Kiko Loureiro

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Kiko Loureiro
W1869-Hellfest2014 Angra KikoLoureiro 87038.JPG
Kiko Loureiro em concerto na França, em 2014..
Informação geral
Nascimento 16 de Junho de 1972 (42 anos)
Origem Rio de Janeiro
País  Brasil
Gênero(s) Power metal
Progressive metal
Heavy metal
Metal neoclássico
Instrumento(s) Guitarra
Baixo
Violão
Piano
Bateria
Modelos de instrumentos Ibanez Kiko Loureiro Signature
Afiliação(ões) Angra
Tarja Turunen
Neural Code
Página oficial KikoLoureiro.com.br

Pedro Henrique Loureiro, mais conhecido como Kiko Loureiro (Rio de Janeiro, 16 de Junho de 1972), é um músico multi-instrumentista, compositor e guitarrista da banda brasileira de metal melódico/power metal Angra.[1]

Além de sua discografia com o Angra, lançou em 2005 seu primeiro álbum solo, intitulado No Gravity, o segundo (Universo Inverso) em 2006 e o terceiro (Fullblast) em 2009 e o quarto em 2012 (Sounds of Innocence).

Biografia[editar | editar código-fonte]

Por dois anos seu professor, Pedro Bueno, ensinou-lhe os primeiros acordes e peças de violão. Em seguida, tomou aulas com o conhecido guitarrista Aldo D'Isep.[2]

Adolescente apreciador do rock, quis aprender a tocar guitarra. Ganhou sua primeira guitarra aos doze anos de idade, uma SG preta, e um amplificador. Foi então aprender os solos e riffs que ele desejava, de guitarristas como Eddie Van Halen, Jimmy Page, Jimi Hendrix, Randy Rhoads, entre outros.[2]

Aos dezesseis anos, já levando bem a sério o estudo da guitarra, foi estudar no antigo IG&T e lá teve a oportunidade de conhecer o guitarrista Mozart Mello, com o qual estudou durante cinco anos.[2]

Foi neste período que começou a tocar profissionalmente nas casas noturnas de São Paulo. Sua primeira banda nesta época foi o Legalize (com Edu Mello nos vocais, Dennis Belik no baixo e Alja na bateria). Posteriormente tocou com a banda A Chave, participando também no projeto do tecladista Fábio Ribeiro, o Blesqui Zátsaz. Também nesta fase, ele conheceu Seizi Tagima, quando levou sua Ibanez, guitarra posterior à Giannini, para regular, e assim visitou o atelier deste famoso luthier. Depois deste encontro, Kiko e Seizi desenvolveram uma guitarra que veio a ser o protótipo da Tagima Zero e substituiu sua Ibanez. Ele utilizou tanto seu protótipo quanto as Tagima Zero por muitos anos e recentemente desenvolveu dois novos modelos, a Tagima K1 e a Tagima K2.[2]

Aos dezenove anos foi convidado para entrar no recém-formado Angra. A partir daí sua história se confunde com a história desta banda. Teve de se dedicar por tempo integral ao Angra.[2]

Em março de 1993 Kiko grava sua vídeo-aula pela produtora MPO, e logo em junho viaja à Alemanha para gravação do primeiro CD do Angra, intitulado Angels Cry.[2]

Além de guitarra, Kiko também toca baixo, piano e bateria. No álbum Temple of Shadows, ele fez também uma participação com piano e em seus álbuns solo, tocou bateria em algumas músicas. No single "Acid Rain" da banda Angra ele tocou baixo, já que com a saída de Luiz Mariutti a banda ainda não tinha um baixista substituto (que mais tarde viria a ser Felipe Andreoli (músico)).[2]

Apesar de ser canhoto, Kiko toca seus instrumentos de corda do tipo destro pois começou fazendo aulas de violão para destros.[2]

Várias empresas associaram suas marcas a seu nome, principalmente as guitarras Tagima que o acompanharam mundo afora por diversas turnês e workshops. Outra empresa de guitarra, a japonesa Stafford, criou um modelo-assinatura de Kiko Loureiro, porém de venda exclusiva no Japão, como também a tão aclamada ESP, que criou um modelo signature em seu nome.[2]

Ele foi colunista durante um ano e capa por duas vezes da revista japonesa Young Guitar, colunista e capa das revistas Guitar & Bass e Cover Guitarra e teve uma matéria publicada na Guitar Player americana em outubro de 2007, dentre outras publicações, e também foi eleito melhor guitarrista do mundo pela revista "Burn!"[2]

Foi chamado para fazer uma participação no álbum My Winter Storm, da cantora finlandesa Tarja Turunen, e participou da turnê pela a América Latina junto com ela. Recentemente ele participou da NAMM 2009, uma das maiores feiras musicais do mundo. Se apresentou ao lado de renomados músicos como Allan Holdsworth, Victor Wooten, John DeServio (black label society), Ritchie Kotzen, Eddie Jackson (Queensryche), Joe Satriani, Mike Terrana (esse já gravou com Kiko Loureiro dois álbuns do próprio), Doug Wimbish (Madonna, living Colour, Mick Jagger) e Neil Smith (Alice Cooper). Ja havia participado da NAMM 2008 antes. Ja tocou em diversos programas de TV, inclusive na Rede Globo (Jô Soares e Altas Horas), na Record, Espn Brasil, entre outras. Recentemente recebeu uma proposta para abrir alguns shows do Iron Maiden, mas não pode ir devido aos shows já agendados com o Angra.[2]

Discografia[editar | editar código-fonte]

com Angra[editar | editar código-fonte]

Álbuns solo[editar | editar código-fonte]

Outros[editar | editar código-fonte]

Videografia[editar | editar código-fonte]

Vídeo Aulas

Solo

  • The White Balance (DVD, 2013)
Com o Angra

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Kiko Loureiro: entrevista na Hell Divine Whiplash.net. Visitado em 12 de agosto de 2012.
  2. a b c d e f g h i j k Biografia Kiko Loureiro. Visitado em 12 de agosto de 2012.
Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.