008 para Nintendo DS pela Alchemist, contendo quatro arcos originais.[53]

Capítulo - Difusão de mancha (染伝し編 Someutsushi-hen?)
Novo capítulo questão introduzido em Higurashi no Naku Koro ni Kizuna. Funciona como uma releitura de Onisarashi-hen com novos personagens e algumas pequenas diferenças. Neste capítulo, os eventos de Onisarashi se desenrolam, com exceção de Tomoe adicionado à equação, e Akasaka e Oishi estando ausentes, embora Oishi seja mencionado, resultando em um final diferente. A principal diferença é que o final deste capítulo é um "final ruim" em vez de um "final bom" como no enredo original, com Natsumi morrendo no final em vez de ser salvo por Akira.[54]
Capítulo - Silhueta (影紡し編 Kagebōshi-hen?)
É a solução para Someutshushi-hen, també sendo uma releitura do arco Onisarashi-hen, mas se passa do ponto de vista de Minami Tomoe, uma policial feminina encarregada de investigar acontecimentos estranhos na região. Akasaka, Oishi, a irmã mais nova de Tomoe e outro policial também aparecem. Este arco teve um "final feliz", ao contrário do original no mangá, mas com eventos diferentes.[55]
Capítulo - Desemaranhar (解々し編 Tokihogushi-hen?)
A história segue Minai Tomoe antes dos eventos da história principal, quando ela se envolve com Ozaki Nagisa, uma das antigas colegas de classe de Rena em Ibaraki. Depende das lutas que Tomoe enfrenta enquanto tenta desvendar a verdade por trás da maldição de Oyashiro-sama e os infelizes incidentes que a cercam. Este capítulo também apresenta o aparecimento de um novo personagem, Tsukada Satoshi, o Secretário Adjunto do Ministro da Saúde e Bem-Estar e ex-namorado de Tomoe.[56]
Capítulo - Congratulando (言祝し編 Kotohogushi-hen?)
Este arco explica detalhadamente o passado da família Furude, bem como as origens de Hanyuu, desvendando suas origens e a história da vila de Onigafuchi, que mais tarde tornou-se Hinamizawa.[57]

Higurashi no Naku Koro ni Hou[editar | editar código-fonte]

Higurashi no Naku Koro ni Hou (ひぐらしのなく頃に 奉?) foi um jogo lançado em 17 de agosto de 2014, como um presente de agradecimento aos fãs da série, incluindo 2 novos arcos originais (Outbreak e Kamikashimashi-hen) além da história original de Ryukishi07 que inspirou a série, Hinamizawa Bus Stop.[58]

Capítulo - Surto (アウトブレイク Outbreak?)
Novo capítulo questão. Neste arco, Keiichi acorda em uma manhã vendo as Forças de Autodefesa do Japão realizando um ato de quarentena sobre Hinamizawa. Um misterioso vírus teria sido descoberto na região e para garantir que o mesmo não se espalhe, a vila é isolada.
Capítulo - Violação Divina (神姦し編 Kamikashimashi-hen?)
Novo capítulo resposta, é a solução para Outbreak. Após Keiichi e seus amigos fugirem de Hinamizawa, Rika investiga os eventos por trás do surto e descobre uma conspiração envolvendo empresas e bioterrorismo como reflexos humanos de um confronto sobrenatural entre três deusas que já foram de Hinamizawa.[59]

Higurashi no Naku Koro ni Gou[editar | editar código-fonte]

Higurashi no Naku Koro ni Gou (ひぐらしのなく頃に 業) é a nova adaptação do anime, estreando em 1 de outubro de 2020.[60] Inclui os arcos de Onidamashi-hen e Watadamashi-hen, Tataridamashi-hen, Nekodadamashi-hen e Satokowashi-hen.[61]

Capítulo - Engano dos Demônios (鬼騙し編 Onidamashi-hen?)
Primeiro arco pergunta, um reboot de Onikakushi-hen, imitando parte significativa dos eventos do arco original, porém desfigurando a tragédia por um novo caminho, onde embora paranoia de Keiichi surja, ela não é responsável pela tragédia que ocorre no fim, e desta vez a implicação de Rena como vilã se prova verdadeira, tendo apontado elementos de Tsumihoroboshi-hen como causa da tragédia, neste caso o desejo de Rena de proteger seu pai. Do grupo de amigos, apenas Keiichi e Mion sobrevivem.[62]
Capítulo - Engano do Algodão (綿騙し編 Watadamashi-hen?)
Segundo arco pergunta, um reboot de Watanagashi-hen, assim como antecessor, imita parte dos eventos do arco original, contendo mais semelhanças com a história base, mas tendo um desfecho distinto, com poucos elementos de Meakashi-hen, com Mion mais uma vez implicada como responsável pelas mortes no arco, com a diferença de que não ouve troca de papéis como no arco original. Do grupo de amigos, Keiichi e Rena são os únicos sobreviventes.[63]
Capítulo - Engano da Maldição (祟騙し編 Tataridamashi-hen?)
Terceiro arco pergunta, um reboot de Tatarigoroshi-hen, contendo elementos de Tsukiotoshi-hen e Minagoroshi-hen. Keiichi e seus amigos se unem para salvar Satoko do abuso de seu tio Teppei, tal qual no arco Minagoroshi-hen. Todavia, apesar de uma aparente vitória, tudo acaba subvertido, e o desenrolar da tragédia parte de um ponto inesperado, com Kuraudo Oishi alvejando Mion, Shion, Satoko e Rika durante o festival do Watanagashi[64] e Keiichi acaba emboscado por Teppei quando este foi visitar Satoko durante o festival, o que o leva a reagir violentamente, matando o tio de Satoko. Como arco que o precede, apenas Keiichi e Rena sobrevivem.[64][65]
Capítulo - Engano do Gato (猫騙し編 Nekodamashi-hen?)
Quarto arco pergunta, referencia ao OVA "Nekogoroshi-hen". Após a revelação do desfecho do arco anterior, Rika viaja após mortes consecutivas por diferentes realidades tentando descobrir uma forma de escapar do novo ciclo do mês de junho infinito de 1983, enquanto diferentes personagens escalam tragédias de formas inesperadas. O arco aponta Houjou Satoko como parte essencial dos eventos.[66]
Capítulo - Destruindo-Aldeia (郷壊し編 Satokowashi-hen?)
Arco extra que complementa Nekodamashi-hen e que serve como o quinto e último arco de Higurashi no Naku Koro ni Gou. O arco revela como Satoko obteve os poderes para repetição de mundos após a morte e suas motivações para prender Rika neste novo ciclo de tragédias em 1983.[67]

Arcos e episódios originais do anime[editar | editar código-fonte]

Capitulo - Despertar do Desastre (厄醒し編 Yakusamashi-hen?)
Arco da segunda temporada (Higurashi no Naku Koro ni Kai).[32] Um dos poucos arcos da animação originais sérios, combina alguns eventos de Watanagashi-hen e Tsumihoroboshi-hen, além de uma linha de eventos próprios similares aos usados nos arcos Taraimashi-hen e Tsukioshi-hen do game Higurashi no Naku Koro ni Matsuri.[46] Neste arco, Rika e Satoko seguem felizes ao lado dos amigos do clube, ainda que Satoko perceba a presença de alguém mais ao lado de Rika. Enquanto isso, os eventos do Grande Desastre de Hinamizawa se movem ao fundo, com todos os personagens alheios até ser tarde demais.[32] Satoko sobrevive e descobre seus amigos mortos, sendo hospitalizada e morrendo mais tarde, antes de Oishi conseguir ouvir seu testemunho da tragédia.[32] O arco serve como um recado ao espectador de que mesmo que os personagens confiem plenamente uns nos outros, evitando assim desencadear as tragédias dos demais arcos, eles não poderão ser capazes de salvar Hinamizawa do desastre se não agirem para tal.[32]
Capitulo - Batalha Demoníaca (妖戦し編 Ayakashisenshi-hen?)
Segundo episódio da série de OVAs Higurashi no Naku Koro ni Kira.[50] Neste arco, Rika e Satoko caem em um mundo onde Hinamizawa é envolvida por uma névoa misteriosa que torna seus habitantes em inimigos perigosos, controlados pela organização maligna "Tokyo Magica" (uma paródia da "Tokyo" com vilanização caricata dos antagonistas dos demais arcos da série). Para vencê-los, as garotas ganham poderes de Mahou Shojo (garotas mágicas) usando ferramentas mágicas do templo de Oyashiro-sama como armas mágicas para derrotar os vilões.[50]
Capitulo - Afinidade (結縁し編 Musubienishi-hen?)
Terceiro episódio da série de OVAs Higurashi no Naku Koro ni Kira.[50] O arco se apresenta como comédia romântica protagonizando Keichi e Mion ao serem confundidos como um casal por moradores da vila. Shion, ao fundo vê a incapacidade de sua irmã de ser sincera com seus sentimentos, e decide ajudar a encontrar um jeito de alavancar a relação dos dois. Seu estratagema faz a mesma acabar se apaixonando também por Keiichi, que sendo flagrada por Rena e Mion, acabam precipitando uma batalha cômica pelo coração do protagonista masculino.[50]
Capitulo - Sonho Aparente (夢現し編 Yumeutsushi-hen?)
Último episódio da série de OVAs Higurashi no Naku Koro ni Kira.[50] Neste arco, Hanyuu encontra uma versão menor de Rika que aparece misteriosamente no templo de Oyashiro. Junto com os amigos, buscam encontrar uma maneira de retorná-la para casa.[50]

Anime[editar | editar código-fonte]

Higurashi no Naku Koro ni recebeu até agora seis adaptações para anime:

A primeira produzida pelo Studio DEEN foi ao ar entre 4 de Abril de 2006 e 26 de Setembro de 2006, com 26 episódios sob o nome de Higurashi no Naku Koro ni (ひぐらしのなく頃に Quando as Cigarras Choram?). Adapta os arcos de Onikakushi-hen, Watanagashi-hen, Tatarigoroshi-hen, Himutsubashi-hen e Tsumihoroboshi-hen.[2][27][33][36][44][45]

A segunda temporada pelo mesmo estúdio foi ao ar entre 6 de Julho de 2007 e 17 de Dezembro de 2007, com 24 episódios sob o nome de Higurashi no Naku Koro ni Kai (ひぐらしのなく頃に解 Quando as Cigarras Choram: Solução?). Inicia com um arco extra original (Yakuzamashi-hen) e segue adaptando os arcos de Minagoroshi-hen e Matsuribayashi-hen.[3]

A terceira produção foi lançada em formato OVA e conteve 5 episódios, foi produzida também pelo Studio DEEN, sob o nome de Higurashi no Naku Koro ni Rei (ひぐらしのなく頃に礼 Quando as Cigarras Choram: Gratidão?), tendo seu primeiro episódio lançado em 25 de Fevereiro de 2009. Adapta os arcos de Saikoroshi-hen e Hirukowashi-hen. Possuí um arco extra (Hajisarashi-hen, uma releitura do arco Batsukoichi-hen, adaptado posteriormente)[4][50]

A quarta produção foi lançada também em formato OVA em 21 de Julho de 2011 contendo 4 episódios, sob o nome de Higurashi no Naku Koro ni Kira (ひぐらしのなく頃に煌 Quando as Cigarras Choram Brilhando?). Adapta Batsukoichi-hen, contendo três arcos de um episódio cada extras: Ayakashisenshi-hen, Musubienishi-hen e Yumeutsushi-hen.[50]

A quinta produção foi lançada, também em formato OVA em 15 de Dezembro de 2013, sob o nome de Higurashi no Naku Koo Ni Kaku -Outbreak- (ひぐらしのなく頃に拡~アウトブレイク~ Quando as Cigarras Choram: "Surto Vermelho"?). No formato de longa metragem com uma história original, mais tarde lançada no jogo Higurashi no Naku Koro ni Hou (ひぐらしのなく頃に 奉).[68]

A sexta produção foi lançada em 1º de outubro de 2020 pelo estúdio Passione, sob o nome Higurashi no Naku Koro ni Gou (ひぐらしのなく頃に 業 "Quando as Cigarras Choram: Karma"?).[69] A obra originalmente seria lançada em julho de 2020[70][71] mas, em virtude da pandemia de COVID-19, a obra foi adiada[72] indo ar na temporada de outono de 2020, com previsão de 24 episódios encerrando em 19 de março de 2021.[6][60][69] Curiosamente, o título desta nova temporada permanecia em segredo, sendo considerado apenas como um "novo projeto de Higurashi",[70][71] com nome da série revelado apenas no segundo episódio.[73]

Uma sétima produção foi anunciada em 18 de março de 2021, novamente pelo estúdio Passione sob o nome Higurashi no Naku Koro ni Sotsu (ひぐらしのなく頃に卒 "Quando as Cigarras Choram: Formatura"?) para julho de 2021, sendo a continuação direta da temporada anterior.[74]

Trilha Sonora[editar | editar código-fonte]

Visual Novel[editar | editar código-fonte]

Diferente de outras produtoras de novels do Japão, a 07th Expansion não criava a música dos seus jogos. As músicas dos capítulo-questão eram trilhas sonoras de licença livre encontradas pela internet, entretanto, os capítulos resposta passaram a ter músicas enviadas por fãs que também haviam trabalhado com doujin, neste caso, após o arco Himatsubushi-hen.[75] o grupo amador Mr. Graveyard passa a trabalhar com as músicas, e dai[76] tornou-se o compositor oficial de várias trilhas da franquia When They Cry, sendo seu trabalho mais célebre "Dear You".[77] Mais tarde, com Higurashi no Naku Koro ni Matsuri, a Alchemist remixou as trilhas e convidou dubladores do anime para cantar e gravar as trilhas do jogo, sendo Ayane responsável pelas músicas Nageki no Mori e Complex Image.[78][79]

Anime[editar | editar código-fonte]

O tema de abertura da primeira temporada teve o título homônimo da série, "Higurashi no Naku Koro ni" (ひぐらしのなく頃に Quando as cigarras choram?), cantado por Eiko Shimamiya e lançada em 24 de maio de 2006. O tema de encerramento "Why, or Why Not" cantado por Katakiri Rekka foi lançado em 28 de junho de 2006. Dois discos OST foram lançados nesta temporada, compostos por Kenji Kawai e gravados pela Frontier Works. O volume 1 foi lançado em 21 de julho e o segundo em 6 de outubro de 2006. Um álbum com canções executadas por seiyūs também foi feito, estreando em 28 de março de 2007.[80]

O tema de abertura da segunda temporada é "Naraku no Hana" (奈落の花 Flor do Inferno?), mais uma vez cantado por Eiko Shimamiya, lançado em 22 de agosto de 2007. Na abertura da primeira temporada, quando a música é invertida, é possível ouvir as palavras não há escapatória (逃げられない nigeranai?). Esta 'palavra oculta' é decodificada nesta abertura, não mais invertida.[81] O tema de encerramento é Taishō a (対象 a?) interpretado por anNina, também lançada em 22 de agosto de 2007.[82]

O tema de abertura da série de OVAs Higurashi no Naku Koro ni Rei é "Super scription of data" mais uma vez por Eiko Shimamiya, lançado em 24 de junho de 2009. O tema de encerramento foi Manazashi (まなざし?) por anNina,[83] cujo álbum também foi lançado em 24 de junho de 2009.[84]

O tema de abertura da série de OVAs seguinte, Higurashi no Naku Koro ni Kira foi "Happy! Lucky! Dochy!" cantado por Yukari Tamura, Yui Horie e Mika Kanai, lançado em álbum 22 de setembro de 2011[85]. O tema de encerramento foi "Unprecedented Miracle Change" (前代未聞☆ミラクルチェンジ?), com cada episódio sendo cantado por uma dubladora diferente, sendo a primeira vez cantado por Mai Nakahara,[86] a segunda por Yukari Tamura e Mika Kanai,[86] a terceira por Satsuki Yukino[86] e a quarta por Yui Horie.[86]

A última adaptação, Higurashi no Naku Koro ni Gou, tem como tema de abertura "I believe what you say" por Asaka lançada em 14 de outubro de 2020.[87] O encerramento "Kamisama no Shindorōmu (神様のシンドローム Síndrome de Deus?) é cantado por Ayane lançada em 11 de novembro de 2020.[88]

Notas

  1. Em japonês, o verbo naku significa tanto chorar, como fazer barulho (no sentido do barulho equivalente ao animal, como por exemplo, o miado de um gato[9]).

Referências

  1. NScripter Games: Higurashi No Naku Koro ni, Umineko No Naku Koro ni, Tsukihime, Kagetsu Tohya, Narcissu. [S.l.]: Books LLC. pp. 82p. ISBN 9781155569314 
  2. a b c d e f g «Higurashi no Naku Koro ni: Onikakushi-hen». Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  3. a b c d e f «História de Higurashi no Naku Koro ni Kai». Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  4. a b c «運命の果てにある最終章いよいよ開幕!» (em japonês). Consultado em 31 de dezembro de 2019 
  5. a b Cavallaro 2010, p. 162
  6. a b c «Funimation Programação». Funimation. Consultado em 25 de janeiro de 2021 
  7. Bushido (1 de agosto de 2019). «When They Cry – Higurashi na Netflix». Consultado em 17 de janeiro de 2020 
  8. «Artigo de NikkanSp sobre o Live Action de Higurashi.». Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  9. «Meaning of なく in Japanese». Romanji Desu. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  10. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w «騎士07ロンクインタビュー». Faust (em japonês). 24 de março de 2005. Consultado em 16 de janeiro de 2020 
  11. a b c d e f g h i j k l m n o p q r 07th Expansion 2005, p. 107
  12. a b c d e f Cavallaro 2010, p. 163
  13. a b c d e f g Thompson, Jason (2008). «Alone in the Dark: An Interview with the Creators of Higurashi When They Cry». Yen Press. Yen Plus (5): p. 14-18 
  14. a b c d «騎士07ロンクインタビュー» (em japonês). Toratsu. 20 de abril de 2004. Consultado em 25 de maio de 2017 
  15. a b c d e «ひぐらしのなく頃に祭』販促用ムービーを配信 お持ち帰りぃ~特設 第4弾» (em japonês). Famitsu. 9 de fevereiro de 2007. Consultado em 31 de dezembro de 2019 
  16. Hichibe, Nobushige (2016). «Content Production Fields and Doujin Game Developers in Japan : Non-economic Rewards as Drivers of Variety in Games // Transnational Contexts of Culture, Gender, Class, and Colonialism in Play : Video Games in East Asia». East Asian Popular Culture (em inglês). ISBN 9783319438177 
  17. 07th Expansion 2005, p. 7
  18. a b c 07th Expansion 2005, p. 16
  19. a b 07th Expansion 2005, p. 8
  20. a b 07th Expansion 2005, p. 9
  21. a b c 07th Expansion 2005, p. 40
  22. 07th Expansion 2005, p. 41
  23. 07th Expansion 2005, p. 108
  24. 07th Expansion 2005, p. 104
  25. a b «Artigo do Moe Passion sobre a origem de Hinamizawa com o povo de Shirakawa.». Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  26. 07th Expansion 2005, p. 110
  27. a b c d «Higurashi no Naku Koro ni: Watanagashi-hen». Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  28. a b c d e f g Cavallaro 2010, p. 164
  29. Brett, Hack (2015). «Ominous Images of Youth: Worlds, Identities, and Violence in Japanese News Media and When They Cry». Mechademia (em inglês). 10: 236—250. doi:10.5749/mech.10.2015.0236 
  30. a b «Higurashi Daybreak Opening Movie (PSP)» (em japonês). Youtube. 31 de outubro de 2008. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  31. a b c d e Cavallaro 2010, p. 165
  32. a b c d e f g Cavallaro 2010, p. 172
  33. a b c d «Higurashi no Naku Koro ni: Tatarigoroshi-hen». Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  34. a b c «ひぐらしのなく頃に奉 澪尽し編表 後編» (em japonês). キボチャンネル - canal do Youtube. 24 de setembro de 2019. Consultado em 14 de janeiro de 2020 
  35. a b Cavallaro 2010, p. 166
  36. a b c d «Higurashi no Naku Koro ni: Tsumihoroboshi-hen». Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  37. a b c d e Cavallaro 2010, p. 170-172
  38. a b c d e f g h i Cavallaro 2010, p. 167-168
  39. a b c Cavallaro 2010, p. 177-179
  40. Cavallaro 2010, p. 166
  41. a b c d e f Cavallaro 2010, p. 176-177
  42. Cavallaro 2010, p. 177
  43. a b c d e f g h Cavallaro 2010, p. 169
  44. a b «Higurashi no Naku Koro ni: Himatsubushi-hen». Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  45. a b c «Higurashi no Naku Koro ni: Meakashi-hen». Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  46. a b c «Higurashi no Naku Koro ni Kai, Arcos do Anime». Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  47. a b c d e Cavallaro 2010, p. 173-176
  48. «運命の果てにある最終章いよいよ開幕!» (em japonês). Site oficial de Higurashi no Naku Koro ni Rei. Consultado em 20 de janeiro de 2020 
  49. a b c «História de Saikoroshi-hen» (em japonês). Consultado em 20 de janeiro de 2020 
  50. a b c d e f g h i j «「ひぐらし」10周年記念作品『ひぐらしのなく頃に煌』» (em japonês). Consultado em 31 de dezembro de 2019 
  51. a b «História de Hirukowashi-hen» (em japonês). Consultado em 20 de janeiro de 2020 
  52. a b «Taraimawashi-hen summary» (em inglês). Higurashi Blog. 28 de janeiro de 2015. Consultado em 26 de janeiro de 2020 
  53. «Higurashi no Naku Koro ni - Catalogo». Vndb (Visual Novel Database). Consultado em 28 de outubro de 2020 
  54. «Someutsushi-hen (Video da Gameplay do arco)» (em inglês). 26 de março de 2019. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  55. «Higurashi no Naku Koro ni Kizuna ~ Kageboshi-hen [Parte 1]» (em espanhol). 14 de dezembro de 2018. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  56. «Tokihogushi-hen (vídeo da gameplay do arco)». 31 de março de 2019. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  57. «ひぐらしのなく頃に粋 オートプレイ動画 Part 352 言祝し編 1» (em japonês). 2 de março de 2017. Consultado em 28 de outubro de 2020 
  58. «ひぐらしのなく頃に奉に関する不具合につきまして» (em japonês). Consultado em 7 de janeiro de 2020 
  59. ひぐらしのなく頃に奉 神姦し編, consultado em 27 de dezembro de 2019 
  60. a b «TVアニメ「ひぐらしのなく頃に」2020年10月放送開始!» (em japonês). ひぐらしのなく頃に製作委員会. 7 de julho de 2020. Consultado em 16 de julho de 2020 
  61. «Higurashi no Naku Koro ni Gou - História» (em japonês). Consultado em 9 de outubro de 2020 
  62. «鬼騙し編 其の四» (em japonês). 22 de outubro de 2020. Consultado em 22 de outubro de 2020 
  63. «綿騙し編 其の四» (em japonês). 19 de novembro de 2020. Consultado em 19 de novembro de 2020 
  64. a b Loveridge, Lynzee (28 de dezembro de 2020). «Higurashi: When They Cry – GOU Episode 13». Animes News Network. Consultado em 1 de janeiro de 2021 
  65. «祟騙し編 其の四» (em japonês). 19 de novembro de 2020. Consultado em 19 de novembro de 2020 
  66. «猫騙し編 其の四» (em japonês). 27 de janeiro de 2021. Consultado em 28 de janeiro de 2020 
  67. «郷壊し編» (em japonês). 18 de março de 2021. Consultado em 18 de março de 2021 
  68. «Anunciado anime para Higurashi no Naku Koro ni Kaku Outbreak». Consultado em 26 de dezembro de 2019 
  69. a b «TVアニメ「ひぐらしのなく頃に 業」PV第3弾公開!» (em japonês). 8 de outubro de 2020. Consultado em 8 de outubro de 2020 
  70. a b «「ひぐらしのなく頃に」新プロジェクト始動» (em japonês). KADOKAWAanime. 6 de janeiro de 2020. Consultado em 7 de janeiro de 2020 
  71. a b «「ひぐらしのなく頃に」PV第1弾» (em japonês). KADOKAWAanime. 21 de março de 2020. Consultado em 22 de março de 2020 
  72. «TVアニメ「ひぐらしのなく頃に」放送延期のお知らせ» (em japonês). 22 de maio de 2020. Consultado em 30 de maio de 2020 
  73. «Staff "escondeu" verdadeiro título e possíveis mudanças para o reboot». Intoxi Anime. Consultado em 8 de outubro de 2020 
  74. «「ひぐらしのなく頃に卒」解禁PV» (em japonês). KADOKAWAanime 
  75. «騎士07ロンクインタビュー» (em japonês). Toratsu. 29 de agosto de 2006. Consultado em 31 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 6 de agosto de 2016 
  76. «Mr. Graveyard - Discography» (em inglês). Consultado em 31 de janeiro de 2021 
  77. «Dear you by dai» (em inglês). Rate Your Music. Consultado em 31 de janeiro de 2021 
  78. «『ひぐらしのなく頃に祭』主題歌マキシシングル2枚同時リリース決定!» (em japonês). Famitsu. 28 de janeiro de 2007. Consultado em 31 de janeiro de 2021 
  79. «Amazon.com.jp Nageki no Mori» (em japonês). Amazon. Consultado em 31 de janeiro de 2021 
  80. «Amazon: CD com canções dos personagens.» (em japonês) 
  81. «「ひぐらしのなく頃に」OPを逆再生すると・・» (em japonês). Consultado em 8 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 14 de fevereiro de 2009 
  82. «主題歌 - Staff» (em japonês). Consultado em 9 de outubro de 2020 
  83. «Production Diary: 『OVA「ひぐらしのなく頃に礼」主題歌情報が解禁』2008.10.23» (em japonês). Consultado em 8 de outubro de 2020. Cópia arquivada em 6 de fevereiro de 2009 
  84. «Manazashi / anNina» (em inglês). VGMdb. Consultado em 8 de outubro de 2020 
  85. «着うたフル配信開始☆彡» (em japonês). Consultado em 9 de outubro de 2020 
  86. a b c d «Higurashi Kira: História & Créditos» (em japonês). Consultado em 9 de outubro de 2020 
  87. «亜咲花「I believe what you said」» (em japonês). 8 de outubro de 2020. Consultado em 8 de outubro de 2020 
  88. «彩音「神様のシンドローム」» (em japonês). 8 de outubro de 2020. Consultado em 8 de outubro de 2020 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Cavallaro, Dani (2010). Anime and the Visual Novel: Narrative Structure, Design and Play at the Crossroads of Animation and Computer Games. Jefferson, Carolina do Norte: [s.n.] 262 páginas. ISBN 978-0-7864-4427-4 
  • 07th Expansion (2005). Higurashinonakukoroni: Bijuarufanbukku ひぐらしのなく頃に : ビジュアルファンブック. Tóquio: Ichijinsha. p. 107. 111 páginas. ISBN 4-75801034X 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]