Stronger (canção de Britney Spears)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Stronger"
Single de Britney Spears
do álbum Oops!... I Did It Again
Lado B "Walk On By"
Lançamento 13 de Novembro de 2000
Formato(s) CD Single, 12" Single, download digital
Gravação Novembro de 1999–Janeiro de 2000
Cheiron Studios
(Estocolmo, Suíça)[1]
Cheiron Studios (Stockholm, Suécia)
Gênero(s) Teen pop, dance-pop, synthpop
Duração 3:23
Gravadora(s) Jive
Composição Max Martin, Rami
Produção Max Martin, Rami
Certificação(ões)
Cronologia de singles de Britney Spears
"Lucky"
(2000)
"Don't Let Me Be the Last to Know"
(2001)
Lista de faixas de Oops!... I Did It Again
"Oops!... I Did It Again"
(1)
"Don't Go Knockin' on My Door"
(3)
Vídeo musical
"Stronger"

"Stronger" (em português: Mais Forte) é uma canção da cantora Britney Spears, lançada em 13 de novembro de 2000, como terceiro single do álbum de estúdio Oops!... I Did It Again. A canção foi produzida por Rami e pelo amigo de longa data de Britney, Max Martin, e gravada por Spears entre novembro de 1999 e janeiro de 2000, na Suécia. "Stronger" é uma música dance-pop adolescente que contém uma forte e inovadora batida. A poderosa letra da música fala de uma garota que está cansada de ser traída pelo seu namorado e decide viver sem ele.

"Stronger" recebeu críticas positivas dos críticos musicais, os quais consideraram a música inovadora e a melhor faixa dance de Oops!... I Did It Again. Além disso, a música foi comparada à canção "The Last Time" dos Rolling Stones, a "The One" dos Backstreet Boys e a "Bye Bye Bye" do 'N Sync. "Stronger" obteve sucesso comercial no mundo todo, chegando ao top 5 na Áustria, Alemanha e Suécia, e ao top 10 na Finlândia, Irlanda, Suíça e Reino Unido. A canção chegou a 11ª posição na parada americanda da Billboard Billboard Hot 100, tendo posteriormente recebido o certificado de disco de ouro pela Associação da Indústria Fonográfica Americana (Recording Industry Association of America) por ter vendido mais de 500,000 unidades do single.

O videoclipe da música foi dirigido por Joseph Kahn, que o considerou um ruptura dos clipes anteriores de Spears. A idéia do clipe foi inteiramente criada pela própria Britney, que queria fazer uma coreografia com uma cadeira, dirigir um carro e terminar com um namorado nesse video.

"Stronger" já fez parte de duas turnês mundiais de Britney, Oops!... I Did It Again World Tour, de 2000, e Dream Within a Dream Tour, de 2002, além de ter sido cantada em diversos programas de TV. Anos mais tarde, "Stronger" foi regravada por Kevin McHale para a série de TV Glee, no episódio dedicado a Britney, intitulado "Britney/Brittany". Nas temporadas de 2000 e 2001, da Rede Globo, a música fez parte da trilha sonora, fato que fez com que a música fosse a mais tocada no país por quatro semanas consecutivas.

Composição[editar | editar código-fonte]

Em 1999, Spears começou a trabalhar em seu segundo álbum de estúdio, Oops!...I Did It Again (2000), na Suécia e na Suíça.[2][3] Depois de se reunir com Max Martin e Rami Yacoub na Suécia, a cantora começou a gravar diversas canções para o álbum,[2] incluindo "Stronger", que foi escrita e produzida por Martin e Rami. Depois de voltar aos EUA, a cantora revelou em uma entrevista ao programa da MTV americana MTV News, "Acabei de voltar da Suécia, e gravei metade do material (para Oops!...I Did It Again) lá. Eu fiquei muito, muito feliz com o material, mas nós tivemos um tempo muito limitado para fazermos tanta coisa. Então tenho ficado no estúdio o tempo todo, mas isso é legal."[2] Spears gravou os vocais da canção de novembro de 1999 e janeiro de 2000 nos estúdios Cheiron Studios em Estocolmo, Suécia. "Stronger" foi lançada em 13 de novembro de 2000 como o terceiro single do álbum.[4]

"Stronger" é uma canção dance-pop adolescente que contém uma forte e inovadora batida,[5] com duração de três minutos e vinte e três segundos.[6] De acordo com a partitura digital publicada no site Musicnotes.com, a canção foi composta na clave de B maior e com um tempo de 108 batidas por minuto, com o alcance vocal de Britney indo de D♯3 a C♯5.[7] Os Críticos de música viram a canção como uma declaração de independência de Britney, o que é percebido em estrofes poderosas como "I'm not your property" ("Não sou sua propriedade") e "I don't need nobody" ("Não preciso de ninguém"), embora não tenham sido escritas pela cantora.[8] Especula-se que a canção seja dirigida à gravadora da cantora e ao gerenciamento que dão à sua carreira.[9] David Browne, da revista americana Entertainment Weekly, comparou "Stronger" a "The Last Time" dos Rolling Stones.[8]

Desempenho nas tabelas musicais[editar | editar código-fonte]

"Stronger" obteve sucesso comercial no mundo todo, chegando a 4ª posição na Áustria e na Suécia,[10] a 6ª posição na Irlanda e na Suíça, e a 8ª posição na Finlândia, além de entrar no top 20 en diversos países europeus. Na semana de 16 de dezembro de 2000, "Stronger" estreou na 7ª colocação na parada britânica The Official Charts Company, caindo para a 11ª na semana subsequente.[11]

Na Austrália, a canção chegou a 13ª posição, e mais tarde recebeu certificado de disco de platina pela Associação Fonográfica Australiana (Australian Recording Industry Association) (ARIA), por terem sido vendidas mais de 70,000 unidades do single. Na França, "Stronger" alcançou a 20ª colocação, sendo esta a posição mais baixa alcançada pelo single em todo o mundo. Porém, recebeu certificado de disco de prata pelo Sindicato Nacional Fonográfico (Syndicat National de l'Édition Phonographique) (SNEP), por terem sido vendidas mais de 125,000 unidades do single.[12]

Na Alemanha, a canção chegou a 4ª posição na parada Media Control Charts, tendo recebido certificado de disco de ouro pela Associação de Música (Bundesverband Musikindustrie) (BVMI) por terem sido vendidas mais de 150,000 mil unidades do single. Nos Estados Unidos, "Stronger" conseguiu chegar a 11ª posição na parada Billboard Hot 100 e a 17ª posição na parada Top 40 Mainstream Chart. Também recebeu certificado de disco de ouro pela Associação Fonográfica Americana (Recording Industry Association of America) (RIAA), por terem sido vendidas mais de 500,000 unidades do single.[13] "Stronger" também chegou a 2ª posição na parada de vendas de maxi singles de música dance da Billboard Hot Dance Singles Sales, e a 37ª posição na parada rítmica Rhythmic Top 40. O país em que a canção obteve sua melhor posição foi no Brasil, figurando como a música mais tocada do país durante quatro semanas consecutivas.

Recepção[editar | editar código-fonte]

"Stronger" recebeu críticas positivas dos críticos musicais. Stephanie McGrath, do site canadense Jam!, considerou a canção "a melhor faixa dance" de Oops!...I Did It Again e comentou que "ela é tão boa quanto "Bye, Bye, Bye" do *Nsync ou "The One" dos Backstreet Boys.[14] Tracy E. Hopkins, da livraia americana Barnes and Noble, ao avaliar o álbum disse, "Spears brilha no irônico primeiro single, na triunfante "Stronger", e na excitante declaração de "dá o fora!" "Don't Go Knockin' on My Door".[15]

David Veitch, do jornal canadense Calgary Sun, considerou "Stronger" "mais uma faixa alegre e boom-bástica", e disse que ela é "notável por sua corneta sintetizada, seu fabuloso ritmo e inúmeros efeitos aplicados à voz de Britney. Por quê ela está ofegante no final da ponte é difícil de dizer."[9] Uma crítica da revista britânica New Music Express (NME) comparou "Stronger" a canções gravadas pelo grupo ABBA, dizendo que, "há o synthpop desalinhado de 'Stronger' com a enorme mudança no refrão ao estilo ABBA que soa mais assustadora e robótica do que os Backstreet Boys."

[16] Andy Battaglia, da revista online americana Salon, disse que "Stronger" "é capaz de destruir toda a indústria de auto-ajuda só com sua melodia."[17]

Videoclipe[editar | editar código-fonte]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

Jospeh Kahn foi o diretor d vídeo, e mais tarde trabalharia novamente com Britney nos vídeos de "Toxic" e "Womanizer".

O videoclipe da música foi dirigido Joseph Kahn,que revelou que a ideia do clipe foi criada pela própria Spears, que disse, "Eu queria dançar numa cadeira e dirigir um carro e terminar com meu namorado. [...] Esses são seus três conceitos."[18] Kahn revelou que a primeira coisa que lhe veio a cabeça foi o clipe da música "The Pleasure Principle" da Janet Jackson, no qual a cantora dança com uma cadeira,[18] e ele acabou criando, de acordo com Jocelyn Vena da MTV americana, "um mundo semi-futurístico no qual Spears entra numa boate, termina com seu namorado traidor e triunfantemente caminha na chuva, sabendo que sua vida está bem melhor sem ele."[18] Kahn também achou o clipe bastante sofisticado, dizendo que ele é "definitivamente uma ruptura com os clipes com cores de doce que ela fazia anteriormente, então eu sempre pensei que esta era a transição entre Britney, a estrela pop adolescente, e a diva que ela se tornou."[18] Uma edição diferente do clipe pode ser encontrado no DVD do primeiro álbum de compilação de Britney, Greatest Hits: My Prerogative.[19]

Kahn revelou que Spears referenciou as danças dos videoclipes de "Miss You Much" e de "The Pleasure Principle", da cantora Janet Jackson, em que ela dança numa cadeira, dizendo que sua ideia foi referenciada pela sequência icônica em que Janet Jackson dança numa cadeira no vídeo de "The Pleasure Principle".[18] Em uma revisão do vídeo, Kahn contou: "Britney Spears nos dá a sua melhor impressão de Janet Jackson ("Miss You Much") com uma dança vertiginosa na cadeira".[20] Britney também referenciou e se inspirou em Janet Jackson em outros vídeos, como os vídeos de "Don't Let Me Be the Last to Know", "Overprotected (Darkchild Remix)", "Circus" e "Womanizer".[21]


Sinopse[editar | editar código-fonte]

No final do vídeo, Britney caminha numa ponte semelhante à Ponte Golden Gate.

O clipe começa com uma legenda onde lê-se "Britney Spears – Stronger", em meio a sons de uma tempestade. O video corta então para um close up de britney olhando seu namorado, que está sorrindo com outra mulher abraçando-o. Ela percebe que estará melhor sem ele e vai embora, depois de dizer, "Whatever" ("Que seja"). Há uma imagem da torre onde eles estavam, em num mundo aparentemente semi-futurístico. No começo do primeiro refrão, Britney começa a dançar com uma cadeira Emeco 1006 na frente de um fundo preto.[18] A segunda metade do clipe mostra Britney dirigindo embora da festa em um clássico Ford Mustang em meio a uma tempestade; porém, não muito depois, o carro começa a girar e para na beira de uma ponte. Depois de se recuperar do choque, ela segue caminhando pela chuva. Há também cenas dela dançando com uma bengala, que é a cadeira transformada. O video termina com Britney atravessando a ponte caminhando.[18]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Nuzhat Naoreen, da MTV americana, elogiou o clipe, dizendo, "poucos artistas são capazes de fazer toda uma coreografia em cima e em volta de uma cadeira tão bem quanto Britney fez em "Stronger".[22] O videoclipe recebeu uma indicação no MTV Video Music Awards de 2001 na categoria Melhor Clipe Pop.[23]

Apresentações ao vivo e versões covers[editar | editar código-fonte]

Spears cantou a música ao vivo pela primeira vez na turnê Oops!... I Did It Again World Tour, de 2000. O show começava com um video introdutório ,"The Britney Spears Experience" (A Experiência Britney Spears), no qual três imagens de Spears davam boas-vindas aos espectadores do show.[24] Depois, uma esfera gigante de metal descia no palco e levantava novamente revelando Spears de pé atrás dela, vestindo jeans brilhantes e top laranja.[25]

Spears começava com uma apresentação dançante da música.[26] "Stronger" foi cantada pela última vez na turnê Dream Within a Dream Tour, de 2002. Após uma apresentação dançante de "Boys", Spears cantava a música, na qual ela vestia um robe coberto de tinta e, em alguns shows, um chapéu-coco.[27] Spears também cantou a música em diversas aparições televisivas, incluindo a premiação americana de música American Music Awards de 2001,[28] e em um especial da MTV americana chamado "Total Britney Live".[29]

Um especial do canal de TV FOX, chamado "Britney In Hawaii", foi ao ar em 8 de junho de 2000, e incluía uma apresentação exclusiva da canção.[30] Uma apresentação de "Stronger", ao vivo da Alemanha, foi trasmitida na premiação Radio Music Awards 2000, uma vez que Spears estava em turnê na data da premiação.[31]

Kevin McHale (imagem) fez um cover da canção em um episódio da série americana Glee.

"Stronger" foi regravada por Kevin McHale para a série de TV Glee, no episódio dedicado a Britney, intitulado "Britney/Brittany". No episódio, o personagem de McHale, Artie, tem uma alucinação com a música "Stronger" na qual ele também é um membro do time de futebol americano, durante uma visita ao dentista.[32] Raymund Flandez, do jornal americano The Wall Street Journal, gostou da regravação, tendo admirado a troca de ter cantores masculinos cantando uma poderosa música feminista,[33] enquanto que Tim Stack, da revista americana Entertainment Weekly, considerou "Stronger" sua música favorita do episódio, bem como a melhor incorporação da música de Britney, uma vez que a canção fez parte do enredo de Artie.[34]

Faixas e formatos[editar | editar código-fonte]

CD Single da Europa e da Austrália[35]
N.º Título Duração
1. "Stronger" (Versão do álbum) 3:23
2. "Stronger" (Versão do álbum - Instrumental) 3:23
3. "Walk on By" (B-side de Stronger) 3:34
4. "Stronger" (Miguel 'Migs' Vocal Edit) 3:41
5. "Stronger" (Videoclipe) 3:35
Duração total:
17:38

Créditos[editar | editar código-fonte]

  • Britney Spears – vocais principais, vocais de fundo
  • Max Martin – produção, composição, mixagem de áudio, teclados, programação, vocais de fundo
  • Rami Yacoub – produção, composição, teclados
  • Nana Hedin – vocais de fundo
  • John Amatiello – engenharia
  • Tom Coyne – masterização de áudio


Charts semanais[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Cópia arquivada». Consultado em 26 de fevereiro de 2011. Arquivado do original em 14 de fevereiro de 2008 
  2. a b c Basham, David (19 de Novembro de 1999). «Britney Spears Works On Next LP In Switzerland, Sweden». MTV. MTV Networks. Consultado em 19 de julho de 2009 
  3. Newman, Melinda (18 de dezembro de 1999). Backstage At Awards. Billboard. [S.l.]: Prometheus Global Media. Consultado em 19 de janeiro de 2011 
  4. «Britney Spears – Stronger Austriancharts.at». Ö3 Austria Top 40. Hung Medien. 8 de abril de 2004. Consultado em 19 de julho de 2009 
  5. Mitchell, Claudia; Reid-Walsh, Jacqueline (2000). «Girl Culture: Studying girl culture : a readers' guide». Consultado em 18 de Agosto de 2011 
  6. «Stronger - Britney Spears - AllMusic». Allmusic. Rovi Corporation. Consultado em 19 de Agosto de 2011 
  7. «Britney Spears Stronger – Digital Sheet Music». Music Notes. Universal Music Publishing Group. Consultado em 6 de fevereiro de 2010 
  8. a b Browne, David (19 de Maio de 2000). «Music Review - Oops!... I Did It Again (2001)». Entertainment Weekly. Time Warner. Consultado em 10 de janeiro de 2011 
  9. a b Veitch, David (13 de Maio de 2000). «Britney hits us one more time». Calgary Sun. Mike Power. Consultado em 19 de dezembro de 2010. Arquivado do original em 19 de julho de 2012 
  10. «Britney Spears – Stronger - Peaks Around the World». Hung Medien. 16 de Dezembro de 2000. Consultado em 19 de Julho de 2009 
  11. «Britney Spears - Archive Chart». UK Singles Chart. The Official Charts Company. 16 de Dezembro de 2000. Consultado em 19 de Julho de 2009 
  12. a b «Certifications Singles Argent - année 2001». Syndicat National de l'Édition Phonographique. Consultado em 14 de Novembro de 2010. Arquivado do original em 28 de julho de 2012 
  13. a b «EUA Certifications of "Stronger" by Britney Spears». Recording Industry Association of America. Consultado em 25 de Junho de 2009 
  14. McGrath, Stephanie (2000). «Album Review: Oops!...I Did It Again». Jam!. Canadian Online Explorer. Consultado em 19 de Dezembro de 2010 
  15. Hopkins, Tracy. «Oops!...I Did It Again, Britney Spears, Music CD». Barnes and Noble. Consultado em 12 de Fevereiro de 2011 
  16. «Oops!...I Did It Again - NME Review». New Musical Express. 29 de Maio de 2000. Consultado em 19 de Dezembro de 2010 
  17. Battaglia, Andy (19 de Junho de 2000). «"Oops!... I Did It Again" Review». Salon. Salon Media Group. Consultado em 20 de Agosto de 2011. Arquivado do original em 26 de abril de 2009 
  18. a b c d e f g Vena, Jocelyn (18 de Outubro de 2009). «How Britney Spears' 'Stronger' Video Made Her A Diva». MTV Networks. MTV. Consultado em 19 de Outubro de 2009 
  19. Vineyard, Jennifer (27 de Outubro de 2004). «Britney DVD Has Alternate Takes Of Her Videos, Plus More Skin». MTV. MTV Networks. Consultado em 21 de Dezembro de 2010 
  20. «Flashback Friday: Britney Spears "Stronger" Music Video». The Round Table Online. 18 de fevereiro de 2011. Consultado em 13 de julho de 2013. Arquivado do original em 26 de fevereiro de 2014 
  21. «Britney Spears' 10 Best Music Videos: Readers' Poll Results». Billboard. 19 de fevereiro de 2011. Consultado em 13 de julho de 2013 
  22. Naoreen, Nuzhat (26 de Janeiro de 2011). «To Prepare For 'Hold It Against Me,' Check Out Britney Spears' Best Video Dance Moves». MTV. MTV Networks. Consultado em 20 de Agosto de 2011 
  23. D'Angelo, Joe (15 de Agosto de 2001). «Britney Spears To Debut New Single At Video Music Awards». MTV. MTV Networks. Consultado em 20 de Agosto de 2011 
  24. Miller, Andrew (20 de julho de 2000). «Britney Spears/Mikaila». The Pitch. Village Voice Media. Consultado em 20 de janeiro de 2010. Cópia arquivada em 4 de dezembro de 2012 
  25. Pareles, Jon (29 de junho de 2000). «POP REVIEW; The Oops Girl With the Big Smile and the Little Voice». The New York Times. The New York Times Company. Consultado em 20 de janeiro de 2010 
  26. Farber, Jim (29 de Junho de 2000). «SEXY BRITNEY STILL A MYSTERY». Daily News. Mortimer Zuckerman. Consultado em 20 de Janeiro de 2010 
  27. Reid, Shaheem; Moss, Corey (2 de Novembro de 2001). «Britney Goes Bald, Plays Tiny Dancer, Gets Caught In The Rain At Tour Kickoff». MTV. MTV Networks. Consultado em 6 de Janeiro de 2010 
  28. «The 28th Annual American Music Awards». (em English). 8 de janeiro de 2001. ABC Entertainment. Consultado em 20 de Agosto de 2011  Em falta ou vazio |series= (ajuda)
  29. Steve Paley (2001). «Total Britney Live». (em English). MTV Networks. Consultado em 20 de Agosto de 2011  Em falta ou vazio |series= (ajuda)
  30. Rosen, Craig (29 de Abril de 2000). «Britney Spears In Hawaii To Tape Tv Special». Yahoo! Music. Consultado em 10 de janeiro de 2009 
  31. Ron de Moraes, Margo Romero (4 de Novembro de 2000). «The 2000 Radio Music Awards». (em English). ABC Entertainment. Consultado em 20 de agosto de 2011  Em falta ou vazio |series= (ajuda)
  32. Hensel, Amanda (28 de Setembro de 2010). «'Glee' 'Britney/Brittany' Recap -- Season 2, Episode 2». AOL Music. Consultado em 28 de Setembro de 2010 
  33. Flandez, Raymund (28 de Setembro de 2010). «'Glee,' Season 2, Episode 2, 'Britney/Brittany': TV Recap». The Wall Street Journal. Dow Jones & Company. Consultado em 29 de Setembro de 2010 
  34. Stack, Tim (29 de Setembro de 2010). «'Glee' recap: Britney, Baby, One More Time». Entertainment Weekly. Time Inc. Consultado em 29 de Setembro de 2010 
  35. (CD single liner notes). "Stronger". Britney Spears. Jive Records. 20009251392. 
  36. http://www.amazon.com/Stronger-Britney-Spears/dp/B000056098
  37. http://www.discogs.com/Britney-Spears-Stronger-The-Remixes/release/174388
  38. http://www.discogs.com/Britney-Spears-Stronger/release/1038242
  39. «European Top 20» (PDF). Music & Media. Consultado em 27 de novembro de 2011 
  40. «Romania Top 100». Rt100.ro. 2001. Consultado em 15 de janeiro de 2001 
  41. «ARIA Annual Chart». Australian Recording Industry Association. 2001. Consultado em 9 de janeiro de 2011 
  42. «2001 – Top of the Year». Rt100.ro. 2001. Consultado em 15 de janeiro de 2011 
  43. «ARIA Charts - Acreeditations Singles of 2000». Australian Recording Industry Association. 2000. Consultado em 25 de Junho de 2009 

Ver também[editar | editar código-fonte]