Nectanebo II

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde julho de 2013).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Obelisco de Nectanebo II.

Nectanebo II foi o último faraó da XXX dinastia do egípcia. Seu nome seria Nakhthorheb e usaria o epíteto mery-hathor, que significam "Forte é seu Senhor" e "Amado de Hathor". Seu nome de trono era Snedjem-ib-re Setep-en-inhur, que significa "Agradável ao coração de Rá, Escolhido de Onuris" (Osíris).

Parece que os sacerdotes estavam insuflando o povo contra o faraó Teos, por conta do dinheiro que ele levou dos templos para financiar a campanha militar. Além disso, o provável filho de Tjahapimu (o regente), Nakhthorheb, servia no exército real que estava na Síria e era muito respeitado por seus comandados egípcios e pelos mercenários gregos.

O fato é que, com a campanha vergonhosa de Teos e sua fuga para o lado dos inimigos, Tjahapimu instalou Nectanebo II no trono do Egito.

O reinado desse faraó foi um período de paz até porque de guerra ele já tinha visto o suficiente com a derrota de Teos para os persas.

Netanebo II recuperou muitos templos e construiu outros tantos, deve haver mais de cem locais no Egito onde se pode encontrar seu nome. O rei também foi muito religioso e mandou construir uma grande estátua de pedra do deus Hórus (falcão) usando a coroa dupla. Entre as pernas do falcão está representado o rei Nectanebo II usando o nemes.

Durante seu reinado, o faraó sepultou Udjashu (pode ter sido sua mãe) num belo sarcófago que hoje está no Museu do Cairo.

Mas, os persas não haviam desistido do Egito. Pouco se sabe sobre a invasão, mas, parece que Netanebo II tentou reagir e os persas comandados por Artaxerxes III entraram no Egito por diversos pontos além do Delta. O faraó recuou para Mênfis mas a cidade não conseguiu resistir e Netanebo II fugiu, possivelmente para a Núbia onde ficou refugiado na corte dos reis Cuchitas.

Seu sarcófago nunca usado, era feito em granito negro, decorado com os textos e as cenas do "Livro Daquilo que Existe no Mundo Inferior". Mais tarde o sarcófago foi usado em banhos rituais em Alexandria, de onde seguiu para o Museu Britânico.

Existe uma lenda medieval sobre Nectanebo II, que se encontra no "Romance de Alexandre". Ela conta que Nectanebo II teria fugido dos persas para a corte macedônia, onde teria sido reconhecido como um grande mago egípcio. Atraindo a atenção da esposa de Filipe II, Olímpia, ter-se-ia tornado pai (sem que ninguém soubesse) de Alexandre Magno. Essa era uma forma de dar continuidade à linhagem de sangue dos faraós.

Titulatura[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikilivros Livros e manuais no Wikilivros
Nome de Nesut-bity
Hieroglifo
nswt&bity
<
C2 W25 N1
A40
S29 M29 F34
Z1
U21
N35
>
Transliteração Snḏm-jb-Rˁ Stp-n-Jn-ḥr.t
Transliteração (ASCII) sndjm-jb-ra stp-n-Jn-Xr.t
Transcrição Senedjem-ib-Rê setepen-in-her
Tradução "Agradável ao coração de , o eleito de An-hur"
Nome de Sa-Rá
Hieroglifo
G39 N5
 
<
C9 U6 D40 G5 W4 X1
O49
>
Transliteração Nḫt-Ḥr-ḥb Mr(y)-ȝs.t
Transliteração (ASCII) '
Transcrição Nakht-Hor-Hebyt méry-Hathor
Tradução "Hórus está forte, o amado de Hathor"
Precedido por
Teos
Faraó
XXX dinastia
Sucedido por
Artaxerxes III


Ícone de esboço Este artigo sobre um Faraó é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.