Primeira Epístola aos Tessalonicenses

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de I Tessalonicenses)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

A Primeira Epístola aos Tessalonicenses, geralmente referida apenas como I Tessalonicenses, é o décimo-terceiro livro do Novo Testamento[1] da Bíblia, e a primeira carta que o apóstolo Paulo (junto com Silas e Timóteo) redigiu aos cristãos da cidade de Tessalônica, na época pertencente a província da Macedônia no Império Romano. Ela foi talvez a segunda epístola escrita pelo apóstolo (Gálatas seria a primeira).

Estrutura[editar | editar código-fonte]

A Tradução Brasileira da Bíblia organiza os capítulos da seguinte maneira:

Capítulo 1 [2]

Ver artigo principal: 1 Tessalonicenses 1
  • versículo 1 - Saudação
  • versículos 2-10 - Os motivos da gratidão e da ação de graças

Capítulo 2 [3]

Ver artigo principal: 1 Tessalonicenses 2
  • versículos 1-12 - A pregação de Paulo
  • versículos 13-16 - Os tessalonicenses sofrem perseguição
  • versículos 17-20 - Paulo se interessa por eles

Capítulo 3 [4]

Ver artigo principal: 1 Tessalonicenses 3
  • versículos 1-10 - Paulo envia-lhes Timóteo. Boas novas trazidas por este
  • versículos 11-13 - A oração de Paulo por eles

Capítulo 4 [5]

Ver artigo principal: 1 Tessalonicenses 4
  • versículos 1-8 - Exortação à santidade
  • versículos 9-12 - Exortação ao amor fraternal
  • versículos 13-18 - Acerca da ressurreição dos mortos e da vinda de Cristo

Capítulo 5 [6]

Ver artigo principal: 1 Tessalonicenses 5
  • versículos 1-11 - O tempo em que Cristo há de voltar é desconhecido. A necessidade de vigilância
  • versículos 12-24 - Diversos preceitos
  • versículos 25-27 - Saudação final
  • versículo 28 - A bênção

Contexto Histórico[editar | editar código-fonte]

Na segunda viagem missionária, Paulo, Silas e Timóteo chegam pela primeira vez a Tessalônica, após passar por Filipos. No período em que ficaram na cidade, Paulo pregou na sinagoga - o templo principal dos judeus - onde converteram um grande número de gregos, lançando as fundações de uma das mais marcantes igrejas da época.

Mas eles permaneceram em Tessalônica por um curto período de tempo, pois «os judeus, movidos de inveja» (Atos 17:5) revoltaram a cidade e iniciaram então uma perseguição contra Paulo, acusando-o de traição a César. Paulo e Silas são então obrigados a fugir na mesma noite para Bereia, onde houve muitas conversões, atraindo novamente a atenção dos judeus de Tessalônica que seguiram para lá para incitar a população. Paulo foi obrigado a se separar deles e, por mar, foi levado a Atenas, e estando nessa cidade não demorou muito tempo até que Timóteo se juntasse a ele, mas logo Timóteo foi enviado de volta a Tessalônica, para obter notícias da igreja fundada naquela cidade.

Enquanto isso Paulo partiu para Corinto e estando nessa cidade Timóteo retorna com ótimas noticias sobre a fé, esperança, amor e perseverança dos irmãos de Tessalônica, mesmo em meio às perseguições sofridas, escrevendo-lhes então esta epístola.

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a Bíblia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.