Cultura da Coreia do Norte

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Performance dos Mass Games no Estádio Rungradi May Day.

A cultura contemporânea da Coreia do Norte é baseada na cultura tradicional da Coreia, mas desenvolvida desde o estabelecimento da Coreia do Norte em 1948. Os coreanos são aptos a desenvolver uma cultura única, enquanto adotam e influenciam culturas vizinhas por 3.000 anos.

A população da Coreia do Norte é uma das populações mais homogéneas do mundo, étnica e linguisticamente, incluindo apenas pequenas comunidades chinesas e japonesas. A língua coreana não faz parte de nenhuma família linguística maior, embora se investiguem possíveis ligações ao japonês e às línguas altaicas. O sistema de escrita coreano, chamado Hangul, foi inventado no século XV pelo rei Sejong, o Grande para substituir o sistema de caracteres chineses, conhecidos na Coreia como Hanja, que já não estão em uso oficial no Norte. A Coreia do Norte continua a usar a romanização McCune-Reischauer do coreano, contrastando com o Sul que reviu a romanização no ano 2000.

A literatura e as artes da Coreia do Norte são controladas pelo Estado, sobretudo através do Departamento de Propaganda e Agitação ou Departamento de Cultura e Artes do Comitê Central do KWP.[1] A cultura coreana foi atacada durante governo japonês de 1910 a 1945. O Japão aplicava uma política assimilação cultural. Durante o governo japonês, os coreanos foram encorajados a estudar e falar japonês, adotar o sistema japonês de nomes de família e a religião xintoista; foi proibido falar o escrever a língua coreana nas escolas, no trabalho, ou em praças públicas.[2] Além disso, o Japão alterou e destruiu vários monumentos coreanos incluindo o Palácio Gyeongbok e documentos que retratavam os japoneses em um ponto de vista negativo.

Em julho de 2004, o Complexo de Túmulos Koguryo tornou-se o primeiro local do país a ser incluindo na lista da UNESCO de Patrimônios Mundiais.[3] Em fevereiro de, a Orquestra Filarmônica de Nova Iorque tornou-se o primeiro grupo musical dos Estados Unidos a fazer uma performance na Coreia do Norte,[4] ainda que escolhidos a dedo os "convidados da audiência".[5] O concerto foi transmitido pela televisão nacional.[6]

Um evento popular na Coreia do Norte são os Mass Games. O maior e mais recente Mass Games foi chamado de "Arirang". Foi realizado em seis noites por semana durante dois meses, e envolveu cerca de 100 000 artistas. Participantes desde evento dos últimos anos alegam que os sentimentos anti-ocidentais têm sido atenuados, em comparação a performances anteriores. O Mass Games envolve artistas de dança, ginástica, e performances coreógráficas, que celebra a história da Coreia do Norte e a Revolução do Partido dos Trabalhadores. O Mass Games é feito em Pyongyang, em vários locais (que variam de acordo com a escala dos Jogos em um ano em particular) incluindo o Estádio Rungrado May Day, que é o maior estádio do mundo, com capacidade de 150 000 pessoas.[7]

Esportes[editar | editar código-fonte]

A Bandeira de Unificação Coreana, com a qual as delegações da Coreia do Norte e do Sul marcharam unidas na cerminônia de abertura dos Jogos Olímpicos de 2004, em Atenas.[8]

A primeira aparição da Coreia do Norte nos Jogos Olímpicos de Verão ocorreu nos Jogos Olímpicos de Verão de 1972, realizado na cidade alemã de Munique, na Alemanha Ociental, conquistando cinco medalhas, dentre elas, uma de ouro. Quatro anos depois, em Montreal, a nação conseguiu uma medalha de ouro e uma de prata no boxe, e obteve cinco medalhas no boxe, freestyle wrestling, e levantamento de peso em Moscou. Em 1984, a nação juntou-se ao boicote do bloco do leste nos Jogos de Los Angeles, e quatro anos depois, boiocotou os Jogos feitos em Seul, devido à indisponibilidade da Coreia do Sul de co-anfitriar o evento com a Coreia do Norte. Apesar de que a maioria dos países socialistas tenham boicotado os Jogos em 1984, apenas Cuba juntou-se aos norte-coreanos no boiocote de 1988.[9]

A Coreia do Norte retornou à competição olímpica nos Jogos Olímpicos de Verão de 1992, na cidade espanhola de Barcelona, conquistando inéditas nove medalhas, quatro delas de ouro.

Nos Jogos de Atenas em 2004, a Coreia do Norte e a Coreia do Sul marcharam juntas nas cerimônias de abertura e de encerramento sob a Bandeira de Unificação Coreana,[8] porém competiram separadamente.[10] A Coreia do Norte medalhou em todos os Jogos Olímpicos que competiu.[11]

A Coreia do Norte competiu em diversos Jogos Olímpicos de Inverno,[11] competindo pela primeira vez nos Jogos Olímpicos de Inverno de 1964, realizado na cidade austríaca de Innsbruck. O atleta norte-coreano Pil-Hwa Han ganhou uma medalha de prata na patinação de velocidade 3000 metros nos Jogos. Outra medalha ganha pela Coreia do Norte em Jogos Olímpicos de Inverno foi uma medalha de bronze em 1992, nos Jogos Olímpicos de Albertville, quando Ok-Sil Hwang conseguiu a terceira colocação na patinação de velocidade sobre pista curta 500 metros. O Norte e o Sul novamente marcharam juntas sob a Bandeira da Unificação nos Jogos de Turin, em 2006.

Referências

  1. North Korea - Contemporary Cultural Expression, Country Studies.
  2. Cumings, Bruce G.. A Country Study: North Korea. [S.l.]: Library of Congress. Call number DS932 .N662 1994
  3. Site oficial da UNESCO Página acessada em 17 de outubro de 2009.
  4. CNN. Americans in Pyongyang Perform. Página visitada em 2008-02-26.
  5. Ben Rosen. Letter From North Korea -- Update. Página visitada em 2008-12-01.
  6. .Musical diplomacy as New York Phil plays Pyongyang, Reuters, 26 february 2008
  7. World Stadiums - Rungrado May Day Stadium Página acessada em 17 de outubro de 2009.
  8. a b Sailing.org (5 de julho de 2004). North and South Korea to march together at the Opening Ceremony of the Athens Games (em inglês). Página visitada em 17 de junho de 2009.
  9. Seoul 1988 Games of the XXIV Olympiad - Did you know?. www.olympic.org. Página visitada em 2007-10-07.
  10. 한국일보 : [니하오! 베이징] 한국 176번째, 북한은 177번째 입장 外
  11. a b Olumpic.org (5 de julho de 2004). Democratic People's Republic of Korea (em inglês). Página visitada em 17 de junho de 2009.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o portal:
Bandeira da Coreia do Norte Coreia do Norte
Bandeira • Brasão • Hino • Cultura • Demografia • Economia • Forças Armadas • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Imagens