Carlos Corrêa Gago

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde maio de 2014). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Carlos Corrêa Gago
Carlos Corrêa Gago
Ministro(a) de Flag of Portugal.svg Portugal
Período III Governo Constitucional
  • Ministro dos Negócios Estrangeiros

V Governo Constitucional

  • Ministro da Coordenação
    Económica e do Plano
Dados pessoais
Nascimento 25 de junho de 1934
Lisboa, Portugal
Morte 25 de dezembro de 2015 (81 anos)
Portugal

Carlos Jorge Mendes Corrêa Gago GCIH (Lisboa, 25 de junho de 1934Portugal, 25 de dezembro de 2015) foi um político português. Ocupou diversos cargos em governos portugueses.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Licenciou-se em Engenharia de Minas pelo Instituto Superior Técnico da Universidade Técnica de Lisboa e obteve a pós-graduação em Administração Industrial. Foi director de Planeamento e director geral do Secretariado Técnico da Presidência do Conselho entre 1963 e 1974. Colaborou com a Direcção Geral da Aeronáutica Civil, organismo de que foi consultor entre 1966 e 1970. Foi administrador da empresa Pública de Parques Industriais entre 1973 e 1976. Foi Presidente do Conselho de Administração da Petrogal, entre 1976 e 1982. Preside à Administração Geral do Porto de Lisboa entre 1982 e 1986. Foi nomeado administrador da Somincor, cargo que, desempenhou entre 1986 e 1989 e, em 1992, é convidado para a presidência do Instituto Nacional de Estatística. Em 1998, é eleito Presidente do Centro Europeu das Empresas com Participação Pública (CEEP), cargo que exerce até 2000.

Foi ministro dos Negócios Estrangeiros do III Governo Constitucional, liderado por Alfredo Nobre da Costa, em 1978, e ministro da Coordenação Económica no V Governo Constitucional de Maria de Lurdes Pintasilgo.

A 13 de Julho de 1981 foi agraciado com a Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique.[1]

Foi deputado à Assembleia da República, eleito pelo Partido Renovador Democrático (PRD), entre 1985 e 1987 e entre 1987 e 1991.

Funções governamentais exercidas[editar | editar código-fonte]

Publicações[editar | editar código-fonte]

  • "Produtividade e Progresso", artigo, revista Análise Social, nº 15, Gabinete de Investigações Sociais do Instituto Superior de Ciências Económicas e Financeiras da Universidade Técnica de Lisboa, Jul.-Set.1966
  • O Subcontrato na Indústria, de A. Sallez e J. Schlegel, tradução de Carlos Corrêa Gago, Lisboa, A. M. Teixeira & Ca. (Filhos), 1967.
  • Organizar, Comandar, Estruturar: os Três Imperativos da Direcção Moderna, de Jacques Lobstein, tradução de Carlos Corrêa Gago, Lisboa, Livraria Clássica Editora, 1969
  • Introdução à gestão previsional, Instituto Nacional de Investigação Industrial, 1970
  • Política energética nacional (com Carlos Gonçalves), Instituto de Altos Estudos da Defesa Nacional, 1972. (Conferência proferida no Instituto de Altos Estudos da Defesa Nacional a 29 de Junho de 1972)
  • Reflexões sobre a experiência portuguesa de planeamento, Comissão de Planeamento da Região dos Açores, 1973
  • O quarto plano de fomento : 1974-1979, Lisboa, 1973
  • Como redigir um relatório, de Georges Bousquié (prefácio de Paul Planus), tradução de Carlos Corrêa Gago, Livraria Clássica, 1980
  • Bridging the gap between information and knowledge
  • Retrato das Regiões: Portugal, de Yves Franchet, prefácio Carlos Corrêa Gago, Luxembourg, Eurostat / Instituto Nacional de Estatística, 1998
  • Produtividade em Portugal : Medir para gerir e melhorar (com Eduardo Gomes Cardoso, José Torres Campos, Luíz Moura Vicente e Mário Cardoso dos Santos), Companhia das Cores, 2003
  • Internacionalização das empresas portuguesas : 30 casos de referência: Desafios (com Eduardo Gomes Cardoso, José Torres Campos, Luíz Moura Vicente e Mário Cardoso dos Santos), Companhia das Cores, 2004
  • Responsabilidade social das empresas portuguesas : 25 casos de referência (com Eduardo Gomes Cardoso, José Torres Campos, Luíz Moura Vicente e Mário Cardoso dos Santos), Companhia das Cores, 2005
  • Planeamento económico em Portugal 1953-1974: Um acervo histórico, coordenação de Maria José Oliveira Cruz, introdução de Carlos Corrêa Gago, Lisboa, Departamento de Prospectiva e Planeamento, 2006
  • Gestão de Sucesso num Mundo em Mudança, com Luiz Moura Vicente, Eduardo Gomes Cardoso, José Torres Campos e Mário Cardoso dos Santos, IAPMEI - Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação - Departamento de Comunicação e Imagem, 2010

Referências

  1. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "Carlos Jorge Mendes Corrêa Gago". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 16 de fevereiro de 2016 


Precedido por
Victor de Sá Machado
Ministro dos Negócios Estrangeiros
III Governo Constitucional
1978
Sucedido por
João de Freitas Cruz
Precedido por
Manuel Jacinto Nunes
(como ministro das Finanças e do Plano)
Ministro da Coordenação
Económica e do Plano

V Governo Constitucional
1979 – 1980
Sucedido por
Aníbal Cavaco Silva
(como ministro das Finanças e do Plano)


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.