DJ Rennan da Penha

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
DJ Rennan da Penha
Nome completo Rennan Santos da Silva
Nascimento 15 de julho de 1994 (24 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Nacionalidade brasileiro
Ocupação
  • DJ
  • produtor
Carreira musical
Gênero(s)

Rennan Santos da Silva (Rio de Janeiro, 15 de julho de 1994), mais conhecido como DJ Rennan

Carreira[editar | editar código-fonte]

Rennan da Penha é reconhecido por ser um dos produtores de funk carioca que popularizaram as produções em 150 batidas por minuto, que estão no mercado desde 2017.[1][2] Também é conhecido pela publicação de seu material nas redes sociais.[3]

É idealizador do Baile da Gaiola, festa funk que reúne cerca de 10 mil pessoas nos fim de semana na Vila Cruzeiro, favela do Complexo da Penha.[4] Com o sucesso da festa, outras vertentes foram criadas no Rio de Janeiro[5], além de edições fora do estado.[6][7] .[8][9][10] O evento tem citações recorrentes em canções de funk devido a sua popularidade.

Entre 2018 e 2019, Rennan da Penha produziu e participou de singles como "Me Solta" (com Nego do Borel), "Vem Amor" (com Ludmilla)[11], e "Hoje Eu Vou Parar na Gaiola" (com MC Livinho).

Em janeiro de 2016, Rennan da Penha foi preso acusado por associação ao ao tráfico de drogas no Complexo do Alemão, na Zona Norte do Rio. Ele era suspeito de colaborar e participar de eventos promovidos por criminosos nas comunidades da região.[12] Ele foi inocentado das acusações em primeira instância, mas após recurso do Ministério Público do Rio, foi decretada sua prisão e cumprimento de pena de 6 anos e 8 meses em regime fechado.[13] O desembargador do caso afirmou que Rennan tinha a função de "olheiro", relatando "a movimentação dos policiais através de redes sociais e contatos no aplicativo WhatsApp".[14][15] A defesa de Rennan ingressou com habeas corpus liberatório no STF, pedindo que fosse assegurado ao paciente "o direito de aguardar em liberdade o julgamento dos seus recursos aos tribunais superiores, ainda que com a adoção de uma ou algumas das medidas cautelares da Lei 12.403/2011". A Ministra Rosa Weber, relatora do caso no STF, no entanto, negou seguimento ao habeas corpus[16].

Referências

  1. «Nego do Borel aparece no 150BPM, febre do funk carioca». KondZilla. 10 de julho de 2018. Consultado em 24 de março de 2019 
  2. «Rennan da Penha é cria do "ritmo louco"». KondZilla. 9 de abril de 2017. Consultado em 24 de março de 2019 
  3. Luiza Oliveira (25 de abril de 2017). «DJ vira xodó dos boleiros e conta como é tocar para Adriano em baile funk». UOL. Consultado em 24 de março de 2019 
  4. «Babado forte no Pancadão». Veja. 8 de fevereiro de 2019. Consultado em 24 de março de 2019 
  5. «Baile da Gaiola sob comando Dj Renan da Penha». InFoco. 5 de setembro de 2017. Consultado em 24 de março de 2019 
  6. «Dono do hit 'Baile da Gaiola' participa de roda de samba em Manaus». D24AM. 18 de janeiro de 2019. Consultado em 24 de março de 2019 
  7. «Pela primeira vez, funk carioca invade pré-carnaval de Belém». DOL Diário Online. 17 de dezembro de 2018. Consultado em 24 de março de 2019 
  8. Aline Ramos (28 de novembro de 2018). «Um dos maiores DJs da atualidade decidiu levantar a bandeira LGBT no meio funk». Buzzfeed. Consultado em 24 de março de 2019 
  9. Samuel Pereira (25 de novembro de 2018). «DJ Rennan da Penha anuncia primeira edição LGBTQ+ do "Baile Funk da Gaiola" no Rio de Janeiro». Portal Famosos. Consultado em 24 de março de 2019 
  10. «Com Pepita, Baile da Gaiola ganha edição LGBT+». KondZilla. 26 de novembro de 2018. Consultado em 24 de março de 2019 
  11. João Victor (15 de janeiro de 2019). «Ludmilla vai lançar Vem Amor, Bate Não Para ao lado do DJ Rennan da Penha ainda esta semana!». Papel Pop. Consultado em 24 de março de 2019 
  12. Bárbara Schneider (20 de janeiro de 2016). «DJ é preso por associação ao tráfico». Band.com.br. Consultado em 24 de março de 2019 
  13. «Justiça do Rio manda prender o DJ Rennan da Penha, do Baile da Gaiola». Band.com.br. 23 de março de 2019. Consultado em 24 de março de 2019 
  14. «Justiça manda prender DJ do 'Baile da Gaiola' acusado de associação ao tráfico». Folha de S.Paulo. 23 de março de 2019. Consultado em 24 de março de 2019 
  15. «Justiça manda prender DJ Rennan da Penha, idealizador do 'Baile da Gaiola', por associação para o tráfico». Extra. 22 de março de 2019. Consultado em 24 de março de 2019 
  16. «STF nega pedido de liberdade de DJ Rennan da Penha do Baile da Gaiola». advogadocriminalistarj.blogspot.com. Consultado em 27 de março de 2019