Azrael (DC Comics)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde agosto de 2010). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Azrael
Placeholder male superhero c.png

Dados da publicação
Publicado por DC Comics
Primeira aparição Batman: Sword of Azrael #1 (Outubro de 1992)
Criado por Denny O'Neil
Joe Quesada
Características do personagem
Alter ego Jean-Paul Valley Jr.
Afiliações Ordem de São Dumas
Bat-Família
Situação presente Desconhecido
Codinomes conhecidos Batman
Habilidades Armadura especial blindada;
Exímio lutador;
Intelecto genial;
Perito em computação.
Projecto Banda desenhada  · Portal da Banda desenhada

Azrael (uma tradução do arábico Ezra'il or Ezra'eil عزرائیل) (Jean-Paul Valley) é um personagem de histórias em quadrinhos, pertencente ao universo da DC Comics. O nome "Azrael", é em homenagem ao anjo da morte árabe homônimo.

História[editar | editar código-fonte]

Jean Paul Valley foi treinado para se tornar Azrael, o executor de uma sociedade secreta chamada Ordem de São Dumas e que guarda uma certa semelhança com os Templários. Ele é um bebê de proveta, cujos genes foram combinados com os de animais para garantir melhores habilidades. Além disso sofreu um intenso processo de lavagem cerebral através de um processo ao qual a Ordem se refere como "O Sistema".

Ele só soube de seu passado e de seu destino através de seu pai, quando este estava prestes a morrer. O pai de Jean-Paul havia recebido o mesmo condicionamento e também tornara-se Azrael. Consciente da verdade, Jean-Paul lutou contra o condicionamento o máximo que pode, tentando levar uma vida normal.

A queda do Morcego[editar | editar código-fonte]

Jean-Paul assumiu o lugar de Bruce Wayne como Batman na saga A Queda do Morcego. Na primeira parte desse arco de histórias, Bruce teve a coluna fraturada pelo vilão Bane e perdeu o movimento das pernas. Para assumir seu lugar teve de escolher entre Dick Grayson (o Asa Noturna) e Jean Paul Valley. Acabou optando por Valley, mais frio e enérgico. Esse arco chama-se A Cruzada.

No decorrer dessa saga, Azrael foi se tornando cada vez mais agressivo à medida que sucumbia ao condicionamento psicológico do Sistema. No ápice de sua decadência deixou o vilão Matadouro (num ato de duvida entre se seguiria São Dumas ou seu pai que o continuaria a atormentar) morrer, deixando-o cair num recipiente de aço derretido de uma fundição antes que este pudesse ser interrogado sobre o paradeiro de seu primo, que acabou morto vítima de sua máquina de tortura, e quando Bruce se recuperou de seus ferimentos se negou a devolver-lhe a identidade de Batman, sendo depois derrotado por Wayne.

"Azrael" e "Agente de Batman"[editar | editar código-fonte]

Azrael ganhou uma série mensal própria que o mostrava combatendo principalmente a Ordem de São Dumas. A partir da edição 47 a revista passa a se chamar "Azrael: Agent of the Bat", reaproximando o personagem ao universo de Batman.

Nas últimas edições de sua série de quadrinhos, Azrael enfrentou seres que supostamente eram alucinações causadas pelo Sistema. As alucinações representavam seu pai e São Dumas, o fundador da Ordem.

Azrael foi assassinado no último número de sua série (Azrael: Agent of the Bat #100). O mistério envolvendo o paradeiro de Azrael foi resolvido quando o mesmo apareceu como Lanterna Negro na saga "A Noite Mais Densa".

Michael Lane[editar | editar código-fonte]

Em 2009, uma minissérie chamada Azrael: Death's Dark Knight[1] foi produzida como um desdobramento de Batalha pelo Capuz e depois se tornou uma série regular. O novo Azrael foi o "terceiro fantasma de Batman", da experiência do Doutor Hurt. Ele é o ex-policial afro-americano Michael Washington Lane.

Referências