Museu do Expedicionário

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Museu do Expedicionário
Tipo Museus de História do Brasil
Inauguração 20 de novembro de 1946
Diretor Valderez Archegas Ferreira
Website Secretaria de Estado da Cultura
Geografia
Localidade Curitiba  Paraná  Brasil

O Museu do Expedicionário é um museu brasileiro localizado em Curitiba, o qual tem por objetivo apresentar a história da participação brasileira na Segunda Guerra Mundial.

Histórico[editar | editar código-fonte]

Logo após o fim da Segunda Guerra Mundial, os expedicionários paranaenses iniciaram uma campanha para arrecadar fundos para a construção de um sede própria. Inicialmente constituíram um órgão associativo denominado Legião Paranaense do Expedicionário, em 20 de novembro de 1946. E através da promoção de festas, rifas e doações, construíram a Casa do Expedicionário, cuja inauguração ocorreu em 15 de novembro de 1951, com projeto do engenheiro Euro Brandão.

Essa sede era destinada a serviços assistenciais médica, odontológica, assessoria jurídica para os ex-combatentes e seus familiares. Mas também como local para eventos sociais, culturais, educacionais e recreativos. Na Casa do Expedicionário havia ainda um hotel de trânsito, com quartos individuais, para alojar os ex-combatentes do interior do Estado que vinham à capital, bem como, uma sala destinada ao Museu do Expedicionário, então denominado Max Wolf Filho.

Com o passar do tempo e a consequente redução de sua destinação assistencial, o museu foi ampliado e em 29 de julho de 1980 foi firmado um convênio entre a Legião Paranaense do Expedicionário e a Secretaria de Estado da Cultura do Paraná, passando o Estado a responder pela administração, conservação e segurança do museu.

O museu[editar | editar código-fonte]

O Museu do Expedicionário constitui-se hoje em um dos mais completos museus temáticos brasileiros sobre a segunda guerra mundial; possuindo em seu acervo uma ampla quantidade de documentos, fotografias, mapas e ilustrações. Nele estão expostos variados tipos de materiais bélicos; tais como: uniformes, equipamentos individuais e coletivos, armas, munições, e outros objetos que foram utilizados pela Força Expedicionária Brasileira (FEB), Força Aérea Brasileira (FAB) e pela Marinha de Guerra do Brasil. Além de peças e documentos de outras nações envolvidas no conflito.
Em seu ambiente externo constam:

Uma lápide, homenageando os pracinhas paranaenses mortos em combate;
Um carro de combate, representando a FEB;
Um avião caça, representando a FAB;
Uma âncora e um torpedo, representando a Marinha;
E um obus capturado do exército alemão, representando as conquistas em combate.

Estrutura física[editar | editar código-fonte]

O edifício conta com dois pavimentos contendo:

Biblioteca[editar | editar código-fonte]

O museu conta ainda com uma biblioteca com grande quantidade de livros, documentos, jornais e revistas, para consulta e pesquisa sobre a segunda guerra. Em especial destaque, a participação brasileira no conflito.

O Caça Thunderbolt[editar | editar código-fonte]

Museu do Expedicionario 3 Curitiba Brasil.jpg
Museu do Expedicionario 4 Curitiba Brasil.jpg

Em Curitiba, a Praça do Expedicionário é popularmente conhecida como a Praça do Avião. O avião de caça, um P-47 Thunderbolt, é uma rara relíquia preservada que foi originalmente empregada pelo 1° Grupo de Caça na Itália. A aeronave encontra-se no local graças à iniciativa e empenho do ex-combatente da FAB, o Sargento Eronides João da Cruz, que através do apoio do Brigadeiro Délio Jardim de Matos, conseguiu ali instalá-lo, em 23 de outubro de 1969 (Dia do Aviador).

Informações sobre a aeronave[editar | editar código-fonte]

Bombas: são originais e vieram para Curitiba armadas (atualmente desativadas);
Metralhadoras: réplicas das originais;
Canopy: réplica, o original foi destruído por vandalismo na década de noventa;
Cockpit: após o vandalismo do canopy, o cockpit foi retirado e transferido para o interior do museu;
Lançadores de foguete: réplicas dos originais;
Trem de pouso: foi retirado para aliviar a estrutura elevada;
Pintura: refeita bianualmente.

Outros Thunderbolts preservados no Brasil[editar | editar código-fonte]

A5 - Base Aérea de Santa Cruz;
A6 - Museu Aeroespacial do Campo dos Afonsos;
D3 - Museu Asas de um Sonho.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Museu do Expedicionário

Imagens[editar | editar código-fonte]

Torpedo MK-51 MOD 3.
Obus terra-ar.