Alexandre Borges

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde julho de 2012). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Alexandre Borges
Alexandre em 2012.
Nome completo Alexandre Borges Correia
Nascimento 23 de fevereiro de 1966 (48 anos)
Santos, São Paulo
Nacionalidade Brasil brasileiro
Ocupação ator
Cônjuge Júlia Lemmertz (1993 - presente)
Outros prêmios
Melhores do Ano de *Melhor Ator Coadjuvante
2000 - Laços de Família
2001 - As Filhas da Mãe
2002 - O Beijo do Vampiro
IMDb: (inglês)

Alexandre Borges Correia (Santos, 23 de fevereiro de 1966) é um ator brasileiro.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Integrou o grupo de teatro Boi voador, dirigido por Ulysses Cruz, com quem estreou em 1985, na peça Velhos Marinheiros, de Jorge Amado. Entre 1985 e 1989, esteve presente em diversos espetáculos promovidos pelo grupo como Corpo de Baile, de Guimarães Rosa, e Pantaleão e as Visitadoras, de Mario Vargas Llosa.

Sua primeira atuação no cinema, deu-se com o curta Paixão Cigana, de 1991.

Atuou em sua primeira novela, já como protagonista, Guerra sem Fim, da extinta Rede Manchete. Nessa novela foi onde conheceu sua atual esposa e junto com ela, contracenou também na peça Hamlet, de 1993.

Sua estréia na Rede Globo foi em 1994, com uma participação na minissérie Incidente em Antares. Mas o sucesso e o reconhecimento só vieram no ano seguinte, quando interpretou Luís Cláudio, uma das personagens centrais da minissérie Engraçadinha... Seus Amores e Seus Pecados. Em pouco tempo, tornou-se um dos atores mais requisitados da emissora.

Em 1995, despontaria em A Próxima Vítima, como o interesseiro Bruno. No ano seguinte, em 1996, vive o seu primeiro protagonista em novelas da Rede Globo, o Afonso de Quem É Você?, ao mesmo tempo em que esteve no cinema com o longa Terra Estrangeira, de Walter Salles.

Depois vieram, o co-protagonista Solano Dumont de Zazá, em 1997, e o publicitário Nélio Porto Rico do remake de Pecado Capital, em 1998.

Em 1999, integrou o elenco do seriado Mulher, protagonizado por Patrícia Pillar e Eva Wilma, na pele do médico João Pedro. Também atuou no filme Um Copo de Cólera, tendo protagonizado a sua primeira cena de nu nas telonas.

Posteriormente, em 2000, participou da histórica minissérie A Muralha, como Dom Guilherme, lançada no ano de comemoração aos 500 anos do Brasil. Nesse mesmo ano, encarnou o boa vida Danilo da novela Laços de Família, mostrando ao telespectador seu lado cômico e, o jogador de futebol Acácio, do filme Bossa Nova, de Bruno Barreto.

Alexandre em março de 2011.

Em 2001, atuou na telenovela As Filhas da Mãe, como Leonardo Brandão, herdeiro de uma grande fortuna que se apaixona pela transexual Ramona, (Cláudia Raia).

No ano seguinte protagonizou a novela O Beijo do Vampiro, como Rodrigo, o lendário Cavaleiro Negro.

Em 2003, esteve presente no grande sucesso de Celebridade, como Cristiano, jornalista de grande sucesso, versado em cultura brasileira e MPB, viúvo, que vê sua carreira ir por água abaixo após se entregar à bebida por não suportar a morte da mulher. Nesta novela, voltou a fazer par romântico com sua atual esposa, a atriz Júlia Lemmertz, que na novela deu vida à sua vizinha Noêmia.

Em 2004, participou da programação de final de ano da Rede Globo, ao integrar o elenco da microssérie O Pequeno Alquimista, feita nos mesmos moldes da série cinemática Harry Pottere, também responsável por lançar o ator Daniel Torres.

Em 2005, co-antagonizou a novela Belíssima, como o italiano Alberto Sabatini, ex-marido de Safira e pai de Giovanna. Na novela, Alberto tenta fazer de tudo para conquistar Mônica, sua empregada doméstica, e arma muitos planos para separá-la do homem de sua vida, Cemil. No dia do casamento dos dois, Alberto envia fotos forjadas de Cemil com outra mulher para Mônica, e a jovem desiste do matrimônio. Ela se casa com o patrão, mas ele lhe trai com muitas mulheres, entre elas, Rebeca, dona de uma agência de modelos.

Em 2006, protagonizou o filme Gatão de Meia Idade, que conta a história de um quarentão, solteiro, charmoso e sedutor que atravessa a chamada "crise da meia-idade" e, participou também do longa Zuzu Angel, que narra a dramática história da estilista que teve seu filho torturado e assassinado pela ditadura militar.

Em 2007, foi um dos protagonistas de Amazônia, de Galvez a Chico Mendes, tendo encarnado Plácido de Castro na segunda fase da minissérie. No mesmo ano, atuou em Desejo Proibido, como Dr. Escobar, médico que vive um romance proibido com sua paciente Ana, de Letícia Sabatella, repetindo o que acontecera em A Muralha, de 2000.

Em 2008, fez uma participação especial nos primeiros capítulos de Três Irmãs, como Artur Áquila, vítima de um acidente fatal de carro. Posterior a esse trabalho, em 2009, viveria mais um dos seus grandes momentos na TV, ao dar vida ao excêntrico Raul Cadore, de Caminho das Índias. Empresário frustrado, vive um casamento desastroso e busca refúgio para seus problemas na amante Yvone, melhor amiga de sua esposa, Silvia. Raul está decidido a mudar de vida e para isso seria capaz de tudo, até mesmo de forjar a própria morte, fugir do país e trocar de identidade. Porém, o que ele não imagina é que Yvone, na verdade, está de olho somente na sua fortuna.

Em 2010, pode ser visto na pele do costureiro Jacques Leclair, no remake de Ti Ti Ti, onde mais uma vez fez par com Cláudia Raia. Um fato curioso, é que os atores são sempre figurinhas certas em produções assinadas por Sílvio de Abreu, o que não ocorreu em Passione, porém, coincidentemente, foram escalados para o mesmo folhetim.

Duas das atrizes com quem mais trabalhou são, justamente, Cláudia Raia, sua amiga, onde estiveram juntos, entre outras produções, em uma minissérie, três especiais e quatro novelas; e Júlia Lemmertz, sua esposa, com quem atuou em nada menos de um seriado, uma minissérie, seis novelas, dois especiais e a três temporadas da série do Multishow, Joana e Marcelo, além de sete filmes e duas peças.

Foi responsável pela produção dos longas O Invasor e Joana e Marcelo, Amor (Quase) Perfeito. Este último teve uma versão mais completa feita para a televisão.

Em 2012, o ator interpretou mais um papel importante em sua carreira, o executivo mulherengo Cadinho, casado com três mulheres a fútil e consumista Verônica Magalhães (Débora Bloch), a bióloga hippie Noêmia Buarque (Camila Morgado), e a atrapalhada e rica Aléxia Bragança (Carolina Ferraz). No sucesso de João Emanuel Carneiro, a novela Avenida Brasil .

Em 2013, o ator interpretou o apaixonado Thomaz na novela Além do Horizonte

Em 2014 estreou como diretor de teatro na cidade do Rio de Janeiro com espetáculo "Uma Pilha de Pratos na Cozinha" de Mario Borboloto e em São Paulo com o monologo "Muro de Arrimo" de Carlos Queiroz Telles com atuação marcante de Fioravante Almeida.

Trabalhos[editar | editar código-fonte]

Televisão[editar | editar código-fonte]

Telenovelas, minisséries e seriados

Especiais[editar | editar código-fonte]

Cinema[editar | editar código-fonte]

Teatro[editar | editar código-fonte]

Diretor[editar | editar código-fonte]

  • 2014 - Uma pilha de Pratos na Cozinha
  • 2014 - Muro de Arrimo

Prêmios e indicações[editar | editar código-fonte]

Ano Prêmio Categoria Trabalho Resultado
2001 Melhores do Ano Melhor Ator Coadjuvante
Laços de Família
Venceu
2002
As Filhas da Mãe
Venceu
2003
O Beijo do Vampiro
Venceu
2013 Prêmio Extra de Televisão Melhor Ator Coadjuvante
Avenida Brasil
Indicado
Prêmio Quem de Televisão Indicado

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Viveu em Portugal durante um ano e meio, entre os seus 22 e 23 anos.

É casado desde 1993 com a atriz Júlia Lemmertz, a quem conheceu em 1991, durante as gravações de Mil e Uma.[2] Com ela teve um filho, Miguel, nascido em 2000. É padrasto de Luísa, filha do primeiro casamento de Júlia. Seus sogros são os atores já falecidos Lineu Dias e Lílian Lemmertz.

Referências

  1. TV Globo. Personagens de Além do Horizonte. Visitado em 05 de novembro de 2013.
  2. Da ficção para a realidade Quem (junho de 2007). Visitado em 5 de julho de 2012.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Categoria no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre um ator é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.