Nitócris

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Nitócris foi, segundo Heródoto, a única mulher a reinar no Egito.[Nota 1]

Heródoto, em suas investigações [Nota 2] no Antigo Egito, recebeu dos sacerdotes uma lista de 330 faraós, dos quais dezoito eram etíopes, e apenas uma era mulher, uma egípcia nativa.[1] Esta rainha tinha o mesmo nome da rainha da Babilônia,[1] que fez grandes obras na Babilônia,[2] e foi mãe do seu último rei.[3]

Nitócris tornou-se rainha após o assassinato, pelos egípcios, do faraó, seu irmão.[1] Ela se vingou dos assassinos, construindo uma câmara subterrânea, chamando-os para um banquete, e fazendo-os morrerem afogados, por uma entrada de água.[1] Para escapar punição, ela se suicidou jogando-se no fogo.[1]

Segundo Manetão, citado por Eusébio de Cesareia, ela foi da VI dinastia egípcia, era a mais nobre e bela mulher de sua época, e construiu a terceira pirâmide. Sua dinastia, da qual apenas ela é mencionada, reinou por duzentos e três anos.[4]

Notas e referências

Notas

  1. Cleópatra, a mais famosa rainha do Egito, viveu cerca de 400 anos depois de Heródoto.
  2. A palavra História significa Pesquisa, investigação.

Referências

  1. a b c d e Heródoto, Histórias, Livro II, Euterpe, 100 [pt] [el] [el/en] [ael/fr] [en] [en] [en] [es]
  2. Heródoto, Histórias, Livro I, Clio, 186 [pt] [el] [el/en] [ael/fr] [en] [en] [en] [es]
  3. Heródoto, Histórias, Livro I, Clio, 188 [pt] [el] [el/en] [ael/fr] [en] [en] [en] [es]
  4. Eusébio de Cesareia, Crônica, Os Egípcios, Dos registros egípcios de Manetão, que compôs em três livros comentários sobre os deuses, semi-deuses, espíritos e reis mortais que governaram o Egito, até os tempos de Dario, rei dos persas [em linha]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Merenrê II
Faraó
VI dinastia egípcia
Sucedido por
Netjerikare


Ícone de esboço Este artigo sobre um Faraó é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.