Geografia da Bolívia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita uma ou mais fontes fiáveis e independentes, mas ela(s) não cobre(m) todo o texto (desde janeiro de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando mais fontes fiáveis e independentes e inserindo-as em notas de rodapé ou no corpo do texto, conforme o livro de estilo.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Geografia física da Bolívia

Mapa da Bolívia

Continente América do Sul
Região América Andina
Coordenadas geográficas 17° S 65° O
Área  
 - Ranking 28º maior
 - Total 1.098.580 km²
 - Terra 1.084.390 km²
 - Água 14.190 km²
Fronteiras  
 - Total 6.940 km
 - Países vizinhos Argentina 832 km

Brasil 3.423 km

Chile 860 km

Paraguai 750 km

Peru 1.075 km

Linha costeira 0 km (sem saída para o mar)
Reivindicações marítimas  
 - Mar territorial 0 nm
 - Zona contígua 0 nm
 - Zona econômica exclusiva 0 nm
 - Plataforma continental 0 nm
Extremos de elevação  
 - Ponto mais alto Nevado Sajama, 6.542 m
 - Ponto mais baixo Rio Paraguai, 90 m
Relevo planalto árido e salino com altitude média de 3.500 m (altiplano), situado entre os dois braços na cordilheira dos Andes; lago Titicaca, vales e vertentes de montanhas; e terras baixas na região amazônica ao norte e na planície do Chaco a sudoeste.
Clima equatorial (depressão amazônica) e de montanha (altiplano).
Recursos naturais estanho, gás natural, petróleo, zinco, tungstênio, antimônio, prata, ferro, chumbo, ouro, madeira, energia hidráulica
Uso da terra  
 - Terra arável 2,78%
 - Cultivos permanentes 0,19% (2005)
 - Outros 97,03% (2005)
Terra irrigada 1.320 km²
Perigos naturais inundação no nordeste (abril e março)
Problemas ecológicos o clareamento do terreno para propostas agrícolas e a demanda internacional de madeira tropical estão contribuindo para o desflorestamento; corrosão do solo por sobrepastoreio e métodos de cultivo pobres (inclusive queimadas); desertificação; perda da biodiversidade; poluição industrial de distribuição de água usada para bebida e irrigação

A Bolívia é um país sem litoral. O ocidente da Bolívia está situado na cordilheira dos Andes, com o pico mais elevado, o Nevado Sajama, a chegar aos 6 542 m. O centro do país é formado por um planalto, o Altiplano, onde vive a maioria dos bolivianos. O leste do país é constituído por terras baixas, e coberto pela floresta úmida da Amazônia. O lago Titicaca situa-se na fronteira entre a Bolívia e o Peru. No ocidente, no departamento de Potosi, encontra-se o Salar de Uyuni, a maior planície de sal do mundo.

As cidades principais são La Paz, Sucre, Santa Cruz de la Sierra e Cochabamba.

Topografia[editar | editar código-fonte]

A região de Oriente, a norte e leste, que compreende três quintos do território boliviano, é formada por baixas planícies aluviais e grandes pântanos, sobrepostos ao antigo escudo cristalino brasileiro, que aflora em longos trechos. No extremo sul fica o Chaco boliviano, pantanoso durante a estação chuvosa e semidesértico nos meses restantes. A nordeste da bacia do lago Titicaca erguem-se montanhas extremamente altas, algumas das quais excedem 3.600m e caem abruptamente sobre as planícies.

Os Andes atingem na Bolívia sua maior largura e dividem-se em duas grandes cadeias paralelas, a Oriental e a Ocidental, entre as quais se estende o Altiplano Boliviano. A Cordilheira Oriental é formada por maciços de argilitos, arenitos e quartzitos paleozóicos, sobrepostos a um núcleo granítico. A Cordilheira Ocidental consiste numa série de vulcões inativos ou extintos, e suas rochas compõem-se de vastas acumulações de lavas riolíticas, traquíticas e andesíticas. Possui aproximadamente 800 km de comprimento por 130 km de altura, numa altitude varíavel de 3.600 a 3.800m.

Clima[editar | editar código-fonte]

Embora dentro da faixa tropical, a Bolívia apresenta grande amplitude térmica, que varia do calor equatorial até o frio ártico das montanhas mais altas. Na zona climática de Yungas, a média durante todo o ano, são elevadas, de 750 a 1250mm, no mínimo.

Entre 2.000 e 2850m, os vales apresentam clima quente semitropical, sem grandes variações térmicas. Daí até três mil metros de altitude, o clima é temperado, embora sujeito a geadas no inverno.

A zona climática do Altiplano Boliviano, a oeste da Cordilheira Oriental, é sempre fresca. A temperatura média em La Paz é de 10,2 °C. A zona de Puna Brava eleva-se até o limite das neves (5.400m), cobrindo um território gélido e inóspito. Acima desse limite, o clima é ártico. No verão, temporais breves, mas violentos, açoitam por vezes o planalto setentrional e o Lago Titicaca.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O encontro do Rio Abunã com o Rio Madeira, o ponto mais setentrional da Bolívia, fica na Amazônia.

Os rios bolivianos pertencem a dois sistemas distintos, o amazônico, o platino e o do Titicaca. Muitos lagos e lagoas, alguns grandes como Rogoaguado, ocorrem nas planícies pantanosas ao longo dos rios Beni e Mamoré. Outros acompanham o rio Paraguai, como Bahia Negra, Cáceres, Mandioré, Gaiba e Uberaba, ao sul dos pântanos Zarayes, uma região sujeita a inundações durante o verão. O sistema do Titicaca compreende, além do grande lago, o rio Desaguadero e seu escoadouro, o pântano salgado de Coipasa. Penetram nesse sistema muitas correntes de pequeno curso, que descem das montanhas. Sem escoamento para o mar, as águas dessa extensa bacia são inteiramente absorvidas pelo solo seco, ou evaporam-se.

Lagos[editar | editar código-fonte]

Os principais lagos da Bolívia são os seguintes:

Flora[editar | editar código-fonte]

Extremamente diversificada, a vegetação boliviana varia da rala vegetação das cordilheiras até a luxuriante floresta tropical da Bacia Amazônica. O planalto é essencialmente uma área de pastagens, que se elevam até o limite das neves. Duas espécies importantes da zona montanhosa são a quina, de cuja casca é extraído o quinino, e a coca, matéria-prima para a fabricação de cocaína.

Na região de Beni, na planície de Oriente, encontra-se uma das mais densas florestas amazônicas, com abundância de seringueiras. A área de Santa Cruz apresenta uma vegetação de transição entre a floresta e as pastagens do Chaco. Algumas das espécies ali existentes são empregadas na construção de móveis.

Fauna[editar | editar código-fonte]

Em relação à grande variedade de ambientes vegetais corresponde uma não menos ampla diversificação da fauna, basicamente semelhante à das zonas vizinhas do Brasil, Argentina e Peru. Os mais notáveis são a vicunha e o guanaco; nas montanhas habita também o condor. O lhama é a besta de cargas das áreas áridas do Altiplano Boliviano, além de fornecer carne, e pele. A alpaca é criada para produzir lã.

Montanhas[editar | editar código-fonte]

Principais elevações da Bolívia
Colocação Nome Departamento Elevação (m) Colocação Nome Departamento Elevação (m)

Nevado Sajama
Nevado Sajama

Huayna Potosí
Huayna Potosí

Ollagüe
Vulcão Ollagüe

1 Nevado Sajama Flag of Oruro.svg Oruro 6.542 11 Chaupi Orco Flag of lapaz.svg La Paz 6.040
2 Illampu Flag of lapaz.svg La Paz 6.485 12 Uturuncu Flag of potosi.svg Potosí 6.008
3 Illimani Flag of lapaz.svg La Paz 6.462 13 Candelaria Flag of Oruro.svg Oruro 6.000
4 Ancohuma Flag of lapaz.svg La Paz 6.427 14 Cerro Capurata Flag of Oruro.svg Oruro 5.990
5 Parinacota Flag of Oruro.svg Oruro 6.362 15 Sairecabur Flag of potosi.svg Potosí 5.971
6 Pomerape Flag of Oruro.svg Oruro 6.240 16 Cerro Lípez Flag of potosi.svg Potosí 5.929
7 Chearoco Flag of lapaz.svg La Paz 6.127 17 Licancabur Flag of lapaz.svg La Paz 5.920
8 Huayna Potosí Flag of lapaz.svg La Paz 6.088 18 Cerro Columa Flag of Oruro.svg Oruro 5.876
9 Chachacomani Flag of lapaz.svg La Paz 6.074 19 Vulcão Ollagüe Flag of potosi.svg Potosí 5.863
10 Acotango Flag of Oruro.svg Oruro 6.052 20 Cerros de Tocorpuri Flag of potosi.svg Potosí 5.808
As altitudes são segundo o Instituto Geográfico Nacional (IGN)

Ver também[editar | editar código-fonte]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Nova Enciclopédia Barsa: Macropédia. São Paulo: Encyclopædia Britannica do Brasil Publicações, 1998. v. 3, p. 26-27. ISBN 85-7026-442-9

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira da Bolívia Bolívia
Bandeira • Brasão • Hino • Cultura • Demografia • Economia • Geografia • História • Portal • Política • Subdivisões • Imagens
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Bolívia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.