Quéops

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Janeiro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Pequena estátua do faraó Quéops exposta no museu do Cairo.

Quéops, Khufu em egípcio antigo, foi um faraó do Antigo Império do Egito Antigo. Ele reinou por volta de 2551 a.C. a 2528 a.C. Foi o segundo faraó da Quarta Dinastia.

Quéops era filho do faraó Snefru e, ao contrário de seu pai, foi lembrado como sendo cruel e sem piedade.[1] Quéops teve diversos filhos, um dos quais, Djedef-re que foi seu sucessor imediato. Ele teve uma filha chamada Hetepherés II.

Quéops foi o faraó responsável pela construção da maior das três Pirâmides de Gizé[1] e que são as únicas das Sete Maravilhas do Mundo Antigo ainda existentes —, levando seu nome em grego: a Pirâmide de Quéops.

A Pirâmide de Quéops, também conhecida como a Grande Pirâmide, é o monumento mais pesado que já foi construído pelo homem [carece de fontes?]. Aproximadamente possui 2,3 milhões de blocos de rocha, cada um pesa em torno de 2,5 toneladas, resultando um total de ~5.700.000t. Com mais de 146 metros de altura, só foi ultrapassada no século XVI pela torre da Catedral de Beauvais que foi terminada em 1569. [carece de fontes?]

Nome nos diversos alfabetos[editar | editar código-fonte]

Transliteração xwfw
Hieróglifo
←x
D43
f w→
Transcrição Khufu
Precedido por
Seneferu
Faraó
IV dinastia egípcia
Sucedido por
Khawab
Ícone de esboço Este artigo sobre um Faraó é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

Referências

  1. a b Heródoto, Histórias, Livro II, Euterpe, 124 [pt] [el] [el/en] [ael/fr] [en] [en] [en] [es]