Ópera de Arame

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ponte de Acesso.
Auditório da Ópera de Arame.
Ala externa da Ópera de Arame, com vista para o lago e a cascata artificial.

A Ópera de Arame é um teatro brasileiro, localizado na cidade de Curitiba, capital do estado do Paraná. É todo construído com tubos de aço e estruturas metálicas e coberto com placas transparentes de policarbonato, lembrando a fragilidade de uma construção em arame. De forma circular, a edificação é parcialmente circundada por um lago artificial, de maneira que o acesso ao auditório é feito por uma passarela sobre as águas. O projeto é do arquiteto Domingos Bongestabs[1] , professor do departamento de Arquitetura e Urbanismo da UFPR e mesmo autor do projeto da Unilivre. As estruturas metálicas tubulares, totalizando 360 toneladas de aço, e os 2.400 bancos de tela de arame, foram fornecidas pela Brafer Construções Metálicas, empresa de Araucária, na Região Metropolitana de Curitiba.

Foi montada em apenas 75 dias e inaugurada em 18 de março de 1992. Passou por uma reforma para manutenção e melhorias na segurança, concluída em meados de 2006.

O auditório tem capacidade física para 2,1 mil espectadores, mas, após a reforma de 2006, pretende-se limitar a entrada para um máximo de mil pessoas, visando a preservação da estrutura.

Nas proximidades da ópera está a Pedreira Paulo Leminski, aberta em 1990. Juntos, formam o Parque das Pedreiras.

Eventos[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ópera de Arame — História Teatros de Curitiba. Página visitada em 29 de junho de 2008.

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ópera de Arame