League of Legends

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde outubro de 2015). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido. Ajude e colabore com a tradução.
League of Legends
Logo de League of Legends
Desenvolvedora(s) Riot Games
Publicadora(s)
Diretor(es) Tom Cadwell
Produtor(es) Steven Snow
Travis George
Designer(s) Christina Norman
Rob Garrett
Steve Feak
Compositor(es) Christian Linke
Artista(s) Edmundo Sanchez
Troy Adam
Paul Kwon
Plataforma(s) Microsoft Windows, OS X
Data(s) de lançamento
  • WW 27 de outubro de 2009
Gênero(s) Estratégia
Modos de jogo Multiplayer
Classificação Inadequado para menores de 13 anos i ESRB (América do Norte)
Inadequado para menores de 12 anos i PEGI (Europa)
Mídia Download
leagueoflegends.com

League of Legends (LoL) é um jogo eletrônico do gênero multiplayer online battle arena desenvolvido e publicado pela Riot Games para Microsoft Windows[1] e Mac OS X. É um jogo free-to-play e inspirado no modo Defense of the Ancients[2] de Warcraft III: The Frozen Throne.

Em League of Legends, os jogadores assumem o papel de invocadores, controlando campeões com habilidade únicas e que lutam com seu time contra outros invocadores ou campeões controlados pelo computador . No modo mais popular do jogo, o objetivo de cada time é destruir o nexus da equipe adversária, uma construção localizada na base e que é protegida por outros estruturas. Cada jogo de League of Legends é distinto, pois os campeões sempre começam fracos e progridem através da acumulação de ouro e da experiência ao longo da partida.[3]

League of Legends foi bem recebido desde o seu lançamento e sua popularidade cresceu ao decorrer dos anos. Em julho de 2012, League of Legends foi o jogo para computador mais jogado na América do Norte e Europa em termos de número de horas jogadas.[4] Até janeiro de 2014, mais de 67 milhões de pessoas jogavam League of Legends por mês, 27 milhões por dia e mais de 7.5 milhões durante o horário de pico.[5]

League of Legends tem um cenário competitivo grande e ativo. Na América do Norte e Europa, a Riot Games organiza o League of Legends Championship Series (também conhecido como "LCS"), que consiste em 10 times profissionais de cada continente.[6] Competições regionais semelhantes existem na China, Coreia, Taiwan e Sudeste da Ásia, Brasil, América Latina, Turquia, CEI (Comunidade dos Estados Independentes - antiga União Soviética) e Japão. Essas competições regionais levam os melhores times ao League of Legends World Championship, um campeonato mundial que ocorre anualmente. Em 2013, o prêmio do torneio foi de $1 milhão e teve 32 milhões de espectadores online.[7] O torneio de 2014 teve o quinto maior prêmio da história de eSports, dando ao time vencedor 2.3 milhões de dólares.[8] [9]

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

League of Legends é um jogo do gênero multiplayer online battle arena (MOBA) em terceira pessoa.[10] Ele possui quatro modos de jogos: Summoner's Rift, Twisted Treeline, Crystal Scar e Howling Abyss.[11] Os jogadores competem em partidas que duram em média de 20 a 50 minutos. Em cada modo do jogo, o time trabalha em conjunto para alcançar os objetivos e, consequentemente, a vitória. Existem também objetivos intermédios em cada modo do jogo que dão ao jogador e para a sua equipe vantagens em alcançar a vitória.

Em todos os modos de jogo, os jogadores controlam personagens chamados de campeões, escolhidos ou atribuídos em cada partida, que possuem habilidades únicas.[12] Os campeões começam cada partida com um nível baixo (nível um em Summoner's rift e Twisted Treeline, e nível três para Crystal Scar e Howling Abyss), e, então, vão adquirindo experiência ao longo do jogo até alcançar o nível máximo de 18. O campeão, ao adquirir um novo nível na partida, permite que o jogador desbloqueie habilidades especiais do campeão. Os jogadores também começam cada partida com uma baixa quantidade de ouro, podendo ganhar ouro adicional durante o jogo de formas diferentes: por matar personagens não jogáveis, como minions e monstros, matando ou ajudando a matar os jogadores adversários, destruindo as torres inimigas, passivamente ao longo do tempo e através de itens ou habilidades do campeão. Esse ouro pode ser gasto durante o jogo para comprar itens que aumentam as habilidades de cada campeão. A experiência do campeão, o ouro acumulado e os itens comprados são específicos para cada jogo. Dessa forma, em cada nova partida, os jogadores começam com a mesma situação em relação a equipe adversária.

Mapas do jogo[editar | editar código-fonte]

League of Legends possui quatro mapas principais, ou "Campos da Justiça", que possuem diferentes cenários, objetivos e circunstâncias de vitórias, assim como feitiços de invocador e itens variados.

Summoner's Rift[editar | editar código-fonte]

Summoner's Rift é o mapa mais popular de League of Legends.[11] Nesse tipo de mapa, dois times de cinco jogadores competem para destruir uma estrutura inimiga chamada Nexus, que é guardada por torres e defendida pelos jogadores do time adversário.[13] Essa estrutura cria continuamente personagens não jogáveis fracos conhecidos como minions, que avançam em direção à base do time inimigo através de três rotas: superior, inferior e central. Os jogadores disputam para avançar essas ondas de minions até a base inimiga, o que lhes permite destruir as estruturas inimigas, atingir objetivos e, consequentemente, garantir a vitória.

Ao redor das rotas há terrenos neutros conhecidas como selva e rio. A selva é apresentada em quatro quadrantes e ela contém uma grande variedade de personagens não jogáveis conhecidos como monstros. O rio contém três tipos tipos de monstros neutros: Scuttle Crab, dragão e Barão Nashor.[14]

Twisted Treeline[editar | editar código-fonte]

Twisted Treeline: palco para as partidas 3 contra 3. Assim como no summoner's rift, o objetivo é destruir o Nexus da outra equipe, porém é dividido em apenas 2 lanes. Na selva, entre as duas lanes, tem dois pontos, que ao serem capturados, concedem bônus ao time que capturá-los.

Howling Abyss[editar | editar código-fonte]

Howling Abyss: Mapa gélido com temática voltada para as histórias de Freljord, conhecido como a ponte onde houve a guerra entre os Glacinatas e os Observadores Gélidos, visando esta guerra, a aparência da ponte é toda quebrada e pedaços da mesma caem com o decorrer da partida. Ficou no lugar de Proving Grounds como mapa do ARAM e do Tutorial.

Assim como no Summoner's Rift e em Twisted Treeline o objetivo aqui é destruir o Nexus inimigo, com 5 jogadores em cada equipe e uma única lane o mapa não deixa a desejar, as partidas geralmente tem duração de 10 a 25 minutos pela facilidade que se tem de iniciar team fight's, aqui o jogador não necessita de tanta estratégia quanto nos outros mapas e é apenas incumbido de se dedicar ao trabalho em equipe, sendo impossibilitado de se curar ao voltar para base e só podendo comprar itens enquanto está morto ou um tempo depois de voltar a vida. A seleção de campeões deste mapa é randômica com base nos campeões que o jogador já tem (salvo se o invocador acumulou pontos de troca de herói, que permite que o seu campeão seja sorteado randomicamente novamente, esses pontos são acumulados de acordo com a quantidade de campeões que certo jogador possui, quanto mais, mais rápido são acumulados, com um máximo de duas cargas), muitas vezes a vitória depende da sorte que a equipe teve nos campeões que foram sorteados ao seu time.

Crystal Scar[editar | editar código-fonte]

  • Crystal Scar: Cenário do #Dominion, um mapa 5v5 onde os campeões devem capturar e concentrar pontos de controle com o objetivo de danificar o nexus inimigo. Os nexus de Crystal Scar, diferente do dos outros mapas não podem ser danificados diretamente, têm 500 de vida e a equipe que dominar a maior parte dos pontos, ira concentrar um raio destrutivo no nexus inimigo que é destruido quando chega à 0 de vida.

Na season 2, a Riot demonstrou um novo modo de jogo intitulado "Dominion". Este é um clássico modo de jogo de domínio de bases, no qual as equipes precisam dominar uma base e defende-la da equipe inimiga. O mapa consiste em 5 pontos para conquistar e defender, que são os seguintes:

  • O moinho: localiza-se no topo, e uma das mais prezadas, já que não está localizada em nenhum dos lados, tornando-se um dos pontos mais fáceis e, ao mesmo tempo, mais difíceis de se alcançar, pois é o mais longe de todos, para os dois lados;
  • A refinaria: localiza-se mais abaixo do Moinho, e fica no lado esquerdo, pertencendo, assim, ao time Azul. É fácil de se capturar, já que possui um caminho livre até ele;
  • A pedreira: fica localizado na parte debaixo, a esquerda do mapa. É muito útil, pois é localizada próxima da fonte de ambos os times, assim fazendo com que eles possam ir rapidamente até ela;
  • O ossuário: está posicionada no lado do time roxo, sendo facilmente conquistada, por localizar-se próxima se sua fonte;
  • A perfuradora: fica localizada entre o Ossuário e o Moinho sendo de fácil acesso ao time Roxo. Fácil de se atingir pelo time Roxo, por estar localizada próximo ao leste, e prezado pelo time Azul, por ter caminho livre para leste.

Cada equipe começa com quinhentos pontos de vida em seu Nexus (cristal central de cada equipe). Quanto mais bases uma equipe domina, mais rápido os pontos de vida da equipe adversária se esgotam. A partida acaba quando os pontos de vida chegam a 0. Este modo de jogo tem uma popularidade muito mais baixa do que os outros modos de jogo.

Mecânica de jogo[editar | editar código-fonte]

Como já citado, o objetivo principal do jogo é destruir o Nexus inimigo. Tal coisa pode parecer bem fácil, mas existem muitas coisas que impedem um time de alcançá-lo.

Rotas:

  1. Rota superior ou Top: Na rota superior, é uma lane onde participa apenas um campeão de cada time, este pode ser um tanque, um lutador, ou, eventualmente, alguns atiradores como Vayne. Vale lembrar que o termo "AD Carry" não significa exatamente um atirador, mas sim um carregador de dano físico de alto potencial, como Tryndamere, Fiora e Talon. Mas comumente, AD Carry é um termo designado apenas para atiradores. O tanque é altamente resistente, é responsável por liderar o time (independente se ele estiver na rota superior ou não, o que determinará isso, é se houverem mais de um tanque no time, portanto, cabe ao time a decisão de deixar o top-laner cuidar da liderança ou outro tanque como o suporte). É ele quem cuidará da linha de frente e será responsável por proteger seus aliados com suas enormes capacidades de absorver dano.
  2. Rota inferior ou Bot: A rota inferior é a única rota que conta com duas importantes figuras: O Atirador e o Suporte. O suporte é responsável pela visão do mapa, pelo suporte ao time e pela proteção do atirador, também é responsável pelo controle da rota inferior e suporte para sua equipe. Este pode ser um tanque com alto controle de grupo como Braum, alguém com sustentamento de mana ou de vida como Taric, Soraka e Nami, poke (incomodar e atrapalhar o atirador inimigo a pegar ouros (dinheiro do jogo)) como Karma e Sona, suportes ofensivos como Braum, Thresh, Leona e Blitzcrank, ofensivos e defensivos como Thresh, Janna, Tahm Kench e Braum, entre vários outros. O atirador juntamente com o mago, concentra o maior poder de fogo do time, mas com uma defesa muito baixa, esta é a razão de precisar de um suporte. Este atirador, também possui várias características, ele pode ser um atirador ofensivo, defensivo, ou poke, como Draven, Vayne e Varus ou Ezreal, respectivamente.
  3. Rota meio ou Mid: É na rota do meio que se concentra alguns personagens com elevadas formas de causar dano em área e abater alvos desprevenidos (off-pick). Estes incluem os assassinos, personagens com dano suficiente para retirar um alvo como um atirador ou mago do mapa em poucos segundos. Apesar de possuírem um dano elevado, também são pouco resistentes, tudo se resume a conseguir pegá-lo. Magos são personagens com grandes danos em área e alto controle de grupo, como Viktor, Zyra e Lissandra. Estes também podem ser assassinos com alto dano em área, como Kassadin, e LeBlanc, ao contrário de Zed e Talon que possuem baixo dano em área mas um alto poder de foco, neste caso, podem fazer um verdadeiro estrago se alguém não conseguir pará-los.
  4. Selva ou Jungle: É um lugar encontrado apenas em Summoner's Rift e não consideravelmente , em Twisted Treeline. O personagem deste lugar, é o Caçador ou popularmente chamado Jungler. Ele é responsável pelos monstros épicos barão e dragão, e também tem a função de ajudar as outras três rotas. A Selva é dividida em duas partes para as duas equipes. Também possui o objetivo extra de atrapalhar a selva inimiga, o chamado Counter-Jungle, onde dependendo do seu personagem e habilidade, você poderá invadir a selva inimiga e roubar seus atributos essenciais como o Rubrivira ou o Azuporã, deixando-o sem condições de reagir isso roubando a sua parte da selva.
  • Rubrivira: O Rubrivira ou Red, é um monstro grande essencial no início para o caçador. Ele concede efeito de queimadura por 3 segundos e dano de ataque aumentado. Ao ser Golpeado, ele restaura uma grande porcentagem de vida do Golpeador, mas não é necessário Golpeá-lo para adquirir seu efeito. É acompanhado por duas unidades neutras: os rubrivirins.
  • Azuporã: O Azuporã ou Blue é um golem gigante, que ao golpeá-lo, restaura grande porcentagem de mana, similar ao Rubrivira. Ao ser abatido, concede Poder de Habilidade, Super-regeneração de mana e Redução do Tempo de Recarga a quem lhe der o Golpe Final. Seu efeito e o efeito do Rubrivira são os únicos da selva que são transferíveis entre campeões, caso um inimigo abata o alvo com o efeito, o efeito é transferido para o abatedor. É acompanhado por duas unidades neutras: os azuporins.
  • Acuâminas: As acuâminas são um grupo de pássaros. são os monstros neutros mais próximos da rota do meio. No início são um pouco complicados de abater. Seu efeito Golpeado é uma aura que permanece no campeão até que ele detecte uma unidade invisível, constantemente adquirido para revelar sentinelas.
  • Krugues: Os krugues são os monstros neutros com um efeito essencial para campeões que não possuem muita resistência na selva porém muito dano, ao contrário do Grompe. Ao serem Golpeados, concedem o efeito de atordoar tropas e monstros neutros a cada 6 ataques básicos. São extremamente eficazes para abater o Rubrivira como segundo monstro a partir dos Krugues.
  • Barão: O barão é um monstro épico que ao ser abatido, concede 300 de ouro a todo o time abatedor, aumento no dano, alcance de ataque e resistência de tropas próximas a um campeão com a aura do barão (aura não concedida a aliados abatidos), dano de ataque e poder de habilidade extra a todos os aliados e 25 de ouro adicional a quem der o golpe final. É um combo de efeitos extremamente notáveis e poderosos.
  • Arongueijos: Os arongueijos são encontrados nas proximidades do covil do Barão e Dragão. São bastante resistentes, mas eles não possuem reação com absolutamente ninguém. Não atacam, apenas andam. Ao serem abatidos, tornam-se sentinelas fornecendo visão do rio superior se o arongueijo superior for abatido e visão do rio inferior se o arongueijo inferior for abatido.
  • Dragão: O dragão é uma fonte de efeitos permanentes com exceção do quinto efeito. Para ter todos os seus efeitos, é necessário derrotá-lo 5 vezes, concedendo efeitos ao longo do tempo. seu primeiro efeito aumenta o poder de habilidade e dano físico do time, o segundo adiciona dano extra a tropas e monstros, o terceiro adiciona mais velocidade de movimento, o quarto sendo um pouco mais agressivo, aumenta o dano a torres e estruturas, enquanto o quinto dobra todos os efeitos e dura 180 segundos, enquanto durar, causa dano verdadeiro a unidades atacadas durante 3 segundos.
  • Lobos Trevoguari: Os lobos trevoguari são uma boa fonte de ouro e também ajuda caso você esteja levando um counter do caçador inimigo. Ele concede um espírito que vigia a área ao redor do seu covil ao ser Golpeado e persegue um campeão inimigo encontrado, revelando-o por um tempo.
  • Grompe: O grompe é um sapo gigante que causa dano mágico e é um pouco difícil de matar. Ao ser Golpeado, ele concede armadura adicional e envenena unidades inimigas causando dano mágico durante três segundos.
  • Golpear: O Golpear é um feitiço obrigatório para o caçador, pois ele possui aprimoramentos na loja específicos como lentidão, dano real ou sentinelas, podendo ser aprimorado para causar dano mágico, físico, aumentar a velocidade de ataque ou fornecer resistência.

Tipos de jogos[editar | editar código-fonte]

League of Legends possui um grande número de tipos de jogos que aumentam a variedades nos diferentes modos do jogo.[10] [15]

  • O Tutorial é o primeiro tipo de jogo válido aos novos jogadores. O tutorial é jogado no Howling Abyss e inclui um treinamento de batalha para que os jogadores tenham as noções básicas do jogo.
  • Co-op vs. IA é válido aos novos jogadores após completarem ou optarem por sair do Tutorial. Pode ser jogado no Summoner's Rift, Twisted Treeline e Crystal Scar. Os times são compostos por cinco ou três jogadores contra bots.
  • Custom Games permitem que os jogadores joguem qualquer modo de jogo com qualquer combinação de campeões.
  • Normal Matchmaking é válido aos jogadores que alcançaram o nível 6 e é utilizado um sistema automático para formar os times, para se jogar com pessoas com a mesma experiência.
  • Ranked Matchmaking é válido aos jogadores que alcançaram o nível 30. É utilizado um sistema semelhante ao do Normal Matchmaking e permite ao jogadores competirem entre si, pois essas partidas são contabilizadas no sistema competitivo do jogo.
  • Team Matchmaking permite que a equipe seja pré-formada para competir contra outra equipe com habilidade semelhante.

Introdução aos Campeões[editar | editar código-fonte]

League of Legends tem classes distintas de campeões: assassino, lutador, mago, suporte, tanque e francoatirador.[16] Cada classe possui diferentes características e pontos fortes. No mapa de Summoner's Rift, a classe de suportes e francoatiradores lutam na rota inferior; os magos e assassinos jogam na rota central; a rota superior é composta por tanques, lutadores e assassinos, mas alguns magos e francoatiradores também podem ser jogados no topo; e na selva é utilizado campeões tanques, lutadores, assassinos e magos.

  • Assassino: campeões que têm como especialidade matar um campeão o mais rápido possível.[17] Esses campões geralmente são fortes e costumam ser difíceis de se matar ao adquirirem vantagem. Os exemplos de assassinos são Ahri, Akali, Fizz, Katarina, LeBlanc e Zed.[18]
  • Francoatirador: um campeão que geralmente é fraco no começo, mas pode se tornar realmente forte no final. Esses campeões possuem um alto dano por segundo. Os exemplos de francoatiradores são Ashe, Miss Fortune, Varus e Vayne.[19]
  • Lutador: campeões que misturam os atributos de dano e defesa. Os exemplos de campeões lutadores são Jax, Jayce, Nunu e Wukong.[20]
  • Suporte: campeões que possuem habilidades para ajudar o resto do time. Os exemplos de suportes são Nami, Soraka e Zilean.[21]
  • Mago: campeões com poderosas habilidades mágicas, mas pouca defesa. Algumas habilidades causam grande quantidade de dano em um curto período de tempo, enquanto outras causam dano ao longo do tempo. Os exemplos de magos são Annie, Lux, Rumble e Swain.[22]
  • Tanque: campeões focados em receber todo o dano do time adversário. Os exemplos de tanques são Garen, Gnar e Renekton.

Recepção[editar | editar código-fonte]

Popularidade[editar | editar código-fonte]

Em um comunicado publicado em novembro de 2011, a Riot Games afirmou que League of Legends tinha 32.5 milhões de jogadores, sendo que 11.5 milhões jogavam mensalmente, dos quais 4.2 milhões jogavam diariamente.[23] De acordo com a Riot, em outubro de 2013, o jogo tinha 12 milhões de jogares ativos diariamente e 32 milhões de jogadores ativos mensalmente.[24] Em janeiro de 2014, o jogo tinha 27 milhões de jogadores ativos diariamente, 7.5 milhões de jogadores simultâneos nos horários de pico e 67 milhões de jogadores ativos mensalmente.[25] [26]

Em março de 2012, League of Legends se tornou o título #1 nos PC cafés da Coreia.[27] Em julho de 2012, Xfire divulgou um relatório afirmando que League of Legends era o jogo de computador mais jogado na América do Norte e na Europa, com 1.3 bilhões de horas logadas pelos jogadores nessas regiões entre julho de 2011 e junho de 2012.[4] League of Legends também é muito popular nas Filipinas e, até julho de 2013, era o segundo título mais jogado nos PC cafés do país (atrás de Defense of the Ancients).[28] Em Taiwan, é estimado que 5% da população jogue League of Legends, tendo mais de 1 milhão de usuários registrados no servidor.[29]

Crítica[editar | editar código-fonte]

 Recepção
Resenha crítica
Publicação Nota
1UP.com A-[30]
Allgame 3.5 de 5 estrelas.[31]
Eurogamer 8 de 10 estrelas.[32]
Game Revolution B+ [33]
GameSpy 4 de 5 estrelas.[34]
GameZone 4.5 de 5 estrelas.[35]
IGN 9.2/10[36]
Pontuação global
Publicação Nota média
GameRankings 78.72%[37]
Metacritic 78%[38]

League of Legends tem recebido críticas favoráveis e, atualmente, ocupa a pontuação de 78 de 100 na Metacritic.[38]

IGN inicialmente avaliou League of Legends com a nota 8 de 10 em 2009, destacando o design do jogo, o design dos campeões que possuem boas opções de customização e os visuais animados. No entanto, o lançamento confuso do jogo foi criticado: foi considerado que o título foi lançado muito cedo, com alguns recursos faltando e outros que precisavam ser removidos. Finalmente, o revisor observou que os jogadores de alto nível do jogo tem "pouco paciência com os recém-chegados", mas ele acredita que o matchmaking (que ainda não havia sido implantado no momento da avaliação) resolveria esse problema, por colocar jogadores de níveis semelhantes na mesma partida.[39]

Leah B. Jackson do IGN reavaliou o jogo em 2014, mudando a pontuação da IGN de 8.0 para 9.2. Jackson avaliou o jogo como um "exemplo de excelência", elogiando a variedade de campeões, o sistema de progressão e a estratégia de jogo em equipe.[36]

Em comparação aos jogos MOBA Heroes of Newerth e Dota 2, Mike Minotti do VentureBeat considera League of Legends o jogo mais fácil de se aprender e o mais rápido de se pegar o ritmo.[40]

Em 2015, o jogo ficou na 15ª colocação na lista dos 15 Melhores Jogos do USgamer Desde 2000.[41]

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Data Prêmio Categoria Resultado
14 de dezembro de 2009 IGN PC Best Strategy Game 2009 Escolha dos Leitores Venceu[42]
21 de dezembro de 2009 Gamespy Gamers' Choice Awards 2009 Escolha dos PC Gamers Venceu[43]
8 de outubro de 2010 1st Game Developers Online Choice Awards Prêmio de Melhor Tecnologia Online, Arte Visual, Game Design, Novo Jogo Online e de Audiência Venceu[44]
29 de outubro de 2010 Golden Joystick Award Jogo Online do Ano Venceu[45]
21 de outubro de 2011 Melhor Jogo Free-To-Play Venceu[46]

Torneios[editar | editar código-fonte]

Final regional do Campeonato Brasileiro de League of Legends, em São Paulo, no dia 19 de julho de 2014.

Existem milhares de torneios do jogo, tanto regionais quanto mundiais. A popularidade é tão grande que as finais chegam a ser realizadas em estádios de futebol.

Nas finais do World Cyber Games de 2010, houve um torneio de League of Legends, em que equipes da China, Europa e das Américas competiram. A equipe Counter Logic Gaming da América do Norte venceu o torneio, ganhando um prêmio de US$7,000.[47]

Em 2014, a final regional do Campeonato Brasileiro de League of Legends (CBLOL) foi no estádio Maracanãzinho, no Rio de Janeiro, sendo vencedora a equipe KaBuM e-Sports, a primeira equipe brasileira a ter participação no campeonato mundial do jogo, de 4 partidas, conseguiu uma vitória contra a equipe vencedora regional europeia Alliance (que acabou sendo desclassificada).

Já em 2015, a equipe paiN Gaming levou o título da final regional no Allianz Parque com mais de 12.000 pessoas e seguiu para o International Wild Cards,[48] onde conquistou a vaga para o campeonato mundial de 2015 derrotando a Kaos Latin Gamers (KLG) na final por 3 a 0 (md5).[49]

Campeonato mundial[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. "League of Legends Home". Leagoeoflegends.com. Consult. 4 de janeiro de 2015. 
  2. Nguyen, Thierry (1 de setembro de 2009). "Clash of The DOTAs". 1UP.com. Consult. 21 de outubro de 2009. 
  3. "New Player Guide". League of Legends. Riot Games. Consult. 21 de julho de 2014. 
  4. a b Gaudiosi, John (11 de julho de 2012). "Riot Games' League Of Legends Officially Becomes Most Played PC Game In The World". Forbes. Consult. 18 de março de 2013. 
  5. Sheer, Ian (27 de janeiro de 2014). "Player Tally for ‘League of Legends’ Surges". Wsj.com. Consult. 31 de janeiro de 2014. 
  6. "2015 SEASON: 10 Teams, Expansion Tournament & Circuit Points". 
  7. Makuch, Eddie. "32 million people watched League of Legends Season 3 World Championships". Gamespot. CBS Interactive. Consult. 21 de julho de 2014. 
  8. "League of Legends 2014 World Championships". E-Sports Earnings. Consult. 23 de janeiro de 2015. 
  9. "Top 100 Largest Overall Prize Pools". E-Sports Earnings. Consult. 23 de janeiro de 2015. 
  10. a b "New Player Guide". leagueoflegends.com. 
  11. a b "Game Modes". leagueoflegends.com. 
  12. "Champions : League of Legends". Riot Games. Consult. 25 de fevereiro de 2014. 
  13. "Summoner's Rift". leagueoflegends.com. 
  14. "Informações no website oficial". Consult. 07/01/2015. 
  15. "Matchmaking Guide". Riot Games Support. 
  16. "Informações sobre os campeões". Consult. 07/01/2016. 
  17. Mackey, Patrick (May 9, 2013). "The Summoner's Guidebook: How do assassins work in League of Legends?". Engadget. 
  18. "Beginners Guide to League of Legends". 
  19. "Beginners Guide to League of Legends". 
  20. "Beginners Guide to League of Legends". 
  21. "Beginners Guide to League of Legends". 
  22. "Beginners Guide to League of Legends". 
  23. Ryze (18 de novembro de 2011). "Community Grows to 32 Million". Arquivado desde o original em 22 de setembro de 2012. 
  24. Purchese, Robert (28 de janeiro de 2014). "LOL: 27 million people play it every day!". Eurogamer. Gamer Network. Consult. 28 de janeiro de 2014. 
  25. "League of Legends Japan Server Got its First Game Trailer". MMOSite. Consult. 13 de fevereiro de 2015. 
  26. "League of Legends players summit a new peak". Riot Games. 13 de março de 2013. Consult. 18 de março de 2013. 
  27. "League of Legends now #1 Game in Korea". Mmo-champion.com. Consult. 4 de janeiro de 2015. 
  28. Maierbrugger, Arno (Julho de 2013). "Top PC games in Filipino computer cafés". Investvine. Consult. 15 de outubro de 2013. 
  29. "Taipei lights up to celebrate". Taipei lights up to celebrate 1 million LoL players. 
  30. "League of Legends for PC from 1UP". 1UP. Consult. 19 de maio de 2011. 
  31. "League of Legends – Overview – allgame". Consult. 19 de maio de 2011. 
  32. "League of Legends – Review – PC". Eurogamer. Consult. 19 de maio de 2011. 
  33. Hunt, Geoff. "League of Legends Review for the PC". Game Revolution. Consult. 19 de maio de 2011. 
  34. "Game Spy The Consensus League of Legend Review". GameSpy. Consult. 19 de maio de 2011. 
  35. "League of Legends – PC – Review". GameZone. Consult. 19 de maio de 2011. 
  36. a b Jackson, Leah B. (13 de fevereiro de 2014). "League of Legends Review – PC Review at IGN". Consult. 21 de fevereiro de 2014. 
  37. "League of Legends for PC – Game Rankings". GameRankings. Consult. 19 de maio de 2011. 
  38. a b "League of Legends for PC". Metacritic. Consult. 19 de maio de 2011. 
  39. Butts, Steve. "League of Legends Review". IGN. Arquivado desde o original em 6 de novembro de 2009. Consult. 23 de maio de 2010. The strategy elements are sound, and it can be fun to just pick a lane and start chewing through minions as you work your way towards enemy towers and champions. But sometimes it feels like League of Legends throws too much at the player, both in terms of the number of champions and the general confusion of the larger battles. While that's not enough to dampen your enthusiasm of the game, the vague status of the launch and the more-than-occasional hostility of the community just might. 
  40. Minotti, Mike (27 de julho de 2013). "Comparing MOBAs: Dota 2 vs. League of Legends vs. Heroes of Newerth". VentureBeat. Consult. 23 de janeiro de 2014. 
  41. "Page 2: The 15 Best Games Since 2000: Number 15 through 11". USgamer. Gamer Network. 28 de julho de 2015. Arquivado desde o original em 29 de julho de 2015. Consult. 29 de julho de 2015. 
  42. "PC Best Strategy Game Readers' Choice 2009". IGN. 21 de dezembro de 2009. Consult. 28 de maio de 2011. 
  43. "PC Gamers' Choice 2009". Gamespy. 21 de dezembro de 2009. Consult. 28 de maio de 2011. 
  44. "Riot's League of Legends Leads Game Developers Choice Online Award Winners". Gamasutra. 28 de outubro de 2010. Consult. 28 de maio de 2011. 
  45. "GJ10: Online Game Of The Year is...". computerandvideogames.com. 29 de outubro de 2010. Consult. 16 de outubro de 2013. 
  46. "Beta Gamezone". GameZone. 22 de outubro de 2011. Consult. 25 de outubro de 2011. 
  47. "WCG 2010 prize money + distribution revealed - SK Gaming". Sk-gaming.com. Consult. 4 de janeiro de 2015. 
  48. "Pain Gaming vence Circuito Brasileiro de 'League of Legends', o CBLoL". 08/08/2015. Consult. 07/01/2016. 
  49. "'League of Legends': Pain faz 3 a 0 no Chile e se classifica para mundial". 08/09/2015. Consult. 07/01/2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]