Discografia de Britney Spears

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Discografia de Britney Spears
Spears em uma performance de "Boys" durante o segundo ato da turnê The Circus Starring Britney Spears, em 2009.
Álbuns de estúdio 9
Álbuns de compilação 5
Extended plays (EP) 1
Singles 47
Álbuns de remixes 2

A discografia de Britney Spears, cantora e compositora americana, consiste em nove álbuns de estúdio, dois de remixes, cinco compilações, um extended play e quarenta e sete singles (incluindo cinco como artista convidada).[1][2] Interpreta fundamentalmente pop, apesar de misturá-lo a diversos estilos musicais diferentes, como dance, R&B e hip hop.[3] Em 1997, Spears assinou um contrato com a gravadora Jive[4] e lançou seu álbum de estreia, ...Baby One More Time, em janeiro de 1999. O trabalho estreou na primeira posição na Billboard 200[5][6] e foi certificado quatorze vezes platina pela RIAA,[7] tornando-se o quinto disco mais vendido por uma artista e o 31º mais comercializado na história da música americana.[8] "...Baby One More Time", "Sometimes", "(You Drive Me) Crazy", "Born to Make You Happy" e "From the Bottom of My Broken Heart" foram os focos de promoção do projeto, sendo que o primeiro alcançou o topo da Billboard Hot 100[5] e do UK Singles Chart.[9] No Reino Unido, a canção é a quarta mais vendida por uma vocalista e a 31ª no geral,[10] sendo escolhida em 2012 como uma das dez favoritas da nação entre as que alcançaram a primeira colocação.[11] Em âmbito global, o álbum vendeu cerca de 30 milhões de unidades, estando entre os que mais venderam em todos os tempos.[12][13][14][15]

Dezesseis meses após o lançamento de ...Baby One More Time, Oops!... I Did It Again foi editado como o segundo disco de originais da intérprete. Nos Estados Unidos, a obra vendeu mais de 1.3 milhão de cópias na primeira semana, convertendo-se no disco de uma cantora mais comercializado na semana de estreia[16][17] e foi certificado diamante pela RIAA.[7] "Oops!... I Did It Again", "Lucky", "Stronger" e "Don't Let Me Be the Last to Know" serviram como divulgação ao projeto, que acabou por vender cerca de 25 milhões de exemplares e também entrou para a lista de álbuns mais vendidos do mundo.[14][18] Em novembro de 2001, a artista lançou o seu disco homônimo, debutando novamente no topo da Billboard 200.[19] A primeira faixa de promoção, "I'm a Slave 4 U", é notável por ser uma mudança de estilo musical dos trabalhos anteriores.[20] Em 2 de dezembro de 2001, antes de fazer 20 anos, a vocalista entrou para o Guinness Book como a artista mais jovem que mais vendeu álbuns no mundo, com aproximadamente 37 milhões de unidades.[21][22] O seu quarto projeto de estúdio, In the Zone, foi introduzido em novembro de 2003 e fez de Spears a primeira cantora a ter os quatro primeiros álbuns estreando na primeira posição nos Estados Unidos.[16][23] "Me Against the Music", "Toxic", "Everytime" e "Outrageous" foram as músicas escolhidas para promover o disco, sendo que a segunda conquistou o seu primeiro Grammy.[24] Seguiram-se a sua primeira compilação e o seu primeiro projeto de remixes em 2004 e 2005, respectivamente.

Blackout foi editado como quinto álbum de estúdio da intérprete em outubro de 2007.[25] Foi recebido positivamente pelos críticos, que elogiaram seu som inovador e moderno.[26][27][28] "Gimme More", "Piece of Me" e "Break the Ice" foram as gravações de trabalho. Com o lançamento do seu sexto disco de originais, Circus, a vocalista tornou-se a primeira na era Nielsen SoundScan, 1991 até o presente, a ter quatro álbuns debutando com 500 mil ou mais cópias vendidas nos Estados Unidos.[29][30][31] Entre os singles "Womanizer", "Circus", "If U Seek Amy" e "Radar", destacaram-se o primeiro que liderou a parada americana[32][33][34] e o segundo que faz parte da lista de singles com mais downloads pagos no mundo, com mais de 5.5 milhões de exemplares comercializados.[35][36] No final de 2009, "3" estreou no topo da Billboard Hot 100[37] e precedeu o seu segundo projeto de compilação. Em março de 2011, Femme Fatale, o seu sétimo trabalho de estúdio, transformou a cantora na única com menos de 30 anos a ter seis discos número um nos Estados Unidos.[38][39][40] A primeira canção de divulgação, "Hold It Against Me", fez da artista apenas a segunda nos 52 anos de história da Billboard Hot 100 a ter mais de uma música debutando na primeira colocação.[41][42][43] "Till the World Ends", "I Wanna Go" e "Criminal" serviram como os últimos focos de promoção do álbum. Ainda neste ano, a intérprete colaborou com Rihanna no remix da canção "S&M", que chegou à liderança da tabela musical dos Estados Unidos,[44][45] e em 2012 com will.i.am em "Scream & Shout", que é uma das músicas com mais vendas digitais do globo, com cerca de 8.1 milhões de unidades faturadas.[46][47] No ano posterior, Britney Jean foi introduzido como oitavo disco de originais da vocalista. "Work Bitch" e "Perfume" foram as faixas escolhidas para divulgar a obra com pior desempenho comercial da cantora.[15]

Spears vendeu mais de 100 milhões de álbuns e singles, fazendo dela uma recordista de vendas no mundo.[48] Ela é a nona cantora e a 49ª artista que mais vendeu discos nos Estados Unidos com 34.5 milhões de unidades certificadas pela RIAA,[49] sendo a vocalista, quinta no geral, que mais vendeu na década de 2000 no país.[50] Vendeu 2.9 milhões de singles físicos[51] e 36.900.000 canções digitais nos Estados Unidos,[52] posicionando-se entre os dez intérpretes mais bem sucedidos.[53][54] No Reino Unido, Spears vendeu mais de 4.9 milhões de álbuns e 8.100.000 singles, estando entre as dez cantoras com melhor desempenho.[55][56] Na lista da Billboard de artistas da década de 2000, ficou na oitava posição,[57] e na lista de artistas da década de 2000 na Billboard 200, ficou na segunda posição.[58]

Álbuns de estúdio[editar | editar código-fonte]

Detalhes Melhores posições atingidas[59][60] Vendas Certificações
ALE
[61]
AUS
[62]
CAN
[63][64]
EUA
[63][65]
FRA
[66]
IRL
[67]
JAP
[68]
NOR
[69]
PB
[70]
RU
[9]
SUE
[71]
SUI
[72]
...Baby One More Time 1 2 1 1 4 6 9 5 3 2 10 1
Oops!... I Did It Again
  • Lançamento: 16 de maio de 2000
  • Gravadora: Jive
  • Formatos: CD, cassete, download digital, vinil
1 2 1 1 1 3 4 1 1 2 1 1
Britney
  • Lançamento: 5 de novembro de 2001
  • Gravadora: Jive
  • Formatos: CD, cassete, download digital, vinil
1 4 1 1 2 3 4 5 11 4 6 1
In the Zone
  • Lançamento: 16 de novembro de 2003
  • Gravadora: Jive
  • Formatos: CD, cassete, download digital
2 10 2 1 1 4 3 11 9 13 8 6
Blackout
  • Lançamento: 26 de outubro de 2007
  • Gravadora: Jive
  • Formatos: CD, cassete, download digital
10 3 1 2 2 1 4 12 14 2 11 4
Circus
  • Lançamento: 28 de novembro de 2008
  • Gravadora: Jive
  • Formatos: CD, cassete, download digital
9 3 1 1 3 2 5 21 10 4 19 1
Femme Fatale
  • Lançamento: 25 de março de 2011
  • Gravadora: Jive
  • Formatos: CD, download digital
10 1 1 1 4 4 8 3 7 8 5 2
Britney Jean 20 12 7 4 22 15 17 16 36 34 28 9
Glory 3 4 4 3 6 1 19 10 8 2 12 4

Álbuns de remixes[editar | editar código-fonte]

Detalhes Melhores posições atingidas[59][60] Vendas
CAN
[63][64]
EUA
[63][65]
FRA
[66]
JAP
[68]
RU
[9]
B in the Mix: The Remixes 134 25
B in the Mix: The Remixes Vol. 2 53 47 57 171
"—" indica uma obra que não entrou na tabela musical correspondente.

Álbuns de compilação[editar | editar código-fonte]

Detalhes Melhores posições atingidas[59][60] Vendas Certificações
ALE
[61]
AUS
[62]
CAN
[63][64]
EUA
[63][65]
FRA
[66]
IRL
[67]
JAP
[68]
NOR
[69]
PB
[70]
RU
[9]
SUE
[71]
SUI
[72]
Greatest Hits: My Prerogative 4 4 3 4 85 1 1 4 7 2 14 6
The Singles Collection 80 23 19 22 30 8 36 77 38 51
Oops! I Did It Again: The Best of Britney Spears
Playlist: The Very Best of Britney Spears 111
The Essential Britney Spears
"—" indica uma obra que não entrou na tabela musical correspondente.

Extended plays (EP)[editar | editar código-fonte]

Detalhes
Chaotic

Singles[editar | editar código-fonte]

Como artista principal[editar | editar código-fonte]

Ano Canção Melhores posições atingidas[59][60] Certificações Álbum
ALE
[61]
AUS
[62]
CAN
[63][136]
EUA
[63][137]
FRA
[66]
IRL
[67]
NOR
[69]
NZ
[138]
PB
[70]
RU
[9]
SUE
[71]
SUI
[72]
1998 "...Baby One More Time" 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 1 ...Baby One More Time
1999 "Sometimes" 6 2 7 21 13 5 13 1 1 3 4 7
"(You Drive Me) Crazy" 4 12 3 10 2 3 2 5 2 5 2 4
"Born to Make You Happy" 3 9 1 3 6 1 2 3
"From the Bottom of My Broken Heart" 37 25 14 23
  • EUA: Platina[7]
2000 "Oops!... I Did It Again" 2 1 1 9 4 2 1 1 1 1 1 1 Oops!... I Did It Again
"Lucky" 1 3 2 23 16 2 5 4 4 5 1 1
"Stronger" 4 13 9 11 20 6 11 15 12 7 4 6
2001 "Don't Let Me Be the Last to Know" 12 34 27 12 20 21 12 12 9
"I'm a Slave 4 U" 3 7 8 27 8 6 3 13 9 4 7 7 Britney
"Overprotected" 16 22 86 15 9 9 12 4 2
2002 "I'm Not a Girl, Not Yet a Woman" 10 7 [n 4] 25 3 40 9 2 4 16
"I Love Rock 'n Roll" 7 13 33 8 18 13 15 15
"Anticipating" 38
"Boys (The Co-Ed Remix)"
(com Pharrell Williams)
19 14 21 [n 5] 55 10 39 13 7 11 20 Austin Powers in Goldmember
2003 "Me Against the Music"
(com Madonna)
1 2 35 11 1 2 13 5 2 5 4 In the Zone
2004 "Toxic" 4 1 1 9 3 1 1 2 6 1 2 4
"Everytime" 4 1 2 15 2 1 3 4 1 3 6
"Outrageous" 79
"I've Just Begun (Having My Fun)" Greatest Hits: My Prerogative
"My Prerogative" 3 7 [n 6] 18 1 1 17 10 3 6 4
2005 "Do Somethin'" 18 8 100 70 4 12 13 6 10 11
"Someday (I Will Understand)" 22 18 36 10 8 Chaotic
"And Then We Kiss" B in the Mix: The Remixes
2007 "Gimme More" 7 3 1 3 5 2 3 15 35 3 2 4 Blackout
"Piece of Me" 7 2 5 18 1 4 41 2 9 19
2008 "Break the Ice" 25 23 9 43 7 24 61 15 11 63
"Womanizer" 4 5 1 1 1 2 1 9 8 3 1 2 Circus
"Circus" 11 6 2 3 12 15 4 41 13 6 19
2009 "If U Seek Amy" 36 11 13 19 11 17 63 20 13 61
"Radar" 46 65 88 32 32 46 8
"3" 18 6 1 1 7 10 12 57 7 2 8 The Singles Collection
2011 "Hold It Against Me" 23 4 1 1 31 5 2 1 20 6 9 7 Femme Fatale
"Till the World Ends" 27 8 4 3 8 7 2 10 29 21 4 7
"I Wanna Go" 32 31 5 7 5 41 18 22 30 27
"Criminal" 16 55 13 36 33
2013 "Ooh La La" 86 37 54 73 72 The Smurfs 2
"Work Bitch" 36 22 5 12 6 13 28 45 7 30 25 Britney Jean
"Perfume" 78 70 76 34 36 100 74
2015 "Pretty Girls"
(com Iggy Azalea)
88 27 16 29 25 60 16 Obra sem álbum
2016 "Make Me..."
(com G-Eazy)
71 39 20 17 11 51 42 58 Glory
"Slumber Party"
(com Tinashe)
51 86 121
"—" indica uma obra que não entrou na tabela musical correspondente.

Como artista participante[editar | editar código-fonte]

Ano Canção Melhores posições atingidas[59][60] Certificações Álbum
ALE
[186]
AUS
[62]
CAN
[187]
EUA
[188]
FRA
[66]
IRL
[67]
NOR
[69]
NZ
[138]
PB
[70]
RU
[9]
SUE
[71]
SUI
[72]
2001 "What's Going On?"
(com Artists Against AIDS Worldwide)[189]
35 38 27 55 8 18 26 6 19 16 What's Going On?
2011 "S&M (Remix)"
(com Rihanna)
1 1 2 Obra sem álbum
2012 "Scream & Shout"
(com will.i.am)
1 2 1 3 1 1 1 1 1 1 2 1 #willpower
2015 "Tom's Diner"
(com Giorgio Moroder)
146 Déjà Vu
2016 "Hands"
(com Artists for Orlando)[194]
Obra sem álbum
"—" indica uma obra que não entrou na tabela musical correspondente.

Outras canções[editar | editar código-fonte]

Ano Canção Melhores posições atingidas[59][60] Certificações Álbum
ALE
[61]
AUT
[195]
BEL (VA)
[196]
CAN
[63][136]
DIN
[197]
EUA
[63][137]
FRA
[66]
PB
[70]
RU
[9]
RUS
[198]
SUE
[71]
SUI
[72]
2007 "Everybody" 81 88 Blackout
2008 "My Only Wish (This Year)" 33 49 14 57 144 41 48 Platinum Christmas
"Kill the Lights" [n 7] Circus
"Out from Under" [n 8] 48 32
"Shattered Glass" 75 70 192
2011 "Up n' Down" [n 9] Femme Fatale
2013 "SMS (Bangerz)"
(com Miley Cyrus)
[n 10] 157 Bangerz
"Alien" [n 11] 147 Britney Jean
"It Should Be Easy"
(com will.i.am)
19 88 121 71
"—" indica uma obra que não entrou na tabela musical correspondente.

Outras aparições[editar | editar código-fonte]

Ano Canção Álbum
1999 "Soda Pop"[200] Pokémon: The First Movie
2001 "...Baby One More Time"[201][202] Hot 90
2002 "I Love Rock 'n Roll (karaoke sing-along version)"[203] Music from the Major Motion Picture Crossroads
"Overprotected (Js16 Remix)"[203]
2003 "Like a Virgin / Hollywood Medley" (com Madonna, Christina Aguilera & Missy Elliott)[204] Remixed & Revisited
2004 "(I Got That) Boom Boom" (com Ying Yang Twins)[205] White Chicks
2005 "Toxic (Armand Van Helden Radio Edit)"[206] Superstars: #1 Hits Remixed
2006 "Crazy" (com Kevin Federline)[207] Playing with Fire
2007 "Gimme More"[208] Duas Caras Internacional
2008 "Piece of Me (Tiësto Club Remix)"[209] Elektrobeats
"...Baby One More Time"[210] Filth and Wisdom
2011 "I've Just Begun (Having My Fun)"[211] Bridesmaids: Original Motion Picture Soundtrack
2012 "...Baby One More Time"[212] Now That's What I Call A Number 1

Notas

  1. Em 13 de janeiro de 2019, ...Baby One More Time havia vendido 10.600.000 cópias nos Estados Unidos de acordo com a Nielsen SoundScan,[52] com 1.600.000 exemplares adicionais comercializados nos BMG Music Clubs.[73] A Nielsen SoundScan não conta álbuns vendidos em clubes como o BMG Music Service, que eram significativamente populares nos anos 1990.[74]
  2. Em 13 de janeiro de 2019, Oops!... I Did It Again havia vendido 9.200.000 unidades nos Estados Unidos de acordo com a Nielsen SoundScan,[52] com 1.210.000 cópias adicionais comercializadas nos BMG Music Clubs.[73]
  3. Em 13 de janeiro de 2019, Britney havia vendido 4.400.000 exemplares nos Estados Unidos de acordo com a Nielsen SoundScan,[52] com 588.000 unidades adicionais comercializadas nos BMG Music Clubs.[73]
  4. Embora não tenha entrado na lista principal, a Billboard Hot 100, "I'm Not a Girl, Not Yet a Woman" atingiu o número dois na Bubbling Under Hot 100 Singles, extensão da tabela supracitada.[157][158]
  5. Embora não tenha entrado na lista principal, a Billboard Hot 100, "Boys" atingiu o número vinte e dois na Bubbling Under Hot 100 Singles, extensão da tabela supracitada.[157][158]
  6. Embora não tenha entrado na lista principal, a Billboard Hot 100, "My Prerogative" atingiu o número um na Bubbling Under Hot 100 Singles, extensão da tabela supracitada.[157][158]
  7. Embora não tenha entrado na lista principal, a Billboard Hot 100, "Kill the Lights" atingiu o número onze na Bubbling Under Hot 100 Singles, extensão da tabela supracitada.[157][158]
  8. Embora não tenha entrado na lista principal, a Billboard Hot 100, "Out from Under" atingiu o número dezenove na Bubbling Under Hot 100 Singles, extensão da tabela supracitada.[157][158]
  9. Embora não tenha entrado na lista principal, a Billboard Hot 100, "Up n' Down" atingiu o número dez na Bubbling Under Hot 100 Singles, extensão da tabela supracitada.[157][158]
  10. Embora não tenha entrado na lista principal, a Billboard Hot 100, "SMS (Bangerz)" atingiu o número dez na Bubbling Under Hot 100 Singles, extensão da tabela supracitada.[157][158]
  11. Embora não tenha entrado na lista principal, a Billboard Hot 100, "Alien" atingiu o número oito na Bubbling Under Hot 100 Singles, extensão da tabela supracitada.[157][158]

Referências

  1. Ganz, Caryn. «Britney Spears». Rolling Stone (em inglês). Consultado em 4 de julho de 2020. Arquivado do original em 22 de julho de 2013 
  2. «Britney Spears: The Singles Collection (Deluxe) [Box set]». Amazon.com (em inglês). Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
  3. «Britney Spears Biography». AOL (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2014. Arquivado do original em 24 de dezembro de 2008 
  4. Macias, Amanda (2 de fevereiro de 2016). «Here's the moment record-label executives knew 15-year-old Britney Spears would be a superstar». Business Insider (em inglês). Consultado em 11 de março de 2016. Cópia arquivada em 9 de março de 2016 
  5. a b «Spears No. 1 On Billboard 200, Hot 100». Billboard (em inglês). Consultado em 16 de abril de 2011 
  6. «Week of January 30, 1999». Billboard (em inglês). 30 de janeiro de 1999. Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
  7. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u «Gold & Platinum». RIAA (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2020 
  8. «Top 100 Albums». RIAA (em inglês). Consultado em 4 de julho de 2020 
  9. a b c d e f g Desempenho no Reino Unido, exceto B in the Mix: The Remixes Vol. 2, "What's Going On?", "Shattered Glass" e "SMS (Bangerz)": «Britney Spears». The Official Charts Company (em inglês). Consultado em 12 de julho de 2018 
  10. Lane, Dan (24 de julho de 2014). «Clean Bandit's Rather Be hits 1 million UK sales!». The Official Charts Company (em inglês). Consultado em 23 de fevereiro de 2015 
  11. Lane, Dan (16 de julho de 2012). «Queen's Bohemian Rhapsody voted the Nation's Favourite Number 1 Single». The Official Charts Company (em inglês). Consultado em 23 de fevereiro de 2015 
  12. a b «With dreams in her heart». The Daily Telegraph (em inglês). 28 de abril de 2001. Consultado em 20 de janeiro de 2013. Cópia arquivada em 20 de janeiro de 2013 
  13. a b dsussman (11 de fevereiro de 2010). «The Top 10 Worst Albums That Went Platinum». Spike (em inglês). Consultado em 20 de janeiro de 2013. Arquivado do original em 16 de julho de 2011 
  14. a b c d Kitchener, Shaun (26 de fevereiro de 2013). «Top 10 popstars with Disney roots: From Justin Timberlake to Selena Gomez». Yahoo! Celebrity (em inglês). Yahoo! UK & Ireland. Consultado em 27 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 7 de março de 2013 
  15. a b c d «'Britney Jean' is Britney Spears' lowest-selling album». Toronto Sun (em inglês). 12 de dezembro de 2013. Consultado em 4 de junho de 2020. Cópia arquivada em 27 de janeiro de 2014 
  16. a b «Britney Spears' Biography». Fox News Channel (em inglês). 13 de janeiro de 2015. Consultado em 4 de julho de 2020. Cópia arquivada em 9 de julho de 2019 
  17. «Britney Leads Pack Of Strong Debuts». Billboard (em inglês). Consultado em 16 de abril de 2011 
  18. a b Place, Clarissa (19 de abril de 2012). «Ten Things About... Britney Spears». Digital Spy (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2020. Cópia arquivada em 20 de janeiro de 2013 
  19. «Teen Queen Britney Knocks King Of Pop From No. 1». Billboard (em inglês). 15 de novembro de 2001. Consultado em 29 de junho de 2014 
  20. Lamb, Bill (10 de fevereiro de 2019). «Top 20 Britney Spears Songs». Liveabout.com (em inglês). Consultado em 4 de julho de 2020. Cópia arquivada em 30 de junho de 2020 
  21. «Oasis, Coldplay & Take That enter Guinness World Records 2010 Book». Guinness World Records (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2014. Arquivado do original em 11 de julho de 2011 
  22. «Britney Spears». Famous Artists (em inglês). Salibata.com. Consultado em 29 de junho de 2014. Arquivado do original em 13 de agosto de 2010 
  23. «Britney In Her 'Zone' Atop Billboard 200». Billboard (em inglês). 26 de novembro de 2003. Consultado em 29 de junho de 2014 
  24. «Britney Spears». Grammy Award (em inglês). Consultado em 12 de julho de 2018. Cópia arquivada em 12 de julho de 2018 
  25. «Britney vende quase um "disco de platina" em um dia». Folha de S.Paulo. Folha Online. 1 de novembro de 2007. Consultado em 29 de junho de 2014 
  26. «Críticos americanos elogiam novo CD de Britney». Folha de S.Paulo. Folha Online. 31 de outubro de 2007. Consultado em 29 de junho de 2014 
  27. «Blackout - Britney Spears». Metacritic (em inglês). Consultado em 1 de novembro de 2012 
  28. Keishin Armstrong, Jennifer (25 de outubro de 2017). «Britney Spears' 'Blackout' Turns 10: How Her Worst Year Gave Us Her Best Album». Billboard (em inglês). Consultado em 12 de julho de 2018. Cópia arquivada em 2 de novembro de 2017 
  29. Hasty, Katie (10 de dezembro de 2008). «Britney's 'Circus' Debuts Atop Album Chart». Billboard (em inglês). Consultado em 4 de julho de 2020 
  30. «Britney's 'Circus' Debuts Atop Album Chart». Tabspedia.com (em inglês). Consultado em 4 de julho de 2020. Arquivado do original em 3 de junho de 2012 
  31. «Britney Spears volta ao topo das paradas com álbum 'Circus'». Reuters. Estadão.com.br. 10 de dezembro de 2008. Consultado em 4 de julho de 2020. Arquivado do original em 11 de novembro de 2014 
  32. Pietroluongo, Silvio (15 de outubro de 2008). «Spears Scores Record-Setting Hot 100 Jump». Billboard (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2014 
  33. Cohen, Jonathan (16 de outubro de 2008). «Britney Fends Off Red-Hot T.I. Atop Hot 100». Billboard (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2014 
  34. «"Womanizer" bate recorde». Rolling Stone. UOL. 16 de outubro de 2008. Consultado em 29 de junho de 2014 
  35. Veloso, Bruna (21 de janeiro de 2010). «Venda digital de músicas cresceu 12% em 2009». Rolling Stone. UOL. Consultado em 27 de fevereiro de 2015. Cópia arquivada em 29 de maio de 2012 
  36. «IFPI Digital Music Report 2010» (PDF). IFPI (em inglês). p. 10. Consultado em 4 de julho de 2020. Arquivado do original (PDF) em 2 de julho de 2018 
  37. Pietroluongo, Silvio (14 de outubro de 2009). «'3' To 1: Britney Beats Odds To Debut Atop Hot 100». Billboard (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2014 
  38. a b Caulfield, Keith (6 de abril de 2011). «Britney Spears Snares Sixth No. 1 on Billboard 200 with 'Femme Fatale'». Billboard (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2014 
  39. a b Yun, Elizabeth (6 de abril de 2011). «She Did It Again: Britney Spears' 'Femme Fatale' Debuts at No. 1». Pop Eater (em inglês). Consultado em 4 de julho de 2020. Arquivado do original em 11 de novembro de 2014 
  40. Grein, Paul (5 de abril de 2011). «Week Ending April 3, 2011. Albums: A Female First». Chart Watch (em inglês). Yahoo!. Consultado em 25 de novembro de 2014. Arquivado do original em 4 de outubro de 2012 
  41. Trust, Gary (19 de janeiro de 2011). «Britney Spears' 'Hold It Against Me' Debuts Atop Hot 100». Billboard (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2014 
  42. Trust, Gary (11 de fevereiro de 2011). «Ask Billboard: Britney Spears' '3' Decades of No. 1s». Billboard (em inglês). Consultado em 4 de julho de 2020. Arquivado do original em 28 de junho de 2014 
  43. «Britney's Record-Breaking Song "Hold It Against Me" Debuts In The Number One Position in U.S. And 19 Other Countries». Jive Label Group (em inglês). 19 de janeiro de 2011. Consultado em 29 de junho de 2014. Arquivado do original em 16 de agosto de 2011 
  44. Trust, Gary (20 de abril de 2011). «Rihanna's 'S&M' Reigns on Hot 100, Lady Gaga's 'Judas' Debuts». Billboard (em inglês). Consultado em 29 de junho de 2014 
  45. «Week of April 30, 2011». Billboard (em inglês). 30 de abril de 2011. Consultado em 25 de novembro de 2014 
  46. «IFPI Digital Music Report 2014» (PDF). IFPI (em inglês). p. 15. Consultado em 4 de julho de 2020. Cópia arquivada (PDF) em 6 de novembro de 2014 
  47. «Digital Music Report 2013/2014». IFPI (em inglês). ABPD. Consultado em 4 de julho de 2020. Arquivado do original em 8 de abril de 2014 
  48. Vendas totais:
  49. «Top Artists (Albums)». RIAA (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2020 
  50. Grein, Paul (28 de maio de 2009). «Chart Watch Extra: The Top 20 Album Sellers Of The 2000s». Chart Watch (em inglês). Yahoo!. Consultado em 25 de novembro de 2014. Arquivado do original em 29 de maio de 2012 
  51. Trust, Gary (14 de janeiro de 2011). «Ask Billboard: Britney Spears' Career Sales». Billboard (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 24 de maio de 2013 
  52. a b c d e f g h i j k l m n o p Trust, Gary (13 de janeiro de 2019). «Ask Billboard: Britney Spears' Career Album & Song Sales, on the 20th Anniversary of '...Baby One More Time'». Billboard (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 15 de janeiro de 2019 
  53. «The Nielsen Company & Billboard's 2011 Music Industry Report» (em inglês). Business Wire. 5 de janeiro de 2012. Consultado em 29 de maio de 2012. Cópia arquivada em 29 de maio de 2012 
  54. Pride, Ann (8 de janeiro de 2012). «You Da One! Rihanna named best-selling digital download artist of ALL TIME» (em inglês). Daily Mail. Consultado em 29 de maio de 2012. Cópia arquivada em 29 de maio de 2012 
  55. Myers, Justin (7 de outubro de 2013). «Disney's Official Top 10 Biggest Selling Pop Princesses revealed!». The Official Charts Company (em inglês). Consultado em 23 de fevereiro de 2015 
  56. Lane, Dan (27 de outubro de 2012). «The Official Top 10 biggest selling female singles artists of all time revealed!». The Official Charts Company (em inglês). Consultado em 23 de fevereiro de 2015. Arquivado do original em 8 de outubro de 2014 
  57. «Artists of the Decade». Billboard (em inglês). 11 de dezembro de 2009. Consultado em 4 de junho de 2020. Cópia arquivada em 31 de janeiro de 2013 
  58. «Billboard 200 Artists». Billboard (em inglês). Consultado em 20 de outubro de 2010 
  59. a b c d e f «Britney Spears». Mariah-charts.com (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2014 
  60. a b c d e f «Britney Spears». Acharts.co (em inglês). Consultado em 22 de dezembro de 2015 
  61. a b c d «Suchen nach "Britney Spears"». Offiziellecharts.de (em alemão). Consultado em 4 de junho de 2020 
  62. a b c d «Britney Spears in Australian Charts». Hung Medien (em inglês). Australian-charts.com. Consultado em 1 de julho de 2014 
  63. a b c d e f g h i j «Britney Spears». Allmusic (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 25 de abril de 2016 
  64. a b c «Britney Spears - Chart History - Canadian Albums». Billboard (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2020 
  65. a b c «Britney Spears - Chart History - Billboard 200». Billboard (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2020 
  66. a b c d e f «Britney Spears dans les Charts Français». Hung Medien (em francês). Lescharts.com. Consultado em 1 de julho de 2014 
  67. a b c d Desempenho na Irlanda, exceto "...Baby One More Time (canção)", "Sometimes", "(You Drive Me) Crazy" e "What's Going On?": «Discography Britney Spears». Hung Medien (em inglês). Irish-charts.com. Consultado em 1 de julho de 2014 
  68. a b c «ブリトニー・スピアーズのランキング». Oricon (em japonês). Consultado em 4 de junho de 2020 
  69. a b c d «Britney Spears in Norwegian Charts». Hung Medien (em inglês). Norwegiancharts.com. Consultado em 8 de agosto de 2014 
  70. a b c d e «Britney Spears in Dutch Charts». Hung Medien (em neerlandês). Dutchcharts.nl. Consultado em 1 de julho de 2014 
  71. a b c d e «Britney Spears in Swedish Charts». Hung Medien (em inglês). Swedishcharts.com. Consultado em 1 de julho de 2014 
  72. a b c d e «Britney Spears». Hung Medien (em alemão). Hitparade.ch. Consultado em 20 de outubro de 2014 
  73. a b c David, Barry (18 de fevereiro de 2003). «Shania, Backstreet, Britney, Eminem and Janet Top All-Time Sellers» (em inglês). Music Industry News Network. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 1 de junho de 2012 
  74. Caulfield, Keith (25 de janeiro de 2008). «ONE MORE FOR 'ONE MORE TIME'?». Billboard (em inglês). Consultado em 16 de fevereiro de 2016. Arquivado do original em 22 de outubro de 2013 
  75. a b c d e Myers, Justin (20 de julho de 2016). «Britney Spears: her biggest selling singles and albums revealed». The Official Charts Company (em inglês). Consultado em 26 de julho de 2016. Cópia arquivada em 26 de julho de 2016 
  76. a b c d e f g h i j k l m n «GOLD-/PLATIN-Datenbank». Bundesverband Musikindustrie (em alemão). Consultado em 4 de junho de 2020 
  77. «Discos de Oro y Platino» (em espanhol). CAPIF. Consultado em 16 de novembro de 2012. Arquivado do original em 20 de fevereiro de 2008 
  78. «ARIA Charts - Accreditations - 2000 Albums». ARIA (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2014 
  79. a b c d e «Certificados». Pro-Música Brasil. Consultado em 22 de setembro de 2017. Cópia arquivada em 22 de setembro de 2017 
  80. a b c d e f g h i j k l m n «Gold/Platinum». Music Canada (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2020 
  81. «IFPI Platinum Europe Awards - 2000». IFPI (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2014. Arquivado do original em 27 de novembro de 2013 
  82. a b c d e f g h i j k l m n o p «Les certifications». SNEP (em francês). Consultado em 4 de junho de 2020. Cópia arquivada em 3 de julho de 2014 
  83. a b c d e f g h i j k «Certificaciones» (em espanhol). AMPROFON. Consultado em 12 de julho de 2018. Arquivado do original em 24 de fevereiro de 2015 
  84. a b Henrique Amoroso; Gordon Masson (7 de julho de 2001). «Zomba Opens New Operation in Lisbon». Estados Unidos: Nielsen Business Media. Billboard (em inglês). 113 (27): 6. ISSN 0006-2510. Consultado em 19 de outubro de 2014 
  85. a b c d e f g h i j k l m n o p q r s t u v w x y z aa ab ac «Certified Awards Search». BPI (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2020 
  86. a b Bell, Mike (1 de dezembro de 2004). «Oops! Can she do it again?». Canoe.ca (em inglês). Consultado em 27 de janeiro de 2014. Arquivado do original em 27 de janeiro de 2014 
  87. a b c d e «Discos de Oro y Platino» (em espanhol). CAPIF. Consultado em 16 de novembro de 2012. Arquivado do original em 18 de julho de 2011 
  88. «ARIA Charts - Accreditations - 2001 Albums». ARIA (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2014 
  89. «IFPI Platinum Europe Awards». IFPI (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2014. Arquivado do original em 27 de novembro de 2013 
  90. «Certifications Albums Double Or - année 2000». SNEP (em francês). Consultado em 3 de julho de 2014. Arquivado do original em 5 de julho de 2012 
  91. «Britney Spears - Britney» (em inglês). Live Nation. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 29 de maio de 2012 
  92. «Britney» (em inglês). Starpulse.com. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 15 de março de 2013 
  93. Ramirez, Elva. «Star Bursts». The Wall Street Journal (em inglês). Consultado em 16 de fevereiro de 2016. Cópia arquivada em 22 de outubro de 2013 
  94. «ARIA Charts - Accreditations - 2002 Albums». ARIA (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2014 
  95. «IFPI Platinum Europe Awards - 2002». IFPI (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2014. Arquivado do original em 19 de outubro de 2013 
  96. «Britney Spears - In the Zone» (em inglês). Live Nation. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 29 de maio de 2012 
  97. «In The Zone» (em inglês). Starpulse.com. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 15 de março de 2013 
  98. «ARIA Charts - Accreditations - 2004 Albums». ARIA (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2014 
  99. «April 2004 - Platinum Europe Awards». IFPI (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2014. Arquivado do original em 10 de outubro de 2013 
  100. «洋楽[アルバム]». RIAJ (em japonês). Consultado em 3 de março de 2016. Arquivado do original em 11 de outubro de 2011 
  101. «Главная / Золотой и платиновый альбом в России / International 2003» (em russo). 2M. Consultado em 16 de novembro de 2012. Arquivado do original em 24 de janeiro de 2009 
  102. Petridis, Alexis (27 de novembro de 2008). «Britney Spears: Circus» (em inglês). The Guardian. Consultado em 4 de junho de 2020. Cópia arquivada em 4 de junho de 2020 
  103. «Blackout» (em inglês). Starpulse.com. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 15 de março de 2013 
  104. «ARIA Charts - Accreditations - 2008 Albums». ARIA (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2014 
  105. «2007 Certification Awards - Platinum». IRMA (em inglês). Consultado em 21 de março de 2011 
  106. «洋楽[アルバム]». RIAJ (em japonês). Consultado em 3 de março de 2016. Arquivado do original em 23 de junho de 2011 
  107. «Главная / Золотой и платиновый альбом в России / International 2007» (em russo). 2M. Consultado em 16 de novembro de 2012. Arquivado do original em 24 de janeiro de 2009 
  108. «Britney Spears vendió un millón de copias de "Blackout"» (em espanhol). Voz de América. 30 de maio de 2012. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 31 de maio de 2012 
  109. «ブリトニー完全ベスト!» (em japonês). HMV Store Japan. 25 de novembro de 2009. Consultado em 4 de junho de 2020. Cópia arquivada em 20 de junho de 2019 
  110. «ARIA Charts - Accreditations - 2009 Albums». ARIA (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2014 
  111. «IFPI Middle East Awards - 2009». IFPI (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2014. Arquivado do original em 10 de outubro de 2013 
  112. «2008 Certification Awards - Platinum». IRMA (em inglês). Consultado em 21 de março de 2011 
  113. «洋楽[アルバム]». RIAJ (em japonês). Consultado em 3 de março de 2016. Arquivado do original em 23 de junho de 2011 
  114. «Главная / Золотой и платиновый альбом в России / International 2008» (em russo). 2M. Consultado em 16 de novembro de 2012. Arquivado do original em 17 de dezembro de 2008 
  115. «Adele domina lista dos discos mais vendidos de 2011». Megazine. O Globo. 30 de dezembro de 2011. Consultado em 1 de julho de 2014. Cópia arquivada em 29 de maio de 2012 
  116. «Femme Fatale». PureMédias (em francês). Chartsinfrance.net. Consultado em 1 de julho de 2014 
  117. «ARIA Charts - Accreditations - 2011 Albums». ARIA (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2014 
  118. «2011 Certification Awards - Gold». IRMA (em inglês). Consultado em 12 de maio de 2012 
  119. «TOP50 Альбомов 2011» (em russo). Lenta.ru. 7 páginas. Consultado em 26 de setembro de 2013. Arquivado do original (PDF) em 28 de agosto de 2012 
  120. «Neues Album erscheint am 29. November». Sony Music Entertainment (em alemão). Sonymusic.de. 20 de setembro de 2013. Consultado em 1 de julho de 2014. Arquivado do original em 29 de outubro de 2013 
  121. «Maroon 5 remains at world's no.1 for a second week in a row!» (em inglês). World Music Awards. 20 de setembro de 2014. Consultado em 28 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 30 de setembro de 2014 
  122. «Glory (Deluxe Version)». iTunes (em inglês). iTunes Store. Consultado em 9 de agosto de 2016. Cópia arquivada em 9 de agosto de 2016 
  123. «Arashi's 'Are You Happy' is the Worlds best-selling Album!» (em inglês). World Music Awards. 15 de novembro de 2016. Consultado em 10 de dezembro de 2016. Cópia arquivada em 10 de dezembro de 2016 
  124. a b «Highlights». Sony Music Entertainment (em inglês). Britney.com. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 24 de março de 2013 
  125. «B In The Mix, The Remixes Vol 2». Sony Music Entertainment (em alemão). Sonymusic.de. Consultado em 2 de julho de 2014. Arquivado do original em 16 de junho de 2013 
  126. «B In the Mix - The Remixes, Vol. 2». iTunes (em inglês). iTunes Store. Consultado em 2 de julho de 2014 
  127. «World Sales Data» (em inglês). World Wide Albums. Consultado em 29 de maio de 2012. Cópia arquivada em 29 de maio de 2012 
  128. «ARIA Charts - Accreditations - 2005 Albums». ARIA (em inglês). Consultado em 2 de julho de 2014 
  129. «November 2004 - Platinum Europe Awards». IFPI (em inglês). Consultado em 2 de julho de 2014. Arquivado do original em 10 de outubro de 2013 
  130. «Gold Disc Award > Gold Disc Award Criteria» (em chinês). IFPI Hong Kong Group. Consultado em 5 de junho de 2013. Arquivado do original em 26 de julho de 2011 
  131. «洋楽[アルバム]». RIAJ (em japonês). Consultado em 3 de março de 2016. Arquivado do original em 10 de agosto de 2011 
  132. «Главная / Золотой и платиновый альбом в России / International 2004» (em russo). 2M. Consultado em 16 de novembro de 2012. Arquivado do original em 24 de janeiro de 2009 
  133. «BRITNEY SPEARS CAREER HIGHLIGHTS» (PDF). Jive Records (em inglês). Sonymusic.com. 2011. 4 páginas. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original (PDF) em 17 de setembro de 2012 
  134. «ARIA Charts - Accreditations - 2018 Albums». ARIA (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2020 
  135. «The Essential Britney Spears». Amazon.com (em inglês). Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
  136. a b «Britney Spears - Chart History - Canadian Hot 100». Billboard (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2020 
  137. a b «Britney Spears - Chart History - Hot 100». Billboard (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2020 
  138. a b «Britney Spears in New Zealand Charts». Hung Medien (em inglês). Charts.nz. Consultado em 4 de junho de 2020 
  139. a b c «ARIA Charts - Accreditations - 1999 Singles». ARIA (em inglês). Consultado em 12 de março de 2011 
  140. a b c d e f «Søk artist i trofélister» (em norueguês). IFPI Noruega. Consultado em 5 de junho de 2013. Arquivado do original em 8 de novembro de 2012 
  141. «NZ Top 40 Singles Chart». Recorded Music NZ (em inglês). 18 de abril de 1999. Consultado em 23 de julho de 2014 
  142. a b c «ÅR 1999» (PDF) (em sueco). GLF. 8 páginas. Consultado em 5 de junho de 2013. Arquivado do original (PDF) em 21 de maio de 2012 
  143. a b c d «Edelmetall». Hung Medien (em alemão). Hitparade.ch. Consultado em 2 de julho de 2014 
  144. «NZ Top 40 Singles Chart». Recorded Music NZ (em inglês). 18 de julho de 1999. Consultado em 23 de julho de 2014 
  145. «NZ Top 40 Singles Chart». Recorded Music NZ (em inglês). 28 de novembro de 1999. Consultado em 23 de julho de 2014 
  146. a b c d «ÅR 2000» (PDF) (em sueco). GLF. 13 páginas. Consultado em 5 de junho de 2013. Arquivado do original (PDF) em 29 de fevereiro de 2012 
  147. a b c «ARIA Charts - Accreditations - 2000 Singles». ARIA (em inglês). Consultado em 12 de março de 2011 
  148. «Certificeringer» (em dinamarquês). IFPI. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 4 de junho de 2020 
  149. «NZ Top 40 Singles Chart». Recorded Music NZ (em inglês). 13 de agosto de 2000. Consultado em 26 de abril de 2015 
  150. «NZ Top 40 Singles Chart». Recorded Music NZ (em inglês). 29 de outubro de 2000. Consultado em 26 de abril de 2015 
  151. «Single Top-20 (Arkiv fra 2001-2006)». Hitlisten (em dinamarquês). Consultado em 3 de julho de 2014. Arquivado do original em 24 de novembro de 2010 
  152. «Guld og Platin 2001». IFPI (em dinamarquês). Musik.org. Consultado em 19 de abril de 2014. Arquivado do original em 5 de outubro de 2002 
  153. «ARIA Charts - Accreditations - 2001 Singles». ARIA (em inglês). Consultado em 12 de março de 2011 
  154. «Les Certifications». SNEP (em francês). Consultado em 16 de fevereiro de 2016. Cópia arquivada em 24 de fevereiro de 2015 
  155. a b «ÅR 2002» (PDF) (em sueco). GLF. 10 páginas. Consultado em 5 de junho de 2013. Arquivado do original (PDF) em 3 de novembro de 2012 
  156. «ARIA Top 100 Singles - Week Commencing 25th March 2002» (PDF). ARIA (em inglês). Pandora.nla.gov.au. Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
  157. a b c d e f g h «Britney Spears - Chart History - Bubbling Under Hot 100». Billboard (em inglês). Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 22 de junho de 2014 
  158. a b c d e f g h «Search results». Billboard (em inglês). Billboard.biz. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 23 de setembro de 2014 
  159. a b c «ARIA Charts - Accreditations - 2002 Singles». ARIA (em inglês). Consultado em 12 de março de 2011 
  160. «ARIA Charts - Accreditations - 2003 Singles». ARIA (em inglês). Consultado em 12 de março de 2011 
  161. a b c «ARIA Charts - Accreditations - 2004 Singles». ARIA (em inglês). Consultado em 12 de março de 2011 
  162. «Certificeringer» (em dinamarquês). IFPI. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 4 de junho de 2020 
  163. «NZ Top 40 Singles Chart». Recorded Music NZ (em inglês). 19 de abril de 2004. Consultado em 23 de julho de 2014 
  164. a b «ÅR 2004» (PDF) (em sueco). GLF. 8 páginas. Consultado em 5 de junho de 2013. Arquivado do original (PDF) em 29 de fevereiro de 2012 
  165. «ARIA Charts - Accreditations - 2005 Singles». ARIA (em inglês). Consultado em 12 de março de 2011 
  166. «ARIA Charts - Accreditations - 2007 Singles». ARIA (em inglês). Consultado em 12 de março de 2011 
  167. a b c d «Guld og platin i august» (em dinamarquês). IFPI. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 13 de abril de 2013 
  168. «ARIA Charts - Accreditations - 2008 Singles». ARIA (em inglês). Consultado em 12 de março de 2011 
  169. «Guld og platin i april» (em dinamarquês). IFPI. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 20 de março de 2012 
  170. «NZ Top 40 Singles Chart». Recorded Music NZ (em inglês). 24 de março de 2008. Consultado em 23 de julho de 2014 
  171. a b c d e f «Latest Gold / Platinum Singles» (em inglês). RadioScope. 17 de julho de 2011. Consultado em 29 de novembro de 2011. Arquivado do original em 24 de julho de 2011 
  172. a b «Guld Platina 2009» (PDF) (em sueco). GLF. 7 páginas. Consultado em 5 de junho de 2013. Arquivado do original (PDF) em 4 de novembro de 2012 
  173. a b c «ARIA Charts - Accreditations - 2009 Singles». ARIA (em inglês). Consultado em 12 de março de 2011 
  174. «NZ Top 40 Singles Chart». Recorded Music NZ (em inglês). 12 de janeiro de 2009. Consultado em 23 de julho de 2014 
  175. «NZ Top 40 Singles Chart». Recorded Music NZ (em inglês). 23 de março de 2009. Consultado em 23 de julho de 2014 
  176. «ARIA Charts - Accreditations - 2010 Singles». ARIA (em inglês). Consultado em 12 de março de 2011 
  177. a b c «ARIA Charts - Accreditations - 2011 Singles». ARIA (em inglês). Consultado em 12 de março de 2011 
  178. «Hold It Against Me». Sverigetopplistan (em sueco). 17 de janeiro de 2012. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 4 de abril de 2015 
  179. «Certificeringer» (em dinamarquês). IFPI. Consultado em 12 de julho de 2018. Arquivado do original em 16 de junho de 2012 
  180. «NZ Top 40 Singles Chart». Recorded Music NZ (em inglês). 16 de maio de 2011. Consultado em 23 de julho de 2014 
  181. «Till the World Ends». Sverigetopplistan (em sueco). 17 de janeiro de 2012. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 4 de abril de 2015 
  182. «I Wanna Go». Sverigetopplistan (em sueco). 17 de janeiro de 2012. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 4 de abril de 2015 
  183. a b «ARIA Charts - Accreditations - 2013 Singles». ARIA (em inglês). Consultado em 1 de julho de 2013 
  184. «Certificeringer» (em dinamarquês). IFPI. Consultado em 12 de julho de 2018. Arquivado do original em 8 de março de 2014 
  185. «Work B**ch!». Sverigetopplistan (em sueco). 3 de outubro de 2014. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 4 de abril de 2015 
  186. Desempenho de singles, como artista participante, na Alemanha:
  187. Desempenho de singles, como artista participante, no Canadá:
  188. Desempenho de singles, como artista participante, nos Estados Unidos:
  189. «All Star Tribute - What's Going On». Hung Medien (em alemão). Hitparade.ch. Consultado em 3 de julho de 2014 
  190. «S&M Remix». Sverigetopplistan (em sueco). 12 de novembro de 2012. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 4 de abril de 2015 
  191. «Certificeringer» (em dinamarquês). IFPI. Consultado em 12 de julho de 2018. Arquivado do original em 21 de setembro de 2013 
  192. «NZ Top 40 Singles Chart». Recorded Music NZ (em inglês). 4 de fevereiro de 2013. Consultado em 23 de julho de 2014 
  193. «Scream & Shout». Sverigetopplistan (em sueco). 1 de janeiro de 2014. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 4 de abril de 2015 
  194. Wilker, Deborah (6 de julho de 2016). «Britney Spears, Pink, Selena Gomez Join 'Hands' for Orlando: How the All-Star Song Came to Life». Billboard (em inglês). Consultado em 11 de outubro de 2016. Cópia arquivada em 11 de outubro de 2016 
  195. «Britney Spears in der österreichischen Hitparade». Hung Medien (em alemão). Austriancharts.at. Consultado em 4 de junho de 2020 
  196. «Britney Spears feat. will.i.am - It Should Be Easy». Hung Medien (em neerlandês). Ultratop.be. Consultado em 4 de julho de 2014 
  197. «Britney Spears in Danish Charts». Hung Medien (em inglês). Danishcharts.dk. Consultado em 4 de junho de 2020 
  198. «Исполнитель - Britney Spears». Top Hit (em russo). Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 14 de fevereiro de 2016 
  199. «Certificeringer» (em dinamarquês). IFPI. Consultado em 4 de junho de 2020. Arquivado do original em 4 de junho de 2020 
  200. «Pokemon: The First Movie [Soundtrack]». Amazon.com (em inglês). Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
  201. «Hot 90». Sebo do Messias. Consultado em 12 de julho de 2014 
  202. «Hot 90: Internacional». Last.fm. Consultado em 12 de julho de 2014 
  203. a b «Crossroads». Amazon.com (em inglês). Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
  204. Erlewine, Stephen Thomas. «Remixed & Revisited». Allmusic (em inglês). Consultado em 12 de julho de 2014 
  205. «As Branquelas (2004)». IMDb (em inglês). Consultado em 12 de julho de 2014 
  206. «Superstars #1 Hits Remixed». Amazon.com (em inglês). Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
  207. Erlewine, Stephen Thomas. «Playing with Fire». Allmusic (em inglês). Consultado em 12 de julho de 2014 
  208. «Trilha Sonora». Memória Globo. Grupo Globo. Consultado em 4 de junho de 2020. Cópia arquivada em 4 de junho de 2020 
  209. «CD Vários - Elektrobeats». Submarino.com. Consultado em 12 de julho de 2018. Arquivado do original em 13 de julho de 2014 
  210. «Madonna: cantora, atriz e agora também diretora de cinema». Reuters. Estadão.com. 31 de dezembro de 2008. Consultado em 12 de julho de 2014 
  211. «Bridesmaids: Original Motion Picture Soundtrack [Soundtrack]». Amazon.com (em inglês). Consultado em 27 de fevereiro de 2015 
  212. Lane, Dan (6 de julho de 2012). «Now That's What I Call A Number 1 tracklisting revealed!». The Official Charts Company (em inglês). Consultado em 23 de fevereiro de 2015 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]